Você está na página 1de 3

Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas

Universidade Técnica de Lisboa

Ficha de Disciplina
Plano de Estudos: Serviço Social
Área Científica Serviço Social
Unidade Curricular Desenvolvimento Comunitário
Pré-Requisitos Não tem
Obrigatório/ Opcional Obrigatória
Tipo Disciplina Semestral
Ciclo 1º
Ano 3º
Carga Lectiva 3 horas/semana
Métodos de Ensino Aulas teóricas e trabalho em seminário
Métodos de Avaliação Teste escrito e avaliação oral de conhecimentos ou avaliação de trabalhos
de grupo, oral e escrita
Língua de Instrução Português; bibliografia em diversas línguas europeias
Créditos ECTS 5
Tempo Trabalho Total Contacto
(horas) 130 65
Distribuição de Créditos 3 créditos ECTS para estudo individual de fontes em suporte escrito,
audiovisual e digital, e trabalho em equipa.
2 créditos ECTS para aulas, trabalho em seminário, apresentação e
discussão de trabalhos e provas de avaliação.
Programa 1. O processo de intervenção social em comunidades 2. As alterações do
ambiente de intervenção social 3. O DC: enquadramento geral 4.
Antropologia Aplicada e DC 5. Sociologia de Intervenção e DC 6.
Metodologia da intervenção comunitária 7. Campos específicos do DC

Objectivos Gerais Saber diagnosticar adequadamente situações-problema e definir estratégias


de intervenção social em contexto comunitário.
Objectivos Específicos 1. reconhecer as principais variáveis em jogo no trabalho comunitário;
2. discutir a relação entre Desenvolvimento Comunitário, funções
económicas e sociais do Estado e cidadania;
3. identificar a estrutura conceptual do Desenvolvimento Comunitário;
4. reconhecer a contribuição da Antropologia Aplicada, da Sociologia de
Intervenção e da Abordagem Sistémica para o Desenvolvimento
Comunitário;
5. descrever e discutir a metodologia do Desenvolvimento Comunitário nas
suas diversas fases;
6. aplicar o Desenvolvimento Comunitário a várias situações
Perfil de saída Pretende-se que o estudante aperfeiçoe a sua capacidade de trabalhar em
comunidades de diferente natureza, num contexto de frequente diversidade
cultural

Competências Adquiridas Competências para:


- caracterizar os diferentes contextos de trabalho em comunidade
- saber utilizar técnicas adequadas em contextos diferenciados.
Ficha de Disciplina
- saber situar-se em termos emocionais perante situações
potencialmente violentas.

Metodologia Através da leitura de um conjunto de textos obrigatórios e de exposições


realizadas em aula, cada aluno é convidado a exercitar a sua capacidade de
análise crítica, no sentido da operacionalização dos conhecimentos. Serão
utilizados métodos activos de aprendizagem que envolvam os alunos na
realização de actividades de análise e aplicação de conceitos, resultando na
aquisição de competências teóricas e metodológicas essenciais para
aplicação em diferentes situações de trabalho em contexto macrossocial.
Conteúdos Programáticos 1. O processo de intervenção social em comunidades
1.1. Elementos em jogo num processo de intervenção social
1.2. O choque de culturas, questão central em qualquer mudança
programada
1.3. Papel do interventor social
1.4. Um mapa conceptual do processo de intervenção social
2. As alterações do ambiente de intervenção social
2.1. A evolução dos condicionalismos ambientais
2.2. A evolução da intervenção social
3. O desenvolvimento comunitário: enquadramento geral
3.1. Conceitos-base
3.2. O Desenvolvimento Comunitário
3.3. Tipos de Desenvolvimento Comunitário
3.4. Relato de algumas experiências
3.5. Tendências actuais do Desenvolvimento Comunitário
4. Antropologia aplicada (AA) e desenvolvimento comunitário
4.1. Evolução dos interesses dominantes da AA
4.2. Valor da contribuição da AA para o trabalho comunitário
4.3. A questão da pobreza e o contributo da Antropologia
5. Sociologia de intervenção e desenvolvimento comunitário
5.1. Domínio e vertentes da Sociologia de intervenção (SI)
5.2. O método Paulo Freire, paradigma da SI
5.3. Empowerment e advocacy, dois conceitos integradores
5.4. A não-violência activa, uma estratégia de intervenção
6. Metodologia da intervenção comunitária
6.1. Uma bússola para a intervenção comunitária: a abordagem
sistémica
6.2. Passos para a intervenção em comunidades
7. Campos específicos do desenvolvimento comunitário
7.1. Desenvolvimento comunitário e educação
7.2. Desenvolvimento comunitário e saúde
7.3. Desenvolvimento comunitário e exclusão social
7.4. Desenvolvimento comunitário e acção macrossocial
7.5. Rumos promissores para o século XXI

Bibliografia Carmo, Hermano, 1999 – Desenvolvimento Comunitário, Lisboa,


Universidade Aberta
Carmo, Hermano, 2000, A actualidade do desenvolvimento comunitário
como estratégia de intervenção social, in Actas da 1ª Conferência sobre
Desenvolvimento Comunitário e Saúde Mental, Lisboa, ISPA
Carmo, Hermano, 2001 - A educação intercultural: uma estratégia para o
desenvolvimento, in Actas da 2ª Conferência sobre desenvolvimento
comunitário e saúde mental: diversidade e multiculturalidade, Lisboa, ISPA
Carmo, Hermano, 1996 - Exclusão social. Rotas de intervenção (Coord.),
Lisboa, ISCSP/UTL.
Carmo, Hermano, 2001, Direitos sociais para uma sociedade inclusiva:
linhas mestras de um encontro, “Cidade Solidária”, Santa Casa da
Misericórdia de Lisboa
Johnson, H. Wayne et al 1995, The social services. An introduction,
Itasca (Ilinois), F.E. Peacock Publishers, Inc
Ficha de Disciplina
Trilla, Jaume, 2003, Animação sociocultural, Lisboa, Instituto Piaget