Você está na página 1de 5

Tema Bíblico: O CUIDADO DE DEUS:

II Timóteo 3.1...Sabe, porém que nos últimos dias virão dias difíceis.

Relatado pelo evangelista Mateus, Jesus profere o sermão profético sobre os últimos tempos,
expondo sobre o princípio das dores, da grande tribulação vinda do Filho do Homem.
Estando Jesus assentado no monte das oliveiras, seus discípulos se aproximaram e em particular
pediram que fosse explicado a eles quando iria acontecer estas coisas, e que sinais haverá da
vinda de Cristo e do fim dos tempos.
E na ocasião Jesus responde para que todos ficassem atentos, pois nos últimos tempos muitos
viriam em seu nome, que ouviríamos rumores de guerra, pestes, terremotos e fome, em diversas
partes do mundo.
E que infelizmente o amor de muitos iria esfriar por causa da iniqüidade.
Expondo essas e outras situações, Jesus afirmou que o céu e a terra passarão, mas as minhas
palavras jamais passarão.
Ou seja, tudo aquilo que ele tinha dito iria acontecer, e está acontecendo.
Mateus 24:4-12...E por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará.
Quando o apóstolo Paulo escreveu ao jovem amigo e evangelista Timóteo, “ Sabe, porém, isto
nos últimos dias sobrevirão tempos difíceis “, estava alertando para uma situação que
infelizmente está sendo realidade em nossos tempos.
Estamos iniciando o terceiro milênio, e mais do que nunca as palavras proferidas por Jesus
Cristo e reafirmadas por Paulo estão se cumprindo; a fome acontecendo em diversas partes do
planeta, com pessoas vivendo miseravelmente, na linha definida com abaixo da pobreza, em
favelas, cortiços e pelas ruas das grandes cidades; o desemprego batendo à porta do trabalhador,
que desesperado não acha saída para a situação, sem condição de oferecer o sustendo mínimo de
sua família.
As enfermidades avançam com doenças incuráveis, sendo que em muitas ocasiões a medicina se
acha impotente perante o surgimento, de surtos incontroláveis; a saúde pública falida, não
oferece ao cidadão condições de tratamento à altura de suas necessidades; as drogas sendo
inseminadas por todo o planeta, destruído vidas e famílias.
A insegurança tomando conta do planeta, com o crescente número de assaltos, seqüestros, e mais
recentemente a ação desenfreada de grupos terroristas radicais, que se escondem atrás de uma
“fé-religiosa” agem cruelmente, ceifando vidas inocentes em favor “de causa nobres”.
As guerras, que se alastram, e no fundo atendem interesses de empresas e países detentores de
grande arsenal bélicos, os quais lucram milhões de dólares com as batalhas “raciais, religiosas e
políticas”.
O terrorismo, com ações de guerrilhas que atuam na área química e biológicas, enriquecendo
laboratórios e atendendo interesses escusos de grande potências.
Os acontecimentos futuros são uma incógnitas, e essas incertezas trazem o desespero á
humanidade, que está como navio “à deriva”, não sabendo para onde vai e quando vai poder
aportar com segurança.
Nessas horas de preocupações, medos, angústia, incertezas e ansiedades, o cristão muitas vezes
começa a perguntar:
O QUE SERÁ DA MINHA VIDA ? QUEM CUIDARÁ DE MIM?
O apóstolo Pedro escreve com convicção e certeza sobre o cuidado de Deus na vida do cristão.
I Pedro. 5:7...Lançai sobre ele (Jesus Cristo) toda a vossa ansiedade
(medos preocupações, angustias), porque ele tem cuidado de vós.
A situação atual não é diferente dos tempos em que a igreja e os cristãos eram perseguidos e
mortos por divulgar o Evangelho das Boas Novas.
Quando lançamos nossas angústias e ansiedades sobre Jesus Cristo, temos a garantia e podemos
agradecer pela sua proteção sobre nossa vida e sobre a vida de nossos familiares.
Deus, com seu grande amor e com seu braço forte tem cuidado de nós.
Foi pelo cuidado de Deus sobre a vida dos Israelistas que o profeta Samuel pode se expressar:
I Samuel. 7:12...Então tomou Samuel uma pedra e a pôs entre Mispa e Sem,
e lhe chamou Ebenézer, dizendo: Até aqui nos ajudou o Senhor.
Essas palavras Samuel proferiu após a vitória do exército de Israel sobre a nação dos filisteus.
Após Hagar haver sido despedido por Abraão, e andar errante pelo deserto com seu filho Ismael,
passa a experimentar a força de Deus no cuidado daqueles que são parte de uma geração eleita.
