P. 1
Lista de Exercícios de Matemática - CRBG

Lista de Exercícios de Matemática - CRBG

5.0

|Views: 63.679|Likes:

More info:

Published by: Celso do Rosário Brasil Gonçalves on Apr 23, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/21/2015

pdf

text

original

Sections

Juros

1.Calcular o tempo necessário para que um capital aplicado a juros
simples, à taxa de 2% ao mês, produza juros equivalentes a 50% do
mesmo capital.
(Resposta: 25 meses)

Solução:

t =?
i = 2% a.m.
j = 50%X = 50X100
C = X (Como não sabemos o valor do capital, representamos por X.).

Aplicando a fórmula de juros simples, temos o seguinte resultado:

j = Cit100 50X100 = X . 2 . t100 50100 = t50 t = 25
meses

59

Lista de Exercícios

Celso do Rosário Brasil Gonçalves

50

2.Uma loja A vende um televisor por R$7.000,00, com 20% de
desconto. A loja B vende por R$6.000,00 com 15% de desconto e a
loja C vende por R$5.500,00 com 10% de desconto. Se x, y e z são
valores dos descontos das lojas A, B e C, respectivamente, calcule o
valor de: X + Y + Z. R = 2850

3.Calcule a taxa anual a qual deve ser colocado o capital de R$9.540,00
durante 24 dias, para que renda juros de R$31,80. R = 3600

4.Um comerciante faz dois empréstimos: um no valor de R$8.000,00 a
taxa de 3% ao mês, durante 180 dias e outro no valor de R$12.00,00
a taxa de 4,5% ao mês, durante 120 dias. Calcule o total de juros a
ser pago. R = 3600

5.Calcule o tempo necessário para que um capital, empregado a 8% ao
ano, obtenha um lucro de 4/5 deste capital. R = 10 anos

6.Os 2/5 dos 10% de certa quantia x foram aplicados a juros de 2% ao
mês, durante 5 meses. Os juros recebidos totalizaram R$2.000,00.
Qual o valor de x? R = 500.000

7.O capital de R$600,00, aplicado à taxa de 9,5% ao ano produziu
R$123,50 de juros. Calcule o tempo correspondente à aplicação. R =
26 meses ou 2 anos e 2 meses

8.Um capital de R$37.000,00 esteve durante certo tempo, à taxa de
1,92% ao mês e produziu um montante de R$39.320,64. Calcule o
tempo em dias. R = 98 dias

9.Calcule a taxa anual a qual deve ser colocado o capital de R$9.540,00
durante 24 dias, para que renda juros de R$31,80. R = 5% ao ano

10.Dois capitais diferem de R$200,00, estando o maior colocado em
20% ao ano e o menor a 30% ao ano. Sabendo-se que os dois capitais
produzem os mesmos juros após 1.852 dias, pede-se para calcular o
maior deles. R = 600

60

Lista de Exercícios

Celso do Rosário Brasil Gonçalves

11. Um capital foi aplicado a juros simples e, ao completar um período
de 1 ano e 4 meses produziu um montante equivalente a 7/5 de seu
valor. Qual a taxa mensal dessa aplicação? (resp. 2,5%)

12. Durante quantos dias deve-se aplicar o capital de R$ 36.000,00 à
taxa de 7% ao mês, para que se obtenha de juros a importância de R$
1.680,00? (resp. 20 dias)

13. Qual o tempo necessário para que um capital aplicado a 40% ao ano
quadruplique? (resp. 7,5 anos)

14. Um capital de R$ 29.000,00 foi dividido em duas partes. A primeira
parte foi empregada a 16% ao ano e a segunda, a 11% ao ano.
Determine essas partes, sabendo que a soma do rendimento anual de
cada uma delas perfaz R$ 4.440,00. (resp. R$ 2.500,00 e R$ 4.000,00)

15. Dois capitais colocados, o primeiro, a 4% ao ano, durante 8 meses, e
o segundo, a 3% ao ano, durante 9 meses, renderam juros iguais.
Determine esses capitais, sabendo que a sua diferença é de R$ 12,50.
(resp. R$ 67,50 e R$ 80,00)

16. Coloquei certa quantia em caderneta de poupança a 5% ao e recebi
um montante de R$ 960,00, depois de 4 anos. Qual o valor dos juros?
(resp. R$ 160,00)

