P. 1
ARTIGO CIENTIFICO

ARTIGO CIENTIFICO

|Views: 1.058|Likes:
Publicado porRita Paes Leme

More info:

Published by: Rita Paes Leme on Apr 14, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/03/2013

pdf

text

original

ARTIGO CIENTÍFICO

CULTURA ORGANIZACIONAL E PSICANÁLISE

Rita de Cássia Silva Paes Leme

Resumo: Este artigo apresenta a definição de Cultura Organizacional a partir da visão de teóricos como Edgar H. Schein e Maria Ester de Freitas. Apresenta também as idéias de Sigmund Freud a cerca da cultura em seu texto ³O mal estar na civilização´. A partir daí pretende-se fazer uma possível conexão entre as idéias de Schein e Maria Ester de Freitas com as idéias que Freud desenvolve em seu texto, mostrando também suas diferenças. Schein nos diz que a cultura organizacional pode ser totalmente modificada, e que isto depende do estágio em que a organização se encontra. Freud defende o pensamento de que, embora o homem esteja em constante mudança, e a prova disto é a teoria do desenvolvimento postulada por ele, ³todas as fases anteriores deste desenvolvimento continuam a existir, paralelamente à última´ (1930[1929]). A organização é feita de pessoas, pessoas estas que passaram e continuam passando por fases de desenvolvimento e mudanças, mas que também trazem consigo resquícios de fases anteriores. Como estas pessoas poderão estar atuando como agentes na mudança da cultura organizacional? Será possível fazer uma reformulação total nas características de determinada cultura?

1

Desarrollo Humano. Mudança Cultural. será analisado neste artigo o processo de mudança na cultura organizacional. aquellas personas que han y siguen pasando por etapas de desarrollo y los cambios. e sendo o homem carregado e constituído pelo simbólico. através de autores como Maria Ester de Freitas e Edgar Schein que. Psicoanálisis. pero también traen consigo los restos de las primeras etapas. Schein nos dice que la cultura organizacional puede ser alterada por completo. ³todas las fases anteriores de desarrollo siguen coexistiendo con él último´ (1930[1929]) La organización se compone de personas. Psicanálise. A partir de ahí tenemos la intención de hacer una posible conexión entre las ideas de Schein y María Ester de Freitas con las ideas que Freud desarrolla en su texto. si bien el hombre está en constante cambio. de que é formado seu inconsciente. A partir da proposta de estudar o tema ³Cultura organizacional e Psicanálise foi constatado. Defiende a Freud pensaba que. Desenvolvimento Humano. Cambio Cultural. Resumen: Este artículo introduce la definición de la cultura organizacional desde la perspectiva de los teóricos como Edgar H Schein y María Ester de Freitas. Introdução Sendo a cultura organizacional o aspecto mais importante e definidor de uma organização e revestida de simbolismos. y desde esto depende de en qué etapa está la organización. não de uma forma definitiva e absoluta. Cómo estas personas están actuando como agentes de cambio en la cultura organizacional? Usted puede hacer una revisión completa de las características de una cultura en particular? Palabras clave: Cultura Organizacional. mas levando em conta a presença do homem como maior fator de interferência dentro deste processo . y la prueba es la teoría de desarrollo postulada por él.Palavras-chave: Cultura organizacional. a cultura 2 . mostrando también sus diferencias. También se presentan las ideas de Sigmund Freud sobre la cultura en su texto ³El mal estar en la civilización´.

