Você está na página 1de 397

ÍNDICE

CONTROLE DE CÓDIGO FONTE PARA O VISUAL STUDIO

6

INTRODUÇÃO AO CONTROLE DE ORIGEM

6

O QUE HÁ DE NOVO NO CONTROLE DE ORIGEM PARA O VISUAL STUDIO

13

EXECUÇÃO DE TAREFAS DE CONTROLE DE ORIGEM

14

COMO: ADICIONAR UM PROJETO AO CONTROLE DE ORIGEM

14

COMO: ACOPLAR OU DESACOPLAR UMA SOLUÇÃO OU PROJETO

15

COMO: ALTERAR O LOCAL DA PASTA DE TRABALHO

16

COMO CONECTAR OU DESCONECTAR UMA SOLUÇÃO OU UM PROJETO

16

COMO: COPIAR UM ITEM SOB CONTROLE DE ORIGEM

17

COMO: EXCLUIR UM ITEM CONTROLADO POR ORIGEM

18

COMO ATIVAR RECUPERAÇÃO AUTOMÁTICA

19

COMO DESATIVAR A CRIAÇÃO DA PASTA <SOLUTIONNAME>.ROOT

19

COMO: ATIVAR CHECK-INS AUTOMÁTICOS

19

COMO: DESATIVAR CHECK-OUTS AUTOMÁTICOS

20

COMO: ATIVAR OU DESATIVAR CONTROLE DE ORIGEM

20

COMO: EXCLUIR UM ARQUIVO DE CONTROLE DE ORIGEM

21

COMO: MOVER UMA RAIZ DE LIGAÇÃO DE PROJETO

21

COMO: MOVER UM ITEM CONTROLADO POR FONTE

22

COMO: ABRIR UM PROJETO OU SOLUÇÃO DO CONTROLE DE ORIGEM

22

COMO: RENOMEAR UM ITEM CONTROLADO POR ORIGEM

23

COMO: DEFINIR OPÇÕES DE PLUG-IN

24

COMO: TROCAR PLUG-INS DE CONTROLE DE ORIGEM:

25

COMO: EXIBIR UMA LISTA DE ARQUIVOS COM CHECK-OUT

25

REFERÊNCIA A INTERFACE DO USUÁRIO DO CONTROLE DE ORIGEM

25

CAIXA DE DIÁLOGO CHANGE SOURCE CONTROL

26

CAIXA DE DIÁLOGO CHECK IN (CONTROLE DE CÓDIGO FONTE)

27

CHECK-OUT PARA A CAIXA DE DIÁLOGO EDIT (CONTROLE DE ORIGEM)

28

CAIXA DE DIÁLOGO GET (CONTROLE DE ORIGEM)

29

JANELA DE CHECK-INS PENDENTES

30

GUIAS DE PLUG-IN PARA CONTROLE DE ORIGEM (CAIXA DE DIÁLOGO OPTIONS)

31

CAIXA DE DIÁLOGO SOURCE CONTROL

34

CAIXA DE DIÁLOGO UNDO CHECKOUT (CONTROLE DE CÓDIGO FONTE)

35

CONFIGURAÇÕES DO VISUAL STUDIO

36

COMO: ALTERAR CONFIGURAÇÕES SELECIONADAS

37

TRABALHANDO COM CONFIGURAÇÕES

38

COMO: COMPARTILHAR CONFIGURAÇÕES ENTRE COMPUTADORES

38

COMO: ESPECIFICAR CONFIGURAÇÕES PARA UMA EQUIPE

40

IMPORT AND EXPORT SETTINGS WIZARD

40

ESCOLHA CONFIGURAÇÕES PARA EXPORTAR, IMPORTAR E EXPORTAR CONFIGURAÇÕES ASSISTENTE

41

NOMEIE O ARQUIVO DE CONFIGURAÇÕES, IMPORTAR E EXPORTAR CONFIGURAÇÕES ASSISTENTE

41

SALVAR CONFIGURAÇÕES ATUAIS, IMPORTAR E ASSISTENTE PARA EXPORTAÇÃO CONFIGURAÇÕES

41

ESCOLHA CONFIGURAÇÕES PARA IMPORTAR, IMPORTAR E ASSISTENTE CONFIGURAÇÕES EXPORTAÇÃO

42

ESCOLHA UM COLEÇÃO DE CONFIGURAÇÕES PARA IMPORTAR, IMPORTAR E ASSISTENTE CONFIGURAÇÕES EXPORTAÇÃO

42

<TASK> COMPLETE, IMPORT AND EXPORT SETTINGS WIZARD

43

WALKTHROUGHS VISUAL C#

44

EXPLICAÇÃO PASSO A PASSO: CRIANDO UM XML WEB SERVICES USANDO VISUAL BASIC OU VISUAL C# PASSO-A-PASSO: ACESSANDO UM XML WEB SERVICES UTILIZANDO VISUAL BASIC OU VISUAL C# UM COMPONENTE COM VISUAL C# WALKTHROUGH: CRIAÇÃO TAREFAS COMUNS USANDO MARCAS INTELIGENTES EM CONTROLES FORMS WINDOWS FAZENDO WALKTHROUGH:

44

48

53

 

57

COLEÇÕES DOS TIPOS PADRÃO COM O DESIGNERSERIALIZATIONVISIBILITYATTRIBUTE SERIALIZING WALKTHROUGH:

58

WALKTHROUGH: DEPURAÇÃO CONTROLES FORMS DO WINDOWS PERSONALIZADOS EM TEMPO DE DESIGN

61

CRIANDO UM CONTROLE DO WINDOWS FORMS QUE TAKES ADVANTAGE DOS RECURSOS DE TEMPO DE DESIGN VISUAL STUDIO WALKTHROUGH:

64

UM CONTROLE COMPOSTO COM VISUAL C# WALKTHROUGH: CRIAÇÃO

84

UM COMPONENTE MULTITHREADED SIMPLE COM VISUAL C# WALKTHROUGH: CRIAÇÃO

92

WALKTHROUGH: INHERITING A PARTIR DE UM CONTROLE DO WINDOWS FORMS COM VISUAL C#

100

EXPLICAÇÕES PASSO-A-PASSO DO VISUAL STUDIO

104

WALKTHROUGHS DE APLICATIVOS CLIENTE RICH

104

WALKTHROUGH: CRIANDO UM APLICATIVO CLIENTE RICH COM MFC

105

WALKTHROUGHS APPLICATION DE FORMULÁRIOS DA WEB

114

EXPLICAÇÃO PASSO A PASSO: CRIANDO UMA PÁGINA WEB BÁSICA NO VISUAL WEB DEVELOPER 115

124

PASSO-A-PASSO: LIGAÇÃO DE DADOS PARA UM OBJETO CORPORATIVO PERSONALIZADO . 134

EXPLICAÇÃO PASSO A PASSO: DEPURAÇÃO DE PÁGINAS DA WEB NO VISUAL WEB DEVELOPER 141

PASSO-A-PASSO: CRIANDO E USANDO PÁGINAS MESTRAS DO ASP.NET NO VISUAL WEB DEVELOPER 148

159

EXPLICAÇÃO PASSO A PASSO: CRIANDO UMA PÁGINA WEB PARTS NO VISUAL WEB DEVELOPER 165

EXPLICAÇÃO PASSO A PASSO: CRIANDO UM SITE WEB COM ASSOCIAÇÃO E LOGIN DE USUÁRIO (VISUAL STUDIO)

175

PASSO-A-PASSO: CRIANDO E USANDO UM SERVIÇO DA WEB ASP.NET NO VISUAL WEB DEVELOPER 188

196

CRIANDO E ACESSANDO EXPLICAÇÕES PASSO A PASSO DE XML WEB SERVICES

EXPLICAÇÃO PASSO A PASSO: CRIANDO UM XML WEB SERVICES USANDO VISUAL BASIC OU

VISUAL

C# 197

PASSO-A-PASSO: PERSONALIZANDO UM SITE USANDO TEMAS NO VISUAL STUDIO

PASSO-A-PASSO: ACESSO A DADOS BÁSICO EM PÁGINAS DA WEB

PASSO-A-PASSO: CRIANDO UM XML WEB SERVICE USANDO C++ E O CLR

202

WALKTHROUGH: CRIANDO UM SERVIÇO DA WEB XML USANDO ATL SERVER

207

PASSO-A-PASSO: ACESSANDO UM XML WEB SERVICE USANDO C++ E O CLR

211

PASSO-A-PASSO: ACESSANDO UM XML WEB SERVICE USANDO C++

215

PASSO-A-PASSO: CRIANDO UM APLICATIVO DISTRIBUÍDO

220

CONTROLE DE CÓDIGO FONTE PARA O VISUAL STUDIO

228

INTRODUÇÃO AO CONTROLE DE ORIGEM

228

O QUE HÁ DE NOVO NO CONTROLE DE ORIGEM PARA O VISUAL STUDIO

235

EXECUÇÃO DE TAREFAS DE CONTROLE DE ORIGEM

236

COMO: ADICIONAR UM PROJETO AO CONTROLE DE ORIGEM

236

COMO: ACOPLAR OU DESACOPLAR UMA SOLUÇÃO OU PROJETO

237

COMO: ALTERAR O LOCAL DA PASTA DE TRABALHO

238

COMO CONECTAR OU DESCONECTAR UMA SOLUÇÃO OU UM PROJETO

238

COMO: COPIAR UM ITEM SOB CONTROLE DE ORIGEM

239

COMO: EXCLUIR UM ITEM CONTROLADO POR ORIGEM

240

COMO ATIVAR RECUPERAÇÃO AUTOMÁTICA

240

COMO DESATIVAR A CRIAÇÃO DA PASTA <SOLUTIONNAME>.ROOT

241

COMO: ATIVAR CHECK-INS AUTOMÁTICOS

241

COMO: DESATIVAR CHECK-OUTS AUTOMÁTICOS

242

COMO: ATIVAR OU DESATIVAR CONTROLE DE ORIGEM

242

COMO: EXCLUIR UM ARQUIVO DE CONTROLE DE ORIGEM

243

COMO: MOVER UMA RAIZ DE LIGAÇÃO DE PROJETO

243

COMO: MOVER UM ITEM CONTROLADO POR FONTE

244

COMO: ABRIR UM PROJETO OU SOLUÇÃO DO CONTROLE DE ORIGEM

244

COMO: RENOMEAR UM ITEM CONTROLADO POR ORIGEM

245

COMO: DEFINIR OPÇÕES DE PLUG-IN

246

COMO: TROCAR PLUG-INS DE CONTROLE DE ORIGEM:

247

COMO: EXIBIR UMA LISTA DE ARQUIVOS COM CHECK-OUT

247

REFERÊNCIA A INTERFACE DO USUÁRIO DO CONTROLE DE ORIGEM

247

CAIXA DE DIÁLOGO CHANGE SOURCE CONTROL

247

CAIXA DE DIÁLOGO CHECK IN (CONTROLE DE CÓDIGO FONTE)

249

CHECK-OUT PARA A CAIXA DE DIÁLOGO EDIT (CONTROLE DE ORIGEM)

250

CAIXA DE DIÁLOGO GET (CONTROLE DE ORIGEM)

251

JANELA DE CHECK-INS PENDENTES

252

GUIAS DE PLUG-IN PARA CONTROLE DE ORIGEM (CAIXA DE DIÁLOGO OPTIONS)

253

CAIXA DE DIÁLOGO SOURCE CONTROL

256

CAIXA DE DIÁLOGO UNDO CHECKOUT (CONTROLE DE CÓDIGO FONTE)

257

CONFIGURAÇÕES DO VISUAL STUDIO

259

COMO: ALTERAR CONFIGURAÇÕES SELECIONADAS

260

TRABALHANDO COM CONFIGURAÇÕES

261

COMO: COMPARTILHAR CONFIGURAÇÕES ENTRE COMPUTADORES

261

COMO: ESPECIFICAR CONFIGURAÇÕES PARA UMA EQUIPE

263

IMPORT AND EXPORT SETTINGS WIZARD

263

ESCOLHA CONFIGURAÇÕES PARA EXPORTAR, IMPORTAR E EXPORTAR CONFIGURAÇÕES ASSISTENTE

264

NOMEIE O ARQUIVO DE CONFIGURAÇÕES, IMPORTAR E EXPORTAR CONFIGURAÇÕES ASSISTENTE

264

SALVAR CONFIGURAÇÕES ATUAIS, IMPORTAR E ASSISTENTE PARA EXPORTAÇÃO CONFIGURAÇÕES

264

ESCOLHA CONFIGURAÇÕES PARA IMPORTAR, IMPORTAR E ASSISTENTE CONFIGURAÇÕES EXPORTAÇÃO

265

ESCOLHA UM COLEÇÃO DE CONFIGURAÇÕES PARA IMPORTAR, IMPORTAR E ASSISTENTE CONFIGURAÇÕES EXPORTAÇÃO

265

<TASK> COMPLETE, IMPORT AND EXPORT SETTINGS WIZARD

266

GERENCIAR SOLUÇÕES, PROJETOS E ARQUIVOS

267

INTRODUÇÃO AO SOLUÇÕES, PROJETOS, E ITENS

267

PROPRIEDADES DE PROJETO (VISUAL STUDIO)

269

GERENCIANDO PROPRIEDADES DE PROJETO COM O DESIGNER DE PROJETO

269

GERENCIANDO PROPRIEDADES DE APLICATIVO

269

COMO: ESPECIFICAR INFORMAÇÕES DE ASSEMBLY

269

COMO ALTERAR UM NOME DE CONJUNTO:

269

COMO: ALTERAR O NAMESPACE PARA UM APLICATIVO

270

COMO: ALTERAR O TIPO DE APLICATIVO

270

COMO: ALTERAR O OBJETO DE INICIALIZAÇÃO PARA UM APLICATIVO

271

COMO: ESPECIFICA UM ÍCONE DE APLICATIVO

272

COMO: ATIVAR ESTILOS VISUAIS

272

COMO: ESPECIFICAR COMPORTAMENTO DE INSTÂNCIAS PARA UM APLICATIVO

273

COMO: ATIVAR AUTENTICAÇÃO DE USUÁRIO PERSONALIZADA

274

COMO: ESPECIFICAR O COMPORTAMENTO DE DESLIGAMENTO PARA UM APLICATIVO

274

GERENCIANDO REFERÊNCIAS

275

REFERÊNCIAS DE PROJETO

275

SOLUCIONANDO PROBLEMAS DE REFERÊNCIAS QUEBRADAS

276

COMO: ADICIONAR OU REMOVER REFERÊNCIAS NO VISUAL STUDIO

278

COMO: ADICIONAR OU REMOVER NAMESPACES IMPORTADOS

280

COMO: REMOVER REFERÊNCIAS NÃO USADAS

281

COMO: DEFINIR A PROPRIEDADE COPY LOCAL (COPIAR LOCALMENTE) DE UMA REFERÊNCIA

282

GERENCIANDO RECURSOS DE APLICATIVO

283

COMO: ADICIONAR OU REMOVER RECURSOS

283

COMO: ADICIONAR OU REMOVER RECURSOS DE SEQÜÊNCIA DE CARACTERES

285

COMO: EDITAR RECURSOS

286

COMO: EDITAR RECURSOS QUE SÃO SEQÜÊNCIAS DE CARACTERES

288

COMO: ASSOCIAR UM EDITOR COM UM TIPO DE RECURSO

289

RECURSOS VINCULADOS VERSUS RECURSOS INCORPORADOS

290

COMO: CRIAR RECURSOS INCORPORADOS

291

COMO: IMPORTAR OU EXPORTAR RECURSOS

291

GERENCIANDO DEFINIÇÕES DO APLICATIVO

292

CONFIGURAÇÕES DE APLICATIVO

293

COMO: ADICIONAR OU REMOVER CONFIGURAÇÕES DE APLICATIVO

295

COMO: ACESSAR EVENTOS DE CONFIGURAÇÃO

296

GERENCIANDO PROPRIEDADES DE PROJETO C# E J#

297

COMO DEFINIR PROPRIEDADES DO PROJETO (C#, J#):

297

COMO: DEFINIR O CAMINHO DE REFERÊNCIA (C#, J#)

298

COMO: DEFINIR AS PROPRIEDADES DE COMPILAÇÃO (C#, J#)

299

COMO: ESPECIFICAR EVENTOS DE COMPILAÇÃO

300

COMO: ADICIONAR E REMOVER REFERÊNCIAS NO VISUAL STUDIO (C#, J#)

300

LOCAL E PROJETOS DA WEB

301

PROPRIEDADES DE ARQUIVO

302

TIPOS DE ARQUIVOS E EXTENSÕES DE ARQUIVOS NO VISUAL BASIC, VISUAL C#, E VISUAL J#

304

MODELOS DE PROJETO PADRÃO NO VISUAL STUDIO

310

COMO: RESTAURAÇÃO DE MODELOS DE PROJETO PADRÃO

311

MODELO CLASS LIBRARY

312

MODELO DE APLICATIVO DE CONSOLE

312

MODELO EMPTY PROJECT

312

MODELO DE BIBLIOTECA DE CONTROLES DA WEB

313

MODELO DE APLICATIVO WINDOWS

313

MODELO DE CONTROLE DE BIBLIOTECA DO WINDOWS

313

MODELO DE SERVIÇO DO WINDOWS

313

REFERENCIANDO NAMESPACES E COMPONENTES

313

REFERÊNCIAS DE PROJETO

314

SOLUCIONANDO PROBLEMAS DE REFERÊNCIAS QUEBRADAS

314

CONVENÇÕES DE NOMENCLATURA PARA ARQUIVO DE RECURSO

316

RECURSOS XML

317

RECURSOS NÃO-XML

317

CONFIGURANDO APLICATIVOS USANDO PROPRIEDADES DINÂMICAS

317

INTRODUÇÃO A PROPRIEDADES DINÂMICAS (VISUAL STUDIO)

317

PERSONALIZAR E AUTOMATIZAR O AMBIENTE DE DESENVOLVIMENTO

323

PERSONALIZAR O AMBIENTE DE DESENVOLVIMENTO

323

COMO: PERSONALIZAR AJUDA DINÂMICA

324

COMO PERSONALIZAR BARRAS DE FERRAMENTAS VISUAL STUDIO ():

327

COMO INICIAR FERRAMENTAS NO VISUAL STUDIO:

329

COMO PERSONALIZAR A SEÇÃO DE NOTÍCIAS DA PÁGINA INICIAR:

331

COMO ALTERAR O ITEM EXIBIDO EM INICIAR BACKUP DO AMBIENTE DE DESENVOLVIMENTO DO:

331

TRABALHANDO COM CONFIGURAÇÕES

332

COMO: COMPARTILHAR CONFIGURAÇÕES ENTRE COMPUTADORES

340

COMO: ALTERAR CONFIGURAÇÕES SELECIONADAS

342

COMO: ESPECIFICAR CONFIGURAÇÕES PARA UMA EQUIPE

342

GERENCIAMENTO DE JANELA

343

TIPOS JANELA

343

COMO: ORGANIZAR E ANCORAR JANELAS

345

HOW TO: WINDOWS IDE DE LISTA E ARQUIVOS ACTIVE

349

CAIXA DE DIÁLOGO DO WINDOWS VISUAL STUDIO ()

350

CAIXA DE DIÁLOGO COLUNAS

351

CAIXA DE DIÁLOGO COLUNAS DE CLASSIFICAÇÃO

352

COMO: NAVEGAR DENTRO DO AMBIENTE DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO

353

AUTOMAÇÃO E EXTENSIBILIDADE PARA VISUAL STUDIO

353

ESTENDENDO O AMBIENTE VISUAL STUDIO

353

O

QUE HÁ DE NOVO NO EXTENSIBILIDADE E AUTOMAÇÃO DO VISUAL STUDIO 2005

354

NOVOS MEMBROS DE AUTOMAÇÃO PARA VISUAL STUDIO 2005

356

PRÁTICAS RECOMENDADAS PARA SEGURANÇA NA AUTOMAÇÃO

368

O

ESPECTRO DE AUTOMAÇÃO VISUAL STUDIO

369

ESCOLHENDO A ABORDAGEM DE AUTOMAÇÃO ADEQUADA

371

FUNCIONAL GRUPOS DE AUTOMAÇÃO

372

ACESSANDO O MODELO DE AUTOMAÇÃO POR USANDO MACROS

373

CRIANDO ADD-INS E ASSISTENTES

374

REFERÊNCIA CONJUNTOS DE AUTOMAÇÃO E O OBJETO DTE2

375

CONTROLAR PROJETOS E SOLUÇÕES

376

CRIANDO E CONTROLLING AMBIENTE WINDOWS

377

COMO CRIAR E ANEXAR A OUTRA INSTÂNCIA DO VISUAL STUDIO:

378

INTRODUÇÃO À EXTENSIBILIDADE DE PROJETO

383

BEM-VINDO AO ASSISTENTE SUPLEMENTO, ASSISTENTE PARA ADICIONAR-IN VISUAL STUDIO

386

VISUAL STUDIO COMANDOS E OPÇÕES

389

JANELA DE COMANDO

391

JANELA IMMEDIATE

393

LOCALIZAR / COMANDO CAIXA

395

COMANDOS GUIA, PERSONALIZAR CAIXA DE DIÁLOGO VISUAL STUDIO ()

396

Controle de Código Fonte para o Visual Studio

Sem sair do ambiente de desenvolvimento, você pode gerenciar seus projetos individuais e de equipe facilmente usando os recursos do controle de código fonte do Microsoft Visual Studio. O controle de código fonte do Visual Studio permite que você:

Gerencie o acesso ao banco de dados. O controle de código fonte do Visual Studio fornece suporte ao acesso de arquivos compartilhados e individuais. Também provê mecanismos para mesclagem de arquivos.

