P. 1
relatório volume e densidade

relatório volume e densidade

|Views: 2.566|Likes:
Publicado porPiaiaFernando

More info:

Published by: PiaiaFernando on Apr 15, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/31/2013

pdf

text

original

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NORTE – RS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA AMBIENTAL DISCIPLINA DE QUÍMICA GERAL

RELATÓRIO REFERENTA À AULA PRÁTICA DE VOLUME E DENSIDADE

ACADÊMICOS: Alex Bonatti, Carlos Eduardo Pinno, Fernando Piaia, JoceaneAzolim, Luísa Lencina.

PROFESSOR: Eliane dos Santos. TURMA: 10. Disciplina: Química Geral.

Frederico Westphalen, 16 de setembro de 2010.

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO...........................................................................................3

.....................................................................................................................................................6 3 RESULTADOS E DISCUSSÃO.......................................................................1 Vidrarias..........2 Reagentes...8 4 CONCLUSÃO.............................................................1.............................................................................................6 2.................................6 2....1..............................4 2 MÉTODOLOGIA..........6 2.....................................................................10 REFERÊNCIAS .........9 REFERÊNCIAS.................................6 2..............................2 Procedimentos..........................................6 2.....................2 1 REFERENCIAL TEÓRICO...........................................................2 Outros Materiais...................1 Densidade e concentração...............................1.....................................................................................4 1.......................1 Materiais........................

a prática enfatiza a medida de massa. esta ciência é responsável por considerável parcela do desenvolvimento da humanidade. Ou seja. densidade e volume. . pois boa parcela de nossas roupas.3 INTRODUÇÃO Toda ciência se apóia nas observações da natureza. A intensidade com que a química tem modificado nossa percepção relativas ao ambiente em que vivemos é evidente. Dentre as diversas áreas abrangidas pela química. Esta analisa fenômenos materiais explicando detalhadamente o que cada fator influencia no mesmo. mas pela sua observação analítica de resultados podem ser obtidos. A matéria possui propriedades variáveis. o volume e a densidade são diretamente proporcionais em experimentos envolvendo substancias. É possível comprovar os dados não somente com base literária. automóveis e outros objetos de uso cotidiano são feitos de matérias quimicamente modificados. O objetivo desta técnica consiste em determinar a densidade de diversos materiais e relacionar as grandezas de massa e volume para calculá-las. com a química não é diferente. por conseguinte a pratica será proporcional a literatura se realizada corretamente.

pois as partículas de suas moléculas se encontram mais distanciadas umas das outras. além de ser mais preciso).O volume de objetos irregulares. Cansamos de ler rótulos de produtos tais como "suco concentrado" ou "detergente concentrado". pode ser medida colocando-a em um recipiente cheio de água. Os sólidos são materiais que contém uma consistência muito alta o que resulta em grande quantidade de massa em um pequeno volume. Soluto é aquele que está dissolvido. porque suas moléculas se encontram muito unidas umas as outras.) .4 1 REFERENCIAL TEÓRICO 1. solvente aquele que dissolve. precisamos conhecer a sua massa e volume. o volume de água deslocada é igual o volume do objeto irregular. comprimento (c) e altura (h). pois a densidade é a massa dividida pelo volume. uma pedra. Suas densidades variam um pouco e para se medir a densidade de líquidos e fluidos. Uma solução tem pelo menos dois componentes: soluto e solvente. por isso é classificada como sendo uma propriedade específica. para medirmos a densidade de um objeto qualquer. Vol.) A massa de um objeto pode ser medida facilmente com uma balança. 1986. e ainda ouvimos muito falar em concentração disso ou daquilo. O conceito concentração é amplamente utilizado em nosso cotidiano.Os líquidos são substâncias com densidades bem menores em relação aos sólidos. único. por sua vez. Em um copo de água com sal teremos a água como solvente e o sal como soluto. como por exemplo. James E. A densidade absoluta é definida como sendo a razão entre a massa de uma amostra e o volume ocupado por esta massa. (BRADY. 2ª edição. Química geral. o volume de um objeto regular pode ser calculado medindo-se e multiplicando-se a sua: largura (l). é maior que a dos gases. Em geral. a densidade dos sólidos é maior que a dos líquidos e esta. existem dois tipos de equipamentos: um deles é o picnômetro e o outro é o densímetro (este último é mais utilizado por fornecer a leitura direta da densidade. A concentração nada mais é do que a relação entre a massa do soluto (o que está dissolvido) e do volume da solução. 1998. volume 1.Portanto.1 Densidade e concentração Quando falamos em concentração estamos nos referindo obrigatoriamente a uma solução. Teruko Química Fundamental. (UTIMURA. Densidade Absoluta ou massa específica é uma característica própria de cada material.

