P. 1
Plano de Curso de Geografia - 2010

Plano de Curso de Geografia - 2010

|Views: 1.733|Likes:
Publicado poralqmista
Plano de Curso anual para ensino de Geografia no Ensino Médio.
Plano de Curso anual para ensino de Geografia no Ensino Médio.

More info:

Published by: alqmista on May 04, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/26/2013

pdf

text

original

Colégio Estadual João Queiroz

PLANO DE CURSO GEOGRAFIA 2011

PROFESSOR: Maikon Wesley Evangelista Brito Barros

O ENSINO-APRENDIZAGEM DA GEOGRAFIA ESCOLAR ...

Qu bá ic , um fu ci p D duc çã c t c D c mp S m t p ticip ti

d qu ó f fi d p

ti ilt i c

d S

b t

qu l

fi d

i

i i l m

c l t d p tid ´. D d fi d c d filó f l ibilit c l c ci l c l. t , , d m

(1926 -2001) i dic u c m p ciê ci d ép c qu qu ´. d u fi c ái d t f m çã t uçã d p d , fil p ct m t d p t ç , d c h . c mp d d b t mp d f i tud d d ; t i ; d c d d u t; c áfic t ófic c m u f m çõ ímb l l áfic c m d c m t mp , d c l ci l m p ç d mu d é c m c ju t d c d p í b lu

t , i t é, ³ c ific ³ h c p d p çã d fi d

c d c m l ,i ,d m d c p fi t t ã d im p , ci d E i liz m p c p zd c A m N mp c um ci i ; çõ t c c l t p dut ci d l di i l ti c l mp qu , tõ d c u t d t d mp ut t tífic ju t d t d ç m qu i t m d ,

ci d d hum i t diz lu

ó ic , d

mp é p u

i ê ci .

lid d

mu d , t á

p d á c l b i p l c t ló ic tu l p ,t c p ç ã um d l im liz p umi m ; ét ic i t m ; t ci t c t mp t b lh p bl m i m ; mbi t f m çõ d c b

cid dã ci i ,

d futu . p lític m , cuj fi qu t ,d d c l . fim d b i u ld d t d d p luiçã ; p c ; d i fi . d ut c d d h cim l çõ fi

O t mp c p i utiliz çã ômic

cultu i , qu imp ci i d id d i m ,d t ui

plic çã

tim , d c p cid d d lid m t mp ,

c l iz çã bá ic :

p quê d f m , d p b z

c mp t m

t b lh d micili ; c lul , i t tá i ; qui tifici l; p

on line:f x, t l f

d lix ; ic m ;

t l d âmbit pl cl m;

p f ê ci -t

; i t li ê ci

b tiz çã i du t i l; c m célul

l b liz çã ;

animai

plantas m dificadas

neticamente ( s t ansgênic s); e tantas

novidades elacionadas à geografia da época atual. Diante da realidade de um mundo sem emprego, novos valores precisam ser formados, visando ao bem-estar pessoal e social. Uma das alternativas pedagógicas é tomar as raízes culturais da comunidade como alavanca na construção da percepção empreendedora e ética. Desta forma, a Geografia que compõe o currículo do Ensino édio deve preparar o aluno para: localizar, compreender e atuar no mundo complexo, problematizar a realidade, formular proposições, reconhecer as dinâmicas existentes no espaço geográfico, pensar e atuar criticamente em sua realidade tendo em vista a sua transformação. O ensino da Geografia deve fundamentar -se em um corpo teóricometodológico baseado nos conceitos de natureza, paisagem, espaço, território, região, rede, lugar e ambiente, incorporando também dimensões de análise que contemplam tempo, cultura, sociedade, poder e relações econômicas e sociais, tendo como referência os pressupostos da Geografia como ciência que estuda as formas, os processos e as dinâmicas dos fenômenos que se desenvolvem por meio das relações entre sociedade e a natureza, constituindo o espaço geográfico. Seu objetivo é compreender a dinâmica social e espacial, que produz, reproduz e transforma o espaço nas escalas local, regio nal, nacional e mundial. As relações temporais devem ser consideradas tendo em vista a historicidade do espaço, não como enumeração ou descrição de fatos que se esgotam em si mesmos, mas como processo de construção social. No processo de aprendizagem da Geografia é necessário que se desenvolvam competências e habilidades relacionadas às atividades da disciplina. Tais competências e habilidades estão explicitadas nos Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino observadas na quadro I.
Quadro I- ompetências e habilidades a serem desenvolvidas em Geografia