Recuperar versões sucessivas de itens sob controle de versão. A maioria dos pacotes do controle de código fonte do Visual Studio armazenam dados que distinguem as diferentes versões de um item sob controle de versão.

Manter o histórico detalhado dos itens sob controle de versão. Muitos pacotes fornecem mecanismos para armazenar e recuperar o histórico de um item, por exemplo, data e hora de criação.

Trabalhar de modo colaborativo em projetos e soluções. Com o compartilhamento de arquivos, é possível que diferentes projetos e soluções compartilhem o mesmo item sob controle de versão. Alterações feitas em um item compartilhado são refletidas em todos os projetos e soluções.

Automatizar as operações de controle de código fonte mais comuns. Por exemplo, um pacote do controle de de código fonte do Visual Studio pode definir uma interface de linha de comando que ofereça suporte a recursos importantes do controle de código fonte. Você pode usar essa interface em arquivos em lotes para automatizar as tarefas de controle de código fonte executadas regularmente.

Recuperar exclusões acidentais. O controle de código fonte do Visual Studio fornece suporte a restauração da última versão do arquivo em que foi realizado o check-in.

Economizar espaço em disco no pacote do controle de código fonte e no servidor associado.

Introdução ao controle de origem

O Visual Studio oferece suporte ao controle de origem usando a camada Visual Studio Integration Protocol (VSIP) no seu Integrated Development Environment (IDE). VSIP pode hospedar uma variedade de pacotes de controle de origem, geralmente implementados como plug-ins escritos para os protocolos apropriados. Um exemplo de um plug-in de controle de origem é o plug-in SourceSafe LAN suportado pelo Visual SourceSafe. Para obter detalhes do plug-in, consulte a ajuda do Visual SourceSafe.

Observação

Observação

O Visual Studio trata pacotes de controle de origem como plug-ins, embora eles possam ser implementados como outros tipos de módulos de software.

O controle de origem do Visual Studio é simplesmente um ambiente para plug-ins

de controle de origem de terceiros. Por isso, sua funcionalidade só é ativada pela instalação de um plug-in. Para usar um plug-in de controle da origem de terceiros, você deve, geralmente, instalar o aplicativo de terceiros e/ou o(s) plug-in(s) de controle de origem nos computadores cliente e servidor para seu site. Depois de instalar como indicado pelas instruções de terceiros, sua funcionalidade estará

disponível através do Visual Studio. As operações que estão ativas são variáveis, dependendo do plug-in de controle de origem. Você deve consultar a documentação de terceiros para detalhes operacionais de pacotes específicos.

Consulte "Visão Geral (controle de origem)" na ajuda do Visual Studio para obter detalhes de design de controle de origem no Visual Studio. Esta seção da Ajuda também fornece todas as informações que serão necessárias para desenvolver um pacote de controle de origem de terceiros que seja compatível com Visual Studio.

Noções básicas de controle de origem suportados pelo Visual Studio

O suporte de controle de origem básico no Visual Studio inclui a configuração de

plug-in de controle de origem e opções de ambiente, comutação de plug-in, acesso ao banco de dados, versionamento e manipulação de projetos do Visual Studio,

soluções e arquivos e metadados associados. O controle de origem no Visual Studio também aplica protocolos do controle de acessos ao banco de dados, por exemplo,

o estilo de trabalho Lock-Modify-Unlock, no qual um usuário que quer modificar um

arquivo deve verificá-lo exclusivamente.

É importante lembrar que você deve usar controle de origem em mecanismos do

Visual Studio para interagir com um plug-in de controle de origem. Não use outras aplicações de cliente apresentadas por terceiros que forneçam o plug-in, por exemplo, Visual SourceSafe Explorer. O uso apropriado dos mecanismos de controle de origem no Visual Studio garante que somente arquivos corretos sejam adicionados ao controle de origem e que os arquivos de projeto e solução do Visual Studio sejam atualizados com os detalhes corretos do plug-in específico.

Configuração de Plug-in de Controle de Origem e Comutação

O controle de origem do Visual Studio suporta configuração e comutação de plug-in

através da entrada Source Control na caixa de diálogo Options. Esta entrada é acessível selecionando-se Options no menu Tools do Visual Studio. Você usará a caixa de diálogo Options para selecionar o plug-in que você deseja utilizar para controle de origem, e configurar as opções de ambiente para o plug-in.

Antes que você e sua equipe possam aproveitar as vantagens dos recursos de controle de origem no Visual Studio IDE, você deve:

Determinar se qualquer plug-in de controle de origem está disponível.

Se o plug-in de controle de origem que você deseja usar não estiver instalado em seu computador, instale o produto de terceiros que ofereça suporte ao plug-in e reinicie o Visual Studio para registrá-lo.

Criar um banco de dados de controle de origem de acordo com a funcionalidade do determinado plug-in.

Envie um link, com o local do banco de dados, para todos os membros da equipe.

Acesso ao Banco de dados

Comandos básicos de acesso ao banco de dados, por exemplo, Check Out e Add to Source Control, estão disponíveis no menu File do Visual Studio. No entanto, esses comandos são ativados somente depois que você tiver escolhido o plug-in de

controle de origem que deseja usar. Quando você usa um dos comandos básicos de acesso ao banco de dados, o plug-in que você tiver escolhido chama a correspondente funcionalidade de terceiros e/ou o ambiente para concluir a operação associada.

Algumas operações de acesso são ativadas somente com o plug-in selecionado, enquanto outras operações estão somente disponíveis quando você também tiver selecionado um projeto do Visual Studio, solução, ou arquivo no Solution Explorer do Visual Studio. Por exemplo, você pode usar um comando Add to Source Control depois de ter escolhido um plug-in. Entretanto, para usar um comando Check In, você deve ter um item selecionado no Solution Explorer.

Manipulação de arquivo pelo controle de origem

Você pode adicionar os seguintes arquivos ao controle de origem do Visual Studio:

Arquivos de solução (*.SLN).

Arquivo de projeto, por exemplo, arquivos *.csproj, *.vbproj.

Arquivos de configuração de aplicativos com base em XML, usados para controlar comportamento em tempo de execução de um projeto do Visual Studio.

Arquivos que você não pode adicionar ao controle de origem incluem o seguinte:

Arquivos de opção de solução de usuário (*.suo).

Arquivos de opção de projeto de usuários, por exemplo, arquivos * csproj.user, *. vbproj.user

Arquivos de informação da Web, por exemplo, *.csproj.webinfo, *. vbproj.webinfo, que controlam o local da raiz virtual de um projeto da Web

Criar arquivos de saída, por exemplo, arquivos *.dll e *.exe.

A propagação da alteração do espaço para nome

O controle de origem do Visual Studio oferece suporte à propagação de alteração

do espaço para nome em plug-ins controle de origem. Propagação de alteração aplica-se a operações de exclusão, renomeação e mudança de local. Quando você

solicitar uma operação para qual a propagação de alteração estiver ativada, o plug-

in de controle de origem irá alterar a cópia de trabalho do item controlado por

fonte, a cópia principal no banco de dados, e as cópias de outros usuários, quando você fizer o check-in no item e os outros usuários o recuperarem.

Como Controle de Origem Trata Soluções e Projetos

Quando você adiciona uma solução ou projeto ao controle de origem, a primeira coisa que um plug-in de controle de origem deve fazer é identificar uma raiz única para o item que está sendo adicionado. Esta raiz é um caminho ao diretório pai de todas as pastas de trabalho e arquivos que compõem a solução ou projeto.

Uma raiz única geralmente mapeia para um caminho físico no disco. Contudo, se uma solução contém arquivos ou projetos que residem em mais de uma unidade de disco, não há nenhuma pasta física à qual uma raiz única pode fazer o mapa. Uma solução pode mapear a unidade de disco, mas a raiz única de um controle de

origem, não. Para apoiar esta situação, o controle de origem do Visual Studio apóia

o conceito de uma raiz super-unificada. Este tipo da raiz é um contêiner virtual e

todos os projetos e os arquivos em uma solução controlada por fonte estão localizados abaixo dele.

Quando você adiciona uma solução usando um plug-in de controle de origem com recursos avançados, o plug-in cria uma pasta raiz vazia de solução no banco de dados. Esta pasta conterá todos os itens em uma solução controlada por fonte. Por padrão, essa pasta é < nomedasolucao >.root.

Observação

Observação

Quando você adicionar um projeto único ao controle de origem, a pasta .root não será criada.

O uso de solução raiz oferece os seguintes benefícios:

Menos prompt. A solução raiz minimiza o número potencial de ligações de controle de origem para uma solução e, assim, minimiza o número de avisos aos usuários quando você adiciona uma solução para controle de origem e executa outras tarefas.

Encapsulamento do projeto. A solução raiz garante que todos os projetos em uma solução possam ser identificados como pertencentes ao mesmo conjunto, mesmo quando uma ou mais projetos residam em diferentes partições ou computadores.

Você pode desativar a criação de pasta < nomedasolucao >.root, mas isso não é

recomendável. Para mais informações, consulte COMO: desativar a criação da pasta

< nomedasolucao>.root.

Soluções no Visual Studio são bem-formadas ou não. Uma solução bem-formada é uma solução para a qual a estrutura hierárquica no disco combina com a sua estrutura no Solution Explorer. Todos os projetos em uma solução bem-formada são armazenados em subpastas da pasta solução no disco. Se a solução é bem- formada quando você a adiciona ao controle de origem, o plug-in do controle de origem cria uma pasta abaixo da pasta *.root para conter as cópias principais de arquivo de solução (*.sln) e arquivos de opção de solução de usuários (*.suo) para a solução. Finalmente, o plug-in de controle de origem cria uma pasta sob a pasta .sln para cada projeto adicional no banco de dados do controle de origem.

