Você está na página 1de 12

Anatomia do aparelho digestório de ruminantes e

não ruminantes

1. Sistema Digestivo
• INGESTÃO
• DIGESTÃO
• ABSORÇÃO
• EXCREÇÃO
• dos alimentos

2. Principais Grupos

2.1. Não-Ruminantes ou monogástricos


• Aves
• Suínos
• Eqüínos
• Caninos e felinos
• Coelho
• Outros
2.2. Ruminantes ou poligástricos
• Ovinos
• Caprinos
• Bovinos
• Bubalinos
• Outros

3. Trato Digestivo do Suíno

• Monogástrico onívoro com limitada fermentação


pós-gástrica
• Estômago simples, incapaz de utilizar dietas
ricas em forragem
• Incapaz de digerir algumas substâncias
presentes em grãos, frutas e vegetais

4. Trato Digestivo do Eqüíno

• Monogástrico herbívoro com alta taxa de


fermentação pós-gástrica (Ceco Funcional)
• Estômago simples incapaz de utilizar dietas ricas
em fibras
• Intensa fermentação após os locais primários de
digestão e absorção

5. Trato digestivo de Aves

• Monogástrico modificado
• Bico substitui os lábios e dentes
• Papo armazena alimento e o torna mais solúvel
antes de entrar no estômago
• Proventrículo é a parte glandular do estômago
• Moela é a parte múscular do estômago
• Ceco duplo produz alguma fermentação pós-
gástrica
• Cloaca recebe fezes e urina
• Ácido úrico
5.1. Particulariedades anátomo-fisilógicas do
trato digestivo de aves

Papo (inglúvio)

• Originário da distensão parede ventral do esôfago


• Armazenamento de alimento
• Atividade digestivas e microbiológicas
• Receptores de volume
• Estomago: proventrículo e moela

Proventrículo (Estômago Glandular)

• Localização: esôfago inferior e a moela


• Revestimento: glândulas gástricas secretórias
• Tipos celulares: mucosas simples (muco),
compostas (muco, HCL e pepsinogênio)
Moela

• Localização: Entre proventrículo e duodeno


• Função: compressão e maceramento do
alimento

6. Trato digestivo de bovinos

• Ruminante herbívoro com intensa


fermentação pré-gástrica
• Estômago saculado bem desenvolvido capaz
de intensa e efetiva utilização de dietas ricas em
fibra
• Intensa fermentação antes dos locais
primários de digestão e absorção
7. Capacidade do aparelho digestivo de algumas
espécies (L e %TGI)
9. Sistema Digestivo

Cavidade oral
• mastigação, ruminação ( ↓ das partículas do
alimento)
Canal alimentar
• conversão física e química dos alimentos
Porção glandular (digestão enzimática)
• fluídos, enzimas, agentes emulsificantes

9.1. Cavidade oral

• MUCOSA DE REVESTIMENTO
epitélio estratificado pavimentoso
• MUCOSA MASTIGATÓRIA
- epitélio estratificado queratinizado
- regiões de > atrito
- Gengiva, face dorsal da língua, palato duro
• MUCOSA ESPECIALIZADA
botões gustativos

9.2. Botões Gustativos

 estruturas intra-epiteliais
 percepção do gosto
 superfície dorsal da língua (palato, faringe)
 reconhece 1 ou + das 4 sensações
gustativas:
 azedo
 doce
 salgado
 amargo
9.3. Saliva

 Auxilia deglutição
 Umidifica alimentos
 Ductos das glândulas salivares:
 Parótida
 Sub-língual
 Sub-mandibular
 Glândulas salivares menores: secreção
contínua

9.4. Dentes

Carnívoros

 Dente canino altamente desenvolvido e usado


para rasgar
 Molares são pontiagudos para quebrar ossos
Onívoros

 Molares posteriores desenvolvidos para moer


 Língua usada para mover o alimento para a
boca

Ruminantes

 Reduzir tamanho de partícula, mas não é tão


essencial como em não ruminantes

9.5. Mastigação

Ruminantes Pouca mastigação + Ruminação


Equídeos Demoradamente
Suínos Depende do Alimento
Carnívoros Redução Imperfeita
Aves Nenhuma

9.6. Canal Alimentar

 Se estende da cavidade oral até o ânus.


 Cavidade oral
 Esôfago
 Estômago (quimo ácido)
 Intestino delgado
 > parte da digestão e absorção
 Intestino grosso
 Digestão é completada e água é
absorvida
9.7. Estômago

 Função:
 acidificar
 converter o bolo semi-sólido em um fluido
viscoso →QUIMO
 sofre digestão parcial: transformação
química e é liberado em pequenas
quantidade ao duodeno
 possui pregas longitudinais (rugas):
 criptas ou fossetas gástricas.
 revestimento:epitélio simples cilíndrico
 céls. superficiais produzem muco que
revestem e protege contra:
 pH ácido
 Autodigestão

9.7.1. Estômago dos monogástricos

 Subdividido em :
 cárdia = esfíncter de entrada
 fundo
 corpo
 piloro = esfíncter de saída

9.7.2. Estômago dos ruminantes

 Dividido em 4 partes:
 RÚMEN
 RETÍCULO ou FAVO “de mel”
 OMASO
 ABOMASO ou COAGULADOR

9.8. Intestino Delgado


 DUODENO
 desemboca ductos do pâncreas e fígado
 glândulas (Brunner) para tamponar o
quimo ácido.
 JEJUNO
 contínuo ao íleo
 ÍLEO
 porção final alcança o
 ceco (eqüíno)
 ceco / colon (outros animais

 A superfície lumial é modificada para sua área,


formando:
 pregas: macroscopicamente
 vilos: microscopicamente
 extensões da lâmina própria recobertas
por epitélio cilíndrico simples
 Formam a borda estriada ou em
escova
9.9. Intestino Grosso

 CECO: saco cego


 COLON
 ascendente
 transverso
 descendente
 RETO
 termina no reto
 Não possui vilos.
 Absorve aminoácidos, lipídeos, carboidratos,
fluidos, eletrólitos e certas vitaminas restantes.
 Absorve água; faz compactação das fezes.

10. Bibliografia Consultada

 SWENSON, M.J.; REECE, W.O. Dukes


Fisiologia dos animais domésticos. 11º ed.
Guanabara, Rio de Janeiro, 1996.
 CUNNINGHAN, J.G. Tratado de Fisiologia
Veterinária. 3º ed. Guanabara, Rio de Janeiro,
2004.
 Gurtler, H. Ketz, H. A., Schroder, L. et al.
Fisiologia Veterinária. Edit. Guanabara. 4 ed.
1987.
 BERTECHINI, A. G. Fisiologia da digestão de
Suínos e Aves. Lavras, MG : ESAL/FAEPE,
1994.

Você também pode gostar