Gênesis 21:15_17.... Consumida a água do odre, colocou o menino debaixo de um
dos arbustos, e foi assentar-se em frente dele, a boa distância como a de um
tiro de arco, pois dizia: Que eu não veja morrer o menino.
E sentada em frente dele, levantou a voz e chorou.
A situação de Hagar, com seu filho no deserto era muito difícil, pois ele iria morrer por falta de
sustento, não havendo naquele lugar água e comida.
Mas o amor maternal falou mais forte.
Gênêsis 21:17...Ouviu Deus a voz do menino, e bradou o anjo de Deus a
Hagar desde o céu, dizendo-lhe: Que tens Hagar? Não temas? Deus ouviu
a voz do rapaz desde o lugar onde estás.
Qual foi a alegria de Hagar quando ouviu a voz de Deus, que vinha em seu socorro, para cuidar
dela e de Ismael.
E que promessa maravilhosa.
Gênesis 21.18...Ergue-te, levanta o rapaz e toma-o pela mão pois
dele farei uma grande nação.
DESERTO: Esse era o lugar onde Hagar e seu filho Ismael estavam.
Deserto significa dificuldades, provas, tribulações, angústias, aflições, preocupações.
Mas foi nesse momento angustiante que mãe e filho puderam conhecer e sentir o cuidado de
Deus em suas vidas.
Não é diferente nos dias atuais, quando estamos passando pelo deserto, experimentando
situações de dificuldades e sofrimentos, e sentimos a ação de Deus levantando-nos e tomando-
nos pelas mãos para que possamos ser vitoriosos.
Não importa onde estamos, pois o mais importante é sabermos que Deus cuida de nós.
Quando o povo Israelita estava passando por necessidades, haja visto que na época o mundo
conhecido estava experimentando um tempo de fome intensa, a Bíblia nos mostra como é o
cuidado de Deus com o seu povo.
Para que o seu nome fosse glorificado, Deus escolhe a José, para que fosse usado como
sustentador de um povo escolhido, e protegendo a José, fazendo-o vencedor fez com que o seu
povo também fosse vencedor.
De simples apascentador de rebanho de seu pai Jacó, esse jovem, escolhido aos dezessete anos
de idade, em poucos anos foi levado ao maior cargo dentro de um reino, após Faraó, e reinou por
longos tempos, sendo o meio usado por Deus para cuidar de seu povo.
José experimentou muitas situações difíceis, sendo odiado, invejado pelos próprios irmãos,
vendido como escravo, esteve preso, foi perseguido e injuriado, mas tinha uma certeza em sua
vida: Tinha Deus com ele.
Gênesis 39:2...O Senhor estava com José, e ele tornou-se próspero;
e estava na casa de seu senhor egípcio.
Para cuidar de seu povo, Deus estava usando José como instrumento para abençoar aquela
nação, para guardar e proteger os seus escolhidos.
Gênesis 45:7...Pelo que Deus me enviou diante de vós a fim de conservar vossa sucessão na
terra, e para guardar-vos em vida por um grande livramento.
Deus tem um povo que foi escolhido para ser seu representante na face da terra, para qual tem
dedicado uma atenção especial.
Embora muitas vezes não percebemos, Deus tem cuidado desse povo, nas horas mais difíceis,
quando somos odiados, traídos, perseguidos, e invejados o Senhor tem entrado com providências
que nos fazem cantar o hino da vitória.
O livro de Êxodo relata a situação do povo de Israelistas, o qual tinha saído do Egito, após ali
viverem por mais de 400 anos sob o jugo de escravidão imposto pelo Império de diversos
Faraós.
Deus havia feito uma promessa de livramento através de Moisés, homem preparado por Deus e
escolhido para ser um grande libertador .
Após as 10 pragas, saíram do Egito, passaram pelo mar vermelho e adentraram ao deserto, onde
experimentaram como é o agir de Deus no cuidado de seu povo.
Mas as dificuldades naturais estavam somente no começo; haviam muitas barreiras a serem
vencidas, muitos obstáculos a serem superados.
Êxodo.15:22-23.... Depois fez Moisés partir os israelistas do mar vermelho, e saíram
para o deserto de Sur. Caminharam três dias no deserto, e não acharam água. Então
chegaram a Mara, mas não puderam beber as águas de Mara, porque eram
amargas.Moisés clamou ao Senhor em oração, e o Senhor lhe mostrou uma árvore.
Lançou-a Moisés nas águas, e as águas se tornaram doces.Partindo de Elim, toda a
congregação dos filhos de Israel veio ao deserto de Sim,
e murmuraram contra Moisés e Arão no deserto.
