P. 1
Aula tecido conjuntivo 1

Aula tecido conjuntivo 1

|Views: 425|Likes:

More info:

Categories:Topics, Art & Design
Published by: Biotecnologia UFG 2011 on Apr 20, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/07/2012

pdf

text

original

TECIDO CONJUNTIVO

TECIDO CONJUNTIVO
Definições gerais • Estabelece conexões e une os demais tecidos; • Sustentação (estroma); • Caminho para vasos e fibras nervosas; • Origem: Mesoderma e manutenção da forma

TECIDO CONJUNTIVO
Características gerais • formado por matriz extracelular abundante e vários tipos celulares especializados; • Funções gerais: (tecido conjuntivo propriamente dito) • suporte estrutural para órgãos (estroma); • meio de trocas de nutrientes e metabólitos entre sangue e tecidos; • atua contra a invasão de microorganismos • cicatrização de tecidos (tecido de granulação); • sítio de estocagem de gordura;

TECIDO CONJUNTIVO
(tecido conjuntivo propriamente dito)

Matriz extracelular (MEC) • Matriz fibrilar
– Fibras do sistema colágeno – Fibras do sistema elástico

TECIDO CONJUNTIVO

• Matriz não fibrilar (substância fundamental)
– – – – – – Colágenos não fibrilares Glicosaminoglicanos livres – ácido hialurônico Proteoglicanos = Proteína + GAGs Glicoproteínas Fatores solúveis, água, gases, nutrientes Enzimas: Proteases, Glicoronases e Metaloproteinases

TECIDO CONJUNTIVO
Fibras Conjuntivas

Fibra colágena

Fibra elástica

Pele

TECIDO CONJUNTIVO

Feixes de fibras de colágeno Fibras de colágeno

Fibrilas de colágeno

Pele

Tropocolágeno (extracelular)

TECIDO CONJUNTIVO
Matriz fibrilar- Sistema colágeno O colágeno
proteína mais abundante do organismo 25-30% vários tipos: fibrilares - associados à fibrilas - formam rede – formam fibrilas de ancoragem seqüência típica de aminoácidos Gly-X-Y 35% glicina/ 12% prolina / 10% hidroxiprolina/hidroxilisina (únicos) Galactose ou glicosilgalactose em resíduos de hidroxilisina estrutura fibrilar única em tríplice hélice – três cadeias (alfa) polipeptídicas torcidas e enroladas entre si diferença entre as cadeias dá origem aos diferentes tipos de colágeno + de 25 tipos já descritos

TECIDO CONJUNTIVO Tipos de colágeno
Colágeno tipo I: Pele, Osso, tendões, ligamentos, fácias, dente, córnea - forma fibrilas, fibras e feixes Colágeno tipo II: Cartilagens - só forma fibrilas Colágeno tipo III: Tecidos fetais, estroma de órgãos e glândulas, órgãos linfóides e hematopoiéticos – cora por prata – forma fibrilas e fibras = FIBRAS RETICULARES Colágeno tipo IV: membrana basal dos epitélios, vasos e célula muscular lisa – não formam fibrilas, formam rede Colágeno tipo VII: membrana basal de epitélios – formam fibrilas de ancoragem

TECIDO CONJUNTIVO
Fibras de Colágeno tipo I

Fibras de Colágeno tipo I

TECIDO CONJUNTIVO
Fibras de Colágeno tipo I

ondeadas apresentam polarização)

de

largura com

variável

e

comprimento e de

indeterminado,

estriação

longitudinal (microscopia

birrefringência

formadas por fibrilas de colágeno (300 nm de comprimento por 1,5 nm de espessura) com estriações transversais de 67 nm de periodicidade (microscopia eletrônica).

