P. 1
PCN-Ciências Naturais-EnsinoFundamental

PCN-Ciências Naturais-EnsinoFundamental

|Views: 8.711|Likes:
Publicado porritagorda2010
PCN publicado pela Revista Nova Escola
PCN publicado pela Revista Nova Escola

More info:

Published by: ritagorda2010 on May 04, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/19/2015

pdf

text

original

PCN

Para trabalhar com Ciências Naturais, o professor conta com a curiosidade de seus alunos em relação à natureza e aos objetos e equipamentos tecnológicos com os quais a criança convive. Ele deve se utilizar de atividades variadas, porque dessa forma os alunos podem entrar em contato com muitos temas ligados à aprendizagem científica e tecnológica. O ensino de Ciências Naturais deve ajudar o estudante a compreender o mundo em que ele vive. Para isso, o professor utilizará tanto aulas teóricas quanto experiências concretas. Esse ensino deve discutir as relações do homem com a natureza e também contribuir para a formação de pessoas íntegras e autônomas. Desde os anos 80, pesquisas acadêmicas comprovaram que as idéias e os conhecimentos traziOs objetivos de Ciências devem ser trabalhados ao longo de todo o ensino fundamental. Os alunos precisam desenvolver as seguintes capacidades: s Compreender a natureza como um conjunto dinâmico. O estudante deve entender que o ser humano faz parte desse conjunto e atua sobre ele. Deve também ter atitudes positivas em relação ao ambiente, como evitar o desperdício de água. s Identificar as relações entre ciência, tecnologia e mudanças nas condições de vida. O aluno precisa compreender que a ciência e o desenvolvimento de tecnologias caminham lado a lado e causam mudanças na vida das pessoas. Como tecnologia deve-se entender todo o conhecimento aplicado para fins práticos. Nesse sentido, a eletricidade, o fogo, a alavanca e a

de 1ª a 4ª série

Parâmetros Curriculares Nacionais

Fáceis de entender
s s s

Sempre utilize experiências práticas Respeite o conhecimento prévio do aluno Promova o envolvimento ativo da turma
Ciências Naturais

O ensino de Ciências deve mostrar que nós somos parte de um Universo em constante transformação

Transforme a curiosidade em sua principal aliada
dos pelos alunos quando eles chegam à escola têm papel fundamental no processo de aprendizagem, em especial no caso de Ciências. Mas os conhecimentos prévios só podem realmente ajudar a criança a aprender se o professor criar oportunidades para ela pensar e se manifestar. O envolvimento ativo da turma proporciona a ampliação e a modificação do que os estudantes já sabem a respeito de variados conceitos. Além de ser básico para a aprendizagem dos procedimentos científicos, tais como a observação de fenômenos, a coleta, a seleção e a organização de informações, o envolvimento do aluno é também importante para que ele incorpore valores éticos.
Raul Júnior

No laboratório: as experiências são tão importantes quanto as aulas teorias

A descoberta da ciência no cotidiano
informática, assim como muitas outras criações, podem ser considerados produtos tecnológicos. s Formular questões e propor soluções para problemas reais. Para isso, o professor deve sempre oferecer oportunidades para que o estudante relacione o conhecimento científico ao mundo real. s Utilizar conceitos científicos básicos associados a energia, matéria, transformação, espaço, tempo, sistema, equilíbrio e vida. Esses conceitos devem ser construídos ao longo da escolaridade, sob a orientação do professor. s Combinar leituras, observações, experimentos e registros para coletar, organizar e discutir informações. O professor não pode reduzir o ensino de Ciências à simples apresentação de definições científicas. s Valorizar o trabalho em grupo. O estudante precisa respeitar os demais e saber trabalhar coletivamente. s Entender a saúde como um bem individual que deve ser garantido pela sociedade. O aluno deve saber que a saúde de cada um é responsabilidade de todos. s Compreender a tecnologia como meio para suprir as necessidades humanas e saber distinguir formas corretas e prejudiciais de usar a tecnologia.