Infelizmente, o ser humano tem uma forte tendência natural de reclamar e murmurar quando as
coisas não estão andando a seu contento.
Por não esperar o tempo de Deus passamos a pecar contra Deus.
Êxodo. 16:3... Disseram-lhes os filhos de Israel: Quem nos dera que nós morrêssemos
por mão do Senhor na terra do Egito, quando estávamos sentados junto às panelas
de carne, quando comíamos pão até se fartar! Porque nos tendes tirado para este
deserto, para matardes de fome a toda está multidão.
Passamos a conhecer a atuação de Deus no cuidado de seu povo, a despeito de toda a
murmuração e de toda reclamação de uma nação contra o seu Criador.
Êxodo. 16:4.... Então disse o Senhor a Moisés: Eu vos farei chover pão dos céus .
O povo sairá, e recolherá diariamente a porção para cada dia,
para que eu prove se anda em minha lei ou não.
A grande compaixão e misericórdia de Deus é mais uma vez demonstrada em sua ação de
cuidado, mesmo quando estamos experimentando um tempo de desespero, desencorajamento e
amargura em nossa vida.
A abundância de alimento foi prometida, ela se realizou pois a palavra de Deus é fiel e confiável.
Para que possamos entender como Deus trabalha em nossas vidas para nos proteger, nos guardar
e nos abençoar devemos acompanhar a história do profeta Elias.
Natural de Gileade, foi de forma dramática o seu aparecimento público, no reinado de Acabe, rei
de Israel e que tinha levado a nação israelitas à idolatria, sob forte influência de sua mulher
Jezabel, quando vieram a esquecer o pacto com o Senhor Deus.
Por meio de Elias, Deus envia uma forte mensagem ao Rei Acabe.
I Reis 17:1...Tão certo como vive o Senhor, Deus de Israel, perante cuja face estou, nem
orvalho nem chuva haverá, nestes anos segundo a minha palavra.
Esse homem que foi escolhido para ser um atalaia de Deus, era dotado de um temperamento
impetuoso e marcante, de estrutura forte, pois conseguiu correr junto ao carro do rei, e suportou
um grande jejum de quarenta dias.
Obediente às determinações divina, não mediu as conseqüências de sua palavras, e sofreu com a
grande seca que veio assolar aquela nação, que pela maldade do rei e do povo durou três anos e
seis meses.
A fome que se manifestou foi rigorosa, e toda a região sofreu com o terrível flagelo.
Após a entrega da mensagem, “veio a palavra do Senhor a Elias”:
1Reis. 17:3..... Retira-te daqui, vai para o oriente, e esconde-te junto ao ribeiro
de Querite, que está a leste do Jordão.
A falta de alimento era uma realidade, e aquele homem que entregou a mensagem ao rei passa a
sofrer com prolongada seca.
Por causa de sua palavra profética, Elias recebe de Jezabel a promessa de morte.
Obedecendo a uma ordem divina, o profeta sai de circulação, escondendo-se em uma região
deserta, e ali, em uma situação difícil experimenta como é o agir de Deus no cuidado de seu
escolhido.
Não havia como conseguir alimentos, mas Deus preocupado e fiel á sua palavra, que nos garante
que “ O Senhor é o meu pastor, e nada me faltará”, ordena aos corvos que alimentem ao profeta
Elias, sendo que:
1Reis.17:6..... Os corvos lhes traziam pão e carne pela manhã,
como também pão e carne ao anoitecer e bebia do ribeiro.
Muitas vezes passamos por situações que nada diferem da qual viveu o profeta Elias.
Mas também podemos conhecer o cuidado de Deus em nossas vidas, com sustento sendo
providenciando até de formas estranhas e complicadas, mas o que é importante é sabermos que
uma maneira ou de outra a palavra de Deus se cumpre, conforme Davi expressa:
Salmos 37:25..... Fui moço, e agora sou velho; contudo nunca vi desamparado
o justo, nem sua descendência mendigar o pão.
Como Deus preparou uma mesa para sustento do profeta Elias num profundo vale através de
corvos, ele tem cuidado de nós providenciando o sustento necessário para os seus escolhidos.
Passando por situações de dificuldades extremas encontramos ”na noite anterior ao dia que
Herodes estava para apresentar-lo, estava Pedro dormido entre dois soldados, ligados com
duas algemas, e as sentinelas á porta guardavam a prisão. Atos...12:6.
Naquela situação, preso e algemado o Apóstolo Pedro passa pela maravilhosa experiência de
conhecer o cuidado de Deus na sua vida, pois de repente sobreveio um anjo do Senhor, e
resplandeceu uma luz na prisão.
