Você está na página 1de 21

CMR – Seção de Cursos Linguagens e Códigos 2011

Exercícios convencionais para o aprimoramento da variante de prestígio


e atividades gerais de texto Prof. Renan Freitas
Sugestão para exercitar com consulta ao dicionário e à gramática normativa

Nome:___________________________________________ Número:______ Turma______

Olá, Amigos e Amigas, eis aí um recurso para aprimorar seus conhecimentos acerca da
variante culta da linguagem, ele foi montado com atividades convencionais e novas. O objetivo
é possibilitar um conjunto de exercícios para você exercitar em casa, a maioria deles vocês
podem fazer sem a prévia orientação do professor. Os que exigirem essa orientação serão
encaminhados em sala de aula. Procurem realmente fazer e entregar na data estipulada. A
correção será feita tempo hábil, você receberá de volta com as anotações feitas pelo
professor.

Atividade 01
A seguir, temos uma carta de leitor irônica. Reescreva-a de modo a torná-la uma carta
formal e denotativa, obedecendo ao grau hierárquico do interlocutor. Para que você tenha
sucesso, entenda o contexto em que ela foi produzida: No vestibular de 1999, a UPE alardeou
que um candidato com zero em redação teria chance de aprovação do vestibular caso
conseguisse êxito nas demais disciplinas. Em virtude disso, o leitor produziu a carta como
forma de protesto contra o ato. Para ele, seria assim o padrão lingüístico dos futuros
universitários.
Lembre-se de que se trata de uma carta e esse gênero tem características próprias.

Redassão no Vestibulá
Gostaria de parabenizá os ilustres membros do corpo indolente déça Univercidade de
Pernambuco pela valoroza e çábia dessizão de num mais reprová aqueles alunus que num cerão
reprovadus si tirarem a nota zeru na redassão do vestibulá. Isso foi de grande valia pra eu qui
sempre tivi un sonhu de algun dia mi formá i cê auguem na vida. Agora já poçu pemsá im cê um
politicu famozo desses que estão nu pudê; cê um futuru profeçô ou quem sabi, até um reitou.
Vôsseis num sabi quanto eça decizão vai favorecê essa gente isforssada qui nunca tivero uma
xansse comu eça qui vossêis oferessem cum a decizão qui acaban de tumá. Parabems a todus
vossêis qui paçam cê consideradus uns balaustres maiz arretadus di noça cutura. Eurico
Alves Cavalcanti - Recife . 03/08/99
Elementos de apoio:
Remetente: você
Destinatário: Comissão de vestibular da UPE
Conteúdo: parabenize pela manutenção da redação como prova essencial e justifique.
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________

1
Atividade 02: Preencha o quadro a seguir, adaptando a grafia do texto para a forma
convencional
De parabenizá Mi formá
Valoroza Auguem
Dessizão Famozo
Redassão Vosseis
Vestibula Vai favorecê
Nu pudê Balaustre

Atividade 02 (a) Na oralidade, ao final dos vocábulos, é bastante normal que não articulemos
alguns fonemas ou que troquemos as vogais anteriores e posteriores, exemplo: formá/formar,
qui/que . O autor da curiosa carta explorou esse fato lingüístico em várias palavras,
exemplifique.
_________________________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________

Lingüística textual: Gêneros discursivos / textuais


Discurso: Conjunto de valores, ideologias e modos de conceber a realidade veiculada
pelos produtores dos textos. É por meio dos discursos que delineamos um perfil de quem
produz os diversos gêneros de texto, as marcas de discursividade podem ser concretizadas de
maneira explícita ou veladas. Piada, charada, charge, cartum, história em quadrinhos, conto,
etc., por mais despretensiosos que possam parecer, veiculam idéias, ideologias, modos de
conceber a realidade.

Texto – Análise

Descrição do texto:
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
___________________________________________________
Dê significados para a simbologia dos elementos do texto 01
Elementos Possíveis significados
Orelha grande
Pingos acima da
cabeça
Botijão voando
Vestimenta

2
Posição do corpo
Comentário sobre gênero de texto, sua função, valores e ideologias que podem veicular:
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________
Atividade 03
EXERCÍCIOS DE ACENTUAÇÃO GRÁFICA: Nível 01
1ª: Acentue as palavras que, de acordo com as regras da gramática normativa, devem ser
acentuadas.
a) Se estivessemos preparados para aquela ultima reunião, não teriamos decepcionado nossos
companheiros. 3
b) Ficavamos sempre naquele lugar, perto daquelas arvores, nas proximidades do semaforo.
3
c) Gostavamos daquela musica porque nos fazia lembrar multiplos acontecimentos. 3
d) Se fossemos realmente tratar de nossos estomagos, deveriamos buscar alimentos mais
saudaveis. 4
e) Muito açucar e muita gordura não são recomendaveis. 2
f) Os politicos deveriam levar a serio os problemas da infancia abandonada. 3
g) Se nos mostrassemos frageis, não conseguiriamos a vaga no time de volei. 4
h) Wilkler e uma pessoa amavel, solicita, agradavel. Tem uma postura fidelissima, é amavel e
docil. 8
i) Professores de escolas publicas acham o fumo execravel e ensinam bons habitos aos
disciplulos. 4

2ª: Leia as frases abaixo, acentuando as palavras que devem ter acento. Nível 02
a) Vou dizer-lhe a verdade: não e facil satisfaze-la.
b) E se tentassemos descobrir coisas novas? Conseguiriamos entende-las?
c) Uma nova organização politica devera melhorar a situação economica do Brasil.
d) Voce conhece as notas musicais? São do, re, mi, fa, sol, la e si.
e) Comprou tenis novos e foi passear de onibus. Ao descer da condução, muitos pes haviam
sujado os tenis já não tão novos. Teve de lava-los.
f) Gostaria de leva-los ao Para, a Brasilia e a Goias. Veriamos belas coisas em Belem e em
Goiania.
g) Vou lhe apresentar o Jose, o Milton, a Sonia e a Rosangela. Gostaria de conhece-los?
h) Estou procurando meu album de figurinhas. Já tenho uma coleção de albuns, alguns
inclusive completos.
i) Ouvi uma musica chamada “Calix bento”, cantada em linguagem caipira. Quer ouvi-la?

3ª: Acentue as palavras de acordo com as regras de antes do Acordo de 2008, sublinhando
aquelas que sofreram alterações.
a) Eu já distribui as incumbencias de cada um: Luis e Luisa irão a Jau: Sonia e Jose, a Jacarei;
Nelson ira a Ilheus.
b) O gato mia, o cão late, o rato roi.
c) Há pessoas que nunca viram geleias, pasteis, queijos ou ate mesmo ovos. Comem o que
encontram.
d) E provavel que os fiscais averiguem o conteudo dessas caixas. Sera melhor deixa-las
abertas.
e) São muito frequentes esses dias quentes nesta epoca do ano? A meteorologia atribui esse
calor todo a alguma causa especial?