PCN 1ª a 4ª série -

27

Pluralidade Língua Cultural Portuguesa

Tenho dificuldade para encontrar material de Ciências. Não temos biblioteca e minha criatividade está se esgotando. O que fazer? Uma forma de despertar o interesse das crianças é aproveitar a curiosidade natural delas em relação à natureza. Anote duas sugestões de atividade bem simples de realizar: 1. Os alunos podem observar os ventos e construir instrumentos simples, como cataventos e aviões de papel, para entender dois temas: existe ar em nosso redor e o vento (o ar em movimento) é uma forma de energia; 2. O estudo da água pode ser conduzido com a simples observação de fenômenos da natureza, como a chuva (evaporação da água e formação de nuvens). Faça um estudo sobre a água da escola e a da casa dos alunos. Peça a eles que descubram de onde elas vêm, como são tratadas e para onde vão quando descem pelo ralo.
- PCN 1ª a 4ª série

Aproveite os temas de interesse da turma em suas aulas
Os conteúdos propostos pelos PCN para o ensino de Ciências Naturais no primeiro e segundo ciclos estão organizados em três blocos: ambiente; ser humano e saúde; e recursos tecnológicos. Vários assuntos podem ser trabalhados dentro de um mesmo bloco. Podem-se também mesclar conteúdos de mais de um bloco com temas transversais. Por exemplo, o tema “cultivo de plantas” permite trabalhar os conteúdos dos blocos ambiente (como a planta se relaciona com o solo e a luz?), ser humano e saúde (quais plantas são alimentos em nossa região?) e recursos tecnológicos (como fazer uma horta?). O professor poderá utilizar os enfoques dados pelos blocos temáticos para fazer seu planejamento de acordo com as necessidades de sua turma e a realidade local, estabelecendo sua proposta de conteúdos para a classe. Os temas poderão ser sugeridos por uma notícia de jornal, um filme, um programa de TV ou um acontecimento na comunidade. Cada tema será desenvolvido na sala de aula por meio de atividades para sua exploração, sistematização e para a conclusão dos trabalhos. O uso de diferentes fontes de informação é muito

?
28

Meio Ambiente

importante. Os alunos devem fazer observações diretas no entorno da escola, observações indiretas em ilustrações ou filmes, experimentações, leituras variadas, trabalhos de campo em ambientes naturais ou em espaços de produção artesanal e industrial, além de entrevistas. No final, sempre com a orientação do professor, eles devem organizar os conhecimentos que adquiriram. Os estudantes farão registros de suas atividades, com desenhos, esquemas e textos. Durante essas atividades, várias atitudes e valores éticos e humanos podem ser trabalhados. A seguir, acompanhe as capacidades básicas que os alunos precisam desenvolver, progressivamente, nos primeiros ciclos. Eles devem: No primeiro ciclo s Observar e registrar semelhanças e diferenças entre os ambientes por exemplo, um lago, a sala de aula, uma fazenda ou uma cidade. Em todos eles, devem perceber a presença de água, seres vivos, ar, luz, calor e solo. s Estabelecer relações entre as características e o comportamento dos seres vivos e as condições do ambiente em que eles vivem, valorizando assim a diversidade da vida.
O cultivo de plantas é excelente para que o aluno aprenda a valorizar a vida em suas diversas formas. Para plantar, use pequenos espaços ou material como latas e caixotes.

Educação Física

Ciências Naturais

Geografia

Orientação Sexual

Saúde

A lição da terra fértil

Matemática

História

P
Fotos Leonardo Carneiro

ara explicar a seus alunos como bactérias e fungos decompõem substâncias orgânicas presentes no solo, você pode

aproveitar a experiência criada pela professora Maria Pilar Rojals Piqué, da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUCCamp).

Sua turma deve saber que a decomposição, feita por bactérias e fungos, transforma restos orgânicos, como corpos de animais mortos e folhas que caem das árvores, em

Dica

substâncias simples, principalmente nitrogênio. Assim, essas substâncias podem ser absorvidas pelas plantas, que se nutrem delas. Na experiência, sua turma vai reproduzir em

Ética

Arte

O material: um caixote forrado com saco plástico, folhas (verdes e secas), borra de café, serragem, uma colher, um termômetro e casca de ovos

A montagem: ponha terra no caixote, até chegar à metade dele. Depois disso, misture os demais com a terra, de maneira uniforme

Observar e identificar características do corpo humano e os comportamentos nas diversas fases da vida do homem e da mulher, entendendo a noção de ciclo vital e respeitando as diferenças individuais.
s

Utilizar as características e propriedades de materiais, objetos e seres vivos para fazer classificações.
s

Peça aos alunos que coletem figuras ou retratos de pessoas em diferentes fases da vida (bebê, criança, jovem, adulto e idoso). Com essa coleção, vocês podem organizar em conjunto um painel em que as várias idades estejam em seqüência, representando o ciclo de vida do ser humano. O painel também ajudará a turma a compreender a influência de hábitos na formação e desenvolvimento do corpo (exercícios, alimentação).

Observe, com seus alunos, espécimes vivos de invertebrados como insetos (borboletas, formigas e besouros), aracnídeos (aranhas, escorpiões, carrapatos), diplópodes (piolhos-decobra) e quilópodes (centopéias). Eles devem anotar as características externas dos animais, para classificálos de acordo com fatores como o número de patas, a divisão do corpo, a presença de antenas e asas.

É possível montar um laboratório de Ciências em um pequeno espaço?

s Reconhecer processos e etapas de transformação de materiais em objetos. s Fazer experimentos simples com materiais e objetos do ambiente para investigar algumas formas de energia e as características dos materiais. O ensino de Ciências não pode ser apenas teórico. As experiências são fundamentais.

Ajude a garotada a perceber que um lápis é composto de madeira e grafite, além de outros materiais, como verniz e tinta. Fale, também, do processo de fabricação da borracha escolar, feita a partir do látex.

s Formular perguntas e suposições coerentes, criativas e enriquecedoras sobre o assunto que esteja sendo tratado. s Organizar e registrar informações, utilizando desenhos, quadros, esquemas, listas e pequenos textos, sob a orientação do professor. s Comunicar suas conclusões de modo oral, por escrito ou com desenhos, perguntas, suposições e dados. Nesse exercício, o estudante deve respeitar as diferentes opiniões e saber utilizar as informações obtidas para justificar suas idéias ou hipóteses. s Valorizar atitudes e comportamentos favoráveis à saúde, em relação à alimentação e à higiene pessoal, desenvolvendo responsabilidade no cuidado com o próprio corpo e com o espaço onde vive.

pequena escala o processo de decomposição da matéria orgânica e criar, num caixote, um solo rico em nutrientes e apropriado para o desenvolvimento de

vegetais. É preciso tomar alguns cuidados: deixe o caixote na sombra e, se aparecerem insetos ou larvas, não use inseticidas para matá-los retire-os com luvas. Para realizar o trabalho

proposto, você vai precisar de dois meses, aproximadamente. Veja, abaixo, o material necessário. O primeiro passo é pôr terra no caixote até ocupar a metade dele. Então

misture os demais componentes à terra. Regue o caixote diariamente, por algumas semanas, até que não dê mais para distinguir as folhas e os restos orgânicos.

?
Para trinta alunos, o ideal é montar um laboratório com 90 metros quadrados, o que equivale a 3 metros quadrados por aluno. O laboratório deve ficar no andar térreo, ter um circuito elétrico separado do circuito do prédio, possuir um extintor de incêndio, um chuveiro (útil em possíveis acidentes com reagentes químicos), pias, torneiras, janelas e boa ventilação. O primeiro passo é relacionar o material necessário. Procure sucatas úteis e faça compras em conjunto para sair mais barato. Vidros de alimentos infantis podem substituir béqueres, óculos para vista cansada são boas lupas e lamparinas a álcool funcionam bem como bicos de Bunsen. Os reagentes podem ser conseguidos em lojas de material de construção ou em farmácias e devem ser guardados em armários de difícil
PCN 1ª a 4ª série -

Cuidados: regue todos os dias, sem encharcar. Se houver muita umidade, regue um pouco menos. Observe que a temperatura da terra aumenta

Dica

Dica

Resultado: cerca de oito semanas depois, a terra estará escura e manchas brancas (note o ponto indicado na foto) mostrarão a presença de fungos

