Você está na página 1de 12

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA

CAMPUS RIO PARANAÍBA


ECV310 - Fundamentos de Cartografia, Topografia e Estradas

Profo Reynaldo Furtado Faria Filho

Exercícios

1. Diferencie topologia de topometria.

2. No triângulo abaixo, determinar as relações sen α, cos α, tg α.

3. Um observador colocado em C vê o topo de uma torre segundo um ângulo de 56º00’00’.


Afastando-se 20.00 m, o mesmo observador vê a mesma torre segundo um ângulo de 35º00’00’’.
Calcule a distância BC.

4. Para determinar a largura de um rio, um topógrafo mediu, a partir de uma base de 20,00m de
comprimento os ângulos A e B, conforme figura. Calcule valor de h, a e b.

5. Um topógrafo, a partir dos pontos A e B, distantes de 20 m, visa os pontos D e C com o auxílio de


um teodolito. Calcule a distância DC.

1
UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA
CAMPUS RIO PARANAÍBA
ECV310 - Fundamentos de Cartografia, Topografia e Estradas

Profo Reynaldo Furtado Faria Filho

6. Determine a distância AB. Dados: BC = 14,828 m; CD = 25,173 m.

7. Calcule a altura do farol CD, sabendo que se estacionou o teodolito uma vez em A e depois em B,
tendo-se obtido os seguintes valores: AB = 51,30 m; DAB = 16º29’50,50”; ABD = 129º43’59,84”; CAD
= 12º21’35,57”; CBD = 30º37’59,88”.

8. Qual é a altura de uma árvore BE cujo ápice foi visado de dois pontos (A e D), distanciados entre si
de 45,60 m, com um goniómetro estacionado à altura de 1,60 m, acima do terreno plano e
horizontal. Os ângulos α (ângulo com centro em A’) e β (ângulo com centro em D’), lidos são
respectivamente de 5º14’16,8” e 12º20’52,8”. NOTA: A e D pontos estação. A’, D’e E’ pontos no nível
da linha tracejada.

9. Deduza a equação do erro de esfericidade.

10. Transformar a área de 21,5 alqueires paulista, 31,3 alqueires mineiro em hectares.

11. Transformar a área de 231,5465 ha em alqueire paulista e em alqueire mineiro.

2
UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA
CAMPUS RIO PARANAÍBA
ECV310 - Fundamentos de Cartografia, Topografia e Estradas

Profo Reynaldo Furtado Faria Filho


12. Transformar 30,4560º em graus, minutos e segundos e 60°45'50" em graus (graus decimais).

13. Transformar 648.000" em radianos e 1 rad em segundos sexagesimais.

14. Transformar 648.000" em graus, minutos e segundos.

15. Tem-se para a medida da distância horizontal entre dois pontos o valor de 1.290,9078 polegadas.
Qual seria o valor desta mesma medida em quilômetros.

16. O lado de um terreno mede 26,50 metros. Qual seria o valor deste mesmo lado em polegadas.

17. Determine o valor em m, mm e cm de uma dist. horizontal entre dois pontos de 234,5678 km.

18. Determine o valor em alqueires mineiro, de um terreno de área igual a 1224,567 m2.

19. Determine o valor em hectares, para um terreno de área igual a 58.675,5678 m2.

20. Para um ângulo de 1,145678 radianos, determine qual seria o valor correspondente em graus
sexagesimais.

21. Sabendo-se que um alqueire geométrico equivale a um terreno de 220mx220m; que um acre
equivale a 4046,86m2; e que uma porção da superfície do terreno medida possui 3,8 alqueires
geométricos de área, determine a área desta mesma porção, em acres.

22. Com base na figura apresentada a seguir e sabendo-se que α = 6º16’39”; DN=2,600 m;
lm=1,500 m; K = 100; i = 1,530 m, determine:
a) A distância horizontal (D).
b) A leitura inferior e superior do retículo.

23. Transforme os seguintes ângulos em graus, minutