Você está na página 1de 4

PROJETO PARADIDÁTICOS 2008

Professoras: Marilene e Silvana - 3º ano

☻ Livro: Procura-se Lobo

☻ Texto: Ana Maria Machado

☻ Imagens: Laurent Cardon

☻ Gênero Textual: literatura infanto juvenil

☻ Apresentação:

Manuel Lobo tem uma missão importante: alertar o mundo sobre o risco de extinção dos lobos
das florestas, dos desertos... Mas um anúncio malfeito atraiu uma série de lobos intrometidos, tentando
desviar o rumo da história. Alguns são lobos maus, assustadores de crianças, mas há também os
espertalhões e outros bem bobos. E até uns lobos bonzinhos. Felizmente, Manuel Lobo conhece essa
turma toda...

☻Objetivos:

▪ Ampliar a visão de mundo e inserir o leitor na cultura letrada;

▪ estimular o desejo de outras leituras;

▪ possibilitar a vivência de emoções, o exercício da fantasia e da imaginação;

▪ permitir a compreensão do funcionamento da escrita: escreve-se para ser lido;

▪ expandir o conhecimento a respeito da própria leitura;

▪ aproximar o leitor dos textos e os tornar familiares - condição para a leitura fluente e a produção de
textos;

▪ possibilitar produções orais, escritas e em outras linguagens, (PCN, 1997).

☻ Justificativa:
O trabalho com leitura tem como finalidade possibilitar ao estudante ser um usuário competente
da escrita e da leitura, buscando capacitá-lo para uma efetiva participação social.
Para aprender a ler e a escrever, o aluno precisa construir um conhecimento de natureza
conceitual: ele precisa compreender não só o que a escrita representa, mas também de que forma ela
representa graficamente a linguagem (http://aprender.unb.br/mod/forum/discuss.php?d=32722).

Os contos de fadas têm se perpetuado há milhares de anos, encantando crianças e


possibilitando um mergulho ao mundo da fantasia. Um dos personagens dessas histórias que continua
mexendo com o imaginário das crianças, é o lobo.
Geralmente percebemos nas narrativas, a imagem ameaçadora e terrível do lobo. Por outro lado,
constatamos em releituras dessas histórias, e outras que não aparecem neste livro, uma tendência à
reversão deste perfil, uma quebra de paradigma da maldade para a bondade. História como O Diário
do Lobo: A Verdadeira história dos Três Porquinhos, de Jon Scieszka, expõe o ponto de vista do
lobo em relação à destruição das casinhas dos porquinhos, tentando convencer o leitor de sua
inocência. Em Chapeuzinho Vermelho e o Lobo Guará, de Ângelo Machado, o lobo é vegetariano e
adora comer frutas. Neste, Ana Maria Machado alerta o mundo sobre o risco de extinção dos lobos,
mostrando que além de assustadores, podem ser bonzinhos.
Desse modo, procuramos refletir sobre essa nova linhagem de narrativas que parodiam ou
parafraseiam as antigas versões, revertendo o mito, ressignificando-o e provocando novas relações de
sentido.

☻Desenvolvimento:

Atividades:

1- Leitura coletiva do livro;


2- Leitura da contra capa, dos resumos dos contos sobre lobos;
3- Leitura dos dados da autora e o ilustrador do livro.

Questões:

1- Você conhecia todas as histórias de lobos famosos que apareceram neste livro?

2- Das que você conhecia, de qual delas você mais gosta?

3- De qual destes lobos você sentia mais medo quando era menorzinho?

4- Das histórias de lobos que você não conhece, qual delas você gostaria que pesquisássemos?

5- De todas as cartas, qual delas convenceria mais, se você estivesse no lugar de Manuel Lobo?
Por outro lado, qual das cartas você daria menos atenção? Por quê?

6- O que você achou do trabalho de “respondedor de cartas” que o Manuel Lobo conseguiu?

7- Após ler tantas cartas e ver que nenhum daqueles lobos servia para o trabalho, Manuel Lobo já
desanimado e cansado percebe o que estava errado. O que ele descobre?

8- Releia os dois anúncios que saíram no jornal procurando lobos. Imagine que você é dono de
uma empresa e que precisa de uma pessoa para trabalhar nela, em algum tipo de serviço. Como
você escreveria o anúncio para ser publicado em um jornal?
9- Assim como Manuel Lobo, muitas pessoas possuem sobrenomes que são nomes de animais,
plantas, objetos, etc. Vamos pesquisar na sala os sobrenomes que são dessa forma e anotar no
caderno.

10- O que levou a escritora Ana Maria Machado a escrever uma história sobre Lobos?

11- Escreva algo que você achou mais interessante sobre as coisas que o ilustrador Laurent Cardon
fala sobre sua experiência com lobos.

12- Vamos pesquisar sobre três histórias que mais despertaram interesse na 4ª questão. Dividir os
grupos e dramatizá-las.

13- Ver imagens, músicas, vídeos de desenhos e concertos das duas histórias escolhidas pela
classe (Pedro e o Lobo e O Lobo de Gubbio), escrever um texto comentando o que mais gostaram e
acharam mais interessante. Desenhar.

Para finalizar:

1- A última página do livro traz raças de lobos que existem pelo mundo e seus habitats naturais.
Vamos pesquisar um pouco mais sobre lobos? Pense sobre qual raça mais lhe atraiu a atenção,
pesquise, monte um cartaz e no dia marcado tragam para realizarmos uma discussão em sala.

2- Em Procura-se Lobo, Ana Maria Machado alerta o mundo sobre o risco de extinção dos
lobos, mostrando que além de assustadores, eles também podem ser bonzinhos. Agora que vocês
pesquisaram sobre os lobos, o que vocês acham dessa afirmação da autora?

☻ Avaliação: A avaliação dar-se-á no decorrer do projeto, na observação da leitura, da escrita


e no envolvimento durante as atividades que serão realizadas.

☻ Referências :
BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Língua
Portuguesa/ Secretaria de Educação Fundamental. Brasília, 1997.

☻ PROCURA-SE LOBO, ANA MARIA MACHADO, Editora: ATICA, S.P., 2005.

http://aprender.unb.br/mod/forum/discuss.php?d=32722
PRECISA–SE

PRECISA–SE

Interesses relacionados