P. 1
O QUE E VISUAL BASIC

O QUE E VISUAL BASIC

4.5

|Views: 2.284|Likes:
Publicado porElisa Gomes
Resumo sobre o que é a linguagem Visual Basic.
Resumo sobre o que é a linguagem Visual Basic.

More info:

Published by: Elisa Gomes on Sep 05, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/14/2013

pdf

text

original

Faculdades Integradas de Jacarepaguá Aluna: Elisa Gomes de Oliveira de Morais Matrícula: 940365-1 Tecnologia em Processamento de Dados (6° período) Linguagem

de Programação 2 (VB) Professor: Maurício Reis

O que é Visual Basic?
O Visual Basic é uma linguagem de programação produzida pela empresa Microsoft, e é parte integrante do pacote Microsoft Visual Studio. Sua versão mais recente faz parte do pacote Visual Studio.NET, voltada para aplicações .Net. Sua versão anterior fez parte do Microsoft Visual Studio 6.0, ainda muito utilizado atualmente. Antes do Visual Basic, todas as linguagens de programação eram parecidas do ponto de vista conceitual. Havia diferenças de sintaxe, é claro, bem como diferenças importantes de paradigmas. Entretanto, a metodologia da programação em C, por exemplo, era a mesma da programação em Pascal, Cobol ou Fortran. Um aperfeiçoamento do BASIC, a linguagem é dirigida por eventos (event driven), e possui também um ambiente de desenvolvimento integrado (IDE - Integrated Development Environment) totalmente gráfico, facilitando enormemente a construção da interface das aplicações (GUI Graphical User Interface), daí o nome "Visual". Em suas primeiras versões, o Visual Basic não permitia acesso a bancos de dados, sendo, portanto voltado apenas para iniciantes, mas devido ao sucesso entre as empresas - que faziam uso de componentes adicionais fabricados por terceiros para acesso a dados - a linguagem logo adotou tecnologias como DAO, RDO, e ADO, também da Microsoft, permitindo fácil acesso a bases de dados. Mais tarde foi adicionada também a possibilidade de criação de controles ActiveX, e, com a chegada do Visual Studio .NET, o Visual Basic se tornou uma linguagem totalmente orientada a objetos. O Visual Basic introduziu uma estratégia radicalmente nova de programação. O fato é que, com o passar do tempo, escrever programas passou a ser cada vez mais difícil especialmente programas que exigem interface gráfica. Entretanto, alguns programadores perceberam que muitas coisas que eram difíceis de ser feitas, como construir janelas, menus ou botões, podiam ser feitas sempre da mesma forma. Estes programadores, que já tinham o hábito de colecionar sub-rotinas de utilização geral, passaram a encapsular algumas destas rotinas em uma espécie de "objeto" pronto para ser usado. A idéia final, que deu origem ao Visual Basic, foi a percepção de que vários destes objetos podiam simplesmente ser desenhados na tela como se desenha um retângulo ou outra figura qualquer. O Visual Basic surgiu no começo da década de 90 e deu início a uma profusão de linguagens visuais, tais como Delphi, Visual C, Visual Fox Pro, etc. Entretanto, devido a estar mais tempo no mercado, o Visual Basic apresenta certas vantagens sobre os concorrentes. De fato, o VB (como chamaremos esta linguagem daqui para frente) é o pacote de programação que apresenta o maior

Faculdades Integradas de Jacarepaguá Aluna: Elisa Gomes de Oliveira de Morais Matrícula: 940365-1 Tecnologia em Processamento de Dados (6° período) Linguagem de Programação 2 (VB) Professor: Maurício Reis

número de controles no mercado, os quais o programador pode adquirir, muitas vezes sem ônus (como é o caso dos controles à disposição na Internet ou daqueles que vêem com alguns livros de programação). É claro que a linguagem por traz do VB é o Basic, mas esta linguagem nada tem a ver com aquele velho Basic interpretado dos primeiros computadores pessoais. Nos últimos anos o Basic se sofisticou e se transformou em uma linguagem estruturada que nada fica a dever ao Pascal, por exemplo. Ainda assim, trata-se de uma linguagem de alto nível e não de uma linguagem "quebradora de bits", como o C. Existem várias linguagens derivadas, entre as quais: VBScript é a linguagem default (por definição) para Active Server Pages e pode ser usada no scripting (programação) de Windows e de páginas da Internet. Visual Basic .NET é a nova versão do Visual Basic, que é parte integrante da plataforma Microsoft .NET. Essa versão não é totalmente compatível com as versões anteriores, mas existe a possibilidade de converter códigos antigos, que após uma revisão podem ser usados no Visual Basic. NET. Para fins de comparação, essa linguagem usa o paradigma de Orientação a Objeto e você encontrará muita semelhança com o Java. Visual Basic for Applications (VBA) permite a criação de macros, e está integrado em todos os produtos da família de produtos Microsoft Office, e também em outros produtos de terceiros tais como Visio (agora pertencente à Microsoft) e WordPerfect Office 2002. A principal característica de programas DOS é que a interface é construída em torno do código. É difícil separar o código de geração de menus, construção de botões, etc. do código que realmente executa as ações. Por exemplo, se você quisesse escrever um programa para seleção de itens de menus com o mouse, os seguintes passos seriam necessários: 1. 2. 3. 4. 5. 6. Exibir o texto do menu, provavelmente com o auxílio de algum arquivo-texto; Consultar o drive do mouse para verificar se ocorreu algum clique; Se sim, ir para o passo 4. Se não, voltar ao passo 2; Obter, com auxílio do drive do mouse, as coordenadas da tela onde ocorreu o clique; Verificar se algum item do menu coincide com as coordenadas onde ocorreu o clique; Se não, voltar para o passo 2. Se sim, executar o trecho de código associado com o item de menu.