édio para geografia e podem ser

y

Ler, analisar e interpretar os códigos específicos da Geografia (mapas, gráficos, tabelas, etc ), considerando-os como elementos de representação de fatos e fenômenos espaciais

y
Representação e Comunicação

e/ou espacializados. Reconhecer e aplicar o uso das escalas, cartográfica e geográfica, como formas de organizar e conhecer a localização, distribuição e freqüência dos fenômenos naturais e humanos. Reconhecer os fenômenos espaciais a partir da seleção, comparação e interpretação, identificando as singularidades ou generalidades de cada lugar, paisagem e território. Selecionar e elaborar esquemas de investigação que desenvolvam a observação dos processos de formação e transformação dos territórios, tendo em vista as relações de trabalho, a incorporação de técnicas e tecnologias e o estabelecimento de redes sociais. Analisar e comparar, interdisciplinarmente, as relações entre preservação e degradação da vida no planeta, tendo em vista o conhecimento da sai dinâmica e a mundialização dos fenômenos culturais, econômicos, tecnológicos e políticos que incidem sobre a natureza, nas diferentes escalas- local, regional, nacional e global. Reconhecer na aparência das formas visíveis e concretas do espaço geográfico atual a sua essência, ou seja, os processos históricos, construídos em diferentes tempos, e os processos contemporâneos, conjunto de práticas dos diferentes agentes, que resultam em profundas mudanças na organização e no conteúdo do espaço. Compreender e aplicar no cotidiano os conceitos básicos da geografia. Identificar, analisar e avaliar o impact o das transformações naturais, sociais, econômicas, culturais e políticas no seu ³lugar -mundo´, comparando, analisando e sintetizando a densidade das relações e transformações que tornam concreta e vivida a realidade.

y

y

Investigação e Compreensão

y

y

y
Contextualização sócio cultural

y

No processo de ensino e aprendizage m da Geografia deve-se articular os conceitos básicos da referida disciplina, como ferramentas intelectuais para que possam ser reutilizado nas novas análises que forem processadas. No quadro II, podemos analisar os conceitos e suas articulações que devem ser pensadas na seleção dos conteúdos escolhidos pelas três séries do Ensino édio, visando desenvolver as competências e habilidades elencadas anteriormente, uma vez que, os conceitos devem ser pensados de forma integrada considerando os Eixos Temáticos propostos nos Parâmetros.

EIX S TEMÁTI
I- Formação territorial brasileira.

S

II- Estrutura e dinâmica de diferentes espaços urbanos e o modo de vida na

cidade, o desenvolvimento da Geografia Urbana mundial.
III-O futuro dos espaços agrários, a globalização a modernização da agricultura

no período técnico -científico informacional e a manutenção das estruturas agrárias tradicionais como forma de resistência.
IV- Organização e distribuição mundial da população, os grandes movimentos

migratórios atuais e os movimentos socioculturais e étnicos, as novas identidades territoriais.
V- As diferentes fronteiras e a organização da geografia política do mundo

atual, estado e organização do território.
VI- As questões ambientais, sociais e econômicas resultantes dos processos

de apropriação dos recursos naturais em diferentes escalas, grandes quadros ambientais do mundo e sua conotação geopolítica.
VII- Produção e organização do espaço geográfico e mudanças nas relações

de trabalho, inovações técnicas e tecnol ógicas e as novas geografias, a dinâmica econômica mundial e as redes de comunicação e informações.

1º AN

ENSIN

MÉDI

B ETIV S GE AIS
Identificar as ações humanas como responsáveis pela produção e transformação do espaço geográfico. Compreender os fenômenos naturais, sua regularidade e possibilidade de previsão pelo homem, bem como analisar as informações expressas em uma paisagem, mapas, gráficos e tabelas, extrapolando conteúdos e conceitos relativos aos aspectos da realidade .

y

y

Compreender e interpretar os fenômenos considerando as dimensões local, regional. Nacional e mundial. Dominar as linguagens gráficas, cartográficas, corporal e iconográfica. Reconhecer as referências e os conjuntos espaciais. Ter uma compreensão do mundo articulada ao luga r de vivência do aluno e ao seu cotidiano.

y y y

B ETIV S

N EITUAIS

y y

Compreender a importância da geografia para formação; Compreender que um dos principais objetivos da geografia é entender os processos responsáveis pela formação e transformação do espaço geográfico; Compreender o sistema de coordenadas e sua importância; Reconhecer as formas de representação gráfica da Terra; Reconhecer o processo de elaboração dos mapas; Compreender a importância dos mapas como representação do conhecimento espacial; Conhecer e aplicar o uso das escalas cartográficas, como forma de organizar e conhecer a localização, distribuição e freqüência dos fenômenos naturais e humanos; Conhecer e utilizar o conceito de fusos horários; Compreender as características dos movimentos da Terra e associá-los a fenômenos que poderão ser observados: alternância dos dias e noites, fusos horários, seqüência das estações do ano e etc.; Identificar as zonas climáticas da Terra Reconhecer os tipos de clima e suas características principal mente os predominantes no Brasil; Compreender a relação entre a movimentação das placas e a formação do relevo terrestre;

y y y y

y

y y

y y

y

y

Identificar o processo de formação dos principais grupos de rochas existentes na crosta terrestre. Reconhecer a ação das forcas modificadoras do relevo e destingi-las; Compreender a combinação de todos os fatores naturais no espaço e sua importância para a sobrevivência das espécies.

y y

B ETIV S P

EDIMENTAIS

y y y y

Observar e descrever elementos de diferentes paisagens; Usar o sistema de coordenadas na localização de lugares; Confeccionar, ler, interpretar formas de representação do espaço; Observar a influência de fatores nat urais, históricos e econômicos na organização do espaço geográfico; Representar informações por meio de maquetes e mapas do relevo terrestre; Usar a linguagem gráfica para obtenção de informações em variados tipos de textos, mapas tabelas, gráficos...

y

y

OB ETI OS ATITUDINAIS
Reconhecer a importância das coordenadas geográficas no estudo da geografia.
y y

y

Valorizar os elementos referenciais para identificação dos lugares; Apropriar-se e valorizar diferentes tipos de paisagens naturais e culturais. Valorizar características ao seu próprio grupo social; Respeitar a opinião dos outros;

y y

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS 

I UNIDADE
A LINGUAGEM DA GEOG A IA

1. A PRODUÇÃO DO ESPAÇO GEOGRÁFICO 2. INTERPRETANDO  II UNIDADE
A GEOG A IA DA NATU EZA Primeiro ano

APAS

1. GEO ORFOLOGIA E RECURSOS NATURAIS 2. AS BASES FÍSICAS DO BRASIL 3. DINÂ ICA CLI ÁTICA E ECOSSISTE AS  III UNIDADE
OS DOMÍNIOS DA NATU EZA

A DINÂ ICA DA NATUREZA E AS NOVAS TECNOLOGIAS

1. OS DO ÍNIOS DA NATUREZA NO BRASIL 2. A ESFERA DAS ÁGUAS E OS RECURSOS HÍDRICOS  IV UNIDADE
TE NOLOGIA E E U SOS NATU AIS

1. OS CICLOS INDUSTRIAIS 2. AGROPECUÁRIA ALI ENTOS 3. ESTRATÉGIAS ENERGÉTICAS E CO ÉRCIO GLOBAL DE

2° ANO DO ENSINO MÉDIO OB ETIVO GE AL
Conhecer o mundo atual em sua diversidade, identificando e avaliando

y

as ações humanas na sociedade e suas conseqüências em diferentes épocas, de modo que, construa referenciais que o permita analisar criticamente a historia do capital, no processo de const rução e reconstrução do espaço.

