P. 1
1 a Logica Molecular Da Vida e Biomoleculas

1 a Logica Molecular Da Vida e Biomoleculas

|Views: 1.485|Likes:
Publicado porAdriele Chagas

More info:

Published by: Adriele Chagas on Apr 20, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/13/2013

pdf

text

original

A LÓGICA MOLECULAR DA VIDA

Profa: Anderson Lamêgo

QUEM É A TAL BIOQUÍMICA?
Ciência que tem como objetivo:  Determinar como o conjunto de biomoléculas interagem entre si, para manter e perpetuar a vida.

Entender a intima relação que existe entre a estrutura-função das biomoléculas.

O principal objetivo da bioquímica é a completa compreensão, em nível molecular, de todos os processos químicos associados às células vivas.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

 Entender

as bases químicas e físicas que governam as macromoléculas.  Conhecer as propriedades química, físicas e função dos, hidratos de carbono, lipídios, proteínas e enzimas.  Estudar a caracterização, organização e regulação das reações químicas e as principais vias de obtenção de energia dos sistemas biológicos.  Interrelacionar os processos bioquímicos nos diferentes níveis de organização, célula, tecido e organismo.

 As abordagens bioquímicas são com freqüência fundamentais para se elucidarem as causas das doenças e para o desenvolvimento de tratamentos apropriados. ou talvez todas.  Será um disciplinas incrível e inesquecível para você.  Um conhecimento sólido de bioquímica e de outras disciplinas básicas afins é essencial para a prática racional das ciências médicas e das ciências da saúde a elas relacionadas. tem uma base bioquímica.A IMPORTÂNCIA DA BIOQUÍMICA A maioria das doenças.  O uso judicioso de vários testes bioquímicos laboratoriais é um componente essencial do diagnóstico e da monitoração do tratamento. .

 Inter-relacionar-se dinamicamente com o meio ambiente na troca de matéria e energia.  Utilizar esta energia para construir suas próprias estruturas e realizar trabalho. constituídos por uma grande variabilidade de biomoléculas capazes de: Extrair e transformar a energia a partir de nutrientes químicos ou de energia solar.  Capacidade de auto-replicar e se reproduzir. osmótico ou mecânico. Organizados e Eficientes. obedecendo as leis da física e química.CARACTERISTÍCAS DOS ORGANISMOS VIVOS Altamente Complexos.  .

Os Componentes Químicos das Células Qual a diferença química? .

” .. “ (Genesis 2:7) ..Os Componentes Químicos das Células Abundância relativa de elementos químicos encontrados na crosta terrestre em comparação aos tecidos e células dos seres vivos.pó do solo..

que também consiste de matéria inanimada?” O objetivo da Bioquímica é determinar como a coleção de moléculas inanimadas.EXPLICAR AS DIFERENÇAS “Se os organismos são compostos de moléculas inanimadas por que a matéria viva difere tão rapidamente da matéria não-viva. que constituem os organismos vivos interagem para manter e perpetuar o estado vital. .

SISTEMA TERMODINÂMICO ABERTO DE TROCA DE MATÉRIA E ENERGÍA  Capazes de manter concentrações altas de moléculas e ions em relação ao meio externo. A energia é traduzida ou interconvertida de energia química em eletromagnética. osmótica ou mecânica. A energia liberada nas reações químicas exorgônicas é acoplada a um intermediário energético o ATP utilizado nas reações endorgônicas.   As moléculas são continuamente sintetizadas e desmontadas. parte é dissipada como calor (Entalpia) ou em dispersão (Entropia).    . Os transdutores de energia nos organismos vivos estão associados ao fluxo de elétrons na oxidação de compostos orgânicos. A energia disponível para realizar trabalho é chamada energia livre. menor que a variação total de energia. fora da condição de equilíbrio.

LEI DA TERMODINÂMICA: Entropia (tudo tende ao caos) .SISTEMA TERMODINÂMICO ABERTO DE TROCA DE MATÉRIA E ENERGÍA   1º. LEI DA TERMODINÂMICA: Conservação de Energia 2º.

.DIVERSIDADE BIOQUÍMICA PROPORCIONADA PELA COMPARTIMENTAÇÃO DAS CÉLULAS.

DIVERSIDADE BIOQUÍMICA PROPORCIONADA PELA COMPARTIMENTAÇÃO DAS CÉLULAS. Células eucariontes são complexos sistemas bioquímicos interligados através de suas organelas.  As células constituem micro-espaços para as transformações bioquímicas. Criam proteção contra um ambiente adverso e delimitam ambientes para a manutenção de concentrações de substâncias.   .  Sistemas de vesículas membranosas proporcionam um universo de reações químicas.

As informações precisam ser guarda em sua memória.Dê um tempo para a mente relembrar. .

QUESTIONAMENTOS 1. Como a organização celular possibilitou a diversificação das atividades bioquímicas? 4. Como a vida persiste apesar da segunda lei da termodinâmica? 3. Explique por que da diferença nesse metabolismo. 2. enquanto uma célula animal precisa de 24 horas. Explique a primeira e a segunda lei da termodinâmica. Em condições ideais uma célula bacteriana dobra de tamanho e se divide a cada 20 minutos. .

As interações entre as biomoléculas são estereoespecíficas. Com uma estrutura 3D ou arranjo espacial em três dimensões o qual confere uma especificidade conformacional e atividade biológica. O e N. capazes de distinguir a conformação e configuração. H.COMPOSIÇÃO QUÍMICA DA CÉLULA  os organismos vivos são compostos de macromoléculas que por sua vez são constituídas de unidades menores que se repetem os monômeros.   . que em geral são formados por elementos fundamentais como: C.  Organizadas tendo como base o carbono. altamente versátil nas suas ligações e na adição de grupos funcionais.