e que trazem consigo uma bagagem que vem a influenciar em sua personalidade. sintam não -se 3 ..organizacional apresenta-se como algo abstrato. valores. Freud trata o homem como ser social. É digno de nota que. Partindo deste pressuposto poderá ser feito um link entre os dois temas. mas também de grupos.. mas também que traz consigo uma bagagem das fases anteriores que interferem em seu desenvolvimento e processo de mudança psíquica. Conceito de Cultura e Civilização ± Sigmund Freud ³tudo aquilo em que a vida humana se elevou acima de sua condição animal e difere da vida dos animais. inclui todo o conhecimento e capacidade que o homem adquiriu com o fim de controlar as forças da natureza e extrair a riqueza desta para a satisfação das necessidades humanas. suas características individuais e também a busca de uma identidade. também. pois o homem é predominantemente um ser social. suas sagas e seus heróis e também seus tabus. a família. inclui todos os regulamento necessários para ajustar as relações dos homens uns com os outros e. pois estes mesmos seres humanos são formados e constituídos indivíduos a partir de elementos simbólicos advindos. do meio em que ele está inserido e. por outro lado. crenças. uma vez que uma organização é composta de indivíduos que trazem consigo suas histórias. por pouco que os homens sejam capazes de existir isoladamente. A cultura tem a mesma equivalência para o grupo que a personalidade tem para o individuo. porque ocorre paralelamente a vida psíquica atual. Desenvolvimento Quando falamos em organizações pensamos inicialmente no que a constitui: pessoas. em constante mudança. que anteriormente viveram em outro tipo de sociedade. a distribuição da riqueza disponível. especialmente. tem como tema principal trabalhar as manifestações do inconsciente e sua influencia na vida psíquica. ritos. em seus mais variados aspectos. não só do individuo. Schein nos diz que a cultura surge apontando fenômenos que comportam um grau considerável de inconsciência. A psicanálise criada por Sigmund Freud tem como objetivo e preocupação primordial o conhecimento e entendimento do ser humano. mas revestido de um poder de mudança e ao mesmo tempo de fixação de valores. modo de agir e interagir com os outros e o meio ambiente. rituais.

´ (O FUTURO DE UMA ILUSÃO (1927)) Conceito de Cultura _ Edgar Schein ³Cultura é um fenômeno dinâmico que nos cerca em todas as horas. ³todas as fases anteriores de desenvolvimento continuam a existir. O que podemos ver em comum nestas teorias acima apresentadas. Uma vez que os pressupostos tenham funcionado bem o suficiente para serem considerados válidos. 4 . em seu livro Cultura Organizacional ± Evolução e Critica ± nos diz que ³para antropologia cognitiva. lado a lado com a forma final.P. regras e normas que orientam e restringem o comportamento´. tratando-a como uma entidade psíquica. primeiro grupo de que o homem faz parte. (CULTURA ORGANIZACIONAL E LIDERANÇA (2004. (1984. mas ao mesmo tempo carrega consigo uma bagagem que está ³fixada´ em seu inconsciente. se pensar e sentir-se em relação àqueles problemas´.´ (CAPÍTULO 2 (2007. que determinado grupo tem inventado. Fala também que o que passou continua preservado em nossa mente. em que pontos convergem? Freud em seu texto ³O mal estar na civilização´ nos diz que o homem está em constante desenvolvimento. a cultura é vista como o conjunto dos conhecimentos que são compartilhados entre os membros de um grupo ou sociedade. Faz uma analogia a destruição de Roma. P. P. e somente pela mente é possível a preservação de etapas anteriores. rotinas. paralelamente à última´ (1930[1929] p.3-4) Maria Ester de Freitas. É regra que o passado seja preservado na vida mental. apesar de ter sido totalmente destruída.88). onde..1-2) Conceito de Cultura Organizacional ± Edgar Schein ³o modelo de pressupostos básicos. sendo constantemente desempenhada e criada por nossas interações com outros e moldadas por comportamentos de liderança e um conjunto de estruturas.obstante.. a fim de tornar possível a vida comunitária.11)). descoberto ou desenvolvido no processo de aprendizagem para lidar com os problemas de adaptação externa e integração interna. como um pesado fardo os sacrifícios que a civilização deles espera. são ensinados aos demais membros da organização como a maneira correta para se perceber. bagagem esta formada através de suas relações com a família.