OB ETIVOS

ON EITUAIS

y y

Conhecer características do processo de formação do sistema capitalista; Compreender que o espaço mundial como está organizado atualmente, é fruto de um longo processo histórico. Reconhecer alguns processos históricos do processo importantes do século XX ± a Primeira Guerra undial, a Revolução Russa, Segunda Guerra undial, a dissolução da União Soviética -e suas conseqüências e o caráter dinâmico do espaço geográfico mundial. Identificar características dos paises desenvolvidos e subdesenvolvidos; Conhecer a evolução da divisão internacional do trabalho e a diferenciação entre os países desenvolvidos e subdesenvolvidos. Conhecer os fluxos de informações, de capitais, de pessoas e de mercadorias em sua estruturação em nível global. Identificar as características de alguns blocos econômicos Reconhecer o processo histórico de industrialização dos Estados Unidos. Identificar características naturais, culturais, e socioeconômicas dos pa íses: Japão, Alemanha, União Soviética, Estados Unidos e China Conhecer o processo de industrialização dos Paises subdesenvolvidos.

y

y y

y

y y y

y

OB ETIVOS P OCEDIMENTAIS
Obter informações em tabelas, gráficos e mapas, relacionando -os com os assunto trabalhado;
y

y

Observar os diversos reflexos socioespaciais do capitalismo, em diferentes épocas. Organizar cronologicamente os fatos e os processos estudados. Comparar a formação de uma economia informacional e a global no mundo atual e as etapas anteriores de estrutu ração do capitalismo. Relacionar o estágio de desenvolvimento atual dos países com a evolução da divisão internacional do trabalho.

y y

y

y

Estabelecer

relações

e

diferenças

entre

os

paises

desenvolvidos

e

subdesenvolvidos.
y

Obter informações sobre os aspectos naturais, culturais, políticos e sociais dos países em questão.

OB ETIVOS ATITUDINAIS
Compreender e valorizar relações entre questões políticas, econômicas e acontecimentos ocorridos em escala local, regional e global.
y y y

y

Respeitar a opinião do outro Valorizar o trabalho como um direito de todos os cidadãos. Conhecer e valorizar as diferenças culturais, étnicas, sociais dos diferentes paises trabalhados. Valorizar

y

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS 

I UNIDADE
O BRASIL E A GLOBALIZAÇÃO 1. INDUSTRIALIZAÇÃO E INTEGRAÇÃO NACIONAL 2. A MATRIZ ENERGETICA 

II UNIDADE
Segundo ano O BRASIL, TERRITÓRIO E NAÇÃO COMPLEXOS AGROINDUSTRIAIS 1. OS COMPLEXOS AGROINDUTRIAIS 2. URNABIZAÇÃO E REDES URBANAS 3. COMÉRCIO EXTERIOR E INTEGRAÇÃO SULAMERICANA 

III UNIDADE SOCIEDADE E ESPAÇO GEOGRÁFICO
1. A ESTRUTURA REGIONAL BRASILEIRA 2. NORDESTE E NORDESTES 3. A AMAZÔNIA E O PLANEJAMENTO REGIONAL 

