Você está na página 1de 2

Revisão de Física para UPE

5) Dois satélites artificiais A e B, de massas


Colégio Seu Amado diferentes, são colocados em uma mesma
órbita de raio r em torno da Terra.
Prof. Pires

1) O maratonista Zé de Pedreiras, no interior de


Pernambuco, correu a uma velocidade média de
cerca de 5,0 léguas/h. A légua é uma antiga
unidade de comprimento, como são o
comprimento do campo de futebol de Pedreiras
e a braçada. A légua foi definida como 60
campos, 1 campo, como 100 braçadas. Em
termos de uma unidade moderna, 1 braçada
equivale a 1,0 m. A que velocidade média Analise as afirmações a seguir.
correu Zé de Pedreiras em km/s?

I. As forças
A) 2,9 ×10 −3
centrípetas responsáveis pelo
B) 2,9 ×10 −1 movimento de cada satélite
em torno da Terra são
C) 4,9 ×10 −3 distintas.
D) 4,9 ×10 −1
E) 8,3 ×10 −3 II. Os períodos de
rotação dos satélites em torno
2) Um gato, que deseja agradar a sua dona, da Terra são iguais.
tocaia um rato que tem o costume de se
esconder em um buraco na parede. O rato
III. As forças de
encontra-se a uma distância de 2,40 m do
atração gravitacional atuantes
buraco e, observando a situação perigosa da
em cada satélite têm o mesmo
presença do gato, desloca-se no sentido do
módulo para ambos.
buraco, desenvolvendo uma velocidade
constante de 3,00 m/s. Inicialmente o gato está
em repouso, a uma distância de 1,76 m do rato. IV. O módulo da
velocidade do
satélite A é o dobro
do módulo da
velocidade do
satélite B.

É correto afirmar que:

A) as afirmações III e IV estão incorretas.


B) todas as afirmações estão incorretas.
C) todas as afirmações estão corretas.
D) apenas as afirmações I e III estão corretas.
E) apenas a afirmação I está correta.
A aceleração mínima do gato, para que ele
alcance o rato, antes que este se esconda no
buraco, vale, em m/s2, 6) Na figura abaixo, um carro de montanha-
russa de massa m = 500 kg atinge o topo da
A) 13,00 B) 10,00 primeira elevação no ponto A com uma
C) 8,00 D) 15,00 velocidade vA= 20 m/s, a uma altura h = 35 m.
E) 7,00 O atrito e as forças resistivas são desprezíveis.

3) Um dublê de cinema encontra-se em uma


ponte e deseja saltar verticalmente em cima de
um trem que deve passar sob ela. O trem
desloca-se com velocidade constante de 20
m/s, e a distância vertical da ponte até o trem é
de 45 m. A ordem de grandeza da distância
horizontal entre o trem e a ponte, quando o
dublê fizer o salto, vale

A) 10 1 Nessa situação, é CORRETO afirmar que


B) 10 0
C) 10 3 A) o trabalho realizado pela força gravitacional
D) 10 - 1 sobre o carro, quando ele se desloca do
E) 10 2 ponto A até o ponto B, é 15.000 J.
B) o trabalho realizado pela força gravitacional
4) Um avião da esquadrilha da fumaça descreve sobre o carro, quando ele se desloca do
um looping num plano vertical, com velocidade ponto B até o ponto C, é 87.500 J.
de 720 km/h. Para que, no ponto mais baixo da C) o trabalho realizado pela força gravitacional
trajetória circular, a intensidade da força que o sobre o carro, quando ele se desloca do
piloto exerce no banco seja o triplo de seu peso, ponto A até o ponto D, é nulo.
é necessário que o raio do looping, em metros, D) no ponto D, a energia cinética do carrinho é
seja de: nula.
A) 1700 E) no ponto D, a energia potencial do carrinho é
B) 3000 máxima.
C) 2300
D) 2000
E) 1500
É correto afirmar que
7) Para o deslocamento do gás natural oriundo
dos campos de gás, no Mar do Norte, foi A) todas as afirmações estão corretas.
proposta a utilização de grandes dirigíveis, que B) todas as afirmações estão incorretas.
utilizariam o próprio gás para sua sustentação. C) apenas a afirmação I está incorreta.
Considere que o peso do dirigível é desprezível D) apenas a afirmação IV está correta.
em relação ao peso do gás em seu interior e E) apenas as afirmações I e II estão corretas
que este está carregado com 2 x 106 m3 de gás
de massa específica 0,8 kg/m3. Sendo a massa
específica do ar igual a 1,2 kg/m3, a força 10) No circuito a seguir, observam-se três
necessária para prender no solo esse dirigível lâmpadas A, B e C, idênticas, conectadas a uma
vale, em newton, força eletromotriz E com resistência interna
nula e a uma chave S.

A) 3 x 105
B) 6 x 107
C) 5 x 108
D) 4 x 109
E) 8 x 106

Quando a chave S é fechada,

I II

0 0 - a intensidade luminosa das lâmpadas A e


B aumenta.
8) Considere as informações na figura a seguir, 1 1 - a intensidade luminosa da lâmpada C não
em que o espelho E1 é plano, e E2 é um espelho se altera.
esférico côncavo de Gauss, e, ainda, o objeto O 2 2 - a corrente elétrica que passa pelas
tem uma altura de 4 cm. lâmpadas A e B aumenta.
3 3 - a queda de tensão nas três lâmpadas é
igual.
4 4 - a potência fornecida ao circuito aumenta.

11) Na figura a seguir, observa-se uma


distribuição de linhas de força e superfícies
eqüipotenciais. Considere o campo elétrico
uniforme de intensidade 5 V/m. O trabalho
necessário para se deslocar uma carga elétrica
q = 2 .10-6 C do ponto A ao ponto B vale, em
joules,

II

0 A imagem do objeto O relativo ao espelho


E1 encontra-se a 30 cm do centro de
curvatura do espelho E2.

1 A imagem do objeto O relativo ao espelho


E2 é real, invertida e maior.

No circuito elétrico representado na figura a


2 O raio r1 que incide no espelho E2, paralelo seguir, as resistências internas do gerador e do
ao eixo principal, é refletido e passa pelo
foco.
receptor são iguais a 1Ω.
Considere as afirmativas e conclua.

II
3 O aumento linear transversal do espelho
E2 vale – 0,5.

0 A corrente elétrica que circula pelo circuito é


de 1A.
4 A distância da imagem do objeto O ao
vértice V, relativo ao espelho E2, vale 30
cm.
1 A ddp entre os pontos A e B vale 8V.

9) Analise as afirmações a seguir.


2 A ddp nos terminais do gerador vale 1V.
I. Todas as máquinas térmicas têm o mesmo
rendimento.
II. Um sistema pode trocar trabalho e ou calor
com sua vizinhança.
3 O rendimento do gerador é de 90 %.
III. Numa expansão isotérmica, o trabalho
realizado por um gás é igual ao calor absorvido
por ele.
IV. Num refrigerador, o calor passa da fonte 4 O rendimento do receptor é de 10%.
mais fria para a fonte mais quente às custas de
um trabalho realizado sobre ele.