Você está na página 1de 5

Capítulo 1

Aplicação
Primeiramente, estudaremos sobre as aplicações de rede. É um bom 
início para o estudo das redes de computadores, especialmente porque é 
com as aplicações que o usuário interage no dia a dia.

Apresentação do capítulo
Neste capítulo, trataremos os seguintes tópicos:
• O que é uma aplicações de rede?
• Como acontece a comunicação entre aplicações?
• Como a aplicação sabe com quem se comunicar?
• Quais os serviços que uma aplicação pode esperar que seja 
oferecido pela rede?
Introdução às Redes de Computadores de Hoje – PlanoEmFoco.com

1 O que é uma aplicação de rede?

Aplicação de rede é um programa de computador que 
precisa conectar­se à rede (por exemplo, à Internet) para 
funcionar.

Exemplo de aplicações de rede:
• Navegadores internet: Firefox, Opera, Internet 
Explorer etc.
• Mensageiria instantânea: Google Talk, MSN etc.
• Comunicação por áudio e vídeo: Skype, Ekiga etc.
• Correio eletrônico: Evolution, Thunderbird, 
Outlook etc.
• Aplicações usadas em caixas de supermercados.
• Aplicações usadas em terminais bancários.
• Enfim, qualquer aplicação que transmite 
informações para fora do computador e recebe 
informações de fora do computador via rede, 
incluindo­se a Internet.

Você também pode fazer uma aplicação de rede. O número 
de aplicações de redes cresce a cada dia. Existem, 
também, aplicações que não são de rede, ou seja, seu uso é 
restrito ao próprio computador, e ela não se conecta à rede 
(incluindo­se a Internet) para enviar ou receber 
informações.

Exemplo de aplicações que não são aplicações de rede:
• Editores de texto: BrOffice Writer, Abiword, Word 
etc.
• Planilhas eletrônicas:  BrOffice Calc, Gnumeric, 
Excel etc.
• Navegadores de arquivos: Nautilus, Windows 
Explorer etc.
• Enfim, qualquer aplicação que é executada 
localmente no computador, sem necessitar de 
conexão à rede (incluindo­se a Internet).

2
Capitulo 1 ­ Aplicação

Não obstante a lista acima, existem editores de textos e 
planilhas eletrônicas que são carregados dentro de um 
navegador de internet. Assim, essas variações de 
aplicações são aplicações de rede. Hoje em dia, muitas 
aplicações que antes eram executadas estritamente sem 
rede estão sendo reescritas como aplicações de rede.

2 Como acontece a comunicação entre aplicações?

Qualquer aplicação de rede se comunica, na verdade, com 
outra aplicação de rede. Podemos dividi­las em dois tipos:
• Aplicação cliente
• Aplicação servidor

Quando a aplicação é cliente, está solicitando algo. Quando 
é servidor, está disponibilizando algo. Por exemplo, seu 
navegador internet (como o Firefox, por exemplo) é um 
cliente de um serviço chamado WWW (sigla para World 
Wide Web). Sendo uma aplicação cliente, ela solicita algo. 
Do outro lado, o site que você quer acessar, por exemplo, o 
Google, é um servidor do serviço WWW. Sendo uma 
aplicação servidora (ou “servidor”, no masculino mesmo), 
ela provê, disponibiliza, oferece o serviço, que são as 
páginas que você vê e navega.
Se você, com seu navegador internet, procurar uma página 
cujo servidor está fora do ar ou desligado, irá receber uma 
mensagem como “servidor não encontrado”. Isso é bastante 
lógico, visto que, como foi dito, uma aplicação cliente 
precisa conectar­se a uma aplicação servidor. Da mesma 
forma, se você tentar conectar­se com um computador 
comum, que possua outra aplicação cliente, não terá êxito, 
pois duas aplicações clientes não se comunicam.

Uma aplicação cliente comunica­se com uma 
aplicação servidor, apenas. É para isto que 
aplicações clientes são feitas: para se conectar a 
um servidor.

3
Introdução às Redes de Computadores de Hoje – PlanoEmFoco.com

Um único computador pode ter inúmeras aplicações do 
tipo cliente. Cada uma dessas aplicações conecta­se com 
seu respectivo servidor, que podem ser máquinas 
distintas.

Por exemplo, você pode estar com seu navegador internet 
(como o Firefox) em três páginas distintas. Como as 
páginas foram abertas em três abas ou janelas distintas, 
podemos dizer que, embora do ponto de vista do usuário a 
aplicação cliente é uma só, na verdade você tem três 
aplicações cliente conectadas cada uma a uma aplicação 
do tipo servidor. Para você, a aplicação aparenta ser uma 
só, mas são módulos com requisições distintas.
Também é possível que um computador possua, ao mesmo 
tempo, aplicações cliente e servidor, como no caso dos 
programas P2P de compartilhamento de arquivos. 
Enquanto um módulo do programa baixa arquivos, outro 
módulo compartilha arquivos. Novamente, embora a 
aplicação se apresente ao usuário como uma só, são duas 
aplicações de rede distintas: uma cliente, e uma servidor.

4
Capitulo 1 ­ Aplicação

Ao longo de toda a Internet, existem os mais variados 
tipos de equipamentos de rede. Entre eles:
• Computadores de uso geral, isto é, computadores 
que concebem aplicações dos mais variados tipos. É 
esse o tipo de computador que você usa.
• Computadores de uso dedicado, isto é, 
computadores que concebem apenas poucos tipos 
de aplicações, ou apenas realizam poucas funções. 
Por exemplo, firewalls, roteadores, switches etc.
• Equipamentos de não computam ou processam 
informações, mas ainda assim são equipamentos 
de rede. Por exemplo: hubs.

Chamamos os computadores de uso geral de hospedeiros, 
pelo fato de eles hospedarem (conterem, conceberem) 
aplicações de rede, sejam elas do tipo cliente ou servidor.

Hospedeiro é o computador de uso geral que 
hospeda aplicações de rede. Dizemos, então, que 
uma rede de computadores é uma interconexão de 
hospedeiros.

3 Como a aplicação sabe com quem se comunicar?

Uma vez que a Internet tem um número enorme de 
hospedeiros que possuem inúmeras aplicações do tipo 
servidor, como uma aplicação cliente em seu computador 
sabe com qual aplicação servidor se comunicar?