Se uma solução não é bem-formada, o plug-in do controle de origem cria uma pasta para a solução e para o seu projeto inicial. Em seguida, as pastas para cada projeto adicional são criadas em paralelo com a pasta de solução.

Modos de exibição de uma solução ou projetos

Visual Studio fornece três modos diferentes de exibição de uma solução controlada por origem ou projeto: design, controle de origem, e físico. Muitas tarefas de controle de origem são mais fáceis de executar quando não há um mapeamento um-para-um entre os elementos individuais desse modo de visualização. Contudo, se você criar as suas soluções e projetos e os acrescentar ao controle de origem usando as configurações padrões do Visual Studio, suas soluções e projetos não serão, necessariamente, organizados do mesmo modo no disco como eles estão no Solution Explorer e no banco de dados.

O modo design de uma solução ou projeto, que você vê no Solution Explorer, é um

retrato lógico do conteúdo de uma solução ou projeto. Geralmente, o modo design

é limpo e significativo. Arquivos desnecessários estão ocultos e arquivos de vários locais físicos diferentes são colocados em um contêiner de projeto único.

O modo de controle de origem de uma solução ou projeto, que você vê em um

aplicativo autônomo, como Visual SourceSafe Explorer, é também um modo de exibição lógico de uma solução ou projeto. Entretanto, o modo de exibição de controle de origem não é, necessariamente, um reflexo do modo de exibição lógico.

O modo de exibição físico de uma solução ou projeto, que você vê no Windows File

Explorer, provavelmente não refletirá a estrutura hierárquica da lógica ou visão do

controle de origem.

As diretrizes a seguir podem ajudá-lo a obter fidelidade organizacional entre o modos de exibição de design, físico e controle de origem de suas soluções controladas por fonte e projetos:

Primeiro, crie uma solução em branco e adicione projetos a ela. Isso o ajuda a manter a relação lógica pai-filho entre uma solução e seus projetos no armazenamento. Em seguida, quando você adicionar a solução ao controle de origem, o modo de exibição de controle de origem e design irá espelhar a hierarquia da solução no disco.

Atribua a cada solução um nome exclusivo e descritivo que se diferencia do nome de cada um dos projetos contidos.

Evite adicionar arquivos de link para uma solução ou projeto controlado por fonte origem.

Se possível, armazene todos os arquivos de uma solução ou projeto em uma unidade de disco.

Conexões de controle de origem e ligações

O Visual Studio define uma conexão como uma ligação de dados ativa entre o

Visual Studio e um servidor de banco de dados. Quando você adiciona uma solução ou projeto ao controle de origem, o plug-in de controle de origem copia o item e todo o seu conteúdo do disco para o banco de dados. Uma pasta controle de origem

é criada para cada pasta que contém um arquivo solução ou projeto. Após adicionar

o item, o plug-in de controle de origem vincula sua cópia de trabalho local de uma

solução ou projeto à sua versão no banco de dados.

Cada solução controlada por origem tem, pelo menos, uma ligação de controle de origem. No entanto, um item pode ter várias ligações e requerer várias conexões com o banco de dados. O número de vínculos e conexões depende de como você cria a solução inicialmente e se seus projetos e arquivos estão todos salvos na mesma partição.

Como um exemplo de vínculos e conexões, pense em uma solução bem formada de controle de origem, com vários projetos, como uma casa com várias salas. Quando você constrói a casa, você pode instalar uma linha de dados única de alta velocidade de uma sala à rua. Você instala um roteador atrás de um firewall para distribuir a alimentação de dados para outras salas e você paga um provedor de serviços de Internet para conectar sua casa com a Internet.

Você pode pensar em vínculo de controle de origem como representação da linha de dados única criada para a casa. Quando você abre uma solução controlada por fonte, uma conexão é criada através dessa ligação. A conexão estabelece um 'aperto de mão' entre a sua cópia de trabalho da solução no disco e a cópia mestra da solução no banco de dados.

Se uma solução controlada por origem não for bem formada, você pode vê-la como uma casa na qual cada sala é unida à Internet diretamente. Tarifas de Internet são mais caras do que as da casa de conexão única, os custos de manutenção são

superiores, e mudar para um provedor de serviços de Internet diferente é muito mais difícil e demorado.

Idealmente, uma solução e seu projeto compartilham uma ligação de controle de origem única. Soluções Single-Binding são mais gerenciáveis do que soluções Multiple-Binding. Elas tornam mais fácil:

Desconectar do controle de origem para trabalhar off-line.

Conectar-se ao banco de dados após a reconexão com a rede.

Ramificar em uma etapa.

Você pode criar uma solução de multiprojeto com uma ligação única, criando uma solução em branco antes de adicionar seus projetos. Você também pode fazer isso, selecionando a opção Create Directory for Solution na caixa de diálogo New Project, ao criar um par de solução de multiprojeto.

Se você criar um par de solução de multiprojeto em uma etapa e não selecionar a opção Create Directory for Solution na caixa de diálogo New Project (desativado por padrão), uma segunda ligação será criada quando você adicionar um segundo projeto à solução. Uma ligação é criada para o projeto inicial e para a solução. Ligações adicionais são criadas para cada projeto adicional.

Terminologia de controle de origem

A documentação do Visual Studio usa um número de termos para descrever recursos e conceitos de controle de origem. A tabela a seguir define alguns dos termos comuns.

Versão base

A versão do servidor de um arquivo do qual uma versão local é derivada.

Vinculação

Informação que correlaciona uma pasta de trabalho de uma solução ou projeto no disco à pasta no banco de dados.

Ramificação

Processo de criar uma nova versão, ou ramificação, de um arquivo compartilhado ou projeto sob controle de origem. Uma vez que uma ramificação tenha sido criada, as duas versões sob controle de origem terão um histórico compartilhado até um determinado ponto e históricos divergentes após esse ponto.

Conflito

Duas ou mais alterações diferentes para a mesma linha do código em situações em que dois ou mais desenvolvedores tenham feito o check-out e editado o mesmo arquivo.

Conexão

Uma ligação de dados ativa entre um cliente do controle de origem (por exemplo, Visual Studio) e um servidor de banco de dados do controle de origem.

Banco de dados

Local onde todas as cópias mestre, histórico, estruturas de projeto e informações do usuário são armazenados. Um projeto sempre está contido em um banco de dados. Vários projetos podem ser armazenados em um banco de dados, e vários bancos de dados podem ser usados. Outros termos

normalmente usados para um banco de dados são repositório e armazenamento.

Histórico

Registro de alterações de um arquivo desde que ele tenha sido adicionado, inicialmente, no controle de origem. Com o controle de versão, você pode retornar a qualquer ponto no histórico do arquivo e recuperar o arquivo como ele existia até esse momento.

Rótulo

Nome definido pelo usuário anexado a uma versão específica de um item controlado por fonte.

Cópia local

Arquivo em uma pasta de trabalho do usuário para a qual são copiadas alterações antes que seja feito um check-in. Uma cópia local é, às vezes, chamada de uma cópia de trabalho.

Cópia mestra

A versão mais recente do check-in de um arquivo controlado por fonte, em oposição à cópia local de um arquivo em sua pasta de trabalho. Outros termos para cópia mestra são versão do servidor e versão do banco de dados.

Mesclar

Processo de combinar diferenças entre duas ou mais versões modificadas de um arquivo em uma nova versão de arquivo. Mesclar pode afetar diferentes versões do mesmo arquivo ou alterações feitas a uma mesma versão do arquivo.

Arquivo compartilhado

Um arquivo com versões que residem em mais de uma localidade de controle de origem. Outros termos para um arquivo compartilhado são cópia e atalho.

Raiz solução

Uma pasta vazia em um banco de dados que contém todos os itens de uma solução controlada por origem. Por padrão, essa pasta é < nomedasolucao >.root.

Raiz Super-unificada

Um contêiner virtual abaixo do qual todos os projetos e os arquivos em uma solução controlada por origem estão localizados. Por exemplo [SUR]: \. é a raiz super-unificada de uma solução controlada por origem contendo projetos localizados em [SUR]:\C:\Solucao\Proj1 e [SUR]:\D:\Proj2.

Raiz unificada

Um caminho para a pasta pai de todas as pastas de trabalho e arquivos em uma solução ou projeto controlado por origem. Por exemplo, C:\Solucao é a raiz unificada de uma solução controlada por origem contendo arquivos localizados em C:\Solucao, C:\Solucao\Proj1 e C:\Solucao\Proj2.

Pasta de trabalho

Local no qual as cópias locais de itens controlados por origem são armazenados, geralmente no seu próprio computador. Outro termo para uma pasta de trabalho é espaço de trabalho.

O que há de novo no controle de origem para o Visual Studio

O Visual Studio tem dado suporte a controle de origem e integração de plug-ins de controle de origem há algum tempo. Entretanto, a versão atual inclui um número de aperfeiçoamentos de integração. Para informações sobre novos recursos da parte de controle de origem do SDK do ambiente Visual Studio, consulte "Novidades para controle de origem"

consulte "Novidades para controle de origem" Alternância de plug-in Controle de origem agora permite

Alternância de plug-in

Controle de origem agora permite alternar entre todos os tipos de plug-ins de controle de origem em Options no menu Tools. Esta alternância permite a substituição completa da interface do usuário e permite um plug-in por solução.

Melhorias no acesso ao projeto via aberturas assíncronasda interface do usuário e permite um plug-in por solução. Controle de origem do Visual Studio

Controle de origem do Visual Studio foi aprimorado para abrir soluções de forma assíncrona e refletir o progresso de uma operação de abertura modificando os ícones no Solution Explorer. O recurso de abertura assíncrona marca projetos que ainda estão sendo baixados com uma ampulheta, e marca projetos totalmente baixados para acesso assim que eles estiverem disponíveis. Isso significa que você pode abrir e começar a trabalhar em um projeto mesmo que o Visual Studio esteja ainda abrindo os outros projetos na solução.

Observação

Observação

Este recurso está apenas disponível para Visual Basic, C#, J# e projetos da Web e não possui suporte de todos os plug-ins de controle de origem.

Melhorias na caixa de diálogo do Visual Studio para dar suporte a controle de origem

Os seguintes aperfeiçoamentos de acesso a arquivo foram feitos nas caixas de diálogo do Visual Studio:

foram feitos nas caixas de diálogo do Visual Studio: • Agora você pode adicionar projetos ao

Agora você pode adicionar projetos ao controle de origem e abri-los facilmente usando a nova guia Source Control Stores na caixa de diálogo Open Project.