17. A que taxa anual o capital de R$ 1.440,00, em 2 meses e 15 dias,
rende R$ 33,00 de juros? (resp. 11% a.a)

18. Em quanto tempo um capital duplica, se for empregado à taxa de
20% ao ano? (resp. 5 anos)

19. Calcule os juros de R$ 4.000,00 a 7 1/5 % ao ano em 50 dias. (resp.
R$ 40,00)

20. Depositei certa quantia em um Banco a 9% ao ano e recebi, no fim
de 2 anos, 6 meses e 20 dias, um montante de R$ 246,00. Qual foi a
quantia depositada? (resp. R$ 200,00)

61

Lista de Exercícios

Celso do Rosário Brasil Gonçalves

21. Uma pessoa coloca 2/5 do seu capital a 6% e o resto a 5%,
recebendo um juro anual de R$ 324,00. Qual foi o capital usado nessa
operação? (resp. R$ 6.000,00)

22. A que taxa anual um capital qualquer produzirá de juros, em 2 anos,
1/5 do seu valor? (resp. 10%)

23. Um capital colocado à taxa de 8% ao mês triplica o seu valor ao final
de:

a) 10 meses b) 20 meses c) 25 meses d) 30 meses e) 35 meses

24. Qual o tempo durante o qual R$ 2.000,00, a 6 ³/4 % ao ano, rende o
juro de

R$ 22,50? (resp. 60 dias)

25. Determine a que taxa mensal esteve aplicado um capital de R$
48.000,00 que, em 3 meses e 20 dias, rendeu R$ 440,00 de juros. (resp.
0,25%)

26. Determine em quantos meses um capital de R$ 32.000,00, aplicado
à taxa de 12% ao ano, rende R$ 4.800,00 de juros simples. (resp. 15
meses)

27. Calcule os juros produzidos por um capital de R4 120.000,00
aplicado a 75% ao ano durante 5 meses. (resp. 37.500,00)

28. Daqui a 6 meses você deve saldar uma dívida de R$ 520,00. Que
importância você deve aplicar hoje, a juros simples de 5% ao mês para
que no prazo devido, você esteja com a quantia devida?

Solução:

Sabemos que M = C + j, assim, temos os seguintes dados fornecidos
pelo enunciado:
1°) C = quantia a ser aplicada
2°) t = tempo de aplicação = 6 meses
3°) i = taxa de aplicação = 5% ao mês
4°) M = Montante (C + j) = R$ 520,00

62

Lista de Exercícios

Celso do Rosário Brasil Gonçalves

Fazendo: M = C + j e substituindo os valores, temos que: 520 = C + j,
logo, j = 520 – C.

Aplicando a fórmula para juros simples temos o seguinte:

j = cit100 520 – C = C.5.6100 52000 – 100C
= 30C

130C = 52.000

C = 52.000130

C

= R$ 400,00.

Logo, a quantia que devo aplicar é R$ 400,00.

29. Calcule os juros produzidos por um capital de R$ 120.000,00
aplicado a 75% ao ano durante 5 meses.
(Resposta: R$ 37.000,00)

30. Durante quantos dias deve-se aplicar o capital de R$ 36.000,00 à
taxa de 7% ao mês, para que se obtenha de juros a importância de R$
1.680,00?
(Resposta: 20 dias)

31) Uma promissória de R$ 72.000,00 foi paga com 37 dias de atraso.
Qual o total pago, sabendo-se que o Banco cobra “juros de mora” de 65
ao mês?
(Resposta: R$ 77.328,00)

32. Qual o tempo necessário para que um capital, aplicado a 40% ao ano
quadruplique?
(Resposta: 7,5 anos)

33. Em quanto tempo um capital duplica, se for aplicado à taxa de 20%
ao ano?
(Resposta: 5 anos).

34. Qual o juro produzido por R$ 15.000,00 aplicado à taxa de 2% ao
mês, durante 3 anos?
(Resposta: R$ 10.800,00)

63

Lista de Exercícios

Celso do Rosário Brasil Gonçalves

35. Um capital de R$ 5.400,00 produziu um montante de R$ 9.700,00,
durante 1 ano e 2 meses. Qual é, aproximadamente, a taxa anual
aplicada?
(Resposta: 68%)

36. Ao quitar uma promissória de R$ 1.500,00, com 20 dias de atraso, o
devedor pagou R$ 1.515,00. Qual foi a taxa mensal de juros?
(Resposta: 1,5%)

37. Colocou-se num Banco R$ 12.600,00, durante 7 meses, e R$
14.400,00 durante 6 meses, sendo usada a mesma taxa de juros. A
diferença entre esses juros é de R$ 6,00. Qual a taxa anual empregada?
(Resposta: 4%)

38. Uma loja de materiais de construção cobra 6% sobre o valor da
compra para despesas de transporte e, dá ao comprador 3% de
desconto sobre o gasto global. Quanto se gastaria para adquirir um
material que totaliza R$ 12.000,00? (Resposta: R$ 12.338,40)
39. Durante quanto tempo deve-se aplicar certa quantia para que ela, a
12% ao ano, triplique? (Resposta: 16 anos e 8 meses).

40. Dois capitais aplicados, o primeiro, a 4% ao ano, durante 8 meses, e
o segundo, a 3% ao ano, durante 9 meses, renderam juros iguais.
Determine esses capitais, sabendo que a sua diferença é de R$ 12,50.
(Resposta: (1) R$ 67,50; (2) R$ 80,00).

41. Uma pessoa aplicou R$ 300,00 a juros simples, tendo recebido um
montante de R$ 372,00, à taxa de 3% ao mês. Calcule o tempo de
aplicação.
(Resposta: 8 meses).

42. Se você pegar emprestado R$ 2.300,00 a uma taxa de 12% ao mês,
de quanto será o juro simples produzido durante o prazo comercial de 3
meses e 10 dias?
(Resposta: R$ 920,00)

43. Qual o tempo necessário (em meses) para que R$ 2.500,00 aplicado
à taxa de 36% ao ano possa render de juros simples a quantia de R$
1.500,00?
(resposta: 20 meses).

64

Lista de Exercícios

Celso do Rosário Brasil Gonçalves

44. Um trabalhador aplicou a juros simples uma importância, à taxa de
2% ao mês. Ao final de 1 ano, o montante que possuía acrescido de 25%
do seu valor era igual a R$ 15.500,00. Qual foi a importância aplicada?
(Resposta: R$ 10.000,00)

45. A que taxa anual a importância de R$ 1.440,00, em 2 meses e 15
dias, renderia R$ 33,00 de juros?
(Resposta: 11%)

46. A que taxa (anual) deve-se aplicar R$ 5.000,00, para que em 18 dias
renda R$ 20,00 de juros?
(Resposta: 8%)

47. Qual o capital que deve ser aplicado a 9% ao ano, para se receber,
no fim de 1 ano e 8 meses, R$ 450,00 de juros simples?
(Resposta: R$ 3.000,00)

48. Certo capital colocado a juros simples de 9% ao trimestre rendeu R$
6.480,00 em 1 ano e 8 meses, qual o valor do capital?
(Resposta: R$10.800,00)

49. Deposita-se certa importância numa caderneta de poupança cuja
rende é de 1,75% ao mês. Depois de 5 meses e 20 dias recebe-se juros
no valor de R$ 357,00. Qual foi a importância depositada?
(Resposta: 3.600,00)
50. Quanto renderá de juros a importância de R$ 300.000,00 se for
aplicada à taxa de 2,5% ao mês durante 1,5 anos?
(Resposta: R$ 135.000,00)

51. A que taxa anual R$ 2.4000,00 em 45 dias produzirá R$ 120,00 de
juros?
(Resposta: 40%)

52. Calcule os juros produzidos por R$ 4.000,00, a 715 % ao ano, em 50
dias.
(resposta: R$ 40,00)

53. Calcule os juros produzidos por R$ 6.000,00, aplicado à taxa de 412%
ao ano, durante 70 dias. (Resposta: R$ 52,50)

54. Qual o tempo (em anos) que deve ser aplicado um certo capital para
se obter 12/5 do seu valor à taxa de 20% ao mês?

65

Lista de Exercícios

Celso do Rosário Brasil Gonçalves

(Resposta: 1 ano)

55. Durante quantos dias R$ 2.000,00, a 634% ao ano, rende R$ 22,50 de
juros?
(Resposta: 60 dias)

56. Qual a importância necessária que deve ser aplicada a 412 % ao ano,
durante 212 anos, para render R$ 180,00 de juros?
(Resposta: R$ 1.600,00)