3
f) Voce já comeu quibe? Pois eu lhe digo que sempre quis comer tranquilamente um quibe cru.
g) Um quinquenio e um periodo de cinco anos. Já um quiproquo e uma confusão generalizada.
h) Onde estara a Marcia? E o Silvio? Sera que sairam juntos? Ah, estes ciumes me matam!
i) Coroneis, capitães, sargentos, soldados. E essa a população dos quarteis.
j) Se aguentarmos mais um pouco, encontraremos agua.
Leitura: Acordo ortográfico da língua portuguesa (Prof. Renan Freitas)
A adoção legal e obrigatória das novas mudanças na ortografia só após 2012. Como
significa uma alteração no nosso maior patrimônio cultural, é preciso aguardar sanções
governamentais em leis definidoras. Ainda se discute, inclusive, uma reforma no vocabulário
ortográfico da língua, para que os brasileiros e demais lusófonos possam se nortear quanto ao
emprego de certas palavras, especialmente, aquelas atingidas pelas modificações quanto
emprego do hífen. Por enquanto, é prudente ler sobre a reforma, como se lê a respeito de
qualquer assunto de interesse nacional ou mesmo pessoal. O que significa mesmo essa
reforma? É uma mudança pouco significativa no imenso legado lingüístico da língua
portuguesa, algo superficial. Para se ter uma idéia, até agora, pelo que escrevemos, só mexeria
na palavra idéia (que passou a ser grafada: ideia). Mais adiante, arrolamos as principais
alterações.
Os países envolvidos oficialmente são Brasil, Portugal, Cabo Verde e São Tomé e
Príncipe, que já chegaram a um acordo de unificação da ortografia. Os outros países lusófonos,
aos poucos, devem também adotar as mudanças.
Mudanças:
01 O alfabeto passa a contar 26 (vinte e seis) letras com a inclusão de K, Y, W. Hoje, segundo a
gramática prescritiva, temos 23 (vinte e três) letras e mais o K, o Y e o W, para nomes
estrangeiros, símbolos e convenções internacionais.
02 O trema desaparece de vez em palavras da língua portuguesa, como em tranqüilo, agüentar,
freqüência, que passam a (tranquilo, aguentar, frequência), será mantido nas palavras
estrangeiras em uso: “Müller”, por exemplo.
03 Desaparecem o acento agudo e a regra que ampara os ditongos pronunciados abertamente
nas paroxítonas como em: assembleia, geleia, lençois.
04 Os hiatos de letras dobradas (ôo, êe) também deixam de receber o acento circunflexo, como
em enjôo, dêem, vêem, vôo, palavras que passarão a ser grafadas: enjoo, deem, veem, voo .
05 Os acentos diferenciais, que já não tinham razão de existirem, caem de vez: as palavras
pêra (fruta), pára (verbo), pêlo (substantivo), pólo (substantivo) podem muito bem ser
concebidas no contexto sem os acentos gráficos, como já o fazemos em manga (a da camisa, a
fruta e o verbo mangar).
Ficaram assim: pera (fruta), pera (verbo), pelo (substantivo), polo (substantivo), coa(verbo)
06 Dispensar-se-á o hífen em palavras iniciadas por s ou r, nesses casos, dobram-se as
referidas consoantes por razões ortográficas naturais. Veja (hoje: anti-semita) coma reforma
(antissemita), (hoje: contra-regra, com a reforma: contrarregra). O hífen permanece quando o
prefixo terminar em r: super-resistente, hiper-requintado. É nesse ponto que a Academia terá
mais trabalho, os pobres usuários também.
7 Algumas outras regras mexem mais com os lusos, por exemplo: deixarão de usar letras
dobradas em palavras como acto, baptismo, óptimo.
Em resumo, a reforma tem mais um cunho editorial, pois facilitará a publicação e a
circulação de livros e periódicos, reduzirá custos e trará mais facilidades diplomáticas na
comunidade internacional. A previsão para a entrada em vigor será o ano de 2010, data em que
os usuários passarão a adotar oficialmente essas regrinhas fáceis de aprender.
Quem quiser ler um pouco mais basta digitar “reforma da língua portuguesa” no Google, há
muitas notícias sobre o assunto.
Mais detalhes: Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa

4
Objetivo: Defesa da unidade essencial da língua portuguesa e para seu prestígio
internacional.
Ganhos políticos, diplomáticos e internacionais.
Em suma, é uma uniformização cujo interesse fundamental é dar corpo e força á língua e aos
interesses dos países lusófonos perante órgãos internacionais.
Naturalmente, há implicações para o ensino da língua nas escolas devido a alterações de
algumas regras de acentuação gráfica e de ortografia.
Nos pontos em que o acordo toca, não chega a trazer preocupação, pois se trata de aspectos
linguísticos de emprego bem restrito.
Deve-se enfatizar, entretanto, a preocupação para quem trabalha com ensino preparatório.
Principais mudanças na língua portuguesa do Brasil
Mais praticidade:
01  O hífen deixa de ser usado nesses casos:
a) Vogal final do prefixo + S ou R da palavra seguinte (dobrar a letra/dígrafo)
Antirreligioso antissemita cosseno minissaia microssistema
b) Se a vogal final do primeiro elemento for diferente da vogal inicial da palavra seguinte,
dispensa-se o hífen:
autoestrada extraescolar autoanálise anteaurora
02 O trema é abolido
Linguiça lingueta frequência iniquidade aguentar tranquilo
03 As letras KWY passam a constar no alfabeto, agora com 26 letras.
04 O acento agudo deixa de ser usado
a) nos ditongos abertos (éi oi) das paroxítonas: jiboia heroico joia ideia geleia assembleia
epopeia
Observação 1: sóis, lençóis chapéu, céu: monossílabos oxítonos.
Observação 2: O existente acento devido à regra de acentuação: Heróico, gêiser,
destróier, Méier
b) nos i e u tônicos dos hiatos PRECEDIDOS DE DITONGO (feiura – baiuca: casebre – maoista
– boiúna: cobra lendária)
c) verbos como: aguar, apaziguar, averiguar, desaguar, enxaguar, obliquar e afins seguem
dois paradigmas: 1º Com GU tônico das rizotônicas (aguo, apaziguo, averiguo, desaguo,
enxaguo) / Com o a ou i dos radicais tônicos acentuados graficamente: (águo, averíguo, águe,
enxáguo)

Países: Brasil, Portugal, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e
Príncipe que assinaram.

