P. 1
TRABALHO - Operações Farmacêuticas

TRABALHO - Operações Farmacêuticas

|Views: 3.856|Likes:
Publicado porSidnei J Costa

More info:

Published by: Sidnei J Costa on Apr 21, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/05/2013

pdf

text

original

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA ± UEPB DEPARTAMENTO DE FARMÁCIA CURSO FARMÁCIA GENERALISTA FARMACOTÉCNICA ANA FLÁVIA OLIVEIRA SANTOS

SIDNEI JOSÉ DA COSTA

OPERAÇÕES FARMACÊUTICAS

CAMPINA GRANDE ± PB 2010

CAMPINA GRANDE ± PB 2010 .SIDNEI JOSÉ DA COSTA OPERAÇÕES FARMACÊUTICAS Trabalho apresentado a disciplina de farmacotécnica com requisito complementar para obtenção de nota da I unidade temática do curso.

As operações mecânicas dividem-se ainda em dois grupos: y Operações de separação o De sólidos: triagem. treinamento no manuseio de equipamentos e vidrarias. tamisação. centrifugação. As operações farmacêuticas requerem o uso de tecnologias que vão dar origem à forma farmacêutica que veicula a substância ativa. o De sólidos em líquidos ou de líquidos imiscíveis: decantação. Por seu turno. Esta transformação obriga a execução de técnicas de manipulação designadas por operações farmacêuticas. as quais representam o produto final e acabado. acondicionamento. levigação. indicações de conservação. Existem procedimentos usados pelo farmacêutico que não são exclusivos da sua atividade e são comuns a outras áreas de atuação como ao caso da pesagem.INTRODUÇÃO A farmacotécnica (também dita Farmacotecnia ou Farmácia Galênica) pode ser definida como o setor das ciências farmacológicas que trata das operações e das formas farmacêuticas. conhecimento de normas básicas de BPF (Boas Práticas de Fabricação) e desenvolvimento do senso crítico e econômico na preparação de medicamentos entre outros. . vias de administração e usos terapêuticos. Estar em contato com os princípios da farmacotécnica e aplicá-los nas operações farmacêuticas de preparação de medicamentos. o farmacêutico usa exclusivamente as operações propriamente ditas. Exemplo: dissolução de uma substância sólida em um veículo líquido. que podem ser classificadas em dois grupos: y Operações físicas: são aquelas que promovem alteração do estado físico do fármaco ou da droga empregada. embalagem e dispensação dos medicamentos preparados. tratando-se estas das operações de uso geral. incompatibilidades. por exemplo. clarificação e filtração. devem propiciar um acurado estudo das formas farmacêuticas sob os aspectos dos constituintes da formulação. O objetivo principal da Farmacotécnica é a transformação de substâncias medicamentosas (natural/sintética) em formas farmacêuticas. Um medicamento deve ter grande biodisponibilidade. y Operações mecânicas:são aquelas que alteram o aspecto exterior do fármaco ou droga sem modificar o seu estado físico ou sua constituição química.

y Operações de divisão o De sólidos: divisão grosseira. cristalização. liofilização. As operações físicas se dividem em dois grupos: y Com alteração de temperatura: secagem. pulverização (contusão. y Com intervenção de líquido:dissolução. o De líquidos: emulsificação. atomização. trituração e levigação). . fusão. destilação.

A pulverização pode ser classificada segundo o grau de fineza do pó em: y Contusão:consiste em submeter o produto a repetidos choques contra uma superfície dura. por funis de separação ou em ampolas de decantação e centrifugação. y Micronização: é realizada para obtenção de pós de elevadas tenuidades. por pipeta. Esta operação utiliza o tamis provido de malhas de diferentes aberturas em função da tenuidade de pó a ser obtida. Isto é obtido através do efeito de pressão sobre uma superfície porosa permeável. fazendo com que estas se choquem contra as paredes do equipamento e entre si. y Levigaçaõ: consiste na trituração por movimentos de extensão. ventilação ou por lavagem. y Trituração: consiste em comprimir o material a ser pulverizado contra a parede do gral através da realização de movimentos circulares ou espirais com pistilo.PRINCIPAIS OPERAÇÕES FARMACÊUTICAS Triagem Ou Monda . que são equipamentos constituídos de uma coluna de gás comprimido que acelera as partículas a alta velocidade. Tamização (Controle Granulométrico) ± Que promove a separação e calibração das partículas sólidas (granulometria). A análise granulométrica permite a separação e classificação dos pós em função de partículas. Esta pode ser manual. para obtenção de um pó finíssimo. A operação de tamisação é frequentemente associada à operação de pulverização. A micronização promove uma boa homogeneidade de tamanho das partículas e pode ser aplicada a substâncias termolábeis. Pulverização ± Esta operação consiste na divisão de um produto sólido em partículas de tamanho reduzido. Decantação: Operação mecânica que visa a separação de um líquido sobrenadante de um sólido (insolúvel) ou de um líquido (imiscível). . reduzindo-as a partículas muito pequenas. uma vez que este processo não envolve elevação de temperatura. O líquido passa através das aberturas do septo filtrante. É aplicável à totalidade das matérias-primas (ingredientes ativos e excipientes).Que consiste na separação de partes inertes ou alteradas das drogas vegetais. utilizando micronizadores. impulsão ou arraste. por crivo. Filtração: Processo de separação de partículas sólidas de um líquido por meio de material permeável (filtro). Os objetivos da filtração são isolamento e aproveitamento dos sólidos em suspensão em um líquido e obtenção de soluções límpidas e/ou clarificadas. que retém as partículas sólidas. A decantação pode ser por escoamento.