57. Uma pessoa coloca 2/5 do seu capital à taxa de 6% ao ano e o resto
a 5%, recebendo um juro anual de R$ 324,00. Qual é o valor do capital
aplicado?
(Resposta: R$ 6.000,00)

58. A que taxa anual uma importância qualquer produzirá de juros, em 2
anos, 1/5 do seu valor?
(Resposta: 10%)

59. Uma pessoa aplica a terça parte do seu capital a 5% ao mês, a
quarta parte a 8% e o restante a 6% ao mês. No final do mês recebe R$
148,00 de rendimento. Calcule o capital inicial.
(Resposta: R$ 24.000,00)

60. Um capital foi aplicado a juros simples e, ao completar um período
de 1 ano e 4 meses produziu um montante equivalente a 7/5 do seu
valor. Qual foi a taxa mensal dessa aplicação?
(Resposta: 2,5%).

61. Paulo aplicou no Banco Postal, um capital de R$ 100,00, a uma taxa
de juros simples de t% ao ano. Os juros obtidos após um ano foram
aplicados à mesma taxa de juros simples de t% ao ano, durante mais
um ano. Se o juro total foi de R$ 17,25, qual a taxa de juros simples
anual que Paulo aplicou seu dinheiro?

A) 25% a.a. B) 20% a.a. C) 18% a.a. D) 15% a.a. E) N.R.A.

62. Letícia foi demitida de seu emprego, e o valor que ela recebeu de
rescisão contratual, aplicou a metade à taxa de juros simples de 1,8% ao
mês, e a outra metade à taxa de juros simples de 2,4% ao mês. Após um
mês do dinheiro aplicado, Letícia precisou retirá-lo da aplicação e

66

Lista de Exercícios

Celso do Rosário Brasil Gonçalves

recebeu um montante de R$ 1.837,80. Quanto Letícia recebeu na
rescisão contratual?

A) R$ 1.800,00 B) R$ 1.620,00 C) R$ 1.500,00 D) R$ 1.498,50 E) R$
1.495,00

63. Quanto tempo deverá permanecer aplicado um capital para que o
juro seja igual a duas vezes o capital, se a taxa de juros simples for igual
a 10% a.a.?
(Resposta: 20 anos)

JUROS COMPOSTOS

O regime de juros compostos é o mais comum no sistema financeiro e portanto, o mais útil para
cálculos de problemas do dia-a-dia. Os juros gerados a cada período são incorporados ao principal
para o cálculo dos juros do período seguinte.

Chamamos de capitalização o momento em que os juros são incorporados ao principal.

Após três meses de capitalização, temos:
1º mês: M =P.(1 + i)
2º mês: o principal é igual ao montante do mês anterior: M = P x (1 + i) x (1 + i)
3º mês: o principal é igual ao montante do mês anterior: M = P x (1 + i) x (1 + i) x (1 + i)
Simplificando, obtemos a fórmula:

M = P . (1 + i)n

Importante: a taxa i tem que ser expressa na mesma medida de tempo de n, ou seja, taxa de
juros ao mês para n meses.
Para calcularmos apenas os juros basta diminuir o principal do montante ao final do período:

J = M - P

Exemplo:

Calcule o montante de um capital de R$6.000,00, aplicado a juros compostos, durante 1 ano, à

taxa de 3,5% ao mês.
(use log 1,035=0,0149 e log 1,509=0,1788)
Resolução:

P = R$6.000,00
t = 1 ano = 12 meses
i = 3,5 % a.m. = 0,035
M = ?

Usando a fórmula M=P.(1+i)n

, obtemos:

M = 6000.(1+0,035)12

= 6000. (1,035)12

Fazendo x = 1,03512

e aplicando logaritmos, encontramos:

log x = log 1,03512

=> log x = 12 log 1,035 => log x = 0,1788 => x = 1,509

Então M = 6000.1,509 = 9054.