Você pode adicionar um arquivo existente do controle de origem a um projeto usando a caixa de diálogo Add Existing Item.

Você pode adicionar automaticamente soluções e projetos ao controle de origem marcando a caixa de seleção Add to Source Control na caixa de diálogo New Project.

Add to Source Control na caixa de diálogo New Project . Sincronização de exclusões, renomeações e

Sincronização de exclusões, renomeações e movimentações

Para oferecer suporte a propagação de alteração de namespace, a versão mais recente de controle de origem sincroniza exclusões, renomeações, e movimentações com o banco de dados. Quando você fizer uma alteração você será solicitado a propagar a alteração, enquanto outros usuários poderão sincronizar através de operações de recuperação. Em versões anteriores, se você excluía, renomeava ou movia um item no servidor, ele permanecia na sua pasta de trabalho mesmo após a sincronização.

na sua pasta de trabalho mesmo após a sincronização. Melhorias nas operações básicas de controle de

Melhorias nas operações básicas de controle de origem

Os seguintes aperfeiçoamentos foram feitos nas operações básicas de controle de origem do Visual Studio:

Você pode agora fazer um check-out de um arquivo de uma pasta de trabalho local sem precisar baixar pela rede a versão mais recente do arquivo no banco de dados.

Agora checkouts são automáticos e número de solicitações é reduzido.

Você tem uma opção para configurar o Visual Studio para automaticamente obter do controle de origem a última versão de todos os itens da solução quando você abrir uma solução .

Você pode configurar o Visual Studio para fazer silenciosamente check-out de arquivos em edição e fazer automaticamente check-in das suas alterações quando você fechar a solução.

Suporte ao Visual Web Developerdas suas alterações quando você fechar a solução. O Visual Web Developer pode agora acessar recursos

O Visual Web Developer pode agora acessar recursos de controle de origem de projeto na Web, como baixar em qualquer local. Em versões anteriores do Visual Studio, o local estava embutido em código para baixar em c:\inetpub\wwwroot.

Consulte tambémembutido em código para baixar em c:\inetpub\wwwroot. Execução de Tarefas de Controle de Origem Esta seção

Execução de Tarefas de Controle de Origem

Esta seção descreve tarefas gerais de controle de origem que você pode executar no Visual Studio para qualquer plug-in. Operações básicas de controle de origem como check in, check out e exibição de histórico são amplamente específicas de plug-in, embora essas operações possam fazer uso de alguns dos elementos de interface de usuário padrão suportados pelo pacote de controle de origem do Visual Studio. Para tarefas de plug-in-específico, entretanto, você deve consultar a documentação do plug-in de controle de origem específico.

Observação

Observação

Muitos desses procedimentos referem-se à seleção de comandos básicos de controle de origem do menu File do Visual Studio. Alternativamente, você pode acessar muitos dos comandos clicando com o botão direito do mouse em um item controlado por fonte no Solution Explorer.

COMO: Adicionar um projeto ao controle de origem

O controle de origem do Visual Studio permite adicionar um projeto e seu arquivo de solução ao controle de origem ao mesmo tempo. Se uma solução já estiver sob controle de origem, você pode adicionar um novo projeto a ela. Fazendo check-in de uma solução automaticamente coloca qualquer novos projetos que esta contém sob controle de origem.

Para adicionar um projeto e solução ao controle de origem

1. No Visual Studio, crie um novo projeto. Se você tiver dúvidas sobre como fazer isso, procure a Ajuda do Visual Studio.

2. Selecione a solução que contém o novo projeto.

3. No menu File, clique em Source Control.

4.

Clique em Add Solution to Source Control e selecione a base de dados de projeto à qual quer adicionar a solução usando os procedimentos do plug-in de controle de origem sendo utilizado.

Para adicionar os projetos selecionados ao controle de origem

1. No Visual Studio, abra uma solução existente no Solution Explorer.

2. Crie novos projetos conforme necessário na solução. Se você tiver dúvidas sobre como fazer isso, há vários procedimentos na Ajuda do Visual Studio.

3. Faça o check-out do arquivo de solução, pois o controle de origem precisa incluir os novos detalhes do projeto nesse arquivo. Use o procedimento de check-out específicos para o plug-in de controle de origem em uso.

4. No menu File, clique em Source Control, e em seguida, clique em Add Selected Projects to Source Control

5. Você será solicitado a decidir se deseja adicionar os projetos como subpastas da solução ou como pastas separadas. Na maioria das situações, você deve adicionar os projetos à pasta da solução no banco de dados.

6. Faça o check-in da solução de volta no controle de origem, usando o procedimento de check-in específico para o plug-in de controle de origem em uso.

COMO: acoplar ou desacoplar uma solução ou projeto

Você deve ligar uma solução ou projeto ao controle de origem de maneira que este item tenha acesso aos comandos básicos de controle de origem, tais como Check Out, Check In, e Get. Uma ligação associa a cópia local do item à cópia mestre no banco de dados.

Desacoplar uma solução ou projeto controlado por origem remove o item do controle de origem, desassociando a cópia local da cópia mestre no banco de dados, e desativando todos os comandos de controle de origem. Talvez você precise desacoplar um item se:

Você precisar religá-lo à versão de backup do banco de dados quando o servidor primário for desligado. Você pode conectar a um servidor de backup, religar a sua cópia da solução à cópia mestre do servidor no banco de dados de backup, e continuar trabalhando normalmente. Para mais informações, consulte COMO: conectar ou desconectar uma solução ou projeto.

Você desejar iniciar uma nova ramificação sem nenhum histórico de controle de origem em uma pasta de banco de dados diferente.

Você desejar utilizar um outro plug-in de controle de origem .

Desacoplar um item não o remove permanentemente do banco de dados. Para obter mais informações de como excluir um item, consulte COMO: excluir um item controlado por origem.

Para ligar uma solução ou projeto ao controle de origem

1. No Visual Studio, abra o Solution Explorer e selecione uma solução ou projeto a ser ligado.

2. No menu File, clique em Source Control, depois em Change Source Control.

3.

Na caixa de diálogo Change Source Control, clique em Bind.

4. Selecione o banco de dados e local ao qual ligar, e clique em OK.

Para desacoplar uma solução ou projeto do controle de origem

1. No Visual Studio, abra o Solution Explorer e selecione uma solução ou projeto a ser desacoplado.

2. No menu File, clique em Source Control, depois em Change Source Control.

3. Na caixa de diálogo Change Source Control, clique em Unbind.

4. Clique em OK.

COMO: alterar o local da pasta de trabalho

Às vezes o Solution Explorer indica locais de pasta por um sublinhado ondulado. Essas entradas representam caminhos inválidos relativos à pasta de trabalho. Para corrigir caminhos inválidos, você deve alterar o local da pasta de trabalho.

Para alterar o local da pasta de trabalho

1. No Visual Studio, abra o Solution Explorer.

2. Clique em um caminho inválido na coluna Enter Working Copy Location Here.

3. Clique no botão de reticências ()

4. Digite um caminho válido, por exemplo, http://<host local>/pasta1, e clique em OK. Se a pasta ainda não existir, o Visual Studio criará uma.

Como conectar ou desconectar uma solução ou um projeto

Conforme descrito em Introdução ao Controle de Código Fonte, uma solução no Visual Studio pode ter um ou mais vínculos com o controle de código fonte. Uma conexão é criada automaticamente sempre que um item é vinculado ao controle de código fonte conforme descrito em Como vincular ou desvincular uma solução ou um projeto. Pode-se criar uma conexão manualmente conforme descrito neste tópico.

Se você desconectar seu computador da rede ou perder a conexão por alguma outra razão, você deve desconectar temporariamente os vínculos da solução a fim de editar os projetos e os arquivos nela contidos. Quando você desconecta uma solução do controle de código fonte, o único comando básico que você pode usar é o comando de check-out. Ao realizar o check-out de um item desconectado, a cópia local do item, contida na sua pasta de trabalho, torna-se editável. Quando for possível acessar o banco de dados novamente, você pode reconectar a solução e sincronizar sua cópia local com a cópia mestre mais recente.

Procedimentos

Para conectar uma solução ou um projeto ao controle de código fonte

1. No Visual Studio, abra a janela Solution Explorer e selecione os itens a serem conectados.

2.

No meu File , clique em Source Control e depois em Change Source Control.

3. Na caixa de diálogo Change Source Control, clique em Connect.

4. Clique em OK.

Para desconectar uma solução ou projeto de controle de código fonte

1. No Visual Studio, abra a janela Solution Explorer e selecione os itens a serem desconectados.

2. No menu File, clique em Source Control e depois em Change Source Control.

3. Na caixa de diálogo Change Source Control, clique em Disconnect.

4. Clique em OK.

COMO: copiar um item sob controle de origem

Você pode copiar um projeto de uma solução sob controle de origem para outra, ou copiar um arquivo de um projeto sob controle de origem para outro. Quando você copia um item, uma nova ramificação é criada no banco de dados, junto com o histórico e outros metadados do item. Criar ramificações permite que sua equipe desenvolva duas versões de um produto simultaneamente e independentemente.

Observação

Observação

Se você copiar um projeto sob controle de origem para uma solução que não está sob controle de origem, não poderão ser criadas ramificações no projeto.

Para copiar um projeto sob controle de origem

1. No Visual Studio, abra o Solution Explorer.

2. Clique com o botão direito do mouse na solução de destino no Solution Explorer.

3. No menu File, clique em Add e depois em Existing Project.

4. Na caixa de diálogo Add Existing Project, clique no nome de seu plug-in de controle de origem.

5. Clique duas vezes no banco de dados contendo o projeto que você deseja copiar.

6. Selecione o projeto, e clique em Add.

7. Clique em OK.

Para copiar um arquivo sob controle de origem

1. No Visual Studio, abra o Solution Explorer.

2. Clique com o botão direito do mouse no projeto de destino no Solution Explorer. Este projeto deve estar no mesmo banco de dados que o projeto de origem.

3. No menu File, clique em Add e depois em Existing Item.

4.

Na caixa de diálogo Add Existing Item, clique no nome de seu plug-in de controle de origem.

5. Clique duas vezes no banco de dados que contém o arquivo que você deseja copiar.

6. Selecione o arquivo, e clique em Add.

7. Clique em OK.

COMO: excluir um item controlado por origem

Quando você exclui um item controlado por origem, o Visual Studio exclui automaticamente a cópia local, se o plug-in de controle de origem apoiar a propagação de modificação de espaço para nome. Caso contrário, ele o consultará para obter instruções sobre exclusão. Para mais informações sobre propagação de modificação de espaço para nome, consulte Introdução ao controle de origem.