Expressão: Consiste na separação de um ou mais líquidos de uma substância mole ou sólida que o(s) contenha. e a substância dissolvida. água de absorção ou água livre.Clarificação: Consiste em tornar límpido um líquido turvo. Dessecação ou Secagem: A dessecação ou secagem consiste na eliminação de um corpo volátil (geralmente água) de um volátil (geralmente um sólido) por evaporação (no caso da liofilização). soluto. pastosas. Secagem por liofilização: consiste em congelar o conteúdo de água de uma substância e em seguida promover a sua sublimação. chamada de solução. Secagem por ar quente: que faz uso das estufas de ar quente e secadores em túnel. Secagem por radiação infravermelha: Esta técnica é comumente utilizado para secagem de alguns tipos de vegetais e produtos opoterápicos. líquidas ou gasosas. y y y y y y Dissolução: é a desagregação de uma substância sólida em um líquido. as quais podem ser sólidas. contendo substâncias desidratantes. Na dessecação a água eliminada pode ser classificada em água de constituição. Entre as formas mais comuns de dispersão encontramos: suspenção. Mistura: Consiste em obter uma associação homogênea de várias substâncias. denominados excicadores ou dessecadores. A expressão pode ser realizada por torção à mão ou pelo uso de prensa hidráulica. . Secagem sob vácuo: utiliza-se de armário de vácuo ou aparelhos rotativos. O produto obtido é chamado de destilado. Secagem por ar seco à temperatura ambiente: Este tipo de secagem é efetuado em recipientes ou pequenos aparelhos. geralmente de vidro. Secagem por nebulização ou dispersão. O líquido de dissolução é chamado solvente ou veículo. Destilação: é uma operação que permite a separação dos constituintes voláteis e líquidos de uma substância. A dissolução resulta em uma única fase líquida homogênea. Consiste em fazer um líquido passar para o estado gasoso e em seguida voltar ao estado líquido por resfriamento. Algumas técnicas de secagem empregadas na prática farmacêutica são: y Exposição ao ar livre: Procedimento normalmente utilizado para secagem de plantas medicinais que apresentam princípios ativos frágeis e sensíveis a altas temperaturas. emulsão e nebulização. Dispersão: é a divisão de um produto sólido em um meio fluido. Um exemplo seria a obtenção de uma solução extrativa por recuperação máxima do conteúdo extraído do resíduo de uma droga vegetal.

. gases antissépticos. filtração e altas pressões hidroestáticas. irradiação.Esterilização: O processo de esterilização pode ser realizado por uma variedade de métodos. calor seco. como calor úmido.

CONCLUSÃO O estudo das operações farmacêuticas visa capacitar o discente a funcionalidade das atividades concernentes a sua área de formação. o profissional envolvido no desenvolvimento farmacotécnico deve conhecer amplamente as características físico-químicas. . os adjuvantes farmacotécnicos (excipientes) mais adequados. também. Oconhecimento do estado final de apresentação dos princípios ativos farmacêuticos após uma ou mais operações farmacêuticas executadas com a adição ou não de excipientes apropriados a fim de facilitar a sua utilização e obter o efeito terapêutico desejado. com características apropriadas a uma determinada via de administração. 2010). são os objetivos e propósitos do estudo das operações farmacêuticas. Assim. além das melhores operações unitárias envolvidas na fabricação (BRASIL. farmacocinéticas e farmacodinâmicas do fármaco. selecionando.

.FERREIRA. 389. .Guia Prático da Farmácia Magistral ± 3ª edição ± Vol I ± Editora Pharmabooks ± 2008. volume 1 / Agência Nacional de Vigilância Sanitária.BRASIL. A. O. Brasília: Anvisa.REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS . 2010 / p. Farmacopeia Brasileira. .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->