Você está na página 1de 3

Sala:«Sala»

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL


PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM ALAGOAS
SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS - 2008
PROVA SUBJETIVA

NÚMERO DE INSCRIÇÃO : «Inscrição»

QUESTÃO 01. DIREITO CONSTITUCIONAL

Ministério Público.

Após meses de investigação realizada pelo Ministério Público Federal, através do Procurador da
República Maximus Decimus Meridius, foi desarticulada e presa uma organização criminosa integrada por
funcionários públicos do INSS especializada na concessão fraudulenta de benefícios previdenciários.
Após o caso ganhar repercussão, o Procurador-Geral da República, desafeto conhecido do Procurador
Maximus, realiza designação, sem o consentimento deste último, de outro membro do MPF para assumir
a condução do feito e, inclusive, ajuizar a ação penal cabível. Diante da situação hipotética narrada,
responda JUSTIFICADAMENTE (Máximo de 15 linhas):

a) O ato de designação efetivado pelo Procurador-Geral da República é válido? Por quê?


b) O Supremo Tribunal Federal, atualmente, reconhece, no texto constitucional, a existência do princípio
do promotor natural? Em que consistiria tal princípio?

10

11

12

13

14

15
Sala:«Sala»

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL


PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM ALAGOAS
SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS - 2008
PROVA SUBJETIVA

NÚMERO DE INSCRIÇÃO : «Inscrição»

QUESTÃO 02 - DIREITO PENAL E PROCESSUAL PENAL.

Discorra posicionando-se de forma clara, objetiva e fundamentada sobre o tema “A constitucionalidade da


prisão cautelar”. (máximo de 20 linhas)

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20
Sala:«Sala»

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL


PROCURADORIA DA REPÚBLICA EM ALAGOAS
SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS - 2008
PROVA SUBJETIVA

NÚMERO DE INSCRIÇÃO : «Inscrição»

Questão 03 - DIREITO PROCESSUAL CIVIL

Ministério Público. Ação Civil Pública.

Discorra, de forma fundamentada, sobre a competência jurisdicional para a ação civil pública (regra para
determinação do foro competente, natureza da competência e fundamento do critério adotado), destacando-se
a possível incidência, no caso do foro competente para a ação civil pública, da regra do art. 109, §3º da
Constituição Federal (§ 3º - Serão processadas e julgadas na justiça estadual, no foro do domicílio dos
segurados ou beneficiários, as causas em que forem parte instituição de previdência social e segurado,
sempre que a comarca não seja sede de vara do juízo federal, e, se verificada essa condição, a lei poderá
permitir que outras causas sejam também processadas e julgadas pela justiça estadual). (Máximo de 15
linhas)

10

11

12

13

14

15