67

Lista de Exercícios

Celso do Rosário Brasil Gonçalves

Portanto o montante é R$9.054,00

Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário

/wEPDwUINjU2OD

Exercícios resolvidos - Juros compostos e Prestações

1) Aplicando-se R$ 15.000,00 a uma taxa de juro composto de 1,7% a.m., quanto receberei
de volta após um ano de aplicação? Qual o juro obtido neste período?
Primeiramente vamos identificar cada uma das variáveis fornecidas pelo enunciado do problema:

Como a taxa de juros está em meses, também iremos trabalhar com o período de tempo em
meses e não em anos como está no enunciado do problema.
Pelo enunciado identificamos que foram solicitados o montante e o juro, utilizaremos, portanto a
fórmula abaixo que nos dá o montante:

M=C.(1+i)n

Ao substituirmos cada uma das variáveis pelo seu respectivo valor teremos:
M = 15.000.(1+0,017)12
Podemos então realizar os cálculos para encontramos o valor do montante:

Logo o montante a receber será de R$ 18.362,96. Sabemos que a diferença entre o montante e
o capital aplicado nos dará os juros do período. Temos então:

Portanto:

Após um ano de aplicação receberei de volta um total de R$ 18.362,96, dos quais
R$ 3.362,96 serão recebidos a título de juros.

2) Paguei de juros um total R$ 2.447,22 por um empréstimo de 8 meses a uma taxa de juro
composto de 1,4% a.m. Qual foi o capital tomado emprestado?
Em primeiro lugar vamos identificar as variáveis fornecidas pelo enunciado:

Como sabemos a fórmula básica para o cálculo do juro composto é:

M=C.(1+i)n

Mas como estamos interessados em calcular o capital, é melhor que isolemos a variável C como
a seguir:

68

Lista de Exercícios

Celso do Rosário Brasil Gonçalves

M=C.(1+i)n → C= M(1+i)n

Note que a variável M não consta no enunciado, mas ao invés disto temos a variável j, no
entanto sabemos que o valor do montante é igual à soma do valor principal com o juro do
período, então temos:
M = C + j

Podemos então substituir M por C + j na expressão anterior:

C= C+j(1+i)n

Vamos então novamente isolar a variável C:

Finalmente podemos substituir as variáveis da fórmula pelos valores obtidos do enunciado:

Logo:

O capital tomado emprestado foi de R$ 20.801,96.

3) Planejo emprestar R$ 18.000,00 por um período de 18 meses ao final do qual pretendo
receber de volta um total de R$ 26.866,57. Qual deve ser o percentual da taxa de juro composto
para que eu venha a conseguir este montante?
Do enunciado identificamos as seguintes variáveis:
C = 18.000
n = 18 meses
M = 26.866,57

A partir da fórmula básica para o cálculo do juro composto iremos isolar a variável i, que se
refere à taxa de juros que estamos em busca:

M=C.(1+i)n

Como já vimos na parte teórica, esta variável pode ser isolada com os seguintes passos:

Por fim substituiremos as variáveis da fórmula pelos valores obtidos do enunciado:

O valor decimal 0,0225 corresponde ao valor percentual de 2,25%.
Logo:

Para que eu venha obter o montante desejado, é preciso que a taxa de juro composto
seja de 2,25% a.m.

69

Lista de Exercícios

Celso do Rosário Brasil Gonçalves

4) Preciso aplicar R$ 100.000,00 por um período de quantos meses, a uma taxa de juro
composto de 1,7% a.m., para que ao final da aplicação eu obtenha o dobro deste capital?
Do enunciado identificamos as seguintes variáveis:

Tendo por base a fórmula básica para o cálculo do juro composto isolemos a variável n, que se
refere ao período de tempo que estamos a procura:

Substituindo o valor das variáveis na fórmula:

Assim sendo:

Para que eu consiga dobrar o valor do meu capital precisarei de 41,12 meses de
aplicação.

5) Se um certo capital for aplicado por um único período a uma determinada taxa de juros, em
qual das modalidades de juros, simples ou composta, se obterá o maior rendimento?
Na modalidade de juros simples, temos que o montante pode ser obtido através da seguinte
fórmula:
M = C + j

Mas como já sabemos, o juro é obtido através da fórmula:
j = C.i.n

Logo substituindo j na fórmula do montante, chegamos à seguinte expressão:
M = C +C.i.n

Que após colocarmos C em evidência teremos:
M = C.(1+i.n)

Como o enunciado diz se tratar de apenas um período de aplicação, ao substituirmos n por 1 e
realizarmos a multiplicação, a fórmula ficará apenas como:
M = C.(1+i)

Já na modalidade de juros compostos, o montante é obtido através da fórmula:

M=C.(1+i)n

Com a substituição de n por 1, segundo o enunciado, chegaremos à expressão:

70

Lista de Exercícios

Celso do Rosário Brasil Gonçalves

M = C.(1+i)

Como já era de se esperar, em ambas as modalidades chegamos à mesma fórmula. Por quê?
Como sabemos, o que difere uma modalidade da outra é que no caso dos juros simples o juro
não é integrado ao capital ao final de cada período, assim como acontece na modalidade de
juros compostos. Como há apenas um período, não há distinção entre uma modalidade e outra,
já que após a integração do juro ao valor principal, não haverá um outro cálculo para um
próximo período, por se tratar de apenas um período de aplicação.
Temos então que:

Em qualquer uma das modalidades o rendimento será o mesmo.

6) R$ 10.000,00 aplicados por 6 meses a uma taxa de juros simples de 3% a.m., para produzir
o mesmo montante na modalidade de juros composto em um aplicação com a mesma duração,
precisará ser aplicada a qual taxa mensal?
Do enunciado obtemos os seguintes valores:

Para sabermos qual o montante produzido na modalidade simples utilizaremos a fórmula abaixo:
M = C.(1+i.n)

Agora que sabemos que o montante produzido na modalidade simples é R$ 11.800,00,
utilizaremos a fórmula abaixo para calcularmos a taxa de juros na modalidade capitalizada:

i= nMC-1

Substituindo as variáveis e calculando:

Como sabemos ao multiplicarmos 0,0279698 por cem iremos obter o valor percentual da taxa a
qual estamos procurando.
Portanto:

Os R$ 10.000,00 precisam ser aplicados à taxa capitalizada de 2,79698% a.m. para
que se apure o montante de R$ 11.800,00, o mesmo montante produzido na aplicação
a juros simples pelo mesmo período de tempo.

7) Um aparelho DVD Player custa à vista R$ 250,00. Se pago sem entrada em 6 prestações
mensais a uma taxa de juros de 3% a.m., qual será o valor de cada prestação mensal?
Identificando as variáveis do problema temos:

Calculemos então o coeficiente de financiamento:

71

Lista de Exercícios

Celso do Rosário Brasil Gonçalves

Agora que temos o coeficiente de financiamento podemos calcular o valor da prestação que é
identificado pela variável PMT conforme a resolução através da fórmula abaixo:

Portanto:

O valor da prestação mensal do DVD Player será de R$ 46,15.

8) Um eletrodoméstico sai à vista por R$ 550,00. Se for dada uma entrada de R$ 150,00 e o
restante for pago em 4 prestações mensais a uma taxa de juros de 2,5% a.m., qual será o valor
mensal de cada parcela?
Como iremos abater R$ 150,00 dos R$ 550,00 que é o valor do produto, acabaremos
financiando apenas R$ 400,00. Portanto as variáveis do problema têm os seguintes valores:

Agora podemos calcular o coeficiente de financiamento:

Aplicando a fórmula para o cálculo de prestações podemos executar os cálculos conforme
abaixo:

Portanto:

O valor mensal da prestação deste eletrodoméstico será de R$ 106,33.

9) Comprei um aparelho eletrônico que à vista custava R$ 1.250,00 dando uma entrada mais
3 prestações mensais de igual valor, a uma taxa de juros de 1,2% a.m. Qual o valor de cada
pagamento?
Para o cálculo do valor das prestações com o mesmo valor da entrada, iremos utilizar esta
fórmula:

PMT= PV . CF1+CF

A partir do enunciado destacamos os seguintes valores para as variáveis:

Segundo a fórmula acima, necessitamos do coeficiente de financiamento. Seu cálculo segue
abaixo:

Substituindo-se os valores das variáveis na fórmula inicial temos:

Portanto:

O valor mensal da prestação deste eletrodoméstico, assim como o valor da sua entrada
foi de R$ 318,11.

72

Lista de Exercícios

Celso do Rosário Brasil Gonçalves

10) Um aparelho DVD Player foi pago em 5 prestações mensais de R$ 383,90 sem entrada.
Sabendo-se que a taxa de juros foi de 2% a.m., qual seria o pago caso eu tivesse feito a compra
à vista?
Para o cálculo de PV que corresponde ao valor à vista, utilizaremos a fórmula:

PV= PMTCF

Para calcularmos o coeficiente de financiamento utilizaremos as variáveis a seguir:
i = 2% a.m. 2/100 a.m.

0,02 a.m.

n = 5 meses

Vamos então calculá-lo:

Sabendo-se que PMT = 383,90 e que CF = 0,212158, podemos calcular PV:

Portanto:

Eu teria pago um total de R$ 1.809,50 se tivesse realizado a compra à vista.