A maioria dos plug-ins para controle de origem para o Visual Studio não exclui permanentemente itens de um banco de dados. Para obter mais informações sobre como excluir permanentemente um item de controle de origem, consulte a documentação do produto de terceiros para seu plug-in.

Para excluir um item controlado por origem

1. No Visual Studio, abra Solution Explorer.

2. Clique com o botão direito do mouse no item que deseja excluir, depois clique Delete ou Remove.

Observação

Observação

O comando Remove só estará disponível para projetos a base de referência, como projetos C++.

1. Você será solicitado para fazer o check-out no item. Faça o check-out como apoiado pelo seu plug-in de controle de origem.

2. Se tiver clicado em Remove, anteriormente, clique em Delete na caixa de diálogo que aparece.

3. Na caixa de diálogo Source Control, clique em Delete the item(s) locally and in the source control store.

4. Em Solution Explorer, faça o check-in do item como apoiado pelo seu plug-in de controle de origem.

5. Notifique a exclusão a qualquer pessoa que possa ter feito o check-out do projeto ao qual o item excluído pertence.

6. Se houver suporte para a propagação de modificação de espaço para nome, permita que os outros usuários façam a atualização de suas cópias locais. Eles receberão uma mensagem notificando-os da exclusão.

7. Se não houver suporte à propagação de modificação de espaço para nome, você terá de informar aos outros usuários para removerem manualmente suas cópias locais do item excluído.

Como ativar recuperação automática

Você pode configurar o Visual Studio para recuperar automaticamente a versão mais recente de um item sob controle de versão sempre que você abri-lo. Isso garante que a cópia local permanecerá sincronizada com a cópia mestra.

Procedimentos

Para obter a versão mais recente automaticamente

1. No Visual Studio, no menu Tools, clique em Options.

2. Na caixa de diálogo Options, clique em Source Control e em seguida clique em Environment.

3. Marque a caixa de seleção Get everything when a solution or project is opened.

4. Clique em OK.

Como desativar a criação da pasta <solutionname>.root

Quando você adiciona uma solução ao controle de código fonte, o respectivo plug-in cria automaticamente uma pasta < solutionname >.root vazia no banco de dados. Essa pasta irá conter a raiz unificada da solução. Para mais informações sobre a raiz unificada, consulte Introdução ao controle de código fonte.

Cuidado

Cuidado

Desativar a criação automática da pasta < solutionname >.root irá alterar o comportamento do plug-in sempre que uma solução com vários projeto for adicionada ao controle de código fonte. Por exemplo, operações que adicionam projetos levarão mais tempo para concluir. Além disso, você terá que responder a solicitações redundantes ao executar operações de controle de código fonte em vários projetos.

Para desativar a criação automática da pasta < solutionname >.root

1. Na área de trabalho do Windows, clique em Start e, em seguida, clique em Run

2. Digite Regedit e clique em OK.

3. Abra \SourceControl HKEY_CURRENT_USER\Software\Microsoft\VisualStudio\ < número de versão >.

4. Selecione a chave DoNotCreateSolutionRootFolderInSourceControl e clique em Edit e depois em Modify.

5. Na caixa de dados Value, troque 0 por 1.

6. Clique em OK para aceitar a alteração do registro.

COMO: Ativar Check-ins automáticos

Você pode configurar o Visual Studio para que efetue automaticamente check-in nas suas alterações no controle de origem quando você fechar uma solução.

Automatizar o processo de check-in garante que seus trabalhos mais recentes se tornem periodicamente disponíveis para outros membros da equipe, mesmo se você esquecer fazer check-in manualmente.

Para ativar checkins automáticos

1. No Visual Studio, no menu Tools, clique em Options.

2. Na caixa de diálogo Options, clique em Source Control, clique em Environment.

3. Marque a caixa de seleção Check in everything when closing a solution or project.

4. Clique em OK.

COMO: desativar check-outs automáticos

O controle de origem no Visual Studio permite check-outs automáticos por padrão. Esta seção descreve como você pode configurar o Visual Studio para desativar check-outs automáticos.

Procedimentos

Para desativar check-outs automáticos

1. No Visual Studio, no menu Tools, clique em Options.

2. Na caixa de diálogo Options, clique em Source Control, e depois clique em Environment.

3. Na caixa Editing, desmarque a caixa de seleção Check out automatically.

4. Clique em OK.

COMO: ativar ou desativar controle de origem

O controle de origem no Visual Studio estará disponível somente se um plug-in válido de controle de origem estiver instalado e registrado para ser usado em seu computador. O plug-in é registrado durante a instalação do software de terceiros. O Visual Studio usa esse registro para localizar os plug-ins e as localidade de seus bancos de dados padrão sempre que você abrir a IDE do Visual Studio. Ela lista todos os plug-ins disponíveis na aba Plug-in Selection da entrada Source Control na caixa de diálogo Options.

Se você não tiver nenhum plug-in de controle de origem compatível instalado em seu computador, o controle de origem no Visual Studio não está ativado. Você não verá nenhuma entrada Source Control no menu File.

Cuidado

Cuidado

Você pode usar um plug-in de controle de origem no Visual Studio e o aplicativo autônomo de controle de origem correspondente para gerenciar o mesmo projeto ou solução. Entretanto, fazer check-outs de itens de ambos os programas para a mesma pasta de trabalho não é recomendável. Isso pode levar a situações em que soluções e projetos não podem ser acessados no controle de origem.

Para ativar um determinado plug-in de controle de origem

1. No Visual Studio, no menu Tools, clique em Options.

2. Na caixa de diálogo Options , clique em Source Control, clique em Plug-in Selection.

3. Selecione o plug-in de controle de origem que deseja usar.

4. Clique em OK.

Para desativar completamente o controle de origem

1. No Visual Studio, no menu Tools, clique em Options.

2. Na caixa de diálogo Options, clique em Source Control, clique em Plug-in Selection.

3. Selecione None na caixa Current source control plug-in.

4. Clique em OK.

COMO: excluir um arquivo de controle de origem

Se a solução em você estiver trabalhando contém arquivos que não requerem controle de origem, você pode utilizar o comando Exclude from Source Control para marcar adequadamente o arquivo. Quando você fizer isso, o arquivo permanecerá no banco de dados, mas não é mais realizado check-in ou check-out do mesmo a partir do projeto que o contém.

Observação

Observação

Arquivos gerados são excluídos do controle de origem por padrão. Um arquivo gerado é um que pode ser recriado inteiramente pelo Visual Studio, de acordo com o conteúdo de outro arquivo do Visual Studio.

Para excluir um arquivo do controle de origem

1. No Visual Studio, abra Solution Explorer e selecione o arquivo a ser excluído.

2. No menu File, clique em Source Control, clique em Exclude from Source Control.

3. Quando você estiver pronto para colocar o arquivo sob controle de origem, você pode acessar o menu File, clicar em Source Control e então desmarcar Exclude from Source Control.

COMO: mover uma raiz de ligação de projeto

Você talvez necessite mover a raiz de ligação de um projeto se alguns arquivos que você deseja adicionar ao projeto estiverem localizados fora da raiz do projeto.

Para mover uma raiz de ligação de projeto

1. No Visual Studio, abra o Solution Explorer e selecione um projeto que contém arquivos que estejam fora da pasta da solução ou raiz do projeto.

2.

No menu File, clique em Source Control, depois em Change Source Control.

3. Na caixa de diálogo Change Source Control, clique em Unbind.

4. Na caixa de mensagem, clique em Unbind para confirmar que você deseja remover o projeto do controle de origem.

5. Se a solução e o projeto compartilham uma ligação de controle de origem, desacople a solução também.

6. Com o projeto selecionado, acesse novamente a caixa de diálogo Change Source Control e clique em Bind.

7. Se solicitado, faça logon no seu banco de dados de controle de origem.

8. Selecione a pasta pai na qual todos os arquivos no projeto estão armazenados. Na maioria dos casos, a pasta <nomesolução>.root é esta pasta.

9. Se você teve que desacoplar a solução juntamente com o projeto, você deve religá-la a uma pasta de banco de dados.

COMO: mover um item controlado por fonte

No Visual Studio, você pode mover um item controlado por origem de uma pasta de projeto ou solução para outro. Quando você move um item, você move todo o histórico e metadados de controle de origem associados se o plug-in de controle de origem apoiar a propagação de modificação de espaço para nome. Tanto a origem quanto os itens de destino envolvidos em uma operação de mudança de local devem ser localizados no mesmo banco de dados de controle de origem. Para mais informações sobre propagação de modificação de espaço para nome, consulte Introdução ao controle de origem.

Observação

Observação

A operação de mudança só pode ocorrer entre dois projetos na mesma solução, ou entre duas soluções. Para uma mudança de local ser ativada, uma solução e seus projetos devem compartilhar uma vinculação de controle de origem. Para mais informações, consulte COMO: acoplar ou desacoplar uma solução ou projetos.

Para mover um item controlado por origem

1. No Visual Studio, abra o Solution Explorer.

2. Clique no item que você deseja mover e arraste-o para a solução ou projeto de destino no Solution Explorer.

COMO: abrir um projeto ou solução do controle de origem

Quando você abre um projeto ou solução do controle de origem, o Visual Studio baixa a cópia mestra mais recente do item e de todos os arquivos contidos para a pasta de trabalho local. Depois que você recuperar uma cópia local do item, você não precisá abri-lo a partir do controle de origem novamente. Você pode continuar

a usar os comandos de controle de origem para o seu plug-in específico de controle de origem.

Cuidado

Cuidado

Se você repetir um dos procedimentos neste tópico, você criará várias pastas de trabalho e várias instâncias dos arquivos que elas contêm.

Para abrir um projeto ou solução do controle de origem

1. No Visual Studio, no menu File, clique em Open.

2. Clique em Project/Solution.

3. Na caixa de diálogo Open Project , selecione Close Solution if not already selected.

4. No lado esquerdo da caixa, clique em My <source control plug-in> Stores, e depois clique em Open.

5. Procure e selecione o seu arquivo de projeto (*.proj) ou de solução (*.sln), altere a pasta de destino, e depois clique em Open.

6. Se você já tiver uma cópia local da solução ou do projeto que você está abrindo do controle de origem, você será solicitado a substituir a cópia local de todos os arquivos e projetos na solução. Responda às perguntas conforme necessário.