Leitura: Linguística textual

5
10 Numa situação comunicativa, ocorrem, às vezes, problemas de compreensão que podem
chegar a produzir efeito de humor. Comente a relação entre essa afirmativa e as situações
verificadas nas tirinhas abaixo, de maneira a aludir ao valor conotativo e denotativo das
palavras.
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________
Atividade 04:Identifique os implícitos
Texto: UMA QUESTÃO DE SIGNIFICADOS... !!!
A ONU resolveu fazer uma grande pesquisa mundial. A pergunta era:
"Por favor, diga, honestamente, qual a sua opinião sobre a escassez de alimentos no resto do
mundo".
a) O resultado foi desastroso. Um total fracasso. ________________________________________________
b) Os europeus não entenderam o que é "escassez".______________________________________________
c) Os africanos não sabiam o que era "alimentos"._______________________________________________
d) Os argentinos não sabiam o significado de "por favor"._________________________________________
e) Os norte-americanos perguntaram o significado de "resto do
mundo".______________________________
f) Os cubanos estranharam e pediram maiores explicações sobre
"opinião".___________________________
E o Congresso Brasileiro ainda está debatendo sobre o que é
"honestamente"._________________________
Atividade 05: Questões notacionais da língua:
LEGENDA: 1) A CERCA DE / 2) ACERCA DE / 3) HÁ CERCA DE / 4) HÁ / 5) A / 6) À / 7)
PORQUE / 8) POR QUE / 9) PORQUÊ / 10) POR QUÊ / 11) MAS / 12) MAIS / 13) A FIM / 14)
AFIM(S) / 15) AGENTE / 16) A GENTE

Preencha os espaços em branco com palavra/expressão adequada.


a) ________ de cumprir todos os seus objetivos, Lucila decidiu trabalhar doze horas por dia.
b) ________ as pessoas não se conscientizam de sua responsabilidade ecológica?

6
c) Conversamos com um ________ secreto para ver se ele descobriria o membro fraudador da
organização _________ de que pudéssemos puni-lo de acordo com a lei.
d) ______ de vinte sócios presentes, _______ já pode dar início ___ reunião.
e) Barulho, poluição e problemas _______ devem ser tratados com ___ comunidade.
f) A reunião será ___ uma hora em ponto, em frente ___ igreja, onde poderemos receber ____
comitiva. g) Todas as dificuldades _______________ passamos devem servir de aprendizado,
_______________ só com as vivências podemos, realmente, aprender.
h) De hoje _______________ dez dias você pode vir pegar sua habilitação, _______________ se
compromete ____ entregá-la.
i) Os cadernos foram entregues sem os nomes _______________?
j) O objetivo _______________ você deve lutar levá-lo-á ___ vitória. k) ___ partir de hoje, a piscina
estará liberada de segunda ____ sábado _______________ de que todos os alunos possam treinar
natação.
l) Este seu ________ não nos convence.
m) Os persistentes vencem, _____ à custa de muito esforço, quanto _____ eles persistem, _____
êxito alcançam.
n) Os índices de popularidade é alto, ______ o Presidente precisa investir muito ______ em
segurança e habitação.
o) Tudo isso aconteceu ____ dez anos*, nós não comentamos _______________ não achávamos
interessante no momento.
p) Venha devagar, _____ não deixe de vir, queremos muito você conosco.
q) A comida é boa, ___ falta um pouco ____ de sal.
r) Pode-se aceitar que muitos jovens não pensam no futuro, _____ é preciso dar-lhes chance de
viver.
k) * É redundante a utilização de HÁ com ATRÁS nas frases com indicação de tempo decorrido.

Atividade 06: Fonologia


Do fragmento a seguir, destaque e classifique os encontros vocálicos e consonantais,
classificando-os..
(fragmento) ... a despeito de nossa riqueza aparente, somos uma nação pobre em sua
generalidade, onde a distribuição do dinheiro é viciosa, onde a posse das terras é anacrônica.
Aquele anda nas mãos dos negociantes estrangeiros; estas sob o tacão de alguns senhores
feudais. A grande massa da população, espoliada por dois lados, arredada do comércio e da
lavoura, neste país essencialmente agrícola, como se costuma dizer, moureja por ali abatida e
faminta, não tendo outra indústria em que trabalhe; pois que até os palitos e os paus de
vassoura mandam-lhe vir do estrangeiro.
Palavra Traço Classificação
Despeito sp ei Encontro consonantal perfeito e ditongo oral crescente
Riqueza Qu
Aparente en

Linguística textual: Atividade

7
Descreva o do texto: ________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________Comente o texto, sua função,
valores e ideologias que podem veicular:
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_________________________________

Atividade 07: Ortografia e problemas na variante culta.


Notas de gramática normativa:
Atividades de adaptação das expressões linguísticas aos usos convencionais.
1ª bateria: Nas frases a seguir, os termos destacados podem estar corretos ou incorretos. Se
estiverem corretos, limite-se a copiá-los no espaço apropriado; se estiverem incorretos,
reescreva-os na forma correta.
1. Estamos ANCIOSOS porque o Diretor pode VIM À qualquer momento.

2. Se V. S. comparecer A reunião, traga CONSIGO VOSSA agenda.

3. PROJETAM-SE criar novas comissões daqui HÁ três MESES.

4. Apenas duas candidatas REQUERERAM inscrição no concurso para telefonista da


Associação Paulista de BENEFICÊNCIA.

5. Como não TIVESSE AO PAR do assunto, o gerente não INTERVEIO.

6. Esse candidato não conta com o APOIO da população POR CAUSA QUE é muito
PRETENCIOSO.

7. Em que PESE os argumentos apresentados, o JÚRI não se convenceu.

8. Quando se TRATAM de problemas tão graves, não DEVEM haver tantos EMPECILHOS
burocráticos.

9. Neste país, sempre HOUVERAM CIDADÕES capazes de combater os ESTERIÓTIPOS racistas.


8
10. PROCURA-SE cabeças inteligentes para atuarem como ASSESSORES na SEÇÃO de câmbio.

2ª bateria: Transcreva cada uma das 10 frases seguintes, mas corrigindo-as, no que for
necessário.
01. Os candidatos tem grande capacidade de persuasão.
02. Os alunos deverão por seu nome na folha de respostas e passar as questões à limpo.
03. O asterístico remetia as observações do capítulo final.
04. Ontem, no período da manhã, nossos alunos assistirão à uma bela aula.
05. Não vemo-los a meses.
06. Não te esqueças de telefonar-me pois preciso falar contigo hoje a noite.
07. Ela começou a ficar meia zonza por volta do meio-dia e meio.
08. Manuel de Macedo, prefeito de Vila dos Confins renunciou à remuneração que faria jus
como Conselheiro.
09. A personagem representava fielmente o esteriótipo do mau político privilegiado.
10. Quanto a composição da Diretoria Executiva, proponho que se respeite as normas.

3ª bateria: ORTOGRAFIA
a) A senhora pode ter conciência de que fumar causa doenças.
b) É essencial frizar que em cada faze da vida acontecem problemas típicos
c) Pessoas lutam insistentimente para se recuperarem.
c) Muitos tentam se recuperar, mas simplismente não se curam.
d) Bebida sempre foi tema de muitas discursões, é uma questão intrínsica da sociedade.
e) O vício está chegando cada vez mais de modo precosse.
f) Não acho que as propagandas insentivem os jovens a fumar.
g) As pessoas, atravéz do grito e da grosseria, tentam mobilizar o outro.
h) O cigarro só tráz problemas para sua vida.
i) Você não possue categoria para esta aqui.
j) O governo tenta sua ascenção no seleto grupo dos países desenvolvidos.
k) Os que têm finanças não se preoculpam com os que nada têm.

