P. 1
Durkheim e o Direito

Durkheim e o Direito

1.0

|Views: 538|Likes:
Publicado porReinaldo Cardoso

More info:

Published by: Reinaldo Cardoso on May 02, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/29/2013

pdf

text

original

DURKHEIM E O DIREITO: CONTRAPONTO COM O CONCEITO KELSENIANO

Pensamento de Durkheim no universo do positivismo jurídico Segundo Kelsen, o Direito é um organismo vivo e uma ciência autônoma. Reconhece o Direito como Fato Social, porém seu objeto de estudo é a lei. Não se confunde com a Sociologia que, por sua vez, tem como objeto de estudo o fato social ( ser ). Tanto para Kelsen quanto para Durkheim, o estudo da lei não se confunde com sua eficácia que é o estudo do dever ser . Portanto, o jurista deve apenas descrever o dever intrínseco no texto da norma. Entre a Ciência Jurídica e a Sociologia está inserida a Sociologia do Direito que tem como objeto de estudo a eficácia da lei. Kelsen defende que a Sociologia Jurídica é um complemento da Ciência jurídica que por sua vez é quem define a norma. Em oposição, Durkheim afirma que a Sociologia é ciência apropriada ao estudo do Direito, entendido como fato social. RELAÇÃO DA TEORIA SOCIOLÓGICA DE DUKHEIM COM O UNIVERSO DO DIREITO Os tipos de sanção provêm da Solidariedade. Os fatos sociais, p. ex. o crime, podem ser estados normais ou patológicos (anomia). A pena é uma forma de reação ao crime que possui a função de reafirmar a consciência coletiva, necessária ao reequilíbrio social.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->