Para abrir um projeto da Web do controle de origem

1. No Visual Studio, no menu File, clique em Open.

2. Clique em Web Site.

3. Na caixa de diálogo Open Web Site, clique em My <source control plug- in> Stores, depois clique em Open.

4. Procure e selecione o projeto da Web, altere a pasta de destino, e depois clique em Open.

5. Se você já tiver uma cópia local do projeto da Web que você está abrindo do controle de origem, você será solicitado a substituir a cópia local de todos os arquivos e projetos na solução. Responda às perguntas conforme necessário.

COMO: Renomear um item controlado por origem

Quando você renomeia um item controlado por origem, o Visual Studio renomeia a cópia local automaticamente se o plug-in de controle de origem suporta propagação da alteração de namespace. Caso contrário, ele consultará você para obter instruções de renomeação. Para mais informações sobre propagação de alterações de namespaces, consulte Introdução ao controle de origem.

Para renomear um item de origem controlada

1. No Visual Studio, abra o Solution Explorer.

2. Clique com o botão direito do mouse no arquivo a ser renomeado, clique Rename.

3.

Digite um novo nome e pressione Enter.

4. Você será solicitado para fazer check-out do item. Efetue o check-out conforme o suporte de seu plug-in de controle de origem.

5. Na caixa de diálogo Source Control, clique em Rename or move the item(s) locally and in the source control store.

6. No Solution Explorer, efetue o check-in do item conforme o suporte de seu plug-in de controle de origem.

7. Notifique qualquer pessoa que possa ter efetuado check-out do item que você renomeou.

8. Se houver suporte para propagação da alteração de namespace, faça com que os outros usuários efetuem um get para atualizar suas cópias locais. Eles receberão uma mensagem notificando-os sobre a operação de renomeação.

9. Se não houver suporte para a propagação da alteração do namespace, é necessário informar aos outros usuários para que renomeiem suas cópias locais manualmente para refletir a alteração do nome.

COMO: definir opções de plug-in

Dependendo da como você gerenciar seus itens em controle de origem, você pode desejar alterar algumas das opções padrão de controle de origem antes de usar o banco de dados. Essas opções estão disponíveis através da Configuração Options no menu Tools do Visual Studio.

Observação

Observação

Consulte a documentação do plug-in de controle de origem em uso para uma lista completa das opções no nível do banco de dados e das mais avançadas, além de instruções sobre como configurá-las.

Para definir opções de plug-in

1. No Visual Studio, no menu Tools, clique em Options e, em seguida, em Source Control.

2. Na caixa de diálogo Options, clique em Plug-in Selection, assegure-se que seu plug-in é o indicado, e clique em OK.

3. Selecione Environment na caixa de diálogo Options.

4. Na caixa Source Control Environment Settings, selecione a função para a qual você deseja definir as opções de controle de origem. O Visual Studio seleciona automaticamente as opções de controle de origem padrão para a função que você tiver selecionado. Se você desmarcar qualquer uma das opções padrão, a caixa Source Control Environment Settings exibe a Opção Custom para indicar que você personalizou o perfil originalmente selecionado.

5. Personalize o perfil, marcando ou desmarcando as caixas de seleção do controle de origem.

6. Clique em OK.

7. Agora clique em Plug-in Settings na caixa de diálogo Options.

8.

Nessa aba, você pode definir configurações para cada função do plug-in. Clicando no botão Advanced tem-se acesso às configurações avançadas para a função que você está configurando.

9. Quando concluir todas as configurações do plug-in, clique em OK para sair da caixa de diálogo Options.

Como: Trocar plug-ins de controle de origem:

Se você tiver instalado mais de um plug-in para controle de origem para o Visual Studio, você pode trocá-los a qualquer momento. Lembre-se que projetos controlados por um plug-in de controle de origem não podem ser adicionados a uma solução gerenciada por um plug-in diferente. Uma vez que você acrescenta uma solução ou projeto ao controle de origem que usa um plug-in, você não pode acrescentar o mesmo item ao controle de origem que usa outro plug-in, a menos que você remova, primeiro, o item do controle de origem.

Para mudar o plug-in padrão de controle de origem

1. No Visual Studio, no menu Tools, clique em Options.

2. Na caixa de diálogo Options clique em Source Control, depois em Plug-in Selection.

3. Selecione um plug-in e clique OK.

COMO: exibir uma lista de arquivos com check-out

Você pode usar a janela Pending Checkins para exibir uma lista dos arquivos com check-out na solução atual. O controle de origem do Visual Studio permite que você faça um check-in de arquivos desta janela com um único clique de botão.

Para exibir uma lista de arquivos modificados

1. No Visual Studio, no menu View, clique em Pending Checkins.

2. Encaixe a janela conforme desejado.

3. Se você desejar fazer check-in de arquivos desta janela, selecione-os e clique no botão Check In.

Referência a Interface do Usuário do controle de origem

Esta seção descreve as caixas de diálogo usadas pelo controle de origem no Visual Studio. As caixas de diálogo a seguir são modelos que o desenvolvedor de plug-in pode adaptar conforme necessário. Você pode ou não ver essas caixas de diálogo no Visual Studio, dependendo do plug-in que está sendo usado para controle de origem:

Verifique em

Verificar saída para editar

Obter

Desfazer Checkout

Caixa de diálogo Change Source Control

Cria e gerencia as conexões e ligações que vinculam uma solução ou projeto localmente salvos a uma pasta no banco de dados.

Observação

Observação

Não é possível usar o Visual Studio para vincular, desvincular, conectar ou desconectar um aplicativo da Web criado utilizando as FrontPage Server Extensions.

Acesso à caixa de diálogo

No Visual Studio, selecione um item no Solution Explorer. No menu File, clique em Source Control e depois em Change Source Control.

Observação

Observação

Esta caixa de diálogo também está disponível clicando com o botão direito do mouse sobre o item no Solution Explorer.

Vincular

Associa os itens selecionados a uma localidade do servidor de controle de origem especificado. Por exemplo, você pode usar este botão para criar um vinculo à pasta mais recentemente utilizada do servidor de controle de origem e banco de dados. Se uma pasta recente do servidor ou do banco de dados não puder ser encontrada, você será solicitado a especificar outra.

Procurar

Permite que você procure uma nova localidade para o item especificado no servidor de controle de origem.

Colunas

Identifica colunas para exibição e a ordem na qual elas são exibidas.

Conectar

Cria uma conexão entre itens selecionados e o servidor de controle de origem.

Conectado

Exibe o status da conexão de uma solução ou projeto selecionado.

Desconectar

Desconecta a cópia local de uma solução ou projeto no seu computador da cópia mestre no banco de dados. Utilize esse comando antes de desconectar seu computador do servidor de controle de origem, por exemplo, ao trabalhar off-line em seu laptop.

OK

Aceita alterações feitas na caixa de diálogo.

Provedor

Exibe o nome do plug-in de controle de origem.

Atualizar

Atualiza as informações de conexão para todos os projetos listados nesta caixa diálogo.

Servidor Binding

Indica a ligação de um item a um servidor de controle de origem.

Nome do servidor

Exibe o nome do servidor de controle de origem ao qual a solução ou projeto correspondente está acoplada.

Solution/Project

Exibe o nome de cada projeto e solução na seleção atual.

Classificação

Altera a ordem de classificação de colunas exibidas.

Status

Identifica o status de vinculação e conexão de um item. As possíveis opções são:

Opção

Descrição

Válido

Especifica que o item está corretamente vinculado e conectado a pasta do servidor ao qual ele pertence.

Inválido

Especifica que o item está incorretamente vinculado ou desconectado da pasta à qual ele pertence. Use o comando Add to Source Control ao invés do comando Bind para este item.

Desconhecido

Especifica que status do item sob controle de origem ainda não foi determinado.

Não

Especifica que o item não se encontra sob controle de origem.

controlado

Desagrupar

Exibe a caixa de diálogo Source Control que permite que você remova os itens selecionados do controle de origem e permanentemente disassocie-os das suas pastas.

Observação

Observação

Se você desvincular um projeto da Web, será impossível revinculá-lo a seu servidor de controle de origem original até que você altere a localidade de sua cópia de trabalho.

Caixa de diálogo Check In (Controle de Código Fonte)

Verifica um arquivo, solução ou projeto alterado no banco de dados do controle de código fonte. Check-ins também podem ser feitos a partir da janela Pending Checkins.

Acesso à caixa de diálogo

No Visual Studio, selecione um item na janela Solution Explorer. No menu File, clique em Source Control depois em Check In.

Observação

Observação

Esta caixa de diálogo também é disponibilizada clicando-se com o botão direito no item na janela Solution Explorer.

Check In

Realiza o check-in de todos os itens selecionados.

Columns

Identifica as colunas a serem exibidas e a ordem na qual elas são exibidas.

Comments

Especifica um comentário a ser associado com a operação de check-in.

Don't show Check in dialog box when checking in items

Impede que a caixa de diálogo seja exibidas durante operações de check-in.

Flat View

Exibe os arquivos onde está sendo feito o check-in como listas simples sob sua conexão com controle de código fonte.

Name

Exibe os nomes dos itens onde deve-se fazer o check-in. Os itens aparecem com as caixas de seleção ao lado selecionadas. Se você não desejar fazer check-in de um item específico, desmarque sua caixa de seleção.

Options

Exibe opções de check-in específicas de plug-ins de controle de código fonte quando a seta à direita do botão é selecionada.

Sort

Altera a ordem de classificação das colunas de exibição.

Tree View

Exibe a pasta e a hierarquia dos itens nos quais você estiver realizando o check-in.

Check-out para a caixa de diálogo Edit (controle de origem)

Faz check-out de soluções, projetos ou itens individuais do controle de origem. Fazer check-out de um item pode copiar a cópia mestre atual para o seu computador local e remover o seu atributo de somente leitura. Opcionalmente você pode configurar o comando Check Out For Edit para fazer check-out somente da versão local. A menos que o pacote de controle de origem esteja configurado para dar suporte a checkouts compartilhados, fazer check-out de um item também bloqueia o item de maneira que ele estará em somente leitura para outros usuários.

Caixa de diálogo Access

No Visual Studio, selecione um item no Solution Explorer. No menu File, clique em Source Control, depois clique em Check Out For Edit.

Observação

Observação

Esta caixa de diálogo também está disponível clicando com o botão direito do mouse no item no Solution Explorer.

Verificar saída

Faz check-out de todos os itens selecionados.

Colunas

Identifica as colunas para exibição e a ordem na qual elas são exibidas.

Comentários

Especifica um comentário para associar à operação de check-out.

Não caixa diálogo Show Check Out quando check-out itens

Impede que a caixa de diálogo seja exibida durante operações de check-out.