Atividade 08
Identifique as incoerências/redundâncias das análises técnicas:
Interpretação:Texto para estudo dos recursos linguísticos e estilísticos.
Fonte: http://www.peabirus.com.br/redes/form/post?topico_id=4037#cPost 17/02/2010
Selecionamos aqui citações curiosas extraídas de laudos periciais, sentenças judiciais e
relatórios de técnicos que trabalham com bancos e instituições de crédito e financiamento.
(retirado do site do Eng. Ruy Campos Vieira - http://www.pericias.com.br/
01 Avaliação feita por um oficial de justiça: ""... um crucifixo, em madeira, estilo country -
colonial, marca INRI® - sem número de série......."
Qual inconsistência?__________________________________________________________________________

02 Outra, de avaliador leigo, descrevendo bens para penhora em execução: ""... o material é
imprestável mas pode ser utilizado".
Qual inconsistência?__________________________________________________________________________

03 Conclusão tirada de estudo de viabilidade econômica de empreendimento agropecuário:" O


investimento é viável, desde que tenha um começo, um meio e uma eternidade."
Qual inconsistência?__________________________________________________________________________

9
04 Ainda sobre "dons mediúnicos ou sobrenaturais" , esta foi extraída de Relatório de fiscal do
Banco do Nordeste, após visita efetuada à propriedade rural de um mutuário que, segundo
soube o fiscal, abandonara o imóvel e montara um terreiro de macumba nas proximidades da
cidade: "Achamos difícil o retorno de nosso capital, de vez que o mutuário abandonou as lides
agropecuárias, dedicando-se atualmente às atividades sobrenaturais, onde exerce as altas
funções de pai-de-santo".
Qual inconsistência?__________________________________________________________________________

05 Extraído de laudo pericial: quanto a determinar a causa do colapso dos taludes, com a
consequente avaria das fundações já executadas, este Perito nada pode responder, pois não
estava lá na ocasião".
Qual inconsistência?__________________________________________________________________________

06 Descrição de máquina elétrica, integrante de relatório sobre um financiamento: "A máquina


elétrica financiada é toda manual e velha".
Qual inconsistência?__________________________________________________________________________

07 Relato de perito que gosta de ter seu trabalho valorizado: "Visitamos um açude nos fundos
da fazenda e depois de longos e demorados estudos constatamos que o mesmo estava vazio".
Qual inconsistência?__________________________________________________________________________

08 Extraído de laudo de perito judicial, após vistoria em edifício de apartamentos: "Quanto ao


desligamento de floreiras das paredes, põem em risco os moradores, quer por queda de massa
ou mesmo por exaustão dos ferros que fixam as floreiras, que podem sofrer "oxigenação" pelo
tempo."
Qual inconsistência?__________________________________________________________________________

09 Frase retirada de um laudo judicial, mais particularmente do capítulo relativo à descrição


do móvel: "O imóvel está uma boneca."
Qual inconsistência?__________________________________________________________________________

10 De um relatório elaborado por fiscal da CREIA do Banco do Brasil: "Financiado executou o


trabalho braçalmente e animalmente."
Qual inconsistência?__________________________________________________________________________

11 Frase extraída de um termo de encerramento de laudo judicial, em processo que tramitou


perante Vara Cível do Fórum João Mendes - SP : "Os anexos seguem em separado".
Qual inconsistência?__________________________________________________________________________

12 Início de relatório de perito-avaliador: "Chegando na fazenda do Sr. Pedro Jacaré e em não


encontrando o réptil...
Qual inconsistência?__________________________________________________________________________

13 De um relatório de inspeção de propriedade agrícola que recebeu financiamento bancário:


"Cliente faz roçado juntamente com a mulher".
Qual inconsistência?____________________________________________________________________

15 Informação de fiscal da CREAI do Banco do Brasil: "O mutuário foi para São Paulo melhorar
de vida. Quando voltar vai liquidar com o Banco".

10
Qual inconsistência?_____________________________________________________________________

16 Relatório sobre a aplicação de financiamento concedido a fazendeiro do interior: "As


garantias permanecem em perfeito estado de abandono e conservação. Mutuário mantém vida
privada na fazenda". Sugestão oferecida por perito, após vistoria feita no local onde deveria
ter sido aplicado o empréstimo: "Acho bom o banco suspender o negócio com o cliente, para
não ter aborrecimentos futuros".
Qual inconsistência?_____________________________________________________________________

Atividade 09
Leia e depois reescreva o texto “Turismo” de maneira a adaptá-lo para a língua de prestígio.
Entenda a Classificação prévia da linguagem:
Usaremos esses parâmetros para avaliar os usos que fazemos da língua:
1) linguagem padrão conforme as prescrições da gramática normativa;
2) linguagem culta(prestigiada) de ambiente acadêmico nem sempre igual à linguagem padrão;
3) linguagem culta comum de pessoas medianamente letradas;
4) linguagem com erros gramaticais passivos de estigmas sociais;
5) uso coloquial tipicamente da fala.
Turismo
Me doeu o coração ao assistir dia 4 deste mês o Bom Dia Pernambuco, da TV Globo,
quando focalizou em reportagem o abandono do Bairro do recife, onde em toda extensão
só haviam duas pessoas em uma mesa solitária. Bares fechados e placas de ¨aluga-se¨, este é o
retrato do belo Bairro do recife, um dos nossos cartões postais. Isto não acontece com o
Pelourinho, em Salvador, pois o Governo vê o turismo como negócio profissional, ao contrário
do nosso que só se preocupa com o turismo dos nossos enviados para feiras nacionais e
internacionais sem nenhum retorno. O Governo do Estado e a Prefeitura têm que se unir e
analisar profissionalmente nosso turismo, pois caso contrário Recife só servirá para o
aeroporto receber o turista que vai para Porto de Galinhas.
Edna Silva – Recife-PE. Folha de Pernambuco, 27/01/2005, caderno Economia-página 3.
Destaque do texto acima os substantivos e seus determinantes:

_________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________________________

Gênero de textos: Comentários livres na Internet sobre tema atual.

Condições de produção do texto: internautas escrevem sem muito monitoramento, expressam

mais sua indignação ou seu ponto de vista sobre o tema de maneira livre. Às vezes, criticam

algum comentário anterior ou simplesmente pedem respeito para a livre opinião. Os textos

parecem muito com expressões orais cotidianas, a rapidez no processo de elaboração permite

algumas estruturas típicas da fala coloquial.

