Você está na página 1de 10

2011

Transporte Dutoviário

Itanglezzia Da Silva Cruz Lima

Raissa Alves de Sousa

Rudson Dheymes Pereira da Silva

Goiânia, 23 de Abril de 2011.


Itanglezzia Da Silva Cruz Lima

Raissa Alves de Sousa

Rudson Dheymes Pereira da Silva

Transporte Dutoviário

Trabalho apresentado ao Professor

Ricardo Alves da disciplina de

Geometria de Vias, turma 3040930

do curso Construção de Vias Terrestres.

Goiânia

ABRIL – 2011

2
SUMÁRIO

1. Introdução .......................................................................................................4

2. Os Tipos de Transporte Dutoviário:.................................................................5

2.1. Minerodutos.......................................................................................5

2.2. Gasodutos..........................................................................................5

2.3. Oleodutos...........................................................................................5

3. Os Tipos de Dutos:..........................................................................................6

3.1. Dutos Subterrâneos...........................................................................6

3.2. Dutos Aparentes................................................................................6

3.3. Dutos Submarinos.............................................................................6

3.4. Dutos Aéreos.....................................................................................7

4. Vantagens ......................................................................................................7

5. Desvantagens.................,...............................................................................7

6. Curiosidades...................................................................................................8

7. Conclusão ......................................................................................................9

8. Bibliografia ....................................................................................................10

3
1. INTRODUÇÃO

Entende-se por transporte dutoviário aquele efetuado no interior de uma


linha de tubos ou dutos realizado por pressão sobre o produto a ser
transportado ou por arraste deste produto por meio de um elemento
transportador. Assim, da dutovia deve ser constituída de três elementos
essenciais: os terminais, com os equipamentos de propulsão do produto; os
tubos e as juntas de união destes. Duto é a designação genérica de instalação
constituída por tubos ligados entre si, destinada à movimentação de petróleo e
seus derivados (oleodutos), e gás natural (Gasodutos).

4
2. TIPOS DE TRANSPORTES DUTOVIÁRIOS

2.1. Minerodutos

O mineroduto nas 2 últimas décadas ganhou um reforço em seu emprego


no transporte de granéis sólidos, como o minério de ferro e o carvão mineral
em mistura com a água, de modo a formar uma pasta fluida, nos chamados
minerodutos e carbodutos. Seu uso eficiente exige operação continuada e em
conseqüência volumes significativos, tendo como lado positivo a pequena
interferência com a ocupação do solo e a expressiva segurança dos produtos
em relação a ações externas ao sistema e à poluição ambiental.
Nos minerodutos podem haver o transporte destes produtos: Sal-gema,
Minério de ferro e Concentrado Fosfático.

2.2. Gasoduto

O uso de gasodutos para o tranporte de gás natural é a solução mais


utilizada. Um gasoduto é uma tubulação onde o gás natural é introduzido sob
pressão, por meio de compressores.
Como o fluxo do gás nas tubulações causa perda de carga pelo atrito, a
cada trecho é necessária uma retomada de pressão, a fim de garantir a
continuidade do transporte.
Para realizar esse trabalho, são instaladas Estações de Compressão. O
cálculo para determinar sua localização leva em conta o compromisso de
entrega do gás natural na exata pressão contratada.
As Estações de Entrega são os locais de distribuição do gás natural a
partir da linha-tronco do Gasoduto. Desses pontos partem as redes de
distribuição que abastecem as indústrias e termoelétricas.

2.3.Oleoduto

Oleoduto é uma tubulação fechada que é utilizada para transportar


petróleo e seus derivados. O fluido é movido de um lugar a outro através de um
sistema de pressão. Os oleodutos têm duas desvantagens: não se pode mudar
o percurso nem parar o caminho.

5
3. OS TIPOS DE DUTOS

3.1. Dutos Subterrâneos

Os dutos subterrâneos são aqueles enterrados para serem mais


protegidos contra intempéries, contra acidentes provocados por outros veículos
e máquinas agrícolas, e também, contra a curiosidade e vandalismo por parte
de moradores vizinhos à linha dutoviária. Estes dutos enterrados estão mais
seguro em caso de rupturas ou vazamentos do material transportado, pois a
porção de terra que envolve e cobre a tubulação funciona como um invólucro,
que amortecerá o impacto da pressão criada pelo acidente.

