Você está na página 1de 7

3

Introdução

Censos educacionais, realizados nos anos de 2006 a 2009, coordenados


pelo chefe do Centro de Pesquisas Sociais da Fundação Getúlio Vargas1, Marcelo
Neri, demonstra que um dos grandes problemas no Sistema de Ensino de Rondônia
e do Brasil é a “Evasão dos alunos”. Este fenômeno atinge todas as instituições e
níveis de ensino, gerando números alarmantes, principalmente, na educação de
nível Médio e Superior, ocasionando prejuízos financeiros para as instituições e falta
de capacitação para uma formação profissional qualificada.

A gente pode ganhar todas as batalhas pela melhoria da qualidade


da educação, adotando as melhores práticas educacionais, mas se não
conseguirmos convencer os principais protagonistas - que são as crianças,
os adolescentes e seus pais - vamos perder a guerra. (NERI, 2009).

Nossa atenção, nesta pesquisa, estará voltada para identificar os motivos da


evasão dos alunos no ensino superior do Curso de Letras da Unir-Campus Vilhena,
entre 2008 e 2009.
Fazendo uso de uma metodologia qualitativa, explicativa e bibliográfica,
buscaremos informações junto aos alunos evadidos através de questionários com
perguntas fechadas e abertas, entrevistas semi-estruturadas e bibliografias já
existentes que abordam o tema da evasão, objetivando aprofundar nossa
investigação na gênese e estrutura do problema.
Para obtenção das informações requeridas temos como referências
bibliográficas três livros: Crises e desafios no ensino superior do Brasil; Pesquisas
em educação: abordagens qualitativas; Educação superior brasileira 1991-2004,

1
NERI, Marcelo. Alunos e pais são protagonistas no combate à evasão escolar. Disponível em:
<http://educacao.uol.com.br/ultnot/2009/04/15/ult105u7886.jhtm> Acesso em: 14 dez. 2010.
4

uma pesquisa: O curso de Letras/Unir na modalidade à distância, dois artigos: Os


motivos para o abandono da escola e Desinteresse levam à evasão escolar.
Referindo-nos, particularmente, à evasão dos alunos do Curso de Letras da
Unir-Campus Vilhena, tentaremos neste trabalho indicar os fatores que ocasionam a
evasão. Para que, em anos subseqüentes, atitudes e/ou mecanismos de prevenção
por parte das instituições de ensino, possam ser executadas, inibindo
antecipadamente, a iniciativa do aluno quanto à decisão de tornar-se um desistente.
5

Desenvolvimento

1 Justificativa
Em busca de informações sobre a evasão de alunos no ensino superior,
notamos que existem poucos registros sobre o assunto, apenas algumas pesquisas
feitas pela Fundação Getúlio Vargas, e artigos postados na internet, que abordam a
evasão do ensino superior de forma generalizada. Localizamos apenas um artigo
que trata da evasão de alunos do Curso de Letras da UNIR, porém, no modelo à
distância, e nenhum registro sobre a evasão de alunos do Curso de Letras da Unir-
Campus Vilhena ou de nenhum Campus do estado. Essas informações mostram que
existe uma grande lacuna em relação às informações específicas sobre a evasão de
alunos do Curso de letras da Unir-Campus de Vilhena.
Em virtude disso e com grande preocupação quanto ao futuro de professores
de línguas vernáculas graduados em nosso município, decidimos investigar o
assunto e elaborar esta pesquisa.
O problema da evasão pode estar relacionado a fatores intrínsecos e
extrínsecos ao aluno. A falta de identificação; adaptação com o curso escolhido;
dificuldades de acompanhar o conteúdo do plano de curso; problemas financeiros
para custear o material didático e horário de trabalho não condizente com o horário
do curso, possivelmente, sejam fatores relevantes à evasão, estes nos chamam a
atenção para o aluno, direcionando-nos para seu dia a dia e os fatos que o circunda.
Na intenção de contribuir para minimizar a evasão no Curso de Letras e
identificar os motivos de tal fenômeno, objetivamos nossa pesquisa, voltada para a
obtenção de dados que contribuirão quem sabe um dia, para erradicação do
problema.
6

2 Problema
Quais os fatores que influenciam a evasão dos alunos no primeiro ano do
Curso de Letras da Unir-Campus Vilhena?

3 Hipótese
O fator determinante da evasão dos alunos do curso de Letras da Unir-
Campus Vilhena é o desinteresse pelo curso.

4 Objetivo
4.1 Geral
Compreender que fatores influenciaram a evasão dos alunos do Curso de
Letras da Unir-Campus Vilhena, no período de 2008 e 2009.

4.2 Específicos
Diagnosticar se a condição sócio-econômica é fator decisivo.
Saber se a localização geográfica é causa de desistência.