11
Discussão na internet sobre Pit Bulls Acesso em 16/01/2011.

168 - SANDRA - Minha Fotinha 12th, janeiro, 2011 às 9:16

INFELISMENTE ACONTECE DELE MORDER É O INSTINTO. MAS PENSEM NO PODER DA


MORDIDA; NA FORÇA. O CÃO PELA NATUREZA DELE É FORTE E DESTENIDO (NÃO SE
ACANHA)ELE PARTE PRO ATAQUE QUANDO DA …AQUELE 5 MINUTOS DE …RAIVA
;FRUSTAÇÃO SEI LÁ.
O HOMEM NO ESTRESS JÁ FAZ ISSO IMAGINA O CÃO PODEROSO E FORTE COMO ESSE. ELE
TEM O INSTINTO DE MORDER E ARRANCAR PEDAÇO. A GENTE METE A BOCA; DÁ SOCO;
PONTA PÉ E NÃO SOMOS RACIONAIS??? QUANDO ESTAMOS NOS SENTINDO (AMEAÇADOS;
ESTRESSASDO E COM PRESSAS) É ISSO QUE FAZEMOS. AI DAQUELE QUE DIZER QUE NUNCA
FEZ!!! MENTIRA; FEZ SIM; XINGOU QUIS BATER; MORDER
Comentário:____________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________
Quadro de compreensão dos estágios da língua em uso em comparação com a variante de
prestígio e no comparativo oral e escrito.
Nível da sintaxe acontece dele morder
o cão pela natureza dele é forte
Nível da ortografia Infelismente / frustação
Atualização a gente mete a boca
vocabular
Oral e escrito Pro
ai daquele que dizer que nunca
fez!!! mentira;
167 - duda de souza - Minha Fotinha 8th, janeiro, 2011 às 11:54
pitt bulls são resultados do homem, são mansos se criados de maneira correta, porém um
ataque é destruidor, um pinscher é mais feroz que um pittbull porem seu poder de destruição é
bem menor! Não devemos julgar um ser antes de conhecelo plenamente, conheço viralatas
mais ferozes que qualquer cão de raça e pittbulls mais mansos que hamsters! Então ao dizer
pittbull é feroz é um equivovo, a mesma coisa que acontece com os negros, por que um ou
outro é ladrão, não quer dizer que todos sejam! Pensem nisso antes de julgar qualquer ser vivo
Comentário:____________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________

Quadro de compreensão dos estágios da língua em uso em comparação com a variante de


prestígio e no comparativo oral e escrito.
Nível da sintaxe
Nível da ortografia
Atualização
vocabular
Oral e escrito

165 - stephanie - Minha Fotinha 5th, janeiro, 2011 às 0:28


sou totalmente contra e fazeria ate um protesto se esta lei fosse regularizada.

12
nao vivo sem meu caes sao tudo para mim principalmente a cadela que foi criada comigo ate
os 9meses na cama e criada sempre com muitas crianças ao redor
Comentário:____________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________
Quadro de compreensão dos estágios da língua em uso em comparação com a variante de
prestígio e no comparativo oral e escrito.
Nível da sintaxe
Nível da ortografia
Atualização
vocabular

Oral e escrito

Atividade 10: Exercícios com adjetivos

01 Sublinhe os adjetivos das frases abaixo: Exemplo: a) Acho que estou numa casa
abandonada.
a) Usou todos os sentidos para descobrir porque estava preso num quarto mofado.
b) Sentiu que estava deitado sobre algo áspero e enrugado.
c) Fora abandonado em algum lugar, numa superfície plana.
d) Tinha os membros livres.

2 Transforme as locuções adjetivas em adjetivos:


a) amor de irmã = ________________________ c) revista do mês = ___________________
b) linguagem do homem = _______________________ d) doença do coração = ______________
e) festas de junho = _____________________________ f) causa de pedra= __________________

03 Complete as frases com adjetivos pátrios:


a) Quem nasce na Holanda é _______________. d) Quem nasce nos Estados Unidos é ______________.
b) Quem nasce no Canadá é _______________. e) Quem nasce em São Paulo é ______________________.
c) Quem nasce no Mato do Grosso é _____________________.

04 Complete as frases com os adjetivos derivados dos substantivos ou verbos indicados entre
parênteses:
a) Apesar de idade, ainda era uma mulher ____________________. (atrair)
b) As brincadeiras do colega parecem-lhe pouco _____________________. (recomendar)
c) O acompanhante mostrou-se _____________________ no passeio ao Corcovado. (atenção)
d) A decisão ____________ tornou a população ________________. (governo/apreensão)
e) Nova assembléia _______será________ para a reformulação da lei _________.
(sindicato/decisão/salário)

05 Substitua nas frases abaixo as locuções adjetivas destacadas pelos adjetivos


correspondestes:
a) O cozinheiro fez uma carne sem sabor.______________________
b) A faixa de idade dos candidatos variava entre quinze e dezoito anos._______________
c) No verão, a região dos lagos é bastante procurada.____________________
d) Os instrumentos de guerra destroem a paz do mundo.____________________
e) Os enlatados contribuem o agravamento das doenças do estômago._____________

13
06 Substitua nas frases abaixo os adjetivos destacados pelas locuções adjetivas
correspondentes:
a) A região amazônica registra alto índice pluvial._______________
b) Os problemas citadinos intensificam-se com a recessão._____________________
c) A poluição causa problemas oculares.____________________
d) O corpo discente do Colégio Vila Velha é excelente._____________________
e) Os fenômenos ígneos, como as erupções vulcânicas,
são fontes de pesquisas científicas._____________ _________________ _____________
f) Problemas hepáticos são comuns entre os brasileiros._______________

07 Substitua as expressões abaixo pelos adjetivos correspondentes:


água da chuva _____________________________ exageros da paião _______________________________
atitudes de criança ___________________________ rebanho de ovelhas _____________________
amor de irmã ________________________________ revista do mês ____________________________
doença do coração ________________________________

08 Substitua os adjetivos abaixo pelas locuções adjetivas correspondentes:


a) olhar vulpino ________________________ céu plúmbeo _________________________________
b) água fluvial _________________________ produção fabril ________________________________
c) bola ígnea __________________________ moléstia gástrica ________________________________
d) aparato bélico ____________________ acupuntura auricular ____________________________
e) corpo docente _______________________ corpo discente _____________________________

Atividade 11
Sofrimento no hospital
É compreensível que a direção do HR queira destacar o lado bom daquele hospital, o que
não é aceitável é que uma situação que perdura a anos continue a marcar a vida de muitos
pernambucanos. É inadmissível que o Governo do Estado continue de olhos fechados para esta
situação que acontece a anos, cidadãos que buscam a emergência daquele hospital
submetidos a um sofrimento duplicado, pessoas que continuam, marcadas pelo resto de suas
vidas por falta de responsabilidade social e desprezo pelo sofrimento humano. Quem se
responsabiliza pelas mortes por falta de atendimento? Quem vai confortar as centenas de
pessoas amontoadas nos corredores do sofrimento? E é preciso não calar diante da dor que
poderia ser evitada, e é preciso emprestar voz aos que não têm, que a imprensa pernambucana
cumpra o seu dever continuado a denunciar os responsáveis por este crime cometido
diariamente contra o nosso povo.
Ivaldo Moraes Magalhães. Olinda. Diário de Pernambuco, 9 de fev de 2005, cad 1, pág. A 2,
cartas à redação.