mas também afetivos imaginários e psicológicos e assim estruturas psíquicas são utilizadas pelas organizações e não formadas dentro delas. Cultura Organizacional: identidade. linguagem. Maria Ester de Freitas. Maria Ester segue dizendo que o individuo se liga a uma organização por vínculos materiais. Ninguém cria uma organização sozinho. em seu livro. Muito embora a cultura. tem como função se preocupar com a cultura. símbolos e afetos escapam a um entendimento consciente. conscientes e inconscientes com partes que podem ser modificadas e enriquecidas e outras. com o que foi citado de Maria Ester anteriormente neste artigo podemos levantar a seguinte questão: pode-se realmente mudar totalmente a cultura de uma organização.Edgar Schein trata da mudança organizacional como algo possível dentro de uma organização e nos diz que o papel do líder é fundamental para que esta mudança ocorra. seja criada por experiências compartilhadas. de que o homem embora esteja em constante mudança. diz ainda que ³avaliar apenas uma cultura é tão vago quanto avaliar apenas a personalidade ou o caráter de um individuo. como se iniciaria o processo de construção da cultura e posteriormente de mudança da mesma? Se pudermos fazer uma comparação com o que disse Freud. sim. às vezes gerenciar e até mudá-la. sedução e carisma? faz uma leitura psicanalítica acerca da singularidade e universalidade do homem e confirma a visão de Freud de que todos temos arquivos. Uma organização não se forma ao acaso. como nos afirma Schein e o que acontece com todas 5 . tem uma meta. segundo Schein.´ (CAPÍTULO 11. suas crenças e suposições desde o inicio. PÁGINA 189) O líder. mas que traz consigo uma bagagem que fica registrada em seu inconsciente e pode vir à tona a qualquer momento. líder este que quase sempre é o fundador da organização. são criadas por indivíduos que descobrem ações dirigidas de um grupo podem realizar algo que o individual não consegue. complexo e estando ele inserido dentro de uma organização. surge um líder e este chama outras pessoas que compartilhem uma meta e visão comuns. muitas vezes. cujo código. Sendo o homem este ser. O fundador tem maior influencia e impacto sobre o grupo inicialmente. o líder é quem inicia este processo impondo seus valores.

assim como o processo de formação de um individuo são processos vitais porque partilham a característica mais geral de uma vida ± exigências da realidade ± a união de indivíduos isolados em uma comunidade. prende o individuo a realidade. a integração em uma comunidade. Sendo o principio do prazer o objetivo principal de um individuo. mais humanizados. e o desenvolvimento da cultura. impor restrições. e na maioria das vezes. O processo de construção da cultura de uma organização inicialmente ocorre com a intenção de formar uma unidade em torno de uma idéia ou ideal. tornando assim os indivíduos que estiverem inseridos dentro de determinada organização. como é. onde ele irá apoiar com argumentos suas ilusões. fornecendo-lhe um lugar seguro em uma parte da mesma. em todos os tempos deram o maior valor a ética. segundo a visão de Freud. segundo Freud. crenças e suposições trazidas pelo fundador. daí não podermos separar a ética individual da cultural. inicialmente. Um dos fatores determinantes para a formação de uma cultura é a ética que estabelece seus ideais e exigências. O trabalho. tem que ser preenchida antes que este objetivo seja alcançado. Ela pode ser entendida como um sistema simbólico. o primeiro líder desta organização? A formação de uma cultura. ao mesmo tempo em que persegue o seu próprio caminho da vida´ (FREUD ± MAL ESTAR NA CIVILIZAÇÃO ± PÁGINA). Freud cita que os desejos de felicidade do homem vêm acompanhados de seu juízo de valor. as pessoas. 6 . permitindo o conhecimento consensual sobre o significado do mundo e também contribuindo para o bem estar individual e coletivo. o objetivo de alcançar a felicidade encontra-se ai relegado a segundo plano. ³O individuo humano participa do curso do desenvolvimento da humanidade. Então podemos dizer que a formação de uma determinada cultura organizacional estará apoiada nestas ilusões e desejos de felicidade de seu criador. Esta é uma característica que marca a formação da cultura de uma forma egoísta. e. a busca do homem. que é encontrar satisfação da felicidade. pois através da mesma ocorre interação social.as idéias. tanto quanto o do homem possuem uma grande semelhança. desenvolvimento e crescimento. valores. É necessário unir a tendência egoísta do individuo em buscar a felicidade com sua tendência altruísta de união com os outros na comunidade. idealizador.