5 Metodologia

Iremos realizar conforme definição do Ibope “as pesquisas qualitativas


estimulam os entrevistados a pensarem livremente sobre algum tema objeto ou
conceito. Elas fazem emergir aspectos subjetivos e atingem motivações não
explícitas, ou mesmo conscientes, de maneira espontânea. São usadas quando se
busca percepções e entendimento sobre a natureza geral de uma questão, abrindo
espaço para interpretação” (IBOPE, 2010). Baseados no conceito de metodologia
qualitativa definido acima pelo Ibope, e em detrimento às suas características,
valores e tipologia, utilizaremos este modelo de pesquisa como diretriz em nosso
trabalho. Tratando de forma singular as informações obtidas junto aos alunos
entrevistados.
Em conjunto com a metodologia qualitativa, utilizaremos o tipo de pesquisa
explicativa, pois esta nos possibilitará concatenar os fatores que determinam de fato
a evasão dos alunos, conforme define Gil, “as pesquisas explicativas se preocupa
em identificar os fatores que contribuem para ocorrência dos fenômenos. É uma
7

pesquisa que aprofunda o conhecimento da realidade, explica o porquê das coisas”


(GIL, 1989, p.46)
A pesquisa bibliográfica também fará parte de nosso trabalho, pois será
através dela que iremos nos embasar sobre os materiais já existentes. “A pesquisa
bibliográfica é desenvolvida a partir de material já elaborado, constituído
principalmente de livros e artigos científicos [...]” (GIL, 1989).
Empregaremos como meio de coleta de dados os questionários abertos e
fechados e as entrevistas semi-estruturadas, visando obter informações detalhadas
dos motivos que os levaram a evasão. Os questionários e entrevistas foram
formulados com perguntas direcionadas aos alunos evadidos do 1° e 2° períodos
dos anos de 2008 e 2009, do Curso de Letras da Unir-Campus Vilhena, de forma a
expressarem seus sentimentos com maior profundidade ao assunto.
Nossa amostra de pesquisa será composta por 20 alunos, aproximadamente
50% dos evadidos do Curso de Letras da Unir-Campus Vilhena, entre 2008 e 2009,
sendo 14 mulheres e 6 homens, com idade entre 18 a 45 anos, onde 6 alunos
residem em municípios vizinhos, 10 em bairros periféricos e 4 em bairros centrais.

6 Referencial Teórico
O referencial teórico de nossa pesquisa, esta embasada a partir de leituras
de obras de autores e instituições preocupadas com a evasão escolar e em busca de
informações que possam minimizar o problema.
Alguns autores entendem que o problema da evasão esta na dificuldade que
o aluno tem de conciliar estudo e trabalho. Outros como Capelato, sustentam a
hipótese de que o fenômeno acontece principalmente pela falta de interesse dos
alunos ao se depararem com alguma dificuldade fora do seu cotidiano. “Nas
universidades públicas, os fatores predominantes são a falta de interesse sobre os
cursos e a, dificuldade de acompanhar as aulas por ter realizado um ensino médio
de fraca qualidade”. (CAPELATO, 2010).
As opiniões sobre o assunto são variadas, e em alguns momentos
desencontradas e não definidas. Fatores não revelados em pesquisas anteriores
podem estar co-relacionados aos problemas da evasão dos alunos do Curso de
Letras da Unir-Campus Vilhena. Considerando as várias possibilidades, buscaremos
informações de modo a esclarecer tal fenômeno. O Curso de Letras da Unir-Campus
8

Vilhena, apesar de tradicional e de grande prestígio, passa por um momento


delicado, motivado pela evasão dos alunos no decorrer do curso. Tentaremos com
nossa pesquisa conhecer os motivos dessa evasão e quem sabe contribuir para
solução do problema.
Esta pesquisa busca também, de forma singela, contribuir com informações
que possam solucionar os problemas daqueles que, interessam-se pelos cursos,
mas por motivos econômicos, obrigam-se a desistir, tendo que escolher entre
estudar ou trabalhar. Entendemos que a educação não pode ser pra poucos
abastados, mas para todos que tem interesse em aprender, pois a educação é um
direito assistido a todos que querem obtê-la.

7 Referências
CAPELATO, Rodrigo. Por que Estudantes Desistem do Ensino Superior.
Disponível em: <http://revistaensinosuperior.uol.com.br/textos. aps?codigo=12621>
Acesso em: 12 dez. 2010.

FURASTÉ, Pedro Augusto. Normas Técnicas para o Trabalho Científico


Explicitação das Normas da ABNT. 15.ed. Porto Alegre: s.n., 2010.

GIL, Antônio Carlos. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. 2.ed, São Paulo: Atlas,
1989.
IBOPE. Conheça tipos de pesquisa realizados pelo Grupo IBOPE. Disponível em:
<http://www.ibope.com.br/calandraWeb/BDarquivos/sobre_pesquisas/tipos_pesquisa
.html> Acesso em: 13 dez. 2010.

INEP. Educação Superior Brasileira 1991-2004. Brasília: 2006.

LÜDKE, Menga; ANDRÉ, Marli. Pesquisa em Educação: Abordagens


Qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

NERI, Marcelo. Alunos e pais são protagonistas no combate à evasão escolar.


Disponível em: <http://educacao.uol.com.br/ultnot/2009/04/15/ult105u7886.jhtm>
Acesso em: 14 dez. 2010.
9

SOUZA, Edson Machado de. Crises e desafios no ensino superior do Brasil.


Fortaleza: UFC, 1980.