Você está na página 1de 2

A necessária renovação do ensino Há a necessidade de uma formação

de Ciências. científica que permite aos cidadãos


participar na tomada de decisões, em
Importância da Educação Científica na assuntos que se relacionam com a ciência e
Sociedade Atual a tecnologia.

A educação científica converteu-se Este argumento “democrático” é o


numa exigência urgente, num fator do mais amplamente utilizado por quem
desenvolvimento das pessoas e dos povos. reclama a alfabetização científica e como
Uma alfabetização científica para todos os um componente básico da educação para a
cidadãos torna possível o desenvolvimento cidadania.
futuro.
Podem contribuir pessoas que não
Tem sido também ressaltada num sejam especialistas, com perspectivas e
grande número de trabalhos de investigação, interesses mais amplos, sempre que
publicações, congressos e encontros. possuam um mínimo de conhecimentos
científicos específicos sobre a problemática
A investigação em didática das estudada.
ciências mostrou reiteradamente o elevado
insucesso escolar, assim como a falta de Alfabetização científica versus
interesse, repulsa, que as matérias científicas preparação de futuros cientistas.
geram.
Uma tese aceita pelos responsáveis
Alfabetização científica é segundo dos currículos e pelos professores de
Bybeer, a expressão de um amplo ciência é que a educação científica tem
movimento educativo que se reconhece e se estado orientada para prepara os
mobiliza atrás do termo “alfabetização estudantes como se fossem chegar às
científica”, mas que acarreta ao mesmo especialistas em Biologia, Física ou
tempo, o perigo de uma ambigüidade que Química.
permite a cada pessoa atribuir-lhe
significados distintos. Tal orientação deve modificar-se
porque a educação científica se apresenta
O currículo científico básico deveria como parte de uma educação geral para
ser: todos os futuros cidadãos.

 Alfabetização científica prática. Superação das visões deformadas da


 Alfabetização científica cívica. ciência e da tecnologia: Um requisito
 Alfabetização científica cultural. essencial para a renovação da educação
científica.
Para Reid e Hodson deveria conter:
A melhoria da educação científica tem
 Conhecimento de ciência como requisito fundamental, modificar a
 Aplicações do conhecimento científico. imagem da natureza da ciência que
 Saberes e técnicas da ciência. transmitimos.
 Resolução de problemas.
 Interação com a tecnologia. Para tanto e necessário modificar a
 Questões sócio - econômico - políticos epistemologia dos professores. Este estudo,
e ético-morais na ciência e na tecnologia. numa potente linha de investigação, tenta
 História e desenvolvimento de ciência fixar uma imagem basicamente correta
e tecnologia. sobre a natureza da ciência e da atividade
 Estado da natureza da ciência e a científica.
prática científica.
Possíveis visões deformadas da ciência
Contribuição da alfabetização científica e da tecnologia.
para a formação de cidadãos
A tecnologia é considerada uma mera A necessidade de uma educação
aplicação dos conhecimentos científicos. científica para todos e as dificuldades que lhe
Tem sido tradicionalmente como uma são inerentes, culminam numa problemática
atividade de menos status que a ciência de indiscutível interesse que deu origem, em
“pura”. primeiro a tentativas de renovação do ensino
das ciências e à emergência de um novo
Uma visão descontextualizada campo de conhecimentos.
A atividade técnica precedeu em A psicologia da educação assumiu-se
milênios a ciência e de modo algum pode como um corpo de conhecimentos muito
ser considerada como mera aplicação de antes de podemos falar das Didáticas
conhecimentos científicos. A educação Específicas, principalmente porque a
científica perde com esta desvalorização da preocupação dos problemas de ensino e
tecnologia. aprendizagem se centraram inicialmente no
ensino de 1º Ciclo.
Uma concepção individualista e elitista
Perspectivas para o futuro
Insiste-se em que o trabalho científico
é um domínio reservado a minorias A primeira tendência é o reforço dos
especialmente dotadas, transmitindo vínculos entre as distintas linhas de
experiências negativas para a maioria dos investigação centradas em aprofundar os fins
alunos e em particular, das alunas, com e fundamentos de um modelo alternativo de
clara discriminação de natureza social e ensino-aprendizado das ciências, ou de
sexual: a ciência é apresentada como uma elaborar e experimentar proposta de
atividade eminentemente “masculina”. formação de professores.
Uma concepção empiro-indutivista e A aposta na procura de coerência
ateórica global, superando os tratamentos pontuais,
constitui uma característica que se acentuará
Defende o papel da observação e da
até se converter num ponto fundamental da
experimentação “neutra”, esquecendo o
investigação em Didática das Ciências.
papel essencial da hipótese como
focalizadoras da investigação e dos corpos
coerentes de conhecimentos.
Defesa do Construtivismo: o que
entendemos por posições
Texto: Revista de Educação – Física 02/10
construtivistas na Educação em Ciência.
Autor:Cachapuz, Antonio ET AL. Renovação do
O consenso construtivista na Ensino de Ciências. São Paulo Cortes, 2005
Educação em Ciência tem a sua origem em
muitas investigações específicas relativas a
diferentes aspectos do processo de ensino /
aprendizagem das ciências, tais como
aprendizagem dos conceitos, a resolução
de problemas, o trabalho experimental ou
as atitudes em relação, e para a ciência.
Esta discussão da aproximação
construtivista em Educação em ciência
pode ajudar a clarificar o que é a orientação
epistemológica desta aproximação, evitando
a apropriação incorreta de propostas
radicais do construtivismo.
A didática das ciências como um novo
corpo de conhecimentos

Você também pode gostar