Ritos.Crenças e pressupostos: A verdade na organização que não é questionada nem discutida. inclusive seu fundador. lhe apresentará heróis e terá como pano de fundo estórias. tabus e normas para que ele possa sobreviver nesta e em outros tipos de sociedade e que cumprem os mesmos objetivos dos que configuram dentro de uma organização. preenchendo várias funções como comunicar. Muito antes de o homem fazer parte de uma organização ele foi membro de outro tipo de sociedade. Como toda saga tem um herói.Valores: Estabelecem padrões que deverão ser alcançados e representam a filosofia da organização.Tabus: Também tem a finalidade de orientar os comportamentos.Normas: Dizem sobre procedimentos ou comportamentos padrões. . que irá interferir na forma em que se formará sua cultura. a regra que deve imperar dentro de uma organização. na maioria das vezes este é o próprio fundador da organização. Tem como função também liberar tensão e ansiedade uma vez que normalmente tem um caráter lúdico e criativo: . crenças. que também irá lhe impor valores. rituais e cerimônias: Atividades planejadas que manifestam o lado concreto da cultura organizacional. .Sagas: Narrativas heróicas que na maioria das vezes falam da história d a organização. Um dos seus objetivos é despertar a admiração dos membros da organização e levá-los a ter orgulho de fazer parte da mesma. Portanto quando este homem vem criar ou fazer parte de uma organização já traz consigo toda essa bagagem. . A cultura é um sistema simbólico tal como os elementos pelos 7 . uma vez que foi por ele criada. a primeira em que está inserido e permanecerá por toda a vida. só que de uma forma mais velada e silenciada possível.Elementos formadores da cultura organizacional . . e um destes objetivos é conter a agressividade que é inerente ao homem. seguido por todos dentro de uma organização.Estórias: Narrativas que tem como base acontecimentos reais que falam da organização. como se comportar na organização sinalizando padrões de intimidade aceitáveis. rituais e cerimônias. ritos. ela é natural. a família. .

mas o que foi inicialmente postulado como a verdade necessária e absoluta para a formação de determinada cultura permanece ali. E mais uma vez vimos afirmar o pensamento de Freud. assim como sua estrutura de personalidade. mas define o grupo por sua estabilidade. E deste pensamento partilham tanto Edgar Schein como Sigmund Freud através de seus textos citados neste artigo. 8 . O líder tem poder de influencia. com forças organizacionais e sociais poderosas que servem para restringir o comportamento dos membros de um grupo. Schein também reconhece que o homem tem uma bagagem permanente. que tem como função oferecer toda a base para a formação cultural de uma organização. que embora tenha sofrido mudanças ao longo de seu desenvolvimento. Portanto as conseqüências comportamentais e de atitude em uma cultura são muito concretas. alterações em alguns aspectos culturais. A mudança cultural pode ocorrer por vários fatores como a chegada de novos membros que podem se apresentar como líderes. A cultura é algo abstrato. não é somente compartilhado. se seu pensamento levar ao sucesso da organização isto virá reforçar a crença em sua liderança pelo grupo e o estabelecimento de determinada cultura. o que poderá abalar a atual estrutura. adaptações a realidades externas como novas tecnologias. Mas ainda assim nenhuma mudança na cultura de uma organização ocorrerá sem que se leve em conta as suposições existentes e raramente envolverão toda a cultura. Ela permite que seja feita a elaboração de um conhecimento consensual sobre o significado do mundo e também serve como um instrumento de poder e legitimação da ordem vigente é o que mantém unida uma organização. isto leva ao que podemos chamar de formação de sub-culturas.quais ela é formada. está no inconsciente de um grupo. e pode também tornar a mudança cultural mais difícil. Com uma visão comportamental. a presença do fundador ou primeiro líder. o que trouxe em sua bagagem cultural individual. ela é intrínseca a nós enquanto indivíduos e está em constante evolução. a essência permanece intacta. traz algo que é imutável e permanente. bagagem esta formada em seu inconsciente permanecerá ali. pois a cultura formada será reflexo da personalidade de quem a estabeleceu. base esta que irá perdurar mesmo que ocorram mudanças na liderança. Schein postula que ao entendermos a dinâmica da cultura melhor entenderemos a nós mesmos.

Sendo assim a psicanálise poderá estar presente nas organizações buscando que o cotidiano não se sobreponha ao indivíduo e a cultura que é transmitida pela organização. em uma tentativa de que indivíduo e organização sejam um sem deixar de ser dois. CONCLUSÃO 9 .

Cultura Organizacional e Liderança. Maria Ester de. São Paulo: Editora Atlas S. Edgard H. Cultura Organizacional ± formação.BIBLIOGRAFIA FREITAS. sedução e carisma? 4ºEdição Rio de Janeiro: Editora FGV. São Paulo: Editora Mcgraw ±Hill Ltda. SCHEIN. Reimpressão da 1º edição de 2007 ± São Paulo: CENGAGE Learnig . tipologias e impacto.Cultura Organizacional ± Evolução e Crítica.1º Edição Rio de Janeiro: Imago Editora Ltda. FREUD. Sigmund. Coleção Debates em Administração. 2005. 1991 .Cultura Organizacional: identidade.A 2009 10 . O mal-estar na civilização (1930 [1929]).

11 .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->