P. 1
Legislação e direitos de gestantes e lactantes

Legislação e direitos de gestantes e lactantes

|Views: 2.183|Likes:
Publicado porSamira Alencar

More info:

Published by: Samira Alencar on Apr 16, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/12/2013

pdf

text

original

Centro Paula Souza ETEC Parque Belém

Legislação e direitos da gestante e lactante

Alunos: Camila Cestonne Carolina de Oliveira Guilherme Lima Samira Alencar Nº Professora: Gislayne

São Paulo, abril de 2011.

2.. Introdução ................ Desenvolvimento ..1....Sumário 1............. Gestantes ....................... 2.................................. Conclusão ...................................... .............. Lactantes ........................ Referências bibliográficas ........................ 4..2.............. 2......................... 3...........................................

abordará a legislação e os diretos da gestante e lactante... Introdução O trabalho aqui apresentado. sendo eles trabalhistas e sociais.1. .

Gestantes Direitos Sociais: Prioridade nas filas: Gestantes e mulheres com criança no colo têm prioridade nas filas de qualquer estabelecimento. 392 da CLT).770. mesmo que não seja nos lugares reservados. é assegurada à mulher estabilidade no emprego.Lei nº 5. como ônibus e metrô. Desenvolvimento 2. Legislação: Enquanto estiver grávida. de 9 de setembro de 2008). Caixas e guichês: Na maioria das instituições. públicas e privadas. art. no mínimo. A duração da licença maternidade foi ampliada por 60 dias. Direitos Trabalhistas: Os direitos trabalhistas das gestantes regulamentam sua relação com o patrão ou com a empresa na qual ela está empregada. o que significa que ela não pode ser mandada embora do trabalho (art. Preste atenção nas placas indicadoras. incluída na CLT – Consolidação das Leis do Trabalho). desde que a empresa onde a gestante trabalhe faça parte do Programa Empresa Cidadã (Lei 11. uma . de 1º de maio de 1943). (Lei nº 9.799 de 26 de maio de 1999. que devem estar em locais de fácil visualização. existem guichês ou caixas especiais para gestantes e mulheres com criança no colo. A gestante tem o direito de ser dispensada do horário de trabalho para a realização de.421 de 15 de abril de 2002. 391 da CLT . Prioridade nos transportes: Gestantes e mulheres com criança no colo têm prioridade para se acomodar nos bancos. também tem o direito à licença–maternidade de 120 dias com o pagamento do salário integral e benefícios legais a partir do oitavo mês de gestação (LEI nº 10.2. Direitos no Pré-natal: Toda gestante tem o direito de fazer pelo menos seis consultas durante toda a gravidez. O pré-natal oferece segurança. A gestante.Consolidação das Leis do Trabalho aprovada pelo Decreto . em transportes coletivos. garantindo a proteção do emprego. seis consultas médicas e demais exames complementares. Ela também tem o direito de mudar de função ou setor no seu trabalho.1. seja público ou privado.452.

Direitos no Parto: Na hora do parto a gestante tem o direito de ser escutada em suas queixas e reclamações. Esses exames são realizados geralmente nos três primeiros meses e posteriormente nos três últimos meses de gestação.Exames de urina: para descobrir infecções. . de 1º de junho de 2000). de 27 de dezembro de 2007).418 de 2 de dezembro de 2005). amiga ou outra pessoa (Portaria nº 2. irmã. .natal: . A gestante tem o direito aos seguintes exames realizados gratuitamente durante o pré. de expressar os seus sentimentos e suas reações livremente. Legislação: O acompanhamento de pré-natal deve ser assegurado de forma gratuita pela Secretaria Municipal de Saúde (Portaria nº 569.gestação saudável e um parto seguro. Legislação: No momento do parto e pós-parto.Preventivo de câncer de colo do útero.Teste anti-HIV: esse exame é para identificar o vírus da Aids. Ele é uma proteção para a mulher e para a criança. isso tudo apoiada por uma equipe preparada e atenciosa. A gestante também tem o direito de conhecer antecipadamente o hospital onde será realizado seu parto (Lei nº 11. . mãe. sífilis e anemia e para classificar o tipo de sangue. a gestante tem direito a um acompanhante: companheiro. .Exames de sangue: para descobrir diabetes.634.

2. ou a sair 1 hora mais cedo do trabalho. um berçário. a duas pausas. Lactante Diretos após o parto: Ainda no hospital. Legislação: Art. diretamente ou mediante convênios. durante a jornada de trabalho. o período de 6 (seis) meses poderá ser dilatado. até que este complete 6 (seis) meses de idade. por lei. Em situações especiais. Parágrafos 1º e 2º: Direito à creche – Todo estabelecimento que empregue mais de trinta mulheres com mais de 16 anos de idade deverá ter local apropriado onde seja permitido às empregada guardar sob vigilância e assistência os seus filhos no período de amamentação. de meia hora cada um. Art.Quando o exigir a saúde do filho. ou entidades sindicais. por motivo de saúde da criança ou da mãe. de ½ hora cada uma. . Legislação: Agora que a criança nasceu. SESC. por mais duas semanas. com atestado médico. Quando a mulher sair do hospital ela deve receber as orientações sobre quando e onde deverá fazer a consulta de pósparto e de cuidados com o bebê. além da licença maternidade de 120 dias (4 meses mais ou menos). mãe e filho têm o direito de ficar juntos no mesmo quarto (Portaria no 1. 389. com outras entidades públicas ou privadas como SESI. uma saleta de amamentação.Para amamentar o próprio filho. uma cozinha dietética e uma instalação sanitária. LBA. 400 . As mães estudantes também estão incluídas e tem direito a obter nota realizando trabalhos em casa. a critério da autoridade competente Art. no mínimo. a mulher terá direito.016 de 26 de agosto de 1993). essa licença poderá ser prorrogada.Os locais destinados à guarda dos filhos das operárias durante o período da amamentação deverão possuir. Direitos Trabalhistas: As mães que trabalham e que amamentam nos primeiros seis meses têm direito.2. a mulher tem o direito de permanecer no mesmo quarto que o bebê. Parágrafo único . para amamentar. a 2 (dois) descansos especiais. Essa exigência poderá ser suprida por meio de creches distritais mantidas. 396 .

Conclusão .3.

br/lei-10048.br/docs/materialUsuarias.com.com.nieg. Referência Bibliográfica .http://bebe.4.http://crisete.com.http://www.pdf ** dia 11/04/2011 21h32 .ufv.htm ** dia 12/04/2011 15h12 .asp?id_artigo=2252 ** dia 11/04/2011 23h28 .com.br/10141/LEGISLACAO-E-ALEITAMENTOMATERNO/ ** dia 12/04/2011 15h45 .abril.leidireto.html ** dia 11/04/2011 23h53 .http://www.php ** dia 11/04/2011 22h01 .leitematerno.bebeblog.com/a_artigos.http://www.html ** dia 11/04/2011 22h18 .br/cgi/for/direitos-da-gestante-no-trabalho-t7439.apriori.aleitamento.org/direitos.http://www.br/planejamento/carreira/direitos-gestante-beta.http://www.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->