3.2. Dutos Aparentes

Os dutos aparentes são aqueles visíveis, o que normalmente acontece


nas chegadas e saídas das estações de bombeio, nas estações de
carregamento e descarregamento e nas estações de lançamento/recebimento
de "PIGs", que são aparelhos utilizados na limpeza e detecção de imperfeições
ou amassamentos na tubulação. Quando a tubulação atravessa maciços
rochosos ou terrenos muito acidentados, a abertura de valas para a colocação
da mesma é difícil e onerosa. Neste caso a linha é fixada em pequenas
estruturas constituídas de uma sapata e uma coluna de concreto, denominadas
"berços", que servirão de sustentação e amarração para a tubulação.

3.3. Dutos Submarinos

Os dutos submarinos são assim denominados devido à que a maior


parte da tubulação está submersa no fundo do mar. Este método é geralmente
utilizado para o transporte da produção de petróleo de plataformas marítimas
(off-shore) para refinarias ou tanques de armazenagem situados em terra (on-
shore). Também são utilizadas para atravessar baías ou canais de acesso a
portos. Os emissários são considerados dutos submarinos.

6
3.4. Dutos Aéreos

Os dutos aéreos são aqueles necessários para vencer grandes vales,


cursos d’água, pântanos ou terrenos muito acidentados. Tornam-se viáveis
com a construção de torres metálicas nas extremidades do obstáculo e quando
necessárias, torres intermediárias que servirão de suporte para a tubulação
que ficará presa a elas por meio de cabos. Esta técnica já é utilizada em pontes
estaiadas onde a estrutura que recebe o leito da rodovia fica presa aos pilares
por cabos de aço. Também são necessárias próximas a pontes ou viadutos
que devem ser transpostos atrelando-se a tubulação à lateral da ponte ou
viaduto por meio de fixadores especiais denominados ganchos ou cabides.

4. VANTAGENS

• Permite que grandes quantidades de produtos sejam


deslocados de maneira segura, diminuindo o tráfego de
cargas perigosas por caminhões, trens ou por navios e,
consequentemente, diminuindo os riscos de acidentes
ambientais.

• Podem dispensar armazenamento;

• Simplificam carga e descarga;

• Diminuem custos de transportes;

• Menor possibilidade de perdas ou roubos.

• Redução do desmatamento;

• Melhoria da qualidade do ar nas grandes cidades;

• Facilidade de implantação, Alta confiabilidade, Baixo


onsumo de energia, Baixos custos operacionais;

5. DESVANTAGENS

• Acidentes ambientais;

Ex: Vazamento de óleo combustível por duto - Campinas (1990).

7
6. CURIOSIDADES

• O Gasoduto Brasil-Bolívia (3150 km de extensão) é um dos maiores do


mundo.

• A utilização de dutos remonta a séculos antes da era cristã. O primeiro


de que se tem notícia é o de Jerwan, construído na Assíria em 691 a.C.
para levar água doce até a cidade de Nínive. Na Roma antiga, com o
aperfeiçoamento da engenharia do transporte de água, os aquedutos se
multiplicaram e ficaram mais complexos.

• Existem No Brasil alguns dutos interessantes, como minerodutos, um


“Laranjoduto” e até um “vinhoduto”.

8
7. CONCLUSÃO

Pudemos observar que o sistema dutoviário, assim como os outros, tem


suas vantagens e desvantagens, dependendo do material a ser transportado,
da freqüência com que será transportado, do destino e dos objetivos finais.
Todos os tipos de transporte apresentam características diferentes e que
muitas vezes ao serem combinadas tornam-se mais eficazes (transporte
intermodal).
Através das pesquisas para compormos o trabalho descobrimos que hoje
os dutos são fundamentais no nosso mundo, tendo se integrado a nossa vida
em que percebêssemos. Hoje, os dutos são responsáveis pelo transporte de
inúmeros produtos, do gás natural a água potável, seja por baixo e nossos pés,
por debaixo d'água, "nos ares" ou bem a frente de nossos olhos.

9
8. BIBLIOGRAFIA

- Puc.Rio

http://www2.dbd.puc-rio.br/pergamum/tesesabertas/0311068_05_cap_03.pdf

- ANTT

http://www.antt.gov.br/carga/dutoviario/dutoviario.asp

- Wikipedia

http://pt.wikipedia.org/wiki/Oleoduto

- Tipos de Dutos

http://danilogs.sites.uol.com.br/dutotipocontrucao.htm

- Planeta Sustentavel

http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/energia/conteudo_265339.shtml

- Catalogo-Empresas.com

http://brasil.catalogo-empresas.com/Dutos_Subterraneos_-_Reconstru
%C3%A7%C3%A3o/

10

Você também pode gostar