TECIDO CONJUNTIVO
Fibras reticulares (colágeno tipo III e glicoproteínas)

fibras colágenas finas e delicadas diâmetro de 0,5 a 2 µm formam uma rede extensa em certos órgãos não são visíveis em cortes corados com HE coradas com PAS ou impregnações argênticas formadas por colágeno do tipo III, com alto teor de glicosilação e associa-se a glicoproteínas e proteoglicanos Ao ME estriação típica do colágeno fibrilar mas com diâmetros regulares Síndrome de Ehlers-Danlos tipo IV (falta o III) ruptura de vasos e intestino

TECIDO CONJUNTIVO
Fibras Reticulares

Fígado

Lâmina reticular

TECIDO CONJUNTIVO Colágeno que forma rede: IV, VIII e X

TECIDO CONJUNTIVO Colágeno que forma fibrilas de ancoragem (VII)

TECIDO CONJUNTIVO

Doenças relacionadas ao colágeno • Sindrome de Ehlers-Danlos: extensibilidade da pele e junções. Hiper-

• Osteogenesis Imperfecta: Defeitos ósseos • Escorbuto: Deficiência de vitamina C leva a alterações da enzima propil hidroxilase (hidroxiprolina)

TECIDO CONJUNTIVO

Doenças relacionadas ao colágeno

• Sindrome de Ehlers-Danlos: extensibilidade da pele e junções.

Hiper-

TECIDO CONJUNTIVO

Doenças relacionadas ao sistema elástico

Ectopia do cristalino Dolicostenomelia)

• Sindrome de Marfan: Doença genética autossômica recessiva com defeitos oculares, esqueléticos e cardiovascular

TECIDO CONJUNTIVO
Fibras elásticas
• •

delgadas, sem estriação longitudinal; são fibras ramificadas (0,2-1,0 nm de diâmetro) enoveladas, as quais podem formar malhas; compostas de elastina (proteína amorfa - desmosina e isodesmosina) e fibrotúbulos (fibrilina - glicoproteína que organiza a elastina no interior dos fibrotúbulos); podem alcançar até 150% do seu comprimento original; são muitas vezes identificadas com colorações especiais (orceína, resorcina-fucsina);

• •

TECIDO CONJUNTIVO

Fibras do Sistema Elástico • Dois componentes principais: – Microfibrilas de fibrilina • resistência • suporte para a deposição de elastina – Elastina – amorfa • Elasticidade (glicina, prolina, desmosina e isodesmosina) • Resistente a degradação/ exceto elastase

TECIDO CONJUNTIVO

Fibras do Sistema Elástico

TECIDO CONJUNTIVO Tipos de fibras elásticas
Fibras oxitalânicas = somente microfibrilas de fibrilina / colar de contas / encontrada no ligamento periodontal e tendões, zônula ocular Fibras elaunínicas = microfibrilas + elastina / encontrada na derme e em fibras elásticas em formação Fibras elásticas maduras = consistência de borracha, mas 5 vezes mais extensível Dois aminoácidos típicos = desmosina e isodesmosina = ligações cruzadas entre resíduos de lisina Associação c/ o colágeno e os proteoglicanos

TECIDO CONJUNTIVO Glicosaminoglicanos (GAGs) polímeros longos ramificados de açúcares não

seqüências dissacarídicas que se repetem Hexosamina + ácido urônico Açúcares com cargas negativas – • COOou SO3- que atraem cátions que atraem água = Água de solvatação

TECIDO CONJUNTIVO Tipos de GAGs
• Carboxilados ácido hialurônico • Humor Vítreo – líquido sinovial – tecidos mesenquimais • Facilita a migração celular no crescimento e reparo • Carboxilados + sulfatados • Chondroitin sulfato = cartilagem • queratam sulfato = cartilagem • dermatan sulfato = derme • heparan sulfato = membrana basal

TECIDO CONJUNTIVO Proteoglicanos proteínas que contêm glicosaminoglicanos

ligados covalentemente uma ou mais cadeias de glicosaminoglicanos podem ser grandes = agrecan /versicam podem ser pequenos = decorin/ fibromodulim/ biglican/ perlecam funções: retém fatores de crescimento bFGF Barreira de filtração nas membranas basais (rins)

TECIDO CONJUNTIVO Proteoglicanos
Molécula do Agrecan de cartilagem hialina

Formação de grandes agregados de proteoglicanos pela associação com o ácido hialurônico (cartilagem hialina só)

TECIDO CONJUNTIVO Proteoglicanos

Pequenos Proteoglicanos

TECIDO CONJUNTIVO Glicoproteinas de adesão laminina fibronectina condronectina osteocalcina entactina tenascina... Centenas...