BIOMOLÉCULAS Quase todas as biomoléculas são assimétricas. O átomo de carbono tem uma versatilidade em formar ligações covalentes simples. característica especialmente derivada do arranjo espacial que o átomo de carbono pode adquirir. . duplas e triplas (essas não ocorrem em biomoléculas).

das distâncias dos elétrons que participam da ligação em relação a cada um dos núcleos e da carga nuclear. e  interações de van de Waals . 5-20 KJ. Isso resulta nas seguintes ligações:  covalentes (mais energética.  interações iônicas.mol-1)  duplas (502 – 712 KJ.BIOMOLÉCULAS Ligações Químicas A força das ligações químicas dependem da eletronegatividade dos elementos envolvidos.mol-1)  ponte de hidrogênio. > 200 KJ.  interações hidrofóbicas.mol-1)  não-covalente (menos energética.mol-1) e  simples (214 – 461 KJ.

ademais permitem rotação entre os átomos ligados por este tipo de ligação. As ligações não-covalentes são vantajosas. pois permitem que as moléculas sofram rearranjos sem que contudo investirem muito em energia.BIOMOLÉCULAS Covalente ou Não-Covalente? Vantagem e Desvantagem As ligações covalentes simples são fortes e atuam na formação de um esqueleto molecular. sendo que em alguns casos a molécula que apresenta a ligação dupla sofre uma torção nesse tipo de ligação. Entretanto. a energia para quebra esse tipo de ligação e muito alta. as ligações duplas não permitem essa livre rotação devido à aproximação entre os núcleos atômicos. .

BIOMOLÉCULAS As Biomoléculas são Assimétricas Grupo Quiral “mão” Carbono ligado a quatro radicais distintos Os isômeros são chamados de estereoisômeros e não são superponíveis (enantiômeros ou enantiomorfos). Embora pareça irrelevante. estes compostos. podem apresentar atividades biológicas completamente diferentes. . são imagens no espelho uma das outras.

BIOMOLÉCULAS Como reconhecer um QUIRAL .

. D = laranja) Talidomida OBS: isômero que desviam o plano da luz polarizada para a direita é designado dextrógiro (+ ou D) e o que desvia para a esquerda é levógiro (. A grande maioria dos açúcares são do tipo D-açúcar.BIOMOLÉCULAS Importância Biológica da Quiralidade Os enantiômeros podem apresentar atividades biológicas diferentes: um deles pode ser muito ativo e o outro inativo ou fracamente ativo Dos 20 aminoácidos formadores das proteínas. Limoneno (L = limão. 19 são enantiômeros e todos do tipo L-aminoácido. A estereoespecificidade é extremamente importante na Bioquímica (enzimas).ou L). No sistema sensorial é bastante sensível em distinguir os quirais.

BIOMOLÉCULAS .

.BIOMOLÉCULAS Importância Biológica da Quiralidade RACEMATO A mistura formada por quantidades equimolares dos estereoisômeros é chamada de racemato. A maior parte das rotas sintéticas da química leva à produção de racematos. e não somente e um dos enantiômeros. Isso explica porque determinada droga sintetizada por um laboratório é mais eficiente que a mesma droga sintetizada por outro laboratório serem diferentes quanto sua dosagem e eficiência.

BIOMOLÉCULAS .

As configurações podem ser do tipo cis ou trans (isômeros geométrico) . ao redor dessa ligação) e a grupos quirais.BIOMOLÉCULAS Conformação e Configuração A configuração está associada a carbonos ligados por dupla ligação (isso impede qualquer possibilidade de rotação. Uma das principais características dos isômeros configuracionais é que eles não podem ser convertidos um no outro sem que ocorra quebra de uma ligação covalente.

BIOMOLÉCULAS .

BIOMOLÉCULAS Conformação e Configuração As conformações permitem que as moléculas sofram rearranjos sem que haja grande dispêndio de energia. sem quebra de ligações. isso é devido a liberdade de rotação que a ligação simples carbono permite. . Tratase de arranjos espaciais onde os grupos constituintes estão livres para assumir diferentes posições no espaço.

BIOMOLÉCULAS Conformação e Configuração .

defesa. As propriedades químicas das macromoléculas são determinadas pelo seu grupo funcional Algumas biomoléculas são polifuncionais. Ex.: aminoácidos (grupos aminas e carboxila) . catalítica e etc.BIOMOLÉCULAS Macromoléculas Macromolécula Proteínas Carboidratos Ácidos Nucléicos Lipídios Monômero Aminoácidos Monossacarídeos Nucleotídeos Ácidos Graxos Funções Estrutural. Energética e estrutural Informação genética Energética e estrutural.

A Simplicidade Bioquímica Carbono Hidrogênio Oxigênio Nitrogênio Enxofre Ph[F]ósforo .

Grupos Funcionais .

usado para o tratamento da asma moderado.QUESTIONAMENTOS 1 – Qual a importância das ligações covalentes e nãocovalentes na Bioquímica? H2N 2 – Identifique o centro quiral CH3 3 – O isômero D da droga isoproterenol. é 50 a 80 vezes mais efetivo como broncodilatador do que o isômero L. Por que teriam esse dois enantiômeros bioatividades tão diferentes? .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->