Você está na página 1de 4

Teníase

Ciclo de vida
As proglótides localizadas na extremidade da cadeia são as mais maduras e
são mais compridas que largas. Estas proglótides possuem no seu útero
ramificado entre 80.000 e 100.000 ovos. Os ovos são libertados quando a
proglótide se destaca do animal no lúmen intestinal ou no exterior quando a
proglótide se desintegra. São excretadas com as fezes humanas. Os animais
que se alimentam com água, de detritos (porco) ou erva (vaca)
contaminados são infectados. Nestes animais ou acidentalmente no Homem
os ovos eclodem no intestino, gerando oncosferas, e penetram na mucosa
intestinal, e disseminam-se pelo sangue até aos tecidos, onde se enquistam
principalmente no músculo, fígado e cérebro. Quando o Homem come esta
carne mal cozida infectada, a larva se aloja no seu intestino e aí se
desenvolve, dando a origem a uma tênia adulta, fechando o ciclo.

Medidas de prevençao

A prevenção é feita a nivel da saúde pública através da melhoria da higiene


e controle da alimentação de suínos e bovinos e inspeção das carcaças de
animais abatidos para consumo. A prevenção pessoal passa pelo consumo
de carne de porco exclusivamente bem cozida ("bem passada"). A carne
bovina é geralmente mais segura porque a os bovinos não ingerem fezes
como o porco; contudo, também é aconselhado o seu consumo apenas se
bem cozida, ou seja sem ficar nenhuma porção vermelha. O presunto e
outros embutidos não cozidos são alimentos de especial risco.

Contaminaçao
O homem se torna hospedeiro definitivo do animal quando ingere carne de
porco crua ou malcozida contendo cisticercos. Ao ingerir ovos da tênia em
vez de cisticercos, o homem passa a ser hospedeiro intermediário. Quando
os ovos sofrem maturação e se tornam cisticercos no organismo humano,
podem causar deficiência visual, fraqueza muscular e/ou epilepsia,
dependendo do local onde se alojam. Essa doença é chamada cisticercose e
é mais grave que a teníase. O tratamento normalmente é feito com
Mebendazol administrado durante 3 dias.

sintomas
A cisticercose humana é doença gravíssima, pois os cisticercos se localizam
no sistema nervoso central (neurocisticercose), nos olhos, músculos e nas
víceras. Nestes locais, podem permanecer até 30 anos, determinando crises
convulsivas, cefaléias, vômitos, alterações de visão, hidrocefalia e até
mesmo a morte.

Curiosidades
• Platelmintos - vermes de corpo achatado, em forma de fita;
• Nematelmintos - vermes de corpo homogeneamente cilíndrico
e afilado em ambas as extremidades;
• Anelídeos - vermes de corpo dividido em anéis.

Apesar de os fósseis dos platelmintos, nematelmintos e


anelídeos serem relativamente muito raros, calcula-se que esses
animais surgiram provavelmente entre 1 bilhão e 600 milhões de
anos atrás.

Quando esses invertebrados apareceram, a erosão dos


continentes deu origem a uma grande camada de sedimentos no
fundo dos mares. Isso teria propiciado uma grande quantidade de
alimento e um ótimo esconderijo para esses seres.

Esquitosomose
Ciclo de vida da esquitossomose

O doente elimina ovos do verme nas fezes em meio ambiente (chácara,


roça, floresta). Na água, a larva (miracídio), sai do ovo e entra no
caramujo. Cresce, vira cercária (forma que contamina as pessoas) sai do
caramujo e entra na pele das que estiverem na água.

Medidas de prevenção
Não existem vacinas contra a esquistossomose. A prevenção consiste em evitar o contato com águas
onde existam os caramujos hospedeiros intermediários liberando cercárias.

Contaminação
As pessoas são contaminadas pelo verme Schistosoma Mansoni
quando plantam, lavam roupa, nadam ou se banham em rios,
riachos, valas de irrigação e lagoas onde existem caramujos
contaminados.

Sintomas
Dependendo da fase em que se encontra a doença, alguns deles
são: diarréia, febre, tosse, moleza no corpo, prisão de ventre, dores
abdominais e tonturas. ATENÇÃO: Se uma pessoa que já teve
esquistossomose utilizar ou nadar em água contaminada poderá se
infectar de novo.

• Evitar contato com as águas que tenham caramujos


contaminados.
• Construir privadas (fossas) para evitar a contaminação do
ambiente.
• Avisar às autoridades sanitárias sobre a existência de
caramujos.
• Exigir abastecimento de água tratada nas casas e tratamento
de esgoto.

Curiosidades