Dica

29

Pluralidade Língua Cultural Portuguesa

Ética

?
30
- PCN 1ª a 4ª série

A explicação de fenômenos naturais para crianças no início da escolarização não deve ser feita apenas com aulas teóricas rígidas. Para ser compreensível, o ensino para essa faixa etária deve incluir os mais variados recursos. Estimular a observação e relacionar esses fenômenos com a vida cotidiana é a melhor maneira de conquistar a atenção da turma, preparando-a para um estudo formal. Você pode trabalhar com o arco-íris, por exemplo. Reproduza o fenômeno com um jato d’água de um esguicho, na área externa da própria escola. Repita a experiência em dia ensolarado e em um lugar com pouca luz, para mostrar que a presença dos raios solares é fator determinante para a ocorrência desse fenômeno natural.

s Conhecer as causas e conseqüências da poluição da água, do ar e do solo. Além das queimadas, dos esgotos e do lixo, outros tipos de poluição devem ser tratados em classe: os agrotóxicos e os resíduos de escapamentos de veículos e indústrias, por exemplo.

Meio Ambiente

Geografia

Dica Dica

Como explicar fenômenos naturais a alunos de 1a a 4a série?

No segundo ciclo s Conhecer o meio ambiente mais profundamente do que no ciclo inicial. Os principais usos do solo e as relações com a água, no campo e na cidade, entre outros temas, devem ser explorados detalhadamente em sala de aula. O aluno precisa saber, por exemplo, que a atividade agrícola requer a correção e a adubação da terra para o plantio. Deve, também, perceber que as queimadas, o desmatamento e a monocultura podem criar condições para a erosão e levar à perda da fertilidade da terra. Nessa fase o professor tratará ainda de usos inadequados do solo, como a criação de animais em terras impróprias ou com pouca vegetação. O estudante deve saber que procedimentos como esse muitas vezes são responsáveis por processos de erosão e até de desertificação. Outro tema que pode ser trabalhado é a impermeabilidade dos solos urbanos, cobertos por asfalto. Essa impermeabilidade impede o escoamento natural da água para o interior da terra e pode provocar enchentes.

Mencione as diferentes formas de uso do solo e peça aos alunos que busquem informações sobre o modo como a terra é utilizada em sua região. Eles devem trabalhar com observações diretas, entrevistas e leitura de jornais e livros.

Educação Física

Ciências Naturais

Investigue com seus alunos as formas de poluição responsáveis por problemas de saúde em sua cidade ou região. É importante que você e sua turma conheçam de perto as questões que afetam diretamente a escola e a comunidade.

Trate de eletricidade montando um brinquedo

Saúde

E

História

studantes das séries iniciais podem lidar bem com temas considerados complexos, como a eletricidade. Com a ajuda dos professores, alunos da 4ª série do Colégio Vera Cruz, da rede particular paulistana, montaram uma casa de bonecas com lâmpadas

Aula prática: a professora Ellen Rosenblat, do Vera Cruz, mostra a aluno como desencapar a ponta de um fio com a chama de uma vela

de verdade. Aproveite a experiência deles e realize um trabalho semelhante em sua classe. Comece desafiando as crianças a descobrir por que uma lâmpada se acende quando acionamos o interruptor. Discuta as hipóteses levantadas. Em seguida, peça aos alunos que montem um circuito elétrico fechado. Dê a eles os material necessário: pilhas, fios tipo cabinho e lâmpadas modelo pingo d´água. Só então se deve começar a montagem da casinha. Ela pode ser feita de caixas de sapato. Os alunos devem decidir se é melhor que as lâmpadas se acendam ao mesmo tempo (circuito em série) ou que cada uma se acenda sem depender das outras (circuito paralelo). Logo eles vão perceber

Lâmpada

Orientação Sexual

Fonte

Interruptor

Matemática

Louise Chin

Arte

Fotos Thomas Kramer

Etapas do trabalho: desenho do circuito elétrico (no alto) e o mesmo circuito montado sobre caixas que, para a casinha –, assim como para as casas de verdade – o circuito paralelo é mais útil. Os alunos devem fazer desenhos com planos para a conexão dos fios e a posição das caixas. (veja acima). Esse planejamento ajuda a evitar erros e desperdício de material.

