Você está na página 1de 16

FUNDAÇÃO ESCOLA TÉCNICA LIBERATO SALZANO VIEIRA DA CUNHA

Curso: Técnico em Eletrônica

RELATÓRIO

Alunos: Luiz Fernando Lederthal e Ricardo Eduardo Nunes Monteiro.

Assunto: Fonte de Alimentação Estabilizada

Disciplina: Eletrônica Analógica

Professor: Fernando Luiz de Jesus Motta

Julho de 2007
2

INTRODUÇÃO

Neste trabalho apresentamos o processo de projeção e construção de


uma fonte de tensão contínua e regulável.
O projeto foi baseado em conhecimentos adquiridos em aula e nos
requisitos exigidos para a conclusão deste trabalho.

OBJETIVOS

Projetar e construir uma fonte de alimentação que tenha as seguintes


características:

• Saída variável de 0 v a 30 v;
• Corrente máxima fornecida à carga de 1.5 a;
• Proteção contra sobre-corrente;
• Sinalização para a proteção;
• Saídas fixas de +12 v / -12 v;
• Saída fixa de +5 v;
3

LAYOUT DAS PLACAS

FIXAS:
4

VARIÁVEL:
5

DESCRIÇÃO DOS COMPONENTES UTILIZADOS

LM 317T - Regulador variável de tensão que suporta entre seus


terminais de entrada e saída uma tensão de até 40 volts e 1,5 a. Regula
uma tensão mínima de 1,2 volts até a máxima de 37 volts. Possui
proteção interna contra superaquecimento e sobrecorrente.

LM337 - Regulador equivalente ao LM317T para tensões negativas.


Mesmas características. Sua pinagem é diferente.

TIP36C - Transistor PNP que suporta uma tensão de até 100 volts para
VCEO e 25 a para corrente no terminal coletor.

LM741 - Amplificador operacional utilizado neste projeto como


comparador de tensões para a sinalização de sobrecorrente.
6

DIMENSIONAMENTO DOS CIRCUITOS

TENSÃO VARIÁVEL

Transformador: Como o transformador utilizado no projeto é o mesmo


para a alimentação de todos os circuitos (variável e fixas), a tensão
nominal do mesmo foi determinada com base nos cálculos do circuito
com maior nível de tensão na saída.

Cálculo:

Definições:
- tensão de saída: 30 v.
- queda de tensão no LM317T: 3 v.
- queda de tensão no sensor de corrente: 1,25 v.
- queda de tensão nos diodos retificadores: 0,7 v.
- corrente máxima: 1,5 a(variável) + 440 ma para cada saída fixa

Vsecmin=30 v+3 v+1, 25 v+0, 7 v=34, 95 vp


Vrms=34, 95 vp/√2=24, 71 vrms

Considerando oscilações da rede:


24, 71 vrms /0, 9 = 27, 45 vrms

Corrente: 1, 5 a + 3. (0, 44 a) = 2, 82 a.
Fator de segurança: 2, 82 a/0, 5= 5, 64 a.

Transformador escolhido: 29 v + 29 v/27 v + 27 v/6 a


7

Retificação: Foi utilizada retificação de onda completa com terminal


center tape para aproveitar a máxima corrente fornecida pelo
transformador.

Cálculo:

Imáx: 1,5 a/2= 0,750 a.


Fator segurança: 0,750 a/2= 1,5 a.

Diodo escolhido: P600.

Filtragem: O capacitor na saída da retificação fará a filtragem da


tensão, tornando a mesma um sinal mais contínuo, sem a variação da
tensão alternada e das quedas de tensão dos diodos.

Cálculo:

C = Idc / (Vr. f)

f = 60 hz (rede). 2 = 120 hz
Idc = 1,5 a (corrente máxima fornecida à carga)
Vr = 10% (vsec-0, 7 v) = 2, 83 v

C = 1,5 a / (2,83 v.120 hz)


C = 4416 uF

Tensão de isolação:
Visolação > (Vsec - 0,7 v)
Visolação > 29 v

Capacitor escolhido= 10000 uF/50 v


8

Limitação/proteção contra sobrecorrente: A limitação e proteção


contra sobrecorrente foi projetada com quatro LM317T conectados em
paralelo para que a corrente que deve transitar por cada um seja menor
que a metade da sua capacidade total para evitar o superaquecimento
do componente.
Com o aumento da corrente que “flui” através do circuito a diferença de
potencial em R1 aumentará proporcionalmente a esta corrente uma vez
que a resistência de R1 é constante. Quando esse valor alcançar 1,25 v,
tensão de referência do LM317T, a corrente será limitada em 1,83 a não
importando quanto a mais a carga venha a exigir. Como conseqüência a
tensão na saída cairá a aproximadamente 0 v.

A corrente de limitação é dada por: Imáx = 1,25 v/R1

Cálculo:

1,83 a / 4 = 1,25 v /R1


R1 = 2,7Ω

Imáx = 1,25 v /2,7Ω


Imáx = 463 ma

PR1 = 1,25 v. 463 ma = 578 mW

Por tanto:
R1= 2,7Ω/5W

Obs.: foram utilizados quatro resistores no circuito de limitação, um


para cada LM317T, para garantir que pelos mesmos circule igual
intensidade de corrente.
9

Drive de corrente: O circuito foi projetado para desviar parte da


corrente que passaria pelos LM317T evitando assim que os mesmos
venham a se danificar uma vez que a corrente máxima que pode
atravessá-los é de 1,5 a.
O resistor R1 serve como sensor de corrente e a queda de tensão entre
os seus terminais é que determinará se o transistor (TIP36C) estará
cortado ou estará conduzindo, desviando uma parte da corrente que
seria entregue aos componentes conectados entre seu emissor e seu
coletor.
Para calcular qual será a corrente que fará com que o TIP36C comece a
conduzir deve se fazer:

Icondução = 0,7 v /R1

Como queremos fazer com que os LM317T dissipem a menor potência


possível evitando assim o seu superaquecimento faremos com que o
drive comece a desviar a corrente por volta dos 30 ma.

Cálculo:

30 ma = 0,7v / R1
R1 = 23Ω
R1 escolhido= 22Ω
IR1= 0,7 v/22Ω= 31 ma

PR1 = 0,7 v.31 ma = 21,7 mW

Assim quando a carga exigir uma corrente maior do que 31 ma a ddp do


resistor R1 será superior a 0,7 v polarizando o TIP36C fazendo com que
ele desvie toda a corrente necessária (superior a 31 ma).

Ptrans = vec. ic

Icmáx= 1,83 a – 31 ma = 1,79 a

Vecmáx = vemax – vcmín


Vecmáx = 40 v – 0 v = 40 v

Ptrans = (40 v. 1,79 a) /0,5 [F.S]


Ptrans = 71,6W
10

Regulagem da tensão de saída: Para a regulagem da tensão de saída


(0 v~30 v) usamos um LM317T.
A tensão de saída é controlada através do resistor R1 e do resistor
R2(utilizou-se um potenciômetro ao invés de um resistor, pois assim
podemos ajustar com precisão o valor da saída para +30 v).
Para R1 foi utilizado um resistor de 220Ω recomendado pelo fabricante
do LM317T.

A tensão vo é dada por:

Vout = vref. (1 + R2 / R1)

Cálculo:

30 v = 1,25 v. (1 + R2 /220Ω)
R2= 5,06 KΩ

R2(potenciômetro) escolhido: 5 kΩ

Arranjo para zerar a saída: Como o LM317T possui uma tensão de


referência de 1,25 v que limita a mínima tensão de saída temos que
fazer um arranjo para que possamos anular essa tensão.
Controlamos a tensão negativa que será aplicada ao LM317T através de
um diodo zener, um resistor e um trimpot.
A tensão de –12 v é proveniente da saída da fonte fixa de –12 v.

Cálculo:

Zener = 5v6/1W
IZmax = 1 /5,6v = 178 ma
IZmin = 10% IZmax = 17,8 ma

IZ (escolhida) = 20 ma
11

12 v – 5,6 v/20 ma= R1


R1 = 330Ω

PR1 = (12 – 5V6). 20 ma = 128 mW


Trimpot escolhido: 470 Ω

Sinalização de sobrecorrente: Com o auxílio do potenciômetro de


1KΩ ajustamos a tensão na entrada não inversora do LM741 para um
valor abaixo de Vsensor.
Quando a carga exigir uma corrente inferior a corrente máxima
projetada para a fonte (1,5 a) a tensão Vsensor será maior que Vref, o
que fará com que a saída vá para aproximadamente 0 v e o LED não
acenderá.
Se a corrente exigida pela carga ultrapassar a corrente máxima
projetada, a tensão na saída do circuito de limitação de corrente cairá a
aproximadamente 0 v e com ela cairá também Vsensor. Assim Vref se
tornou maior do que Vsensor, o que fará com que a saída vá para +Vsat
e o LED se acenderá.
12

TENSÕES FIXAS

Transformador: Como o transformador utilizado no projeto é o mesmo


para a alimentação de todos os circuitos (variável e fixas), a tensão
nominal do mesmo foi determinada com base nos cálculos do circuito
com maior nível de tensão na saída.

Cálculo:

Definições:
- tensão de saída: 30v.
- queda de tensão no LM317T: 3v.
- queda de tensão no sensor de corrente: 1,25v.
- queda de tensão nos diodos retificadores: 0,7v.
- corrente máxima: 1,5a(variável) + 440ma para cada saída fixa

Vsecmin=30 v+3 v+1, 25 v+0, 7 v=34, 95 vp


Vrms=34, 95 vp/√2=24, 71 vrms

Considerando oscilações da rede:


24, 71vrms /0, 9 = 27, 45vrms

Corrente: 1, 5a + 3. (0, 44a) = 2, 82a.


Fator de segurança: 2,82a/0,5= 5, 64a.