IV UNIDADE
NORDESTE E DESIGUALDADES SOCIAIS 1. DESIGUALDADES SOCIAIS E POBREZA 2. A QUESTÃO FUNDIÁRIA

METODOLOGIA

A metodologia utilizada se fundamenta no materialismo histórico geográfico, uma vez que o espaço geográfico é o resultado da relação dialética entre a natureza e a sociedade, que resultam em territórios e territorialidades diversas, bem como regiões e lugares, que ora sofrem transfo rmações por fatores locais, ora regionais, ora globais, tornando a geografia uma ciência atual e necessária para a formação cidadã. Assim sendo, os conteúdos serão trabalhados de forma dinâmica com proposta de textos que estimule a visão critica e possibilitem melhor compreensão do tema, ou seja, uma metodologia apoiada na perspectiva de melhorar a leitura e a interpretação de nossos alunos. Para a realização das aulas de geografia serão realizadas:
y y y y y y

Aulas expositivas Debates Seminários Apresentação e Discussão de filmes Pesquisas individuais e em grupo Confecções de painéis

AVALIAÇÃO

A avaliação é um momento privilegiado do processo de ensino aprendizagem. Deve estar presente em todas as etapas do aprendizado, de forma que os alunos e professores percebam seu grau de envolvimento no

processo e o acompanhamento de sua dinâmica. Dessa forma, assim como é um momento de fundamental importância, para o desenvolvimento do aluno, é que durante o ano letivo utilizaremos diversos instrumentos avaliativos tais como:
y y y y y y y y y

Produção textual Provas escritas Seminários Debates esas-redondas Pesquisas individuais e em grupo Discussão de filmes Confecções de painéis Fichamento ou resenha, levando sempre em consideração a escrita, coerência, críticidade, capacidade de síntese e de relacionar fatos nos trabalhos produzidos. Quando alguma da atividade acima citada for realizada em grupo será analisada também a participação e contribuição de cada aluno no desenvolvimento das tarefas.

y

REFERÊNCIAS

AGNOLI, Demétrio; ARAÚJO, Regina. Geografia: A construção do mundo . São Paulo: editora moderna, 2005. EC, Parâmetros Curriculares Nacionais ± Geografia ( Ensino Brasília, EC, 2000
y y y y y y y y y y

édio).

y

y

y y y y

História do Brasil nos Velhos Mapas. Rio de Janeiro: Instituto Rio Branco, 1965. Imagens da formação territorial brasileira. Rio de Janeiro: Odebrecht, 1993. Mapas e planos manuscritos relativos ao Brasil colonial. Brasília: Ministério das Relações Exteriores, 1960. Mapas históricos brasileiros (Col. Grandes Personagens da Nossa História). São Paulo: Abril Cultural, 1970. CALMON, Pedro. História diplomática do Brasil. Belo Horizonte: Livraria Editora P. Bluhm, 1941. RENATO, Carlos de. História diplomática do Brasil. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1959. CORTESÃO, Jaime Zuzuarte. Raposo Tavares e a formação territorial do Brasil. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1958. DIAS, Demosthenes de Oliveira. Formação territorial do Brasil: origem e evolução. Rio de Janeiro: Na Loja Carlos Ribeiro, 1956. DIX, Arthur. Geografia política. Barcelona: Editorial Labor, 1943. MORAES, Antonio Carlos Robert. Bases da formação territorial do Brasil: o território colonial brasileiro no longo século XVI. São Paulo, 1991. Tese (Doutorado) de Geografia. OLIVEIRA, Roberto Monteiro de. A última página do Gênesis: a formação territorial do Estado brasileiro na Amazônia oriental (o caso do Amapá). São Paulo, 1998. Tese (Doutorado) de Geografia. QUESEDA, Vicente G. Historia diplomática Latino-América III: la política imperialista del Brasil y las cuestiones des limites de las republicas sudamericanas. Buenos Aires: Casa Vacaro, 1920. RATZEL, Friedrich. Geografia. São Paulo: Ática, 1990. Grandes Cientistas Sociais, Vol. 59 ROGRIGUES, José Honório. Uma história diplomática do Brasil: 1531-1945. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1995. SOUZA, Augusto Fausto de. Estudo sobre a divisão territorial do Brasil. Brasília: Fundação Projeto Rondon, 1988. VIANA, Hélio. História da República e História diplomática do Brasil. São Paulo: Melhoramentos, 1957.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->