Álcool etílico CH3CH2OH.5 2 MÉTODOLOGIA 2.Picnômetro.2 Reagentes . 2.99984 T(°C) 18 d (g cm-3) 0. Quadro 2.2 Outros Materiais . .99860 .1.1. . .Balança de precisão.Água destilada. posteriormente pesou-se o picnômetro cheio.1 Vidrarias .Rolha.1 Materiais 2. subtraindo da massa total a massa do picnômetro vazio. obtendo-se assim a massa da água. 2.Proveta 25 mL. . .Moeda. Observando-se o quadro abaixo é perceptível a densidade da água diante das variações de temperatura. T(°C) 0 d (g cm-3) 0.1. Tendo-se a massa e a densidade da água destilada criou-se a possibilidade da obtenção do volume preciso do picnômetro. cuja densidade é tabelada de acordo com a sua temperatura.2 Procedimentos Primeiramente.1: Densidade da água em função da temperatura.Solução de cloreto de sódio – NaCl. 2. calibrou-se o picnômetro enchendo com água destilada.

99990 0.99895 0. Ao termino destas analisou-se a concentração de solução semelhante de densidade conhecida.99595 0.99910 0.99800 0.6 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 0.99950 0. concentração e densidade de substancias analisadas.99841 0.99730 0.99777 0. Também observou-se a densidade de substâncias solidas imersas em líquidos.99679 0.99565 0.99534 0.99997 0.99754 0. . foram utilizadas diferentes concentrações de cloreto de sódio (NaCl) em solução aquosa .1: Volume.99997 0.99978 0.99938 0. no caso foi colocada uma moeda e uma rolha na água encontrada em uma proveta.99624 0.99994 0. quanto maior for sua massa. ou seja.determinando suas respectivas densidades.99878 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 0.99925 0. realizou-se procedimento semelhante com álcool etílico visando obter sua densidade. maior será sua densidade.99503 0.99994 0.99821 0.99985 0. e determinou-se o volume.99471 0. 3 RESULTADOS E DISCUSSÃO No decorrer do estudo foi possível observar que a densidade é diretamente proporcional à massa da substancia analisada. determinando-se qual a concentração.99437 0.99652 0.99998 0. Quadro 3.99970 0.99990 0. como é possível visualizar no quadro 1. E em um terceiro momento.99961 0.99705 0.99403 Em seguida. massa.

81 104.17 1. Desta forma estas informações resultantes podem ser consideradas como dados precisos. pois as grandezas envolvidas possuem sensibilidade a determinados fatores. De NaCl Sol.25 1.06 4.71 4. De NaCl Sol. variando de forma idêntica. Os dados analisados no experimento foram compatíveis com os dados da literatura disponível (tabela de densidade). A experiência só obteve exatidão porque foi observada em condições controladas de forma que os resultados das mesmas são reproduzíveis em semelhante condição. logo o restante é embasado nela.32 0. assim o aumento ou diminuição de um deles acarretara em igual resultado ao outro fator. De NaCl Sol.03 Concentração (gL^-1) Álcool etílico Sol.98 1.07 16. observou-se a proporcionalidade da massa e densidade em soluções.79 101.6 1.79 101.79 101.7 Massa da solução Densidade (gL^(g) 1) 82.45 1.10 114. De NaCl Concentração desconhecida Moeda Rolha 50 100 150 200 99 Volume (ml) 101. A influência dos fatores externos ao meio analisado é determinante no resultado do estudo.79 101.07 111. .03 108.1: Relação concentração/densidade 4 CONCLUSÃO Com a realização dessa atividade prática. Figura 3. De NaCl Sol.79 101. As linhas da densidade e da concentração encontram-se sobrepostas.07 2. facilitando ao usuário o uso dos resultados da analise.12 107. A observação é compreendida como a primeira etapa do procedimento. de modo que o procedimento tivesse sucesso e resultado coerente à mesma.79 1 8 Através do quadro 1 é possível visualizar a direta proporcionalidade entre a massa e a densidade da substancia analisada. O gráfico torna ainda mais evidente esta direta proporcionalidade dos dois fatores em questão.

2ª edição. Utimura. James E.8 REFERÊNCIAS Brady. Teruko Química Fundamental. . 1986. volume 1. 1998. Volume único. Química geral.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->