Preencha o quadro com expressões adjetivas e adjetivos extraídos do texto “Sofrimento


no hospital” e, na segunda coluna, classifique-os de acordo com a legenda: adjetivo simples,
locução adjetiva, adjetivo derivado, oração adjetiva.
Expressões adjetivas e Classificação estrutural
adjetivos
Compreensível
Bom
que não é aceitável

14
Atividade 12 EXERCÍCIOS ENVOLVENDO VERBOS
LEITURA: Kombeiros e baderneiros
A grande quantidade de veículos no transporte alternativo de passageiros expõe uma
realidade que o poder público finge não ver. O contingente de motoristas e cobradores não
surgiu ao acaso, tratava-se de uma massa significante de desempregados que encontrou nesse
serviço um meio justo de sobrevivência. Com o passar do tempo, incomodou o monopólio das
empresas de ônibus. Além disso, alterou o ritmo das vias públicas e provocou tantos
transtornos que a sociedade passou a cobrar soluções dos órgãos responsáveis pela ordenação
do trânsito. Surgiu, então, uma força conjunta de Prefeitura, Estado e Representantes das
empresas de ônibus.
Os kombeiros viraram discussão diuturna em todas a fontes de informação; nesse
contexto, não só governos e empresas privadas uniram-se para rever tal serviço, a população
passou a cobrar qualidade e responsabilidade. Muitos trabalhadores desse transporte público
paralelo contribuíram para uma reorganização urgente, polêmica e, às vezes, violenta. Avanços
de semáforo, ultrapassagens perigosas, total desrespeito ao Código de Trânsito e muitas
vítimas. A brutalidade o barbarismo no trânsito ficaram muito evidentes. Assassinatos e prisões
de alguns desses “profissionais” clandestinos provaram que a sociedade estava a perigo, era
um verdadeiro desafio aos órgãos de segurança.
Depois de batalhas físicas e jurídicas, a cidade atravessa uma certa calmaria. O tráfego
das kombes foi altamente limitado e até proibido nas ruas, criaram-se leis e cadastros,
prenderam. Paradoxalmente, houve também o saldo de muitos trabalhadores honestos e
conscientes fora do mercado de trabalho.
Algumas medidas amenizaram bastante a situação, um plano abrangente transferiu boa
parte da mão de obra obsoleta para as linhas de ônibus da região metropolitana. Criaram-se
alternativas de crédito para apoiar os desempregados do setor e mais coletivos passaram a
suprir linhas críticas de transporte. Hoje, pode-se dizer, a situação é de calmaria e de mais
ajustes. Há muito ainda a ser feito. Os baderneiros precisavam realmente ser coagidos e
banidos dessa atividade tão importante. Por outro lado, os verdadeiros trabalhadores
kombeiros merecem respeito em sua necessidade básica de trabalhar, afinal, a população há
muito tempo consagrou os serviços honestos do transporte alternativo. Prof. Renan Freitas –
(Texto não publicado)
Preencha o quadro explorando seus saberes acerca das formas verbais do texto anterior:
Forma verbal Tempo Modo conju Características
gação
amenizaram Pret. perf Indic. 1ªl Forma simples / transit. dir. / regular/ 1ª pessoa
plura
Era Pret. imp Ind 2ª Ligação / anômalo / 3ª pessoa singular
há muito Presente Ind 3ª Foram simples / impessoal / trans. dir /

15
01 Pela terminação, indique a pessoa, tempo, modo, conjugação das formas verbais:
Expõe ______________________ surgiu______________________ encontrou______________________
carregássemos______________________ tiravam ______________________ importais ______________ tomo
______________________ mandas ______________________ chamamos ____________________
venha você______________________ Que nós amemos______________________
pudera viver contigo______________________ Fostes______________________ suba logo ____________

02 Diga a que conjugação pertencem as formas verbais abaixo e divida os elementos mórficos:
Abraçamos ____________________ recomendava _________________ cozinhava _________________
distribuía ______________________ quisesse _________________ queríamos ______________________
tínhamos ___________________ pusessem ____________________ brincávamos ___________________
aprendemos ____________________ admitiu ____________________ vendeu ___________________
falarão ______________________ cantaremos ______________________
03 Copie, mudando o tempo dos verbos, de acordo com as indicações:
a) É tempo de colheita. (futuro) _________________
b) b) A flor se transforma em fruto. (pretérito)______________
c) A roça produz muito. (pretérito) _____________________
d) O milharal tremula ao vento. (pretérito) ______________________
e)As abóboras fechavam os caminhos. (presente)______________________ f)Lourenço colheu muito
milho. (futuro) _______________
g) As plantas crescem fortes e bonitas. (futuro) ______________________h) As crianças nascem
sadias. ( futuro) _________________
i) Os peixes descem o rio. (futuro) ________________________ j) Florescem as esperanças. (futuro)
___________________________

04 Reescreva as frases, colocando os verbos entre parênteses nos tempos apropriados:


a) Quando ela (vir) e nos (ver) neste local, ficará surpresa. _______________________________________
b) Coloque tudo o que (caber) na caixa.____________________________________________________
c) Precisamos de alguém que nos (dar) explicaçãdo fato.________________________________________
d) Se eles (trazer) a bola, jogaríamos futebol na ausência do
professor.______________________________
e) Se nós (querer) poderíamos comprar um carro novo.__________________________________________
f) Se (fazer) bom tempo, iremos passear._____________________________________________________
g) Se eu (querer) poderia alcançá-lo._________________________________________________________
h) Eu leio, mas eles (ler) muito mais._________________________________________________________
i) Seria bom se eles (pôr) tudo no devido lugar._________________________________________________

5. Escreva no plural:
a) Crê no poder de tua mente._________________________________________________
b) Se pudesse, iria visitá-lo._________________________________________________
c) Tu puseste os livros onde os encontraste? _____________________________________
d) Foge daqueles que o bajulam.________________________________________________
e) Quando fores embora, avisa-me._______________________________________________
f) Se eu vir você em dificuldades, vou ajudá-lo.____________________________________
g) Se souberes algo do meu amigo, telefona-me.____________________________________
16
h) Ele reouve alguns de seus bens.________________________________________________
i) Peça ao jardineiro que ágüe as plantas._______________________________________
j) Eu trouxe as encomendas.________________________________________________

Atividade 13: Operadores argumentativos e recursos discursivos de persuasão:


CRÍTICA DE ARIANO SUASSUNA SOBRE O FORRÓ ATUAL
Texto recebido por e-mail em 16/12/2009
Tem rapariga aí? Se tem, levante a mão!'. A maioria, as moças, levanta a mão. Diante de uma
platéia de milhares de pessoas, quase todas muito jovens, pelo menos um terço de
adolescentes, o vocalista da banda que se diz de forró utiliza uma de suas palavras prediletas
(dele só não, de todas bandas do gênero). As outras são 'gaia', 'cabaré', e bebida em geral, com
ênfase na cachaça. Esta cena aconteceu no ano passado, numa das cidades de destaque do
agreste (mas se repete em qualquer uma onde estas bandas se apresentam). Nos anos 70, e
provavelmente ainda nos anos 80, o vocalista teria dificuldades em deixar a cidade.
Pra uma matéria que escrevi no São João passado baixei algumas músicas bem
representativas destas bandas. Não vou nem citar letras, porque este jornal é visto por leitores
virtuais de família. Mas me arrisco a dizer alguns títulos, vamos lá:
Calcinha no chão (Caviar com Rapadura),
Zé Priquito (Duquinha),
Fiel à putaria (Felipão Forró Moral),
Chefe do puteiro (Aviões do forró),
Mulher roleira (Saia Rodada),
Mulher roleira a resposta (Forró Real),
Chico Rola (Bonde do Forró),
Banho de língua (Solteirões do Forró),
Vou dá-lhe de cano de ferro (Forró Chacal),
Dinheiro na mão, calcinha no chão (Saia Rodada),
Sou viciado em putaria (Ferro na Boneca),
Abre as pernas e dê uma sentadinha (Gaviões do forró),
Tapa na cara, puxão no cabelo (Swing do forró).

Esta é uma pequeníssima lista do repertório das bandas.

Porém o culpado desta 'desculhambação' não é culpa exatamente das bandas, ou dos
empresários que as financiam, já que na grande parte delas, cantores, músicos e bailarinos são
meros empregados do cara que investe no grupo. O buraco é mais embaixo. E aí faço um
paralelo com o turbo folk, um subgênero musical que surgiu na antiga Iugoslávia, quando o país
estava esfacelando-se. Dilacerado por guerras étnicas, em pleno governo do tresloucado
Slobodan Milosevic surgiu o turbo folk, mistura de pop, com música regional sérvia e oriental.
As estrelas da turbo folk vestiam-se como se vestem as vocalistas das bandas de 'forró',
parafraseando Luiz Gonzaga, as blusas terminavam muito cedo, as saias e shortes começavam
muito tarde. Numa entrevista ao jornal inglês The Guardian, o diretor do Centro de Estudos
alternativos de Belgrado, Milan Nikolic, afirmou, em 2003, que o regime Milosevic incentivou
uma música que destruiu o bom-gosto e relevou o primitivismo estético. Pior, o glamour, a
facilidade estética, pegou em cheio uma juventude que perdeu a crença nos políticos, nos
valores morais de uma sociedade dominada pela máfia, que, por sua vez, dominava o governo.

Aqui o que se autodenomina 'forró estilizado' continua de vento em popa. Tomou o lugar do
forró autêntico nos principais arraiais juninos do Nordeste. Sem falso moralismo, nem elitismo,
um fenômeno lamentável, e merecedor de maior atenção. Quando um vocalista de uma banda

17
de música popular, em plena praça pública, de uma grande cidade, com presença de
autoridades competentes (e suas respectivas patroas) pergunta se tem 'rapariga na platéia',
alguma coisa está fora de ordem. Quando canta uma canção (canção?!!!) que tem como tema
uma transa de uma moça com dois rapazes (ao mesmo tempo), e o refrão é: 'É vou dá-lhe de
cano de ferro/e toma cano de ferro!', alguma coisa está muito doente. Sem esquecer que uma
juventude cuja cabeça é feita por tal tipo de música é a que vai tomar as rédeas do poder daqui
a alguns poucos anos.
Ariano Suassuna (Escritor paraibano e pernambucano)

Observação:
O secretário de cultura Ariano Suassuna foi bastante criticado, numa aula-espetáculo, no ano
passado, por ter malhado uma música da Banda Calypso, que ele achava (deve continuar
achando, claro) de mau gosto. Vai daí que mostraram a ele algumas letras das bandas de
'forró', e Ariano exclamou: 'Eita que é pior do que eu pensava'. Do que ele, e muito mais gente
jamais imaginou.

Realmente, alguma coisa está muito errada com esse nosso país, quando se levanta a mão pra
se vangloriar que é rapariga, cachaceiro, que gosta de puteiro, ou quando uma mulher canta
'sou sua cachorrinha'. Aonde vamos parar? Como podemos querer pessoas sérias,
competentes? E não pensem que uma coisa não tem a ver com a outra não, pq tem e muito! E
como as mulheres querem respeito como havia antigamente? Se hoje elas pedem 'ferro', 'quero
logo 3', 'lapada na rachada'? Os homens vão e atendem. Vamos passar essa mensagem adiante,
as pessoas não podem continuar gritando e vibrando por serem putas e raparigueiros não.
Reflitam bem sobre isso, eu sei que gosto é gosto... Mas, pensem direitinho se querem
continuar gostando desse tipo de 'forró' ou qualquer outro tipo de ruído!

Atividade 14 (Redação UNICAMP)


Substitua as palavras e expressões sublinhadas por outras equivalentes de modo a não
perder o sentido original.
Nome: RODRIGO MENDES LEME
Cidade: CAMPINAS-SP
Candidato ao curso (1ª opção) de: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO: O Caminho Brasileiro
Brasil, país dos famintos(...........................), dos massacres de cidadãos inocentes da
expoliação(...........................), da pobreza, do subdesenvolvimento econômico, do extermínio da
parcela indígena de sua população. À medida que o Brasil se aproxima dos 500 anos, velhos
(...........................)problemas continuam sem solução(...........................), conforme
(...........................)bem alertou o historiador Sílvio Romero em sua história da Literatura
Brasileira (e isso há mais de 100 anos!). Se até o presente momento (...........................)não
houve (...........................)uma violenta insurreição armada popular, deve-se à ignorância e à
índole pacífica do mesmo, que contribuem para perpetuar o “status quo” (...........................).
Visto por este ângulo, o leitor é tentado a considerar o Brasil um país que “jamais dará
certo”. A conjuntura(...........................) atual é, de fato, negativa para a nação. Mas tal fato
(...........................)não deve anular tudo o que até agora conquistamos. Alguns brasileiros, em
todos os campos de atividades, podem ser encontrados no panteão dos grandes da
humanidade. Santos Dumont, César Lattes(...........................), Carlos Chagas(...........................),
Machado de Assis(...........................), Oscar Niemayer, etc. São compatriotas que demonstram o
potencial do “gigante adormecido”. “Brasil, país do futuro — sempre do futuro?”, dirá,
ironicamente, o leitor mais incauto(...........................). Um futuro mais próximo,
porém(...........................): pela primeira vez, o Estado, através (...........................)de leis

18
democráticas, começa a resguardar o citado potencial. Leis como as que regem o direito de
greve, os crimes hediondos, os juizados de pequenas causas e outras podem parecer pouco;
mas para um país que até poucos anos era governado por uma ditadura, tais leis constituem um
avanço fundamental.
O maior legado(...........................) brasileiro, todavia, encontra-se num campo inesperado;
tal classificação decorre do fato deste assunto ser um tanto controverso. Trata-se da questão
racial — e de como a intensa miscigenação produziu uma experiência antropológica única no
mundo. Não se trata de retomar o ultrapassado (...........................)mito da “democracia racial”,
que apenas serviu — e serve — para disfarçar o preconceito latente(...........................)em parte
da população. Mas quando(...........................)se olha a multiplicação de conflitos étnico-raciais
no globo, é inegável o nosso desenvolvimento. Eis o legado: enquanto as outras nações ainda
buscam a tolerância racial — inclusive os “poderosos” EUA — nós já estamos num estágio mais
avançado: no Brasil, busca-se a convivência racial, baseada em nossa singular miscigenação.
Seria a glória do já falecido antropólogo Darcy Ribeiro, renomado pesquisador desse assunto:
com apenas 500 anos de “idade”, o Brasil conseguiu aquilo que nenhum outro país
(...........................)no mundo obteve — passar no estágio da tolerância para o da convivência
racial. “Brasil, farol da humanidade”: num planeta marcado por ódios
ancestrais(...........................), esta mensagem mostra que é possível buscar a convivência —
bastando seguir o caminho apontado(...........................) pelo nosso país

Atividade 16 (Redação UNICAMP)


Troque os conectores e operadores argumentativos por palavras e expressões equivalentes.
A seguir, oferecemos um banco de dados de apoio.
Tal qual/contudo/dessa forma/a fim de que/durante/não obstante isso/conforme /neste
momento / para / além do mais/ certamente
Obs.: Tiramos algumas vírgulas essenciais, reponha-as.
Nome: LUCIANA ARAÚJO DA SILVA Cidade: CAMPINAS-SP Candidato ao curso (1ª opção) de:
ARTES CÊNICAS
Em abril de 2000 o Brasil comemora 500 anos de seu descobrimento – segundo
(.....................)data aceita oficialmente. Sem perder tempo a mídia começa a bombardear-nos
com os preparativos para a festa, e com dois anos de antecedência a TV já mostra um relógio
que (.....................)nos avisa a cada dia quantos dias faltam para o grande bacanal. É outra
oportunidade, além da copa do mundo, para que cada cidadão vista uma camisa verde-amarela
sem medo de parecer cafona, empunhe a bandeira e ensaie cantar o Hino Nacional – como será
mesmo que se começa aquela 2ª parte?
Na verdade(.....................) data deveria, no mínimo, servir para que
(.....................)questões sérias e profundas fossem levantadas a fim de (.....................)se fazer
um balanço histórico dos cinco séculos do país. Será que os saldos seriam tão otimistas, ou
inspirariam luto?
A farsa que se representa com uma comemoração ufanista não deixa ver quem é o
Brasil, ou quem somos nós hoje. E quem somos, mesmo? Um povo que carrega os grilhões da
escravidão – a maior vergonha da nossa história. Negros e índios, escravos de senhores
brancos, portugueses, estes aliados da Coroa que por sua vez era submissa a um senhor maior,
a Inglaterra. Mas a nossa escravidão não teve fim com a assinatura de um documento pelas
mãos de uma princesa benevolente, em 1888. Ela perdura até nossos dias. Só temos mudado de
dono, de senhorio. Agora(.....................), após termos assimilado a subserviência ideológica aos
EUA, passamos a servir as grandes instituições financeiras do mundo globalizado.
Aliás(.....................), o país já sentiu o gostinho das conseqüências dessa opção com o efeito
dominó da crise nos países asiáticos.

19
Há aqueles otimistas, que vêem os progressos miraculosos da nação. Temos uma
Constituição exemplar, que pune crimes como o racismo, protege o consumidor, trata de
questões como a posse da terra, a educação, os direitos da mulher, da criança. Coisa de país
desenvolvido! Outro aspecto que não pode ser esquecido ao comemorarmos os 500 anos é a
autenticidade do povo brasileiro. A nossa famosa alegria (temos o carnaval), a solicitude do
povo, a “malemolência” dos trópicos – nossas características reconhecidas
internacionalmente.
Entretanto(.....................), no que diz respeito as nossas “conquistas”, às leis, por exemplo, não
há muito o que glorificar. Ao longo(.....................) desses 500 anos a história é sempre a mesma.
No nosso país há leis que “pegam” e leis que “não pegam”. A terra vem servindo a interesses de
pequenos grupos desde as sesmarias até os latifúndios – não tem função social prevista na
atual constituição. Quanto ao racismo, ele continua forte e vemos isso no dia a dia, em dados
irreais como(.....................) os do senso realizado em 96 pelo IBGE que aponta uma população
constituída de 55% de brancos, 34% de mestiços e 5% de negros.
O Brasil hoje(.....................) não é europeu, africano, asiático, indígena. Nós somos a
mistura exata de tudo isso, completamente diferente das nossas origens, únicos. E apesar
(.....................)disso estamos indiscutivelmente atrelados aos princípios da nossa matriz. Talvez
o ano 2000 possa servir para abrirmos os nossos cinco séculos coloniais, enterramos o que
sobrou dele. Pegaríamos então a água salubre que – pasmem – ainda resta nessas terras de cá,
e regá-la-íamos para que nela fossem cultivadas as sementes de um outro Brasil. Que não
precisasse olhar para trás e esconder o rosto de vergonha, nem olhar para a frente e ter
esperança. Mas que, enfim, se olhasse no espelho e sorrisse.

Atividade 17 Intervenção gramatical  Problemas de norma culta

Leia e corrija as frases a seguir, elas podem conter desvios de vários domínios, se

comparadas com a variante padrão escrita. A numeração entre parênteses indica a quantidade

de intervenções possíveis.

a) Apartir de um exame minucioso pode-se detectar quaisquer tipos de câncer, os aparelhos de

diagnósticos estão bastante avançados.(3)

b) Os estudantes, só conseguem seus objetivos atravez de muito esforço e dedicação.(2)

c) Esses produtos pirateados nas ruas não tem haver com o desemprego, mais com um grupo

se falsários ricos que aproveitam-se da miséria para incrementarem seus negócios

fraudulentos. (4)

d) As crianças estão nas ruas, ao invés de receberem o calor do lar e da família. (1)

e) Os menores estão nas ruas, aonde roubam e expõem seus rostinhos para a cruel realidade.

(2)

f) O trabalho infantil remonta a revolução industrial onde a necessidade de mão-de-obra teve

início. (3)

g) Nos prisídios os apenados vivem em condições desumanas, faz-se necessário as

intervenções sócio-político-culturais. (4)

20
h) Na educação o seguimento doscente sempre engaja-se em movimentos sociais em busca de

uma vida descente. (5)

i) Crianças trabalham árduamente, é preciso protegê-las, ouví-las e dá-lhe proteção

diuturnamente. (3)

j) Muitas famílias, vítimas da pobreza, se quer tem uma refeição digna no dia.(2)

l) A revolução praeira aconteceu no nordeste, esta região têm uma longa tradição de

resistência à desmandos. (6)

21