Faculdades Integradas de Jacarepaguá Aluna: Elisa Gomes de Oliveira de Morais Matrícula: 940365-1 Tecnologia em Processamento de Dados (6° período) Linguagem de Programação 2 (VB) Professor: Maurício Reis

Assim, a manipulação de eventos em DOS é linear e opera apenas um evento de cada vez. Além disso, coisas mais complicadas de se fazer, como menus flutuantes (pop-up), exigem a manipulação de interrupções do processador, que devem ser feitas em Assembler. Outra dificuldade é que a seqüência de execução do programa é determinada pelo programador e não pelo usuário. O Visual Basic, por outro lado, é um pacote de ferramentas de programação concebido para programação em Windows. Os objetos são desenhados na tela de forma visual, com auxílio do mouse, e não por meio de programação. A programação, por outro lado, é orientada a eventos. O coração dos recursos de detecção de eventos do Windows é a sua arquitetura de mensagens. Quando um evento ocorre, tal como uma tecla pressionada ou um clique de mouse, uma mensagem é enviada para a fila de mensagens do Windows. A mensagem estará disponível para todos os aplicativos que estiverem rodando, mas apenas aquele interessado no evento responderá à mensagem. Tudo que o usuário precisa fazer é detectar o evento e mandar que um trecho de código seja executado quando isto acontecer. O VB torna esta tarefa fantasticamente fácil, como veremos. Do que foi visto, fica claro que o VB não é somente uma linguagem de programação no sentido convencional, mas sim um pacote de programação que inclui: Uma linguagem de programação estruturada, baseada no Quick Basic; Um conjunto de ferramentas de programação; Uma interface com o API (Applications Program Interface) do Windows. É verdade que existem algumas coisas que o VB não pode fazer sozinho. Contudo, um programa em VB pode acessar diretamente os recursos do API. Além disso, é possível escrever DLL’s em outras linguagens, tais como C ou Pascal, de modo a agilizar a execução de trechos de código que sejam muito pesados para o Basic original. Sintaxe Modificada A partir de 2003 a sintaxe do Visual Basic mudou em vários aspectos, apesar de ter o mesmo padrão, em vários objetos métodos e funções como, por exemplo, a maneira de acesso a arquivos ficou voltada as linguagens recentes da Microsoft como ASP, ASP.NET.

Faculdades Integradas de Jacarepaguá Aluna: Elisa Gomes de Oliveira de Morais Matrícula: 940365-1 Tecnologia em Processamento de Dados (6° período) Linguagem de Programação 2 (VB) Professor: Maurício Reis

Exemplo de um programa em Visual Basic:

Nesse exemplo, geram-se parábolas de tamanho e cores aleatórias, gerando um efeito psicodélico. A velocidade de mudança das cores pode ser alterada, mudando-se a propriedade "interval" em milissegundos. Private Sub DrawShape() Dim X As Single Dim Y As Single Dim tRadianos As Single Dim R As Single Dim A As Single Dim Teta As Single Call Randomize Scale (3, -3)-(-3, 3) 'Muda a Escala tRadianos = 25 * Atn(1) 'Círculo ForeColor = QBColor(Rnd() * 15) 'Muda a cor da parábola aleatóriamente A = 3 * Rnd() 'Aleatório usado

For Teta = 0 To tRadianos Step 0.01 'Laço de repetição for - executa todos os comandos entre 'For e Next um limite inicial e final definido pelo programador R = A * Sin(10 * Teta) 'Efeiro do raio aleatório X = R * Cos(Teta) 'Coordenada X Y = R * Sin(Teta) 'Coordenada y PSet (X, Y) Next Teta End Sub

Private Sub tmrTimer_Timer() Call DrawShape End Sub 'Evento que chama a função de tempos em tempos

Faculdades Integradas de Jacarepaguá Aluna: Elisa Gomes de Oliveira de Morais Matrícula: 940365-1 Tecnologia em Processamento de Dados (6° período) Linguagem de Programação 2 (VB) Professor: Maurício Reis

Biografia: Wikipédia: http://pt.wikipedia.org Computing: http://www.geocities.com/wallstreet/exchange/1726/computing/vb/vb_intro.htm

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->