P. 1
2010 - Caderno do Aluno - Ensino Médio - 3º Ano - Língua Portuguesa e Literatura - Vol. 2

2010 - Caderno do Aluno - Ensino Médio - 3º Ano - Língua Portuguesa e Literatura - Vol. 2

|Views: 5.618|Likes:
Caderno do Professor com todas atividades e respostas para uso em dúvidas.
Caderno do Professor com todas atividades e respostas para uso em dúvidas.

More info:

Published by: Anderson Guarnier da Silva on May 02, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/02/2013

pdf

text

original

GABARITO

Caderno do Aluno

Língua Portuguesa – 3a série – Volume 2

SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 1 VIDAS SECAS: REALIDADE PRESENTE

Para começo de conversa
Páginas 3 - 4

1. a) Professor, verifique se os alunos conhecem a expressão “pau de arara”, que designa caminhões adaptados para o transporte de passageiros. Neles, tábuas que servem como bancos são colocadas na carroceria e uma lona é usada como cobertura. b) Cariri é uma região do Ceará ( formada por municípios). 2. Tema central: seca no Nordeste. 3. Acepção 3: caminhão que transporta retirantes nordestinos. 4. Alternativa a. 5. Resposta pessoal, porém é preciso verificar a adequação das respostas dadas e procurar direcioná-las para uma reflexão sobre problemas sociodemográficos. 6. Alternativa d. 7. Alternativa d.

Páginas 4 - 5

1. Professor, verifique se o aluno relaciona conhecimento gramatical e interpretação textual. 2. Professor, verifique se a resposta está certa.

1

GABARITO

Caderno do Aluno

Língua Portuguesa – 3a série – Volume 2

Vidas secas e o poder da palavra
Páginas 4 - 6

1. a) Resposta pessoal, porém verifique se os alunos conhecem o romance e se conseguem extrair significados e interpretações interessantes, utilizando

produtivamente as informações presentes no título. b) Observe como os alunos interpretam as informações das diferentes linguagens e as relacionam para obter uma ideia geral da obra em questão. 2. a) Esse breve trecho nos diz que Fabiano se relaciona com Sinhá Vitória e com os meninos, os quais, quando crescessem, seriam “brutos” como o pai, guardando reses e sendo pisados por um soldado. Guardar reses é atividade de vaqueiro e ser pisado não deixa ninguém feliz. b) Resposta pessoal, porém é preciso identificar as dificuldades gerais e retomar pontos que não foram bem compreendidos. c) Resposta pessoal. Observar a sensação de desalento em que os dois se encontram, procurando um sentido maior para a vida. E o fato de que eles se veem obrigados a fugir de seu lugar de origem. 3. O termo também em “Fabiano também não sabia falar” aproxima Fabiano do papagaio, sobre o qual se diz: “Na beira do rio haviam comido o papagaio, que não sabia falar. Necessidade.”. Seguindo a mesma linha de raciocínio, notamos que Fabiano, ao ter consciência de que não sabe falar e da necessidade que sente disso para arrumar tudo o que tem no interior, permite que o leitor questione o real valor de uma vida destroçada pela pobreza e pelo sofrimento que não tem acesso à palavra. 4. Alternativa a. 5. Espera-se que os alunos identifiquem a intenção do autor: denunciar as difíceis condições sociais dos habitantes do sertão nordestino.

2

GABARITO

Caderno do Aluno

Língua Portuguesa – 3a série – Volume 2

Páginas 6 - 7

1. O narrador se aproxima mais de Fabiano, de sua dificuldade de falar. 2. Resposta pessoal. Acolha as diferentes respostas dos alunos. Verifique se eles levam em conta o contexto ao responder, refletindo sobre a realidade sociocultural em que se baseia o romance. 3. Verifique se os alunos, ao elaborar o resumo, levaram em conta as características do gênero.

Página 7

Examine atentamente as instruções para que sejam seguidas pelos grupos.

Elaboração da primeira versão do texto
Páginas 7 - 11

a) Recapitule os conceitos de texto expositivo e de Modernismo. b) Siga as orientações dadas nesse item como critérios de correção.

Páginas 11 - 12

1. Diversas respostas são possíveis. Leve em conta o contexto e as características do pensamento antropofagista da primeira geração modernista: reconstrução da cultura brasileira sobre bases nacionais, revisão crítica do passado histórico e tradições do país etc. 2. Diversas respostas são possíveis. Observe se os alunos conseguem estabelecer relações entre variáveis das duas épocas e expressar seu ponto de vista de maneira coerente e assertiva.

3

GABARITO

Caderno do Aluno

Língua Portuguesa – 3a série – Volume 2

O regional na literatura brasileira: a questão da linguagem
Páginas 12 - 13

1. As preocupações regionalistas dos séculos XIX e XX vão se alimentar de obras literárias como o poema épico Caramuru (1781) escrito pelo frei José de Santa Rita Durão (1722-1784). O poema conta a história de Diogo Álvares Correia, o Caramuru, náufrago português que teria sido o primeiro europeu a viver entre os índios. A obra apresenta um balanço da colonização em meio a uma descrição exagerada da natureza brasileira. O nacionalismo romântico expressou-se no que se chamou Indianismo. Um índio idealizado e muito longe da realidade converteu-se em símbolo nacional: Gonçalves de Magalhães (1811-1882) escreveu a Confederação dos Tamoios (1856); Gonçalves Dias (1823-1864), em seu poema IJuca Pirama, narra a história de um índio sacrificado por uma tribo inimiga. No romance, encontramos José de Alencar (1829-1877), que tanto em O Guarani (1857) como em Iracema (1863) destaca de modo muito idealista as origens europeia e ameríndia do povo brasileiro. O outro romance indianista escrito por Alencar, Ubirajara, não apresenta a figura do branco. O indianismo transforma o nativo, antes apenas objeto da descrição ou da sátira, em herói, criando uma ilusão de gloriosos antepassados para o povo brasileiro. Ao mesmo tempo, mascara a nossa origem africana, considerada, na época, menos digna. 2. Resposta pessoal, mas considere que essas preocupações ainda são importantes para a estética brasileira contemporânea. Contudo, acolha as diferentes respostas verificando a coerência das explicações dadas.

Discussão oral
Página 14

1. Espera-se que os alunos observem que Peri domina melhor a linguagem do que Fabiano. 2. Elabore um texto coletivo. Durante esse processo, comente a relação entre leitor e personagem.

4

GABARITO

Caderno do Aluno

Língua Portuguesa – 3a série – Volume 2

Produção da versão final do texto expositivo
Página 14

1. Retome as orientações anteriores encontradas nas páginas de 7 a 11. 2. Observe que os alunos leiam com atenção os textos de seus colegas. 3. Antes de os alunos começarem a escrever a versão final, explique os critérios.

Resolvendo o Enem
Páginas 14 - 16

a) Resposta pessoal, mas verifique a coerência na resposta dos alunos e se eles consultaram, para a elaboração da resposta, o comentário que segue a questão. Embora isso não pareça apropriado, revela o desejo de acertar. É importante valorizar, então, não o correto, mas o coerente e original. b) Resposta pessoal, porém aproveite para provocar a reflexão dos alunos sobre a diferença entre erudição e sensibilidade, ampliando as questões de Vidas secas à percepção singular dos alunos acerca da realidade. c) Questão 1 Alternativa d. Questão 2 Alternativa a.

Página 16

1. a) Perguntei por Ana / e fico sabendo que ela não mora mais no Brasil. b) Vivia preso / como um novilho amarrado ao mourão, / suportando ferro quente. (Graciliano Ramos) c) Sei apenas / que só posso ser feliz ao seu lado. d) Joana tinha de voltar antes do jantar para a casa de seus tios. e) Quando comprei esse carro, / não imaginava tantas confusões.
5

GABARITO

Caderno do Aluno

Língua Portuguesa – 3a série – Volume 2

2. a) Coordenação (adversativa) b) Subordinação (condicional) c) Subordinação (objetiva direta) d) Coordenação (aditiva) e) Subordinação (conformativa)

Página 17

1. a) No texto há um predomínio de períodos curtos. b) Reproduz o ritmo do pensamento fragmentado da personagem Fabiano. É como se o leitor estivesse acompanhando o ritmo dos seus pensamentos que surgem aos pedaços, meio desconexos, sem subordinação das ideias. 2. O sentido é o mesmo em toda a obra: acompanhar o ritmo do pensamento fragmentado de Fabiano. É como se o leitor estivesse caminhando junto aos pensamentos que surgem na personagem, aos pedaços, meio desconexos, sem uma clara subordinação das ideias. 3. Verifique se os alunos tiveram dificuldades para elaborar a pesquisa. Analise também como essa pesquisa foi feita. 4. O livro didático deve fornecer respostas às questões escolhidas. 5. Acompanhe a discussão e observe quais assuntos foram mal compreendidos para, então, retomá-los.

6

GABARITO

Caderno do Aluno

Língua Portuguesa – 3a série – Volume 2

SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 2 ELABORANDO UM PROJETO DE DISSERTAÇÃO

Para começo de conversa
Páginas 18 - 20

1. Alternativas (IV); (III) e (I). 2. Alternativa a. 3. Várias possibilidades de resposta: do primeiro parágrafo, algo como: “A necessidade social de ler, quando atendida, transforma o nosso modo de ver o mundo”. Já do segundo, podemos esperar algo como: “A leitura da palavra modifica o modo como vemos o mundo”. 4. Verifique a coerência das respostas dadas e se os alunos aplicam adequadamente o conceito estudado, ou seja, se explicitam a proposição que quer desenvolver ou provar e se tomam uma posição clara diante dela.

Páginas 20 - 21

1. Alternativas (a) (b) (d) e (f). 2. Resposta pessoal, porém verifique a coerência das respostas dadas e se os alunos aplica, adequadamente o conceito estudado: justificativa lógica de algo que se deseja comprovar.

Um gênero argumentativo: a dissertação escolar
Página 21

1. Os três enunciados pedem uma dissertação com base em textos lidos anteriormente pelo candidato. 2. Espera-se que os alunos considerem que o gênero dissertativo-argumentativo referese a textos que, além de trazerem informações e explicações sobre determinado
7

GABARITO

Caderno do Aluno

Língua Portuguesa – 3a série – Volume 2

assunto, expõem o posicionamento do autor e o uso de argumentos no sentido de persuadir o interlocutor de que tal posicionamento é o correto.

Preparando o caminho para o texto
Páginas 21 - 23

1. a) Sugestão de respostas: violência armada, de rua, física, verbal. b) Sugestão de respostas: brigas, agressão física, imoralidade, casos extremos noticiados pela mídia. 2. a) As respostas de Heloísa deveriam ser: 1: Considera a ideia pertinente. 2: As palavras-chave são: “imprensa”, “transmitir informações”, “responsável”. b) Resposta pessoal, mas é preciso verificar se a resposta de Heloísa estará coerente com o público leitor, constituído de jovens e adolescentes. c) e d) Ao analisar os projetos dos alunos, considere o que nos informa sobre esse tema o Caderno do Professor: “Imaginemos a seguinte tese: • “A imprensa deve ser responsável ao transmitir informações”

Primeiro, devemos esclarecer o que entendemos por “imprensa” e “transmitir informações”, mas principalmente o que entendemos por “responsável”. O conceito de responsabilidade muda muito de pessoa para pessoa e precisamos ter bem claro com que sentido usaremos esse termo em nosso texto. Tendo claro o sentido que essas três palavras-chave terão em nosso texto dissertativo, é hora de avançar para o próximo passo. Levantar uma série possível de argumentos. Vale a pena lembrar que um texto dissertativo escolar deve ter entre dois e quatro bons argumentos. Eis alguns exemplos: • As informações da imprensa são o principal instrumento de manutenção

da democracia. • A sociedade precisa ser informada sobre os fatos.
8

GABARITO

Caderno do Aluno

Língua Portuguesa – 3a série – Volume 2

• uma

Acontecimentos importantes para a nação não podem ser tratados como simples distração.

Agora, vamos hierarquizar esses argumentos, ou seja, colocá-los em ordem crescente de importância. O argumento que consideramos mais importante para defender a nossa tese será o último a ser considerado na elaboração do texto, ele fica sempre para o final. Se, de imediato, apresentarmos o nosso melhor argumento e ele não convencer, de que adiantará oferecer os outros ao leitor? Claro que aquilo que consideramos “melhor argumento” depende de nossa intencionalidade comunicativa: a quem se dirige o texto? PROJETO DE TEXTO Tema: Tese: Termos que vou definir no texto Argumento menos importante (1) Argumento (2)
Imprensa A imprensa deve ser responsável ao transmitir informações Responsabilidade

A sociedade precisa ser informada sobre os fatos

Acontecimentos importantes não são uma simples distração As informações da imprensa são o principal instrumento de

Argumento manutenção da democracia mais importante (3)

Página 24

1. Alternativas (c); (a); (b) e (d). 2. (1) então; (2) porque; (3) mas; (4) para que; (5). como; (6) assim; (7) portanto.

9

GABARITO

Caderno do Aluno

Língua Portuguesa – 3a série – Volume 2

Discussão oral
Página 25

1. Use esta discussão para recapitular a Situação de Aprendizagem anterior. 2. Espera-se que os alunos compreendam que a poesia pode tanto entreter como construir nossa identidade como ser psíquico e social.

Páginas 25 - 27

1. Identifique quais as dificuldades enfrentadas pelos alunos para compreender o poema e, se for o caso, retome as ideias mais importantes. 2. Alternativa b. 3. O escuro é associado ao trabalho de pessoas que levam uma vida amarga e dura para que alguns privilegiados possam desfrutar de um momento de prazer.

Discussão oral
Página 27

Chame a atenção para as desigualdades sociais no Brasil. Além disso, ouça os alunos, observando se eles respeitam a vez de falar dos colegas.

Página 27

2. Os dois textos denunciam as injustiças causadas pela ganância exagerada de quem vê o trabalhador como ser inferior.

Produzindo seu projeto
Página 28

Verifique que haja coerência entre as diferentes partes.
10

GABARITO

Caderno do Aluno

Língua Portuguesa – 3a série – Volume 2

SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 3 UMA MANHÃ ESPECIAL NA VIDA DE MAIKON

Discussão oral
Página 29

Anúncios de emprego se encontram em diferentes lugares, como seções de classificados, por exemplo. O texto em questão solicita um auxiliar de vendas de livraria, marcando entrevista só na segunda feira.

Agendamento telefônico
Página 29

1. Analise a coerência das respostas oferecidas.

Página 30

1. Acolha as diferentes opiniões, mas lembre-se de que o Orkut permite uma especificidade de linguagem que está de acordo com aquela que foi usada por Paula. 2. Analise se as orientações dadas foram, de fato, seguidas.

Entrevista
Páginas 30 - 32

1. Trata-se do uso de variedades diferentes da linguagem. O uso formal da linguagem para o exame de admissão não é comum em sites de relacionamento. Assim como o “internetês” usado não é adequado em exames de admissão, a não ser em contextos muito específicos. 2. a) Verifique as diferentes opiniões dos alunos e a sua real compreensão do uso formal da linguagem.
11

GABARITO

Caderno do Aluno

Língua Portuguesa – 3a série – Volume 2

b) Como nos explica o Caderno do Professor: “A seguir, diga-lhes que Maikon não passou nessa primeira fase da seleção. Diga-lhes que o maior problema de Maikon não residiu em fazer a síntese do texto lido, mas ‘em passar essas ideias para o papel’, ou seja, estruturar por escrito aquilo que ele compreendeu”. 3. Observe a coerência da resposta. 4. Telefonista: Eu não posso fazer isso, mas posso passar o seu telefonema para a pessoa encarregada disso. O.k.? Atendente: Eu posso reservar isso agora, mas você deverá me passar algumas informações e sua reserva estará valendo somente até uma hora antes de a peça começar.

Páginas 32 - 33

1. Alternativa b. 2. Alternativas a e f. 3. a) aditiva. b) alternativa. c) adversativa. d) explicativa. e) conclusiva.

12

GABARITO

Caderno do Aluno

Língua Portuguesa – 3a série – Volume 2

Situações de comunicação
Páginas 33 - 34

1. Perguntas - modelo Anúncio de emprego no jornal Conversa telefônica Conversa na entrevista de emprego SIM Prova: Síntese de texto Recado de site de relacionamento

Presença dos parceiros no mesmo tempo? Contrato de troca: a resposta é permitida? Ambiente físico comum?

NÃO

SIM

NÃO

NÃO

NÃO

SIM

SIM

NÃO

SIM

NÃO

NÃO

SIM

SIM

NÃO

Canal oral GRÁFICO ou gráfico?

ORAL

ORAL

GRÁFICO

GRÁFICO

2. Verifique, nas respostas, o equilíbrio entre a dimensão emocional e os conteúdos cognitivos desenvolvidos e se os alunos respeitam o número de caracteres disponíveis.

Página 34

Professor, verifique que sejam questões de vestibular dos temas tratados.

13

GABARITO

Caderno do Aluno

Língua Portuguesa – 3a série – Volume 2

Produção escrita
Página 34

Neste caso, a linguagem não precisa ser formal.

14

GABARITO

Caderno do Aluno

Língua Portuguesa – 3a série – Volume 2

SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 4 MOMENTO DE ESCRITA: A REDAÇÃO DE ACESSO AO ENSINO SUPERIOR

Colhendo informações
Páginas 34 - 35

1. a) Utilize essas informações para retomar alguns conteúdos e/ou complementar suas aulas com outras atividades elaboradas por você. b) Veja se é possível e razoável aceitar algumas das sugestões dadas. 2. Analise a coerência das respostas e se os alunos têm ideia da dimensão do trabalho infantil no Brasil, conforme o gráfico a ser analisado na atividade 3. 3. a) A região Nordeste possui o maior percentual de trabalho infantil, com 42,2%, enquanto a região Norte detém o menor percentual, com apenas 5,25%. b) Existem 5,438 milhões de crianças e adolescentes entre 5 e 17 anos que trabalham no país.

Páginas 35 - 36

a) Quando a sociedade viver livre de preconceitos, o mundo terá menos injustiças sociais. b) Não precisou passar pela prova prática, uma vez que já/porque havia feio o exame escrito. c) Se você decidir ir ao cinema, eu irei com você.

15

GABARITO

Caderno do Aluno

Língua Portuguesa – 3a série – Volume 2

Discussão oral
Página 36

Permita que o maior número possível de alunos participe.

Páginas 36 - 37

1. a) “A dignidade de milhões de crianças brasileiras está sendo roubada diante do desrespeito aos direitos humanos fundamentais que não lhes são reconhecidos.” b) “por culpa do poder público” e “por culpa da família e da sociedade”. 2. Verifique o posicionamento da turma sobre o trabalho infantil. 3. O enunciador diz que as famílias preservam “a integridade moral dos filhos, incutindo-lhes valores, tais como a dignidade, a honestidade e a honra do trabalhador”.

Discussão oral
Página 38

Acolha os diferentes pontos de vista. Observe que a pergunta pode ser bastante polêmica; mantenha, contudo, a defesa da importância das leis para o bem-estar social.
Página 38

4. Acolha os diferentes pontos de vista. Observe se a forma como se justifica de fato estabelece uma relação coerente com o ponto de vista do aluno.

Discussão oral
Página 38

O tema comum é a infância, em particular o trabalho infantil como chave que permite ver a diferença entre o ideal da lei e a dura realidade cotidiana. O senso comum

16

GABARITO

Caderno do Aluno

Língua Portuguesa – 3a série – Volume 2

tende a uma visão romântica e idealista do problema, deixando de lado importantes aspectos do problema.

Página 38

Observe se as respostas dadas estão coerentes com os conteúdos sobre textos dissertativos ministrados. Se não, ofereça informações ainda necessárias para a produção do texto dissertativo solicitada nas questões de “Produzindo o texto dissertativo”, das páginas 39 e 40.

Preparando o caminho para o texto
Páginas 38 - 39

Observe se os parágrafos efetivamente respondem as questões propostas.

Página 39

1. a) Os homens desejam a paz com razão. Ou: Os homens desejam, com razão, a paz. b) As crianças viram os pássaros entusiasmadas. c) Estudo Língua Portuguesa às segundas, terças e sextas de manhã. d) Ronaldo viveu experiências excepcionais durante toda a sua vida.

Produzindo a dissertação escolar
Páginas 39 - 40

1. a 4. Professor, siga de perto os passos sugeridos garantindo assim uma oportunidade para seus alunos melhorarem como produtores de textos.

17

GABARITO

Caderno do Aluno

Língua Portuguesa – 3a série – Volume 2

Página 40

Professor, as questões que surgirem no momento da revisão das perguntas devem ser consideradas (especialmente o que se referir à argumentação) em seu planejamento para os próximos bimestres.

18

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->