Caracterizar espaços do planeta que podem ser ocupados pelo homem, considerando as condições de qualidade de vida.
s

s Compreender o corpo humano como um conjunto integrado e a saúde como bem-estar físico e psíquico.

Explique às crianças que o corpo interage com o ambiente e reflete a história de vida da pessoa. Deixe claro que cada órgão ou sistema tem sua função. Para isso, cite algumas das tarefas do organismo, como a transformação dos alimentos, a obtenção de energia e a defesa contra a invasão de elementos prejudiciais à saúde. A doença deve ser entendida como problema de todo o corpo, e não apenas de um aparelho ou sistema.

Dica

s Relacionar a falta de asseio e higiene com a ocorrência de doenças.

Dica

Prepare, junto com a classe, um cartaz com fotos de revistas e cartões postais de diferentes regiões. Inclua algumas imagens de grandes cidades e de áreas desabitadas ou pouco habitadas, como desertos ou as regiões polares. Discuta com a turma que condições levaram essas regiões a ser ou não povoadas.

Considerar o alimento como fonte de matéria e energia para o crescimento e a manutenção do corpo e a nutrição como um conjunto de transformações sofridas pelos alimentos no corpo (digestão, absorção de substâncias e eliminação de resíduos).
s

Converse com a classe sobre hábitos alimentares (o assunto também será abordado, no tema Saúde). A alimentação é uma necessidade biológica e deve fornecer, diariamente, proteínas, vitaminas, carboidratos, gorduras, sais minerais e água. Explique à turma que balas e chicletes não substituem verduras, cereais, legumes e frutas. Mostre como fazer uma alimentação balanceada, destacando os componentes básicos dos alimentos mais comuns.

Chame a atenção de sua classe para a importância de hábitos como cobrir a boca e o nariz ao tossir e espirrar, usar lenços para assoar o nariz em vez de tentar engolir a secreção nasal e lavar as mãos sempre que se usa o banheiro.

Parque vira recurso pedagógico

U

ma escola municipal de Sumaré (SP) transformou um terreno abandonado, ao lado de seu prédio, num parque de 15 000 metros quadrados. Nesse espaço, os alunos podem trabalhar, na prática, com conceitos aprendidos em Ciências. Além disso, o parque ajuda os estudantes a compreender a necessidade da preservação do meio ambiente. O tema é de grande interesse local, pois Sumaré passa por um processo de

crescimento desordenado. A idéia inicial foi de Lualpa Prado Costal, ex-diretora da escola. Pais, professores e turmas da pré-escola ao ensino médio participaram da montagem do parque, chamado de Centro de Educação Ambiental Vivenciada (Ceav). Para cada tipo de turma, os professores propõe exercícios diferentes. As crianças de pré-escola, por exemplo, trabalham com temas simples, como observar que nem sempre sementes

pequenas produzem plantas pequenas e viceversa. Os assuntos tratados no parque são estudados em diversas disciplinas. Com sementes, por exemplo,
Vera Graôa

criam-se exercícios de classificação em Matemática. Os vários tipos de pássaro que visitam o Ceav são utilizados pelos professores de Português como tema para exercícios de redação e leitura.

?
A explicação de conceitos por analogia pode ser um perigo para o professor, pois os alunos às vezes não distinguem o que é metafórico, ou seja, tem um sentido figurado, do que é literal. O ovo de galinha, por exemplo, vem sendo muito utilizado como modelo de célula de forma metafórica, mas ele não é uma célula. Existem muitas células num ovo. A gema não é o núcleo celular, a membrana da gema não é a carioteca e a clara não é o citoplasma. Uma célula, vista ao microscópio, é análoga a um ovo apenas na aparência. Uma imagem mais correta seria comparar o ovo a uma semente, que possui embrião e reservas nutritivas, além de ser resultado da fecundação das partes masculina e feminina da flor. Um ovo fecundado é exatamente isso.
PCN 1ª a 4ª série -

Quando devo utilizar analogias para explicar à classe conceitos de Ciências?

