ETEBA ESCOLA TÉCNICA DA BAHIA CURSO SEGURANÇA DO TRABALHO

DANIELA BANDARRA JÓFFILY DE SOUZA

ERGONOMIA DOENÇAS OCUPACIONAIS

SALVADOR, 29 DE MARÇO DE 2011.

SUMÁRIO INTRODUÇÃO -----------------------------------------------------------------------------------------------01 TENOSSINOVITE------------------------------------------------------------------------------------------02 EPICONDILITE LATERAL----------------------------------------------------------------------------------02 DOENÇA DE QUERVAIN---------------------------------------------------------------------------------03 SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO------------------------------------------------------------------------03 SÍNDROME DE BURNOUT-------------------------------------------------------------------------------04 .

e tem seu nexo presumido em lei. também conhecida como doença dos digitadores. suas causas e como previni-las.Doenças de condições de trabalho. químicos ou biológicos inerentes a certas funções ou atividades. Atualmente.São inerentes exclusivamente à profissão e não ao trabalho do segurado. a tenossinovite é o tipo mais evidente de doença profissional. pois o ambiente de trabalho é o fator que põe a causa mórbida em condições de produzir lesões incapacitantes. São causadas por agentes físicos.INTRODUÇÃO Doença ocupacional é designação de várias doenças que causam alterações na saúde do trabalhador. . Doenças do Trabalho / MESOPATIAS . provocadas por fatores relacionados com o ambiente de trabalho. tecnopatias e ergopatias. Possuem também as seguintes denominações: idiopatias. Trataremos aqui de cinco patologias ocupacionais. São doenças típicas de algumas atividades laborativas. Elas se dividem em doenças profissionais ou tecnopatias e doenças do trabalho ou mesopatias. indiretamente profissionais não têm no trabalho sua causa única. Doenças Profissionais / TECNOPATIAS .

Este tendão é protegido por uma bainha que é sempre cheia de um líquido. Existem casos de trabalhadores que se aposentam aos 30 ou 40 anos. os ossos envolvidos são os epicôndilos laterais. não forçando assim os punhos. é muito importante a posição em que você está sentado. Os pés devem ficar paralelos ao chão. iniciando os sintomas de dor. por causa das fortes dores da doença já avançada. começará a se desenvolver uma inflamação das mesmas. Alguns músculos que promovem a retificação do punho e dos dedos são presos pelos tendões no epicôndilo lateral do cotovelo. Quando houver um uso excessivo dessas estruturas. os músculos podem se atrofiar. ou seja. Dê umas paradas no serviço para relaxar a musculatura das mãos e dedos. mas com o passar do tempo as dores vão ficando mais fortes ao lado de uma diminuição da força muscular. Os trabalhos em locais de baixa temperatura e esforços de peso acima dos seis quilos também podem causar o problema. Prevenção A medida mais importante é evitar usar as articulações durante muito tempo. Neste caso. Uns sentem um peso no braço e uma dor localizada. Diagnóstico . sendo que as mãos ficam também no mesmo nível.TENOSSINOVITE A Tenossinovite surge do atrito excessivo do tendão que liga o músculo ao osso. Apesar do nome. Coloque a tela do computador de modo que você fique a uma distância de 40 a 60 centímetros dela e sua visão direta forme um ângulo de 15 a 30 graus com a mesma. Muitos especialistas não acreditam na reversão da doença. Estes movimentos repetitivos é que provocam a inflamação do tendão. as pernas devem ficar flexionadas no joelho. Para aqueles que usam computadores ou máquinas de escrever. EPICONDILITE LATERAL Essa doença é conhecida como tennis elbow (cotovelo de tênis) e é causada pela inflamação das pequenas protuberâncias dos ossos do cotovelos. poucos tenistas apresentam essa doença. Os braços devem ficar na mesma altura do teclado. Os primeiros sintomas da doença são queixas vagas de desconforto na mão mais utilizada. e sim. os chamados epicôndilos. impedindo que os pacientes consigam escrever ou mesmo segurar um copo. A cadeira deve ser bem confortável e as costas devem estar apoiadas no encosto. Em uma fase mais adiantada. da parte de fora do braço. sendo mais comum em pessoas que trabalham levantando peso. pessoas que fazem trabalhos manuais e que trabalham em escritórios. causando a doença. Outro fator importante é a posição em que você está trabalhando. donas de casa. sendo que a coxa forme um ângulo de 90 graus com as costas. em tratamento paliativo.