Alguém toma R$ 100.000,00 emprestados, a uma taxa de juros de 1% a.m., qual é o valor
total que deverá ser pago após 100 meses?
Os dados para o cálculo dos juros são:

Na modalidade de juros simples teríamos:

Para o cálculo do montante utilizaremos a fórmula:

Substituindo j pela fórmula do juro acima:

Substituindo o valor dos termos:

Ou seja, tomaríamos cem mil e pagaríamos duzentos mil. Cem mil de juros e mais cem mil
referentes ao valor principal.
Você acha muito? Veja então o cálculo na modalidade de juro composto:
Os dados para o cálculo seriam os mesmos:

73

Lista de Exercícios

Celso do Rosário Brasil Gonçalves

Abaixo temos a fórmula para o cálculo na modalidade de juro composto:

Substituindo as variáveis:

Isto é, pagaríamos um montante de R$ 270.481,38. A diferença de R$ 70.481,38 entre o
cálculo realizado na modalidade juros simples e o cálculo na modalidade de juros compostos se
refere aos juros que foram cobrados sobre os próprios juros apurados no período.
Na modalidade de juros compostos pagaríamos R$ 170.481,38 de juros, bem mais que os
R$ 100.000,00 da modalidade de juros simples. Esta diferença será percentualmente maior,
quanto maior forem a taxa de juros e o período da operação.
Apenas a título de exemplo, os mesmos R$ 100.000,00 emprestados, a uma taxa de juros de
5% a.m., após 240 meses produzirão um juros total de R$ 1.200.000,00 na modalidade
simples e de R$ 12.173.857.374,22 na modalidade composta.
Percebeu porque não é interessante se manter uma dívida de cartão de crédito ou de cheque
especial por um longo período de tempo?

Exercícios Resolvidos:

1 – Expresse o número de períodos n de uma aplicação, em função do montante S e da taxa
de aplicação i por período.

Solução:

Temos S = P(1+i)n
Logo, S/P = (1+i)n
Pelo que já conhecemos de logaritmos, poderemos escrever:
n = log (1+ i ) (S/P) . Portanto, usando logaritmo decimal (base 10), vem:

Temos também da expressão acima que:

n.log(1 + i) = logS – logP

Deste exemplo, dá para perceber que o estudo dos juros compostos é uma aplicação
prática do estudo dos logaritmos.

2 – Um capital é aplicado em regime de juros compostos a uma taxa mensal de 2% (2% a.m.).
Depois de quanto tempo este capital estará duplicado?

Solução:

Sabemos que S = P (1 + i)n

. Quando o capital inicial estiver duplicado, teremos S = 2P.

Substituindo, vem:

74

Lista de Exercícios

Celso do Rosário Brasil Gonçalves

2P = P(1+0,02)n

[Obs: 0,02 = 2/100 = 2%]

Simplificando, fica:
2 = 1,02n

, que é uma equação exponencial simples.

Teremos então:
n = log1,022 = log2 /log1,02 = 0,30103 / 0,00860 = 35

Nota: log2 = 0,30103 e log1,02 = 0,00860; estes valores podem ser obtidos rapidamente em
máquinas calculadoras científicas. Caso uma questão assim caia no vestibular, o examinador
teria de informar os valores dos logaritmos necessários, ou então permitir o uso de
calculadora na prova, o que não é comum no Brasil.

Portanto, o capital estaria duplicado após 35 meses (observe que a taxa de juros do problema
é mensal), o que eqüivale a 2 anos e 11 meses.
Resposta: 2 anos e 11 meses.

Exercícios propostos:

1 – Um capital de $200000,00 é aplicado a juros compostos de 10% ao ano. Calcule o
montante após 4 anos.
Resposta: $292820,00

2 – Um certo capital é aplicado em regime de juros compostos à uma taxa anual de 12%.
Depois de quanto tempo este capital estará triplicado?
Resposta: aproximadamente 9,7 anos ou aproximadamente 9 anos e 9 meses.
Observe que
9,7a = 9 + 0,7a = 9a + 0,7x12m = 9a + 8,4m = 9a + 8m + 0,4m = 9a + 8m + 0,4x30d = 9a + 8m
+ 12d. Arredondamos o resultado para maior (9 anos e 9 meses).
Nota: log3 = 0,47712 e log1,12 = 0,04922

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->