Dica

Turma da professora Marli Vedovatto: mão na terra

Dica

31

Pluralidade Língua Cultural Portuguesa

Durante uma atividade, meus alunos sentiram necessidade de classificar vegetais. Como se pode fazer essa divisão? A divisão popular em legumes, verduras e cereais não tem nada a ver com os critérios científicos de similaridade entre os vegetais. Está ligada às diversas maneiras de preparar alimentos, às tradições do comércio e a hábitos locais. A diferença entre a classificação científica e a do dia-a-dia causa confusão. Por exemplo, o pepino e a melancia são cucurbitáceas, mas, no cotidiano, o pepino é classificado como um legume e a melancia como uma fruta. Uma boa sugestão para ajudar seus alunos nessa classificação seria agrupar vegetais segundo um grande número de características, com destaque para as estruturas reprodutivas. Eles podem notar que muitas frutas têm sementes visíveis, por exemplo.
32

s Caracterizar os aparelhos reprodutores masculino e feminino e as mudanças no corpo durante a puberdade. É importante que oestudante aprenda também a respeitar as diferenças individuais e o comportamento das pessoas nas várias fases da vida.

Ajude a classe a montar cata-ventos de papel ou outro material e, com base nessa atividade, explique como funcionam os moinhos de vento.

?
- PCN 1ª a 4ª série

Meio Ambiente

s Identificar diferentes manifestações de energia: luz, calor, eletricidade, som. O aluno deve, também, conhecer processos, naturais e tecnológicos, de transformação de energia.

Educação Física

Ciências Naturais

Um simples passeio ajuda a transformar teoria em prática

Dica

Peça aos alunos que desenhem o que conhecem dos aparelhos reprodutores masculino e feminino. Eles devem anotar o nome e as funções dos órgãos. Recolha os desenhos, para não haver constrangimentos, e devolva-os após a fase de estudos sobre o assunto. Assim, os estudantes poderão comparar a representação inicial com a que serão capazes de fazer depois dos estudos.

Geografia

Dica

s Conhecer os processos de captação, distribuição e armazenamento de água e os modos domésticos de tratamento (fervura e adição de cloro) para eliminar os microrganismos, sobretudo em locais onde não há abastecimento de água tratada.

Dica

Seus alunos vão gostar de fazer uma experiência com vasos comunicantes. Use recipientes plásticos, canudos ou pedaços de cano para montar uma rede que simule as ligações entre caixas d’água e encanamentos de um prédio ou de uma casa. A atividade também ajudará a entender a relação entre a pressão da água no cano e a altura do reservatório.

U

m trabalho realizado na Escola da Vila, da rede particular paulistana, mostra como uma atividade simples pode ajudar os alunos a entender melhor as aulas teóricas de Ciências. Em vez de trabalharem só em classe, os professores Vinícius Signorelli, Cristina Yogui, Dayse Gonçalves e Ivone Domingues levaram alunos de 3ª série para uma visita a um pequeno trecho da Mata Atlântica, nas proximidades de São Paulo. No passeio, as crianças colocaram em prática muito do que tinham aprendido em sala de aula. Antes de chegarem ao trecho preservado, os alunos passaram por

Na mata: aula diferente solidifica aprendizagem

Vinícius e os alunos: jeito eficiente de ensinar

uma área verde em que só havia eucaliptos. Os professores contaram que o eucalipto é uma espécie vegetal nativa da Austrália. A partir disso, explicaram que as árvores daquele terreno tinham sido plantadas, não eram naturais dali. Depois, já no trecho de Mata Atlântica, os alunos identificaram os diferentes tipos de árvores utilizando informações que haviam aprendido em classe. Juntos, alunos e professores conversaram sobre a decomposição de troncos, galhos e folhas, realizada por microrganismos presentes no solo. Trataram, ainda, do processo de germinação das sementes de diferentes plantas e falaram sobre os pássaros e insetos que encontraram ao longo do caminho.

Ética

Arte

Matemática

História

Orientação Sexual

Fotos Pepe/Foton

Saúde

Compreender a importância da coleta e do tratamento de água e de esgoto para a promoção e manutenção da saúde.
s

Para onde vão as águas do banho ou da lavagem de sanitários e de roupas? Discuta os problemas de contaminação provocados por fossas inadequadas ou pelo lançamento de esgotos não tratados em rios, riachos e mares. A água contaminada transmite doenças (assunto do tema transversal Saúde). Aproveite o momento para mencionar essas doenças e a necessidade de tratar os esgotos.

Programe uma excursão para a coleta de diferentes tipos de solo. Coloque as amostras (solo formado por material orgânicos solo arenoso ou argiloso) num funil e derrame água. Os alunos poderão perceber quais são os solos mais e menos permeáveis. Proponha entrevistas com agricultores e agrônomos para reunir dados sobre o desenvolvimento e a adaptação de determinadas plantas cada solo.

Como posso explicar a origem do Universo e a teoria do big-bang? A ciência trabalha com dois indícios para o big-bang, teoria que explica a origem do universo a partir de uma grande explosão. O primeiro é a comprovação de que o Universo está em expansão, o que pode ser o resultado de uma grande explosão – o bigbang –, ocorrida há 15 ou 20 bilhões de anos. O segundo é a chamada radiação de fundo, uma sobra da explosão que foi captada por instrumentos usados pelos astrônomos. A teoria diz que, quando ocorreu o big-bang, essa radiação teria sido lançada para o espaço e, com o tempo, sofrido um resfriamento. Os cientistas calcularam que a temperatura atual dessa radiação coincide com a de vários corpos celestes pesquisados em pontos diferentes. Essa descoberta reforça a idéia de que uma grande explosão deu origem ao Universo.
PCN 1ª a 4ª série -

Dica

Dica

s Caracterizar materiais recicláveis e processos de tratamento de alguns componentes do lixo, sejam de matéria orgânica, como restos de alimento, ou inorgânica, como papel e plástico.

Textos de jornais selecionados e outras fontes podem fornecer informações sobre os destinos do lixo (aterro sanitário, incineração, lixão) e as possibilidades de reciclagem de vidro, papel, plástico e metais.

Criar hipóteses sobre os temas em estudo. Buscar informações por meio da observação direta e indireta, da experimentação, de entrevistas e visitas, sob orientação do professor.
s s

s Confrontar as suposições individuais e coletivas com as informações obtidas. O estudante deve respeitar as diferentes opiniões e reelaborar suas idéias diante de evidências. s Organizar e registrar as informações por meio de desenhos, quadros, tabelas, esquemas, gráficos, listas, textos e maquetes, de acordo com as exigências do assunto em estudo, sob a orientação do professor. s Interpretar as informações pelo estabelecimento de relações de causa e efeito, de dependência, de seqüência, de forma e função. s Responsabilizar-se pelo cuidado com os espaços que habita e com o próprio corpo. Incorporar hábitos simples e necessários de alimentação, higiene, preparação dos alimentos, repouso e lazer. s Valorizar a vida em sua diversidade e também a preservação do meio ambiente.

Atividade simples demonstra como os rios se defendem da poluição

O

professor de Ciências Vinícius Signorelli, da capital paulista, criou um exercício simples para mostrar a alunos de educação infantil e das

séries iniciais que a água da chuva ajuda os rios a combater a poluição. Rios que sofrem por receber detritos como esgoto não tratado ou produtos

químicos eliminados por indústrias vão, ao longo de seu curso, ganhando água limpa, que vem da chuva. Aos poucos, essa água vai diluindo os poluentes e

diminuindo os efeitos nocivos deles. Para demonstrar o processo à sua turma, você vai precisar apenas de quatro copos, água e detergente. Aproveite para explicar à classe que os elementos da natureza interferem uns sobre os outros.

Primeiro passo: ponha uma colher (de sopa) de detergente em meio copo de água

Ação da água: acabe de encher com água esse copo e mexa para fazer espuma

Diluição: despeje metade em outro copo, junte quantidade igual de água e mexa

Resultado: repita o processo duas vezes e veja que a espuma diminui no quarto copo

?
33

Fotos Louise Chin

Dica

O estudo dos solos despertou a curiosidade de meus alunos sobre os vulcões. Gostaria de entender como eles são formados. Os vulcões são pontos da superfície da Terra ligados a porções de rochas fundidas por altas temperaturas. Essas rochas, derretidas por causa do calor, se localizam no manto, região situada entre a crosta terrestre e o núcleo de nosso planeta. O manto fica numa profundidade que varia de 10 quilômetros, a partir do fundo dos oceanos, a 40 ou 70 quilômetros, contando da superfície dos continentes. As rochas derretidas recebem o nome de magma, quando estão no interior da Terra, e de lava, quando extravasam para a superfície, depois da explosão de um vulcão. O arquipélago do Havaí, localizado no Oceano Pacífico, é um exemplo de solo de formação vulcânica.