use luvas de borracha e alterne as mãos. Procure usar canetas e lápis que sejam bem confortáveis nas mãos. Sempre sente-se confortavelmente. A manobra de Filkestein é em geral positiva. a pessoa vai notando que a dor vai aumentando gradativamente conforme o uso das articulações. etc. podem ser injetados corticóides no local afetado. As outras doenças que causam inflamação e inchaço das juntas. Caso não haja melhora. Poderá ser usado um suporte para o antebraço.devem ser afastadas. Em geral. Em casos mais graves. Diagnóstico O paciente irá revelar dor na região do polegar e punho. como artrite. com os punhos sempre no mesmo nível das teclas.O paciente pode se queixar de dor aguda quando roda o antebraço. para reduzir a pressão na área afetada. Em geral as pessoas que trabalham em escritório arquivando documentos. Tratamento O tratamento para a doença de Quervain consiste no uso de antinflamatórios e repouso da articulação envolvida. DOENÇA DE QUERVAIN Essa doença decorre da inflamação dos tendões que passam pelo punho no lado do polegar. ou ao abrir as fechaduras das portas ou mesmo quando vai parafusar alguma coisa. O paciente irá apresentar dor na região do punho que poderá se irradiar para o braço. principalmente quando for pegar algum objeto ou rodar o punho. Prevenção Procure relaxar as mãos durante o trabalho. principalmente se estiver relacionada com profissões acima relacionadas. São úteis também os exercícios de alongamento do antebraço e músculos das mãos. poderá ocorrer a inflamação desses tendões. em que há uso constante do polegar em direção ao dedo mínimo são as mais propensas a apresentar essa doença. poderá ser indicada cirurgia para alívio dos sintomas. como ao abrir latas. Tratamento Em geral é feito com o repouso da articulação em questão e com o uso de antinflamatórios. Se você trabalha com uma atividade que faça movimentos de pinçamento. em que se segura a mão do paciente na parte das costas e leva-se o polegar em direção ao dedo mínimo e faz-se a flexão do punho. SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO . para não forçar o polegar... ou datilografando ou escrevendo a mão. Alterne o uso do polegar direito com o esquerdo quando for digitar a barra de espaço do computador ou máquina de escrever. Se houver um uso excessivo dessa articulação. dificultando o movimento do polegar e do punho.

parte dos pacientes que o procuram com depressão são diagnosticados com a síndrome do esgotamento profissional. Segundo Dr. mas não a única. SÍNDROME DE BURNOUT É um distúrbio psíquico de caráter depressivo. tonturas. A síndrome do túnel do carpo (STC) é uma neuropatia resultante da compressão do nervo mediano no canal do carpo. distúrbios do sono. enerva o polegar. Se for leve. Por esse canal. que lhe servem de base. A dedicação exagerada à atividade profissional é uma característica marcante de Burnout. Nesse estágio. tremores. Como o tecido sinovial que os recobre é muito sensível. indica-se a colocação de uma órtese. moderado e grave. .Túnel do carpo é um canal formado por pequenos ossos situados no punho. necessidade de se afirmar. O que tem início com satisfação e prazer. passam o nervo mediano e nove tendões responsáveis pela flexão dos dedos. isto é. muita falta de ar. Isto é. SINTOMAS Os sintomas são variados: fortes dores de cabeça. Freudenberger como "(…) um estado de esgotamento físico e mental cuja causa está intimamente ligada à vida profissional". oscilações de humor. A sensibilidade e a motricidade de parte do quarto dedo e o quinto dedo são supridas pelo nervo ulnar. a pressão dentro do canal aumenta e o nervo mediano é comprimido contra o ligamento transverso. Causas Fundamentalmente. de um aparelho que mantém o punho em posição de extensão e associar o uso de um antiinflamatório não hormonal por boca. problemas digestivos. as duas faces do indicador e do dedo médio e a face interna do quarto dedo. e um ligamento transverso. dificuldade de concentração. a flexão e a extensão do punho geram situações de atrito dos tendões. o desejo de realização profissional se transforma em obstinação e compulsão. O desejo de ser o melhor e sempre demonstrar alto grau de desempenho é outra fase importante da síndrome: o portador de Burnout mede a auto-estima pela capacidade de realização e sucesso profissional. termina quando esse desempenho não é reconhecido. O nervo mediano que vem do antebraço e passa para a mão através desse canal estreito. precedido de esgotamento físico e mental intenso. Jürgen Staedt. diretor da clínica de psiquiatria e psicoterapia do complexo hospitalar Vivantes. em Berlim. definido por Herbert J. são os movimentos de flexo-extensão. que compõe o teto do túnel. Tratamento O tratamento deve levar em conta o grau de comprometimento da doença: leve.

.Trabalhadores da área de saúde são freqüentemente propensos ao burnout. em seu estudo sobre esses profissionais. encontraram que aqueles que tem freqüentes interações intensas ou emocionalmente carregadas com outros estão mais suscetíveis. Cordes e Doherty (1993).

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful