MEMORIAL JUSTIFICATIVO / DESCRITIVO DE PROJETO ARQUITETÔNICO

ALVARO SISA - ESTUDO

Faculdade Assis Gurgacz Arquitetura e Urbanismo Disciplina: Projeto de Arquitetura, de Urbanismo e de Paisagismo VI Professores: Fúlvio Natercio Feiber Domingos Henrique Bongestabs

que se manifestará como obra construída Fundamenta a concepção do projeto arquitetônico: formulação primeira da sua proposta de solução espacial e técnica Encaminha a definição do partido arquitetônico ONDE SE INDICA: 1. Volumetria / Plástica . CONCEITUAÇÃO DO PROJETO Idéia original e genérica sobre a maneira de resolver espacialmente um tema de arquitetura Revela o julgamento.. a opinião do arquiteto sobre o tema e suas intenções sobre seu trabalho.1. Analogias Arquitetônicas / Correlatos / Temáticas Similares 4. o entendimento. Aspectos Relevantes / Diferenciais 3.. época.) 2. Características Gerais (espaço. contexto.

o CONCEITO em si não é suficiente para garantir um bom resultado para o projeto O trabalho para transformar uma boa idéia em uma obra construída de qualidade é bem árduo E vale lembrar que: o CONCEITO.Auguste Rodin . 1889 .“A qualidade de um produto é composta por 1% de inspiração e 99% de transpiração”. no papel de unificador da composição arquitetônica é INSUBSTITUÍVEL O Pensador. [Thomas Edson] Assim sendo.

gás.1 MICRORREGIÃO: características relevantes da região.) . ASPECTOS URBANOS / PAISAGÍSTICOS 2. segundo o partido arquitetônico adotado 2.3 TOPOGRAFIA: descrição dos acidentes naturais e particularidades da microrregião 2.2 IMPLANTAÇÃO: distribuição dos edifícios na área 2.5 ACESSOS: principais e secundários 2. água. etc.4 ORIENTAÇÃO SOLAR: determinante / condicionante 2.5 FLUXOS DE CIRCULAÇÃO: associadas ao exterior 2.2.6 INFRA-ESTRUTURA URBANA: instalações necessárias às atividades humanas (eletricidade. esgoto. pavimentação.

5 3.3. local de interação. segundo critérios estéticos e de conforto para acomodação das atividades 3.6 .3 3. CIRCULAÇÕES: definição das áreas de passagem e movimentação / sistemáticas e secundárias FLUXO: direção/sentido em que ocorre a movimentação EQUIPAMENTOS: inserção das instalações necessárias aos diversos ambientes propostos / mobiliário PRÉ-DIMENSIONAMENTO: estabelecimento de padrões / proporções para configuração do projeto no espaço AMBIENTAÇÃO / AMBIÊNCIA: organização do espaço físico. lazer. etc.1 SETORIZAÇÃO: definida pela atividade / unidade de trabalho. estar.4 3. introspecção.2 3. ASPECTOS FUNCIONAIS 3.

Relaciona-se também à orientação espacial 4. de acordo com a função do ambiente/projeto.2 CONFORTO TÉRMICO: relação das soluções técnoconstrutivas e/ou energéticas mais adequadas a cada projeto (região).1 CONFORTO FÍSICO: apresentação de soluções técno-construtivas e instalação de equipamentos (ergonomia) favoráveis ao bem estar físico.4. Objetiva o impedimento da incidência de um ou mais agentes climáticos desfavoráveis e alteração de outros para produção de situações de conforto . ASPECTOS FÍSICO-PSICOLÓGICOS 4.

repouso) e na percepção local (cor. quanto à iluminação natural e/ou artificial. plástica.3 CONFORTO ACÚSTICO: descrição das soluções técno-construtivas que favoreçam o sossego (ex.4.:capacidade de concentração no trabalho) ou o condicionamento acústico (controle de sons) dos ambientes. lazer. Objetivos: silêncio. Influencia na ambientação (trabalho. boa audição ou comunicação 4. volumetria.4 CONFORTO VISUAL: apresentação das condições satisfatórias propostas. sensações físicas e psicológicas) .

4. territorialidade. aproximação.5 CONFORTO PSICOLÓGICO: fatores ligados à percepção e/ou sensações associados ao edifício. às situações comportamentais e atitudes (esquiva. privacidade e integração social . repulsa. segurança. aprovação) a que estão sujeitos os indivíduos inseridos no contexto (ambiente) construtivo Relaciona-se também ao estudo da escala humana.

5.1 Sistema de Estrutura / Vedações 5. ASPECTOS TÉCNO-CONSTRUTIVOS 5.3 Instalações: Elétricas/Eletrônicas Hidro-Sanitárias Mecânicas Prevenção de Incêndio Ar-Condicionado “Shaft” 5.4 Sistemas de Segurança Limpeza e Conservação F. WRIGHT LE CORBUSIER . L.2 Especificação de Materiais / Manutenção / Reposição 5.

6. equilíbrio. unidade. caráter. ponto focal. originalidade. ASPECTOS ECONÔMICOS Considerações acerca do quadro físico-financeiro da obra e coerência com o tema / contexto geral 7. transparência . ASPECTOS FORMAIS Referências sobre a influência da obra sobre o meio (ou vive-versa) . proporção.

IMPESSOAL 2 O memorial descritivo (justificativo) é um texto que consiste na interação total do projeto e seu sistema construtivo e local. depende de PESQUISA !!! 3 A inserção de croquis explicativos facilita o entendimento e visualização do projeto por parte do leigo/cliente. Assim sendo. é bem vinda! .CINCO LEMBRETES IMPORTANTES 1 O texto deve ser escrito de maneira clara. Portanto. Exige conhecimento de um grande número de informações. concisa e de forma conceitual .

4 Procure relacionar ao máximo todos os aspectos do projeto para melhor CONCLUSÃO / JUSTIFICATIVA / DEFESA DO PARTIDO ARQUITETÔNICO 5 Se necessário. sua concepção e muitas vezes contribuir para a ATRIBUIÇÃO DE SIGNIFICADOS À SUA OBRA . e possível. atribua ao projeto uma LINHA DE PESQUISA OU ESCOLA ARQUITETÔNICA (FAÇA UMA ANALOGIA) Este recurso pode reforçar a IDÉIA CENTRAL do projeto.