Exibir simples

Exibe os itens do check-out em progresso como listas simples sob sua conexão de controle de origem.

Editar

Permite que você modifique um item sem fazer seu check-out. O botão Edit aparece somente se você tiver o Visual Studio configurado para dar suporte à edição de arquivos com check-in.

Nome

Exibe os nomes dos itens disponíveis para check-out. Os itens que estão selecionados aparecem com caixas de seleção ao seu lado. Se você não desejar fazer check-out de um item específico, desmarque sua caixa de seleção.

Opções

Exibe opções de check-out específicas do plug-in de controle de origem quando a seta à direita do botão é clicada.

Classificação

Altera a ordem de classificação das colunas exibidas.

Exibir árvore

Exibe a hierarquia de pastas e arquivos para o item do check-out em progresso.

Caixa de diálogo Get (controle de origem)

Recupera uma cópia somente para leitura do item selecionado do banco de dados para sua pasta de trabalho, ou outra pasta que você especificar.

Acesso à caixa de diálogo

No Visual Studio, selecione um item no Solution Explorer. No menu File, clique em Source Control, depois em Get.

Observação

Observação

Esta caixa de diálogo também está disponível clicando-se com o botão direito do mouse sobre o item no Solution Explorer.

Ação

Especifica a ação a ser executada nos itens a ser recuperados.

Colunas

Identifica colunas para exibição e a ordem na qual elas são exibidas.

Exibir simples

Exibe os arquivos sendo recuperados como listas simples sob suas conexões ao controle de origem.

Hora modificado

Exibe o momento em que um item foi modificado pela última vez.

Nome

Exibe os nomes dos itens a ser recuperados. Os itens aparecem com as caixas de seleção ao lado dos mesmos selecionadas. Se você não desejar recuperar um item específico, desmarque a caixa de seleção correspondente.

Opções

Exibe opções de recuperação específicas do plug-in do Source Safe quando a seta à direita do botão é clicada.

Classificação

Altera a ordem de classificação das colunas exibidas.

Exibir árvore

Exibe a hierarquia de pastas e arquivos para os itens sendo recuperados.

Janela de check-ins pendentes

Exibe todos os arquivos com check-out na solução ou projeto atual. Você pode usar esta janela para fazer check-in de todos os arquivos com um único clique de botão.

Caixa de diálogo de acesso

No Visual Studio, no menu View, clique em Pending Checkins.

Change type

Identifica o tipo de alteração que foi feita para o item selecionado.

Check In

Efetua check-in dos itens selecionados.

Columns

Identifica as colunas para exibição e a ordem na qual elas serão exibidas.

Comments

Especifica um comentário a ser associado com a operação de check-in.

Flat View

Exibe os arquivos que você está efetuando check-in na forma de listas simples em sua conexão de controle de origem.

Name

Exibe os nomes dos itens com check-in a ser efetuado. Os itens aparecem com as caixas de seleção ao seus lados selecionadas. Se você não desejar fazer o check-in de um item específico, desmarque sua caixa de seleção.

Options

Exibe opções de check-in específicas de plug-ins quando a seta à direita do botão é clicada.

Sort

Altera a ordem de classificação das colunas exibidas.

Tree View

Exibe a hierarquia das pasta e arquivos que você estiver efetuando check-in.

Undo checkout

Reverte o check-out de um item selecionado, o qual perde qualquer alteração feita desde o check out.

Guias de plug-in para controle de origem (caixa de diálogo Options)

Permitem a personalização de funções de controle de origem e configurações de plug-in no Visual Studio. As guias de plug-in fazem parte da caixa de diálogo Options do Visual Studio, localizada sob a entrada Source Control:

Plug-in Selection Alterna entre os plug-ins de controle de origem.

Environment Especifica as configurações de ambiente para as funções padrões definidas pelo Visual Studio. Por exemplo, se o usuário for um desenvolvedor independente, conflitos com outros usuários não são geralmente criados ao manter itens com check-out após um check-in. Para esta função, o Visual Studio seleciona automaticamente a opção Keep items checked out when checking in.

Plug-in Settings Especifica opções para identificar o plug-in de controle de origem associado a um projeto ou solução.

Guia Access

No Visual Studio, no menu Tools, clique em Options, e depois em Source Control. Opções são definidas para Plug-in Selection, Environment, e Plug-in Settings.

Lista de elementos de interface do usuário, Selection Plug-in

Altera o plug-in atual de controle de origem associado ao IDE do Visual Studio, e faz dele o plug-in padrão. O plug-in selecionado é refletido na entrada Source

Control no menu File do Visual Studio. Clique em OK para registrar sua alteração e alternar a operação para o plug-in escolhido por você.

Observação

Observação

Você pode usar esta parte da caixa de diálogo Options para desativar o controle de origem clicando em None na lista de plug-ins

Lista de elementos de interface do usuário, Environment

Permitir que itens a serem editadas checked-in

Especifica que itens com check-in podem ser editados na memória. Se este item estiver selecionado, um botão Edit aparecerá na caixa de diálogo Check Out For Edit quando você tentar editar um item com check-in.

Check in tudo ao fechar uma solução ou projeto

Especifica que você irá fazer check-in de todos os itens ao fechar uma solução ou projeto.

Itens Checked-in

Contém configurações para salvar e editar itens com check-in.

Não Mostrar caixa de diálogo check-out quando check-out itens

Especifica que o Visual Studio deve exibir o comando Check Out Now no menu File. Nesse caso, uma caixa de diálogo de check-out não é exibida.

Não Mostrar caixa de diálogo check-in ao verificar em itens

Especifica que o Visual Studio deve exibir o comando Check In Now no menu File. Nesse caso, uma caixa de diálogo de check-in não será exibida.

Não mostrar esta caixa de diálogo novamente

Especifica que o Visual Studio não deve mostrar as configurações de ambiente de controle de origem.

Edição

Especifica a maneira com que itens devem ser manipulados na edição. As opções possíveis são:

Opção

Descrição

Prompt for checkout

Especifica que o Visual Studio deve emitir um prompt para um check-out.

Prompt for exclusive checkouts

Especifica que o Visual Studio deve emitir um prompt para check-outs exclusivos.

Check out automatically

Indica que o Visual Studio deve fazer check-out de itens automaticamente.

Do nothing

Especifica que o Visual Studio não deve fazer nada na edição.

Obter tudo quando uma solução ou projeto for aberto

Recupera a versão mais recente de todos os itens quando você abre uma solução ou projeto.

Manter itens check-out ao verificar na

Especifica que itens em processo de check-in devem permanecer com check- out para você. Se você desejar alterar esta opção para um check-in específico, clique na seta de Options na caixa de diálogo Check In, e desmarque a opção Keep Checked Out.

Redefinir

Redefine confirmações.

Salvar

Especifica a maneira com que itens devem ser manipulados quando você os salva. As opções possíveis são:

Opção

Descrição

Prompt for checkout

Especifica que o Visual Studio deve emitir um prompt para check-out em uma operação de salvar.

Check out

Especifica que o Visual Studio deve fazer check-out automaticamente em uma operação de salvar.

automatically

Save as

Especifica que o Visual Studio deve apresentar um prompt Save as em uma operação de salvar.

Configurações de ambiente controle de origem

Especifica o nome do plug-in de controle de origem para o qual você está definindo opções de ambiente.

Lista de elementos de interface do usuário, Plug-in Settings

Avançadas

Permite que você defina opções adicionais para usar o plug-in de controle de origem . O botão Advanced só está disponível quando um plug-in de controle de origem válido está instalado no computador local. As configurações avançadas são específicas para o plug-in.

Identificação de logon

Especifica o nome de usuário para efetuar logon no plug-in de controle de origem. Se seu plug-in der suporte, esse nome será colocado automaticamente na caixa de diálogo de logon usada pelo plug-in de controle de origem para acessar o servidor. Para ativar essa opção, desative logons de usuário automáticos do seu plug-in de controle de origem, e reinicie o Visual Studio.

Observação

Observação

A identificação de logon somente pode ser editada quando um plug-in válido de controle de origem estiver instalado na máquina local.

Executar atualizações de status em segundo plano

Atualiza automaticamente os ícones de controle de origem no Solution Explorer à medida que o status de item se altera. Se você tiver atrasos ao executar operações intensivas no servidor, especialmente quando abrir uma solução ou projeto do controle de origem, desmarcar esta opção pode melhorar o desempenho.

Configurações plug-in

Especifica o nome do plug-in de controle de origem para o qual você está fazendo configurações.

Caixa de diálogo Source Control

Permite que você remova itens do controle de código fonte e desfaça permanentemente a associação entre os itens e suas pastas. Esta caixa de diálogo é usada para propagar as operações excluir, renomear e mover.

Acesso à caixa de diálogo

No Visual Studio, clique em um item com o botão direito do mouse, em seguida, clique em Delete ou Rename. O conteúdo da caixa de diálogo varia dependendo do comando.

Lista de elementos da interface do usuário para renomeações ou movimentações

Make my current choice the default action for all future renames or moves

Especifica que sua escolha será a ação padrão das operações posteriores de renomear ou mover. Você pode redefinir o padrão em

Only rename or move item(s) locally

Especifica que os itens devem ser renomeados localmente. Os itens renomeados ou movidos não mais estarão sob controle de versão.

Rename or move the item(s) locally and in the source control store

Especifica que os itens devem ser renomeados localmente e no banco de dados. A versão mais recente da solução ou projeto não refletirá a renomeação ou a movimentação até o próximo check-in.

You are about to rename or move the following

Lista os itens que você selecionou para serem renomeados ou movidos.

Lista de elementos da interface do usuário para exclusões

Delete the item(s) locally and in the source control store

Especifica que os itens devem ser excluídos localmente e no banco de dados. A versão mais recente da solução ou projeto não refletirá a operação de exclusão até o próximo check-in.

Make my current choice the default action for all future deletes

Especifica que a sua escolha será a ação padrão das operações posteriores de exclusão.

Only delete item(s) locally

Especifica que os itens devem ser excluídos localmente. Outros membros da equipe não são afetados por essa opção até o próximo check-in. Você precisará excluir manualmente os itens no banco de dados após o check-in.

You are about to delete the following

Lista os itens que você selecionou para exclusão.

Caixa de diálogo Undo Checkout (Controle de Código Fonte)

Reverte a opção de check-out do item selecionado na janela Solution Explorer. Você perderá qualquer alteração feita desde o último check-out.

Acesso à caixa de diálogo

No Visual Studio, selecione um item na janela Solution Explorer. No menu File, clique em Source Control e em seguida clique em