Você está na página 1de 2

c 


       


    
     

j   
   


Considerada componente curricular no Ensino Fundamental, a
Educação Física trata de um elemento específico da cultura: o
movimento humano.
Assim como ocorre nas outras disciplinas, temos nos voltado a
um ensino de qualidade, respaldando -nos em sólidos estudos e
correntes metodológicas .
Durante muitos anos, a Educação Física foi vista como se
apenas se relacionassem ao corpo e às Ciências Biológicas. Por isso,
as atividades desenvolvidas nas escolas tinham como objetivo
primordial o desenvolvimento e a aquisição de habilidades motoras.
No entanto, com as contribuições da Sociologia, da
Antropologia, da História, das Ciências Políticas, entre outras, os
alunos deixaram de ser vistos apenas como conjuntos de músculos
e ossos, passando a ser considerados sujeitos integrados por corpo
e mente, que vivem em determinado contexto social e possuem
herança cultural. Segundo Daolio ( 2004), a Educação Física passa a
reconhecer os conteúdos em sua dimensão cultural; em seus
sentidos e significados culturais, como ͞conteúdos culturais͟.

Como cultura, entendemos o conjunto das produções humanas


(modo de vida, valores, atitudes) que assumem significados no contexto
social. Sob esse ponto de vista, passam a ser objetos de trabalho da
disciplina os conteúdos culturais que adquirem significado na vida dos
alunos. Em decorrência disso, não tratamos o movimento como mera
expressão da natureza.
Considerado uma das formas pelas quais os seres humanos se
relacionam com o mundo, o movimento adquire diferentes significados,
dependendo do contexto histórico-cultural em que está inserido. A partir
de uma ação pedagógica intencional, é possível fornecer aos alunos
elementos a fim de aprenderem a questionar sentidos e significados das
práticas corporais e viverem em harmonia com seu corpo em sociedade.
A Educação Física constitui uma prática pedagógica capaz de
promover o desenvolvimento da consciência corporal e de competências
para a realização consciente de suas aplicações. Por isso, deve propiciar a
compreensão e a explicitação da realidade, bem como a atuação dos
alunos como sujeitos ativos, responsáveis pela construção e
transformação de sua realidade. Nesse sentido, propomos , democratizar,
humanizar e diversificar a prática pedagógica da área, visando a ampliar
sua compreensão, a fim de que não seja relacionada apenas a aspectos
biológicos, mas às dimensões afetivas, cognitivas, motoras, sociais e
culturais dos alunos.


Qu i o princípio d duc ç o
Î    

í ic col r?
 
O princípio e  lore ue dee  und en r

 educ ç o íic  ecol r  ounier li ç o,

ü o coponen e curriculr d  educço inclu o, di er id de, indi idu lid de e cid d ni .

  O co
pro
i o co
o oci i i
o,

b ic crc erid  pelo en ino de concei o ,

princípio ,  lore,  i ude e conhecien o
 olid ried de, olerânci e o re pei o pelo ou ro

obre o
o i
en o hu
no n u o pec o lori  do n or
ço do e ud n e


co plexid de, n  dien õe  biodinâic,
   ede e
er rep do , por
eio de u
educ  ço
co por en le ócio-cul url. í ic  be  orien d , licerç d  n  u lid de cnic ,

n  ic e no co
pro
i o oci l do docen e ,


i
co
o no en ol i
en od co
unid de e col r.


      
*         


 
     

     !   z  "  # 
   
 
     
$ 
 % !"&     '( á )+  ,
    
   
  - #  . 
   
    
      á   á 
     

    
         


      #  "á  /  
0 


       
 1  á    
 ,   2
 á

*    
3  

 
#  .  #
#1           1 

á       / 
   
   ,  
3  #  . 
#    
3 
 z  0
á         ,  
  %
          
&         



   ,       
 
4  
/
      

0

 z  
3    

 
   /   

     
 

       1