Pluralidade Língua Cultural Portuguesa

Sugestões para você avaliar o que seu aluno aprendeu
Os PCN estabelecem alguns critérios para a avaliação das capacidades desenvolvidas pelo estudante nos dois primeiros ciclos. Observe a seguir o que seu aluno deve ser capaz de fazer. No primeiro ciclo s Identificar semelhanças e diferenças entre ambientes e observar que todo ambiente é composto de seres vivos, água, ar e solo. s Saber que as características de animais e vegetais estão ligadas a seu meio. s Buscar informações em grupo. s Identificar etapas e registrar seqüências de eventos observados em experimentos. s Perceber as transformações do ser humano ao longo da vida e reconhecer que os hábitos (exercícios, etc) influenciam nosso corpo. s Identificar o material de que os objetos são feitos e conhecer algumas etapas necessárias a sua fabricação. No segundo ciclo s Saber comparar vários tipos de solo e reconhecer que todos contêm areia, argila, água, ar, seres vivos, decompositores e restos de animais e plantas, mas em quantidades diferentes. s Notar a amplitude da presença da água na natureza e conhecer suas mudanças de estado. s Reconhecer que o solo, a água e os seres vivos têm relação direta com escoamento e erosão e saber que a permeabilidade do solo depende de sua composição.

?
34
- PCN 1ª a 4ª série

História

s Saber estabelecer uma cadeia alimentar entre os seres vivos de um mesmo ambiente. s Conscientizar-se das intervenções do homem no ambiente, aplicando seus conhecimentos a respeito de água, solo e seres vivos. s Identificar os órgãos do corpo humano e suas funções. Deve, ainda, estabelecer as relações entre os sistemas circulatório, respiratório e digestivo. s Perceber que as condições de higiene pessoal e ambiental têm relação com a saúde, reconhecendo que ela depende da alimentação e da higiene pessoal e ambiental. s Conhecer as condições de saneamento básico (água e lixo) de sua região. s Reconhecer o papel de microrganismos e fungos, sabendo que eles contribuem para a fertilidade do solo e também podem ser transmissores de doenças. s Reconhecer as diferentes fontes de energia que alimentam as máquinas e saber quais as funções desses aparelhos. s Redigir textos, fazer tabelas, desenhos e maquetes, para registrar as informações sobre o tema estudado. Avalia-se assim a capacidade de representação daquilo que está sendo estudado. s Ao registrar experiências, apresentar as relações entre as etapa.O estudante deve identificar e registrar seqüências de eventos (etapas e transformações) que acontecem no experimento que está realizando e entender o que causa cada evento. s Coletar informações em grupo e registrálas durante observações e experimentações coletivas, seguindo um roteiro determinado pelo professor. O aluno deve sempre cooperar com os colegas.

Orientação Sexual

Saúde

Educação Física

Ciências Naturais

Meio Ambiente

Geografia

Matemática

Use a história de Alexander Fleming para falar de fungos e de ecologia

A

proveite a história da descoberta da penicilina para tratar de fungos. Em setembro de 1928, um fungo contaminou uma lâmina de vidro cheia de bactérias que estava sendo examinada pelo pesquisador escocês Alexander Fleming. O fungo Penicillium

notatum produzia uma substância que matava as bactérias. Era a penicilina. Explique a seus alunos que existem cerca de 77 000 espécies de fungo. Algumas delas causam doenças em plantas e animais, outras ajudam na produção de alimentos e remédios.

Os fungos participam da decomposição de restos de plantas e animais mortos (acompanhe a experiência da pág. 28). Mas eles não decompõem material inorgânico. Com esse dado, fale sobre a importância da reciclagem de plásticos, papéis e metais.

Arte

Colônia de um fungo do gênero Penicillium: são organismos como esses que produzem a penicilina

Ética

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->