TECIDO CONJUNTIVO Laminina Fibronectina

Etapas do Desenvolvimento do Câncer

Metaloproteinases de Matriz (MMPs)

Metaloproteinases de Matriz (MMPs)
Endopetidases dependentes de Ca2+ e Zn2+; Regulam a composição da matriz extra-celular (MEC); Remodelação da MEC: condições fisiológicas e patológicas Colagenases Gelatinases Estromelisinas 6 subgrupos Matrilisina MMPs associadas a membrana (MTMMPs) outras

TIMPs – inibidores teciduais de MMPs

4 tipos: TIMP-1, 2, 3 e 4

Ligação a MMP ativada em estequiometria molar 1:1

Possível inibição de crescimento, invasão e metástases tumorais

TECIDO CONJUNTIVO
Classificação do tecido conjuntivo
Frouxo Tec. conjuntivo propria/te dito Denso Adiposo Tec. Conj. Tec. conjuntivos especiais Modelado
Não modelado colágeno elástico

Tec. cartilaginoso Tec. ósseo
Reticular ou hematocitopoético

Sangue Embrionário mesenquimal mucoso

TECIDO CONJUNTIVO
Derme Reticular (TCD não modelado)

Derme Papilar (TCF)
ANEXOS

Pele

DERME
DERME PAPILAR
•TCF (Papilas) •Alças capilares (termorreg.) •Corpúsculos de Meissner (tato)

DERME RETICULAR
•TCD não-modelado colágeno •Gls. Sudoríparas, sebáceas e pêlos •Corpúsculos de Pacini (pres e vibr) •Corpúsculos de Ruffini (força tênsil)

TECIDO CONJUNTIVO
Tecido conjuntivo propriamente dito Tecido conjuntivo frouxo (TCF)

poucas fibras colágenas (mais delgadas) e inúmeras células; bem vascularizado, flexível e pouco resistente ao estresse; mais abundante que o tecido conjuntivo denso;

TECIDO CONJUNTIVO

TECIDO CONJUNTIVO
Tecido conjuntivo propriamente dito
Tecido conjuntivo denso (TCD)
♦ ♦ ♦

possui mais fibras e menos células que o TCF; menos flexível e mais resistente ao estresse (tensão); classificado pela orientação dos feixes de fibras colágenas em:
♦ ♦

não modelado- contém feixes de fibras não orientadas; modelado- contém feixes de fibras em arranjos definidos.
♦ ♦

colágeno- tendões elástico- grandes vasos sanguíneos (lâminas fenestradas), ligamentos da coluna e pescoço

TECIDO CONJUNTIVO
Tecido conjuntivo propriamente dito

TECIDO CONJUNTIVO
Tecido conjuntivo embrionário Tec. mucoso

tecido conjuntivo do cordão umbilical (geléia de Wharton); matriz gelatinosa com predomínio de SFA, com poucas fibras colágenas e fibroblastos com forma estrelada;

Tec. mesenquimal
♦ ♦

presente no embrião; matriz gelatinosa amorfa contendo poucas fibras e células mesenquimais com forma estrelada; mitoses são freqüentes;

TECIDO CONJUNTIVO
Tecido conjuntivo embrionário Tec. mucoso

tecido conjuntivo do cordão umbilical (geléia de Wharton); matriz gelatinosa com predomínio de SFA, com poucas fibras colágenas e fibroblastos com forma estrelada;

Tec. mesenquimal
♦ ♦

presente no embrião; matriz gelatinosa amorfa contendo poucas fibras e células mesenquimais com forma estrelada; mitoses são freqüentes;

TECIDO CONJUNTIVO
Tecido conjuntivo especial Tec. reticular

trama de fibras reticulares ramificadas, na qual estão dispersos macrófagos, células reticulares, etc.; fígado, rins, medula óssea e órgãos hemolinfáticos (exceto no timo) e glândulas endócrinas;

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->