Tocando a Pedro no lado, despertou, dizendo:
Atos 12.7...E eis que sobreveio um anjo do Senhor, e uma luz resplandeceu na prisão
; e ele, tocando no lado de Pedro, o despertou, dizendo: Levanta-te depressa.
E caíram-lhe das mãos as algemas.
Muitos laços e armadilhas tem os inimigos colocado para derrubar aqueles que desejam servir a
Deus com temor e tremor.
Salmos 91.3...Porque o Senhor te livra do laço do passarinheiro, e da peste perniciosa.
O livramento e cuidado de Deus é infinito, e muitas vezes não conseguimos entender a sua
forma de trabalhar em nossas vidas.
Os acontecimentos com o Profeta Daniel, homem temente a Deus muitas vezes não são por nós
compreendidos, uma vez que ele estava sempre na direção divina.
Daniel. 6:22.... O meu Deus enviou o seu anjo e fechou a boca dos leões, para que não me
fizessem dano, porque foi achada em mim inocência diante de dele; e também contra ti, ó rei,
não tenho cometido delito algum.
Mas Deus permitiu Daniel passar por aquela situação para que o Seu nome fosse exaltado e
Daniel fosse honrado.
Ainda hoje as palavras do Apóstolo Paulo escrita na segunda carta a Timóteo é real, pois essa
palavra nos garante que:
II Timóteo 4.18...O Senhor me livrará de toda má obra, e me levará salvo para
o seu reino celestial; a quem seja glória para todo o sempre”
Não importa qual situação tem afligido ao cristão, mas uma certeza nós temos: Deus cuida de
nós.
Precisamos entender que muitas vezes Deus não nos livra da cova, mas livra na cova.
E é nas horas mais difíceis, quando para o homem é impossível que Deus opera as suas
maravilhas e tem um maior cuidado de nossas vidas.
Mateus.10:30.... E até mesmo os cabelos da vossa cabeça estão todos contados.
Não devemos ficar preocupados e temerosos com os acontecimentos que estão assolando a face
da terra, sejam eles de ordem material, espiritual, financeira ou político, mas devemos passar
pelas lutas e dificuldades cantando e glorificando a Deus, pois no cuidado de Deus a sua
presença nos consola.
Há muitas promessas de Deus para as nossas vidas.
Is. 43:2...... Quando passares pelas águas, estarei contigo, e quando passares pelos rios, eles
não te submergirão. Quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em
ti.
Ainda que as dificuldades sejam muitas, Deus providenciará o livramento:
Salmos. 3419.... Muitas são as aflições dos justos, mas o Senhor o livra de todas.
Como os jovens hebreus experimentaram o livramento do Senhor, Daniel foi liberto da cova dos
leões, Pedro foi liberto na prisão, o apóstolo Paulo traz uma palavra de ânimo e alegria para os
que passam por situações difíceis.
Romanos 8:28...Sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daquele que ama a Deus,
daqueles que são chamados segundo o seu propósito.
O cuidado de Deus é tão importante em nossa vida, que podemos com muita alegria ter a certeza
de um grande livramento da tristeza e da dor.
Ap. 21:4..... Deus enxugará de seus olhos toda lágrima. Não haverá mais morte, nem pranto,
nem clamor nem dor, pois já as primeiras coisas são passadas.
O mundo vive momentos de insegurança, conforme promete a palavra de Deus, e os
acontecimentos atuais são prenúncios de um novo céu e uma nova terra.
Mesmo nas horas mais difíceis, que possamos ver a “cidade santa, a nova Jerusalém que de
Deus descia do céu, ataviada como uma noiva para o seu noivo. Apocalipse 21.2.
Promessas de vitórias para os que estão dispostos a pagar o preço, muitas vezes da renúncia, da
perseguição e da incompreensão.
Romanos 8.35...quem nos separará do amor de Cristo ? a tribulação, ou a angústia, ou a
perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada ?
Para os que tem a certeza da salvação e conhecem o cuidado de Deus, podem tomar posse das
promessas do livro do Apocalipse.
Apocalipse 21.5...O que estava assentado no trono disse:
Faço nova todas as coisas.
Apocalipse 21.7...Quem vencer herdará todas as coisas,
e eu serei seu deus, e ele será meu filho.
SEJAMOS VENCEDORES; DEUS TEM CUIDADO DE NÓS.
OS DIAS SÃO DIFÍCEIS; NÃO DESISTA.
Apocalipse 3.11...Venho sem demora. Guarda o que tens,
para que ninguém tome a tua coroa.

Pastor Alair Luiz de Oliveira


43 9952 0543.
professoralair@hotmail.com