Você está na página 1de 2

INTRODUÇÃO A CAPELANIA

Que significa a palavra Capelania?


Segundo estudiosos a palavra CAPELANIA se origina no latim: CAPELLA = UMA
CAPA
Isto seria alusivo ao lugar onde São Martinho guardava sua capa e sugeria também o
lugar onde se efetuava sua oração particular.
Desta forma todos os lugares destinados a adoração em lugares como quartéis, escolas,
hospitais, dentre outros, eram chamados de CAPELA.
A Grande Enciclopédia Larousse Cultural, sem entrar em aspectos históricos, define a
palavra Capela; “Antigamente, igreja ou oratório sem qualificação paroquial...
compartimento reservado ao culto, um local privado”.
Daí a palavra Capelão, que segundo a mesma Enciclopédia quer dizer; Sacerdote
encarregado do serviço religioso em uma igreja não paroquial, ou uma capela de
comunidade religiosa, um hospital, colégio, liceu, exercito, prisão.
Na antiguidade a historia da fé era o único meio de cura conhecido, e por ocasião do
primeiro concílio ecumênico realizado em Nicéia, em 325 dC, estabeleceu-se que os
bispos deveriam proporcionar assistência espiritual e material aos doentes.
Os primeiros hospitais construídos na Europa, no século XIII, eram construídos em
forma de cruz e todas as alas terminavam no altar, no centro do prédio.
A doença era tratada como um castigo divino e a primeira coisa que o doente tinha de
fazer ao chegar ao hospital era se confessar.
Somente entenderam que a doença não decorria de castigo divino por entre os séculos
XVI e XIX.
Atualmente a medicina reconhece a importância do acompanhamento religioso na
recuperação dos doentes.

O que é a Capelania?
É a atividade especial de um capelão, quem presta assistência religiosa a pessoas que se
encontrem em entidades civis e militares de internação coletiva. Ex. Quartéis, Fundação
Casa, Abrigos de Menores, Hospitais, Casa de Detenção, Corpo de Bombeiros, etc.

O que é um Capelão?
É um ministro religioso (pastor, padre) ou pessoa autorizada a prestar assistência e a
realizar cultos em comunidades religiosas, conventos, colégios, universidades, hospitais,
presídios, corporações militares e outras organizações.

O que a lei diz?


A assistência religiosa nas entidades civis e militares de internação coletiva é
dispositivo previsto na Constituição Brasileira de 1988 nos seguintes termos: «é
assegurada, nos termos da lei, a prestação de assistência religiosa nas entidades civis e
militares de internação coletiva.» (CF art. 5º, VII).

Quem está apto a exercer a capelania?


Para trabalhar com capelania é preciso inicialmente se ter o dom da misericórdia.
Deus chama e capacita diretamente, sendo que os treinamentos e cursos servem para
orientar ao vocacionado neste ministério tão importante.

www.ageas.com.br
É preciso também um equilíbrio emocional diante de situações difíceis e que sem
duvida nos impressionam.
É um serviço altamente espiritual que presta assistência pessoal e cuida daqueles que,
por diversas razões, foram retirados do convívio de suas famílias e estão fora da
normalidade do convívio da sociedade. Estão nessa situação: os hospitalizados, os
encarcerados e pessoas recolhidas em asilos e orfanatos. Também os militares das
forças armadas, policiais e outros que, por força do seu serviço, ficam fora da
convivência e comunhão das suas famílias e estão sob constante pressão psicológica e
estresse. Levar conforto e amor é a meta principal, amor de Deus.

Eleny Vassão de Paula Aitken é capelã-missionária da Igreja Presbiteriana do


Brasil e casada com o missionário Gavin Levi Aitken...

Segundo a equipe da Dra. Eleny Vassão, Capelã do


Hospital das Clinicas em São Paulo, existem pelo menos
5 motivos para que as Igrejas Evangélicas se envolvam
com a Capelania:

1 – Satisfação em cumprir a missão de ir por todo o


mundo e pregar o Evangelho a toda criatura.

2 – Crescimento espiritual dos membros da igreja


envolvidos na capelania, uma vez que o problema do
sofrimento os levará a buscar respostas muito mais
profundas na Palavra de Deus, ensinando-os sobre o
amor, a graça, os propósitos e a soberania de Deus.

3 – Menos problemas entre os membros, já que muitos estariam amadurecendo e


ajudando no pastoreio do rebanho.

4 – Alegria em colher os frutos e saber que muitos irmãos que conheceram a Cristo por
meio do trabalho de capelania apoiado pela igreja gozarão da vida eterna.

5 – Privilégio em se envolver e ajudar a sustentar um ministério frutífero.

Existem aproximadamente 130.000 Capelanias no Brasil e por volta de 600.000 pessoas


são alcançadas por ano. A missão de um capelão é oferecer apoio espiritual, emocional
e social, baseado na palavra de Deus.
Existem diversos tipos de Capelania, vamos abordar as principais durante este curso e
dar as instruções básicas de como exercer cada uma delas.

Visite www.ageas.com.br e faça um Curso de Capelania a Distância

www.ageas.com.br