P. 1
FASES DA APLICAÇÃO DA PENA - AULA DE SABADO

FASES DA APLICAÇÃO DA PENA - AULA DE SABADO

|Views: 2.351|Likes:
Publicado porLuciane Xavier

More info:

Published by: Luciane Xavier on Apr 14, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/20/2013

pdf

text

original

DA APLICAÇÃO DA PENA 1. COMINAÇÃO =/= APLICAÇÃO (Arts.

53/58)

(Art.59)

2. Art. 59, C.P. - estabelece os critérios p/ fixação da pena . são 8: 1º - culpabilidade * grau de reprovabilidade da conduta praticada * culpa =/= culpabilidade =/= culpabilidade * art.29, parágr. 1º, - conc.agentes 2º - antecedentes * é a vida pregressa do @ * absolvição elimina maus antecedentes * ?passagem pela FEBEM quando <?? 3º conduta social do @ * é o relacionamento com a família 4º personalidade do @ * é o caráter, personalidade de cada um 5º motivos do crime * o que levou o @ ao crime - motivo nobre - ex: art.342 (reg.filho) - motivo torpe - parricídio x herança 6º circunstâncias do crime * =/= agravantes/atenuantes (arts.61/65) * ex: local escolhido, instrumento usado 7º - conseqüências do crime ex: morte de um pai de família 8º - comportamento da vítima * vitimologia 3. duas observações importantíssimas: 1ª - não pode haver dupla valoração de uma só causa ex: antecedentes x reincidência 2ª - fundamentação é imprescindível ( art.93, IX, CF) 4. Das atividades do juiz na sentença condenatória São 4 as atividades do juiz qdo.da fixação da pena 1ª. se as penas forem alternativas, cabe ao juiz escolher uma das penas, com base no art.59, CP . penas alternativas (ou) =/= penas alternativas (art.44-PRD) 2ª. fixar a quantidade da pena (**) 3ª. fixar o regime de cumprimento da pena (fechado/semi-aberto/aberto) 4ª. quando possível, substituir a PPL por PRD

(**) Da fixação da pena de prisão 1. há duas correntes em torno da fixação da PPL 1ª corrente: Roberto Lira = procedimento bifásico O juiz deve fixar a pena em duas fases: 1ª fase: pena-base (art.59,CP + agrav./aten.) 2ª fase: causa de aumento/diminuição da pena 2ª corrente: Nelson Hungria = procedimento trifásico ** é a adotada pelo CP - art.68 1ª fase: pena-base (art.59,CP) 2ª fase: circunstâncias agravantes/atenuantes 3ª fase: causa de aumento/diminuição da pena 1ª fase: da fixação da pena-base * critérios do art.59, CP - deve ser respeitado os limites mín./máx. importante: crime simples =/= crime qualificado =/= c.a.p. (primeira fase) ?? a pena-base fixada, pode ser a pena concreta final?? (3ª fase)

2ª fase: das circunstâncias agravantes (art.61) e das circunstâncias atenuantes (art.65) oito importantes observações 1ª obs: “sempre” - arts.61 e 65 2ª obs: circunstâncias atenuantes não permitem que o juiz fixe a pena aquém do mínimo legal 3ª obs: circunstâncias agravantes não permitem que o juiz fixe a pena além do máximo legal 4ª obs: as circunstâncias agrav./aten. não podem ser aplicadas quando constituem o próprio crime ** não pode haver dupla valoração de uma só causa ex: infanticídio x descendente (agravante) 5ª obs: a quantidade de agravação ou de atenuação fica a critério do juiz ?? arbítrio ou discricionariedade?? 6ª obs: as circunstâncias agravantes não incidem nos crimes culposos, EXCETO A REINCIDÊNCIA 7ª obs: as circunstâncias agravantes objetivas devem fazer parte do dolo do @ (o @ deve ter conhecimento da circ.) 8ª obs: art.67, CP : concurso de circunst. agrav. e aten. circunstância subjetiva 3ª fase: Causas de aumento e de Diminuição da pena * conceito * local no C.P. prevalece a

Parte Geral - ex. de causa de diminuição: 14, II; 26, par.ún. - ex. de causa de aumento: arts.70/71 Parte Especial - ex. de causa de diminuição: 121, parágr. 1º - ex. de causa de aumento: art.121, par. 2º * podem estar previstas em quantidade fixa ou variável * o juiz pode fixar a pena aquém/além do limite legal ?? qual a =/= entre c.a.p. e circunst.agrav. ??? (3ª fase) (2ª fase) (além) (não além) * concurso de causas de aumento e de diminuição ATENÇÃO: deve ser levado em consideração o concurso concurso da P. E. do Código da P.G. do Código e o

Concurso da Parte Geral: todas as causas têm incidência PRINCÍPIO DA INCIDÊNCIA CUMULATIVA ** se há causa de aumento e de diminuição, 1º o juiz aumento e depois ele faz a diminuição sobre a pena aumentada, não sobre a pena-base (ex: 2 crimes de 129, cometidos em concurso formal por semiimputável) Concurso da Parte Especial: * concurso de causas de aumento há duas alternativas: 1ª - art.68, parágr. único 2ª - faz incidir todos os aumentos porém deverá ser observado o PRINCÍPIO DA INCIDÊNCIA ISOLADA (a 2ª causa de aumento recai sobre a pena-base, NÃO sobre a pena já aumentada) (ex: 157, cometido em concurso de @ e uso de arma) * concurso de causas de diminuição há, também, duas alternativas: 1ª - art.68, parágr. único 2ª - faz incidir todos as causas de diminuição, porém deverá ser observado o PRINCÍPIO DA INCIDÊNCIA CUMULATIVA(a 2ª causa de aumento recai sobre a pena já diminuída, NÃO sobre a pena-base) (ex: 221, rapto p/fins de casamento e restitui a v. incólume) ??? e se tivermos uma c.d.p. da P.G. e uma c.a.p. P.E.??? 1º aumenta-se a pena, depois a diminui ??? e se tivermos uma c.a.p. da P.G. e uma c.d.p. P.E.??? 1º aumenta-se a pena, depois a diminui ??? e se tivermos uma c.d.p. e uma c.a.p., ambas da P.E.??? 1º aumenta-se a pena, depois a diminui obs: art.11, C.P. - despreza-se as frações de dias (=horas) DA FIXAÇÃO DA PENA DE MULTA 1ª regra: não incidem na pena de multa as circunst. agrav/aten.

2ª regra: incidem as c.a.p. ou as c.d.p. 3ª regra: art. 11, C.P. - despreza-se as frações (hoje = centavos) 4ª regra: art. 72, C.P.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->