Transformador escolhido: 29 v + 29 v/27 v + 27 v/6a


13

Retificação: Foi utilizada retificação de onda completa com terminal


center tape para aproveitar a máxima corrente fornecida pelo
transformador.

Cálculo:

Imáx: 440ma/2= 220ma.


Fator segurança: 220ma/2= 440ma.

Diodo escolhido: 1N5400

Filtragem: O capacitor na saída da retificação fará a filtragem da


tensão, tornando a mesma um sinal mais contínuo, sem a variação da
tensão alternada e das quedas de tensão dos diodos.

Cálculo:

C = Idc /(Vr .f)

f = 60 hz (rede). 2 = 120 hz
Idc = 440ma (corrente máxima fornecida à carga)
Vr = 10%(vsec-0,7V) = 2,63v

C = 440ma /(2,63v.120Hz)
C = 1394uF

Tensão de isolação:
Visolação > (Vsec-0,7V)
Visolação > 27 v

Capacitor escolhido= 4700uF/50 v

Obs.: para a filtragem da alimentação negativa foi usado um capacitor


de igual valor.
14

Limitação/proteção contra sobrecorrente: A limitação e proteção


contra sobrecorrente foi projetada com dois LM317T(tensão positiva) e
dois LM337(tensão negativa) conectados em paralelo para que a
corrente que deve transitar por cada um seja menor que a metade da
sua capacidade total para evitar o superaquecimento do componente.
Com o aumento da corrente que “flui” através do circuito a diferença de
potencial em R1 aumentará proporcionalmente a esta corrente uma vez
que a resistência de R1 é constante. Quando esse valor alcançar 1,25V,
tensão de referência do LM317T/337, a corrente será limitada em
440ma não importando quanto a mais a carga venha a exigir. Como
conseqüência a tensão na saída cairá a aproximadamente 0 v.

A corrente de limitação é dada por: Imáx = 1,25 v/R1

Cálculo:

440 ma / 2 = 1,25 v/R1


R1 = 5,6Ω

Imáx = 1,25 /5,6Ω


Imáx = 223 ma

PR1 = 1,25 v. 223 mA = 278 mW

Por tanto:
R1= 5,6/5W

Obs.: foram utilizados dois resistores no circuito de limitação, um para


cada LM317T/337, para garantir que pelos mesmos circule igual
intensidade de corrente.
15

Regulagem da tensão de saída: Para a regulagem da tensão de saída


(+5 v/+12 v) usamos um LM317T.
Para a regulagem da tensão de saída (-12 v) usamos um LM337.
A tensão de saída é controlada através do resistor R1 e do resistor
R2(utilizou-se um potenciômetro ao invés de um resistor, pois assim
podemos ajustar com precisão o valor da saída).
Para R1 foi utilizado um resistor de 220Ω recomendado pelo fabricante
do LM317T/337.

A Tensão Vo é dada por:

Vout = VREF. (1 +R2 /R1)

Cálculo:

Fonte +5 v

5 v = 1,25 v . (1 + R2 /220Ω)

R2(pot) = 660Ω
R2(pot) com =2K2

Fonte +12 v/-12 v

12 v = 1,25 v. (1 + R2 /200Ω)

R2(pot) =1892Ω
R2(pot) com = 2K2
16

LISTA DE MATERIAIS

COMPONENTE QTDE. VALOR

TRANSFORMADOR 1 R$66,OO
LM 317T 11 R$ 11,00
LM 337 3 R$ 6,75
LM 741 1 R$ 1,75
TIP 36C 1 R$ 4,00
BC 327 1 R$ 0,15
1Ω / 10W 1 R$ 2,00
5,6Ω /5W 6 R$ 11,40
180Ω / 2W 1 R$ 1,20
2,7Ω / 5W 4 R$ 7,60
22Ω / 2W 1 R$ 1,20
220Ω / 1/3W 3 R$ 0,15
1KΩ / 1/3W 2 R$ 0,10
1OKΩ / 1/3W 1 R$ 0,05
2K2Ω / 1/3W 2 R$ 0,10
POTENCIÔMETRO 5KΩ 1 R$ 5,00
DIODO ZENER 1N4734A 1 R$ 0,25
DIODO ZENER 1N4749A 1 R$ 0,25
DIODO RETIFICADOR P600 2 R$ 2,00
DIODO RETIFICADOR 1N5400 4 R$ 3,00
DIODO RETIFICADOR 1N4007 1 R$ 0,10
TRIMPOT 470Ω 1 R$ 0,25
TRIMPOT 1KΩ 1 R$ 0,25
TRIMPOT 2K2Ω 1 R$ 0,75
TRIMPOT 4K7Ω 1 R$ 0,25
CAPAC. ELET. 4.700µF 2 R$ 8,00
CAPAC. ELET. 10.000µF 1 R$ 11,00
PLACA FENOLITE 20X20 2 R$ 2,50
BORNES 6 R$ 18,00
LED VERMELHO 1 R$ 0,20
LED VERDE 1 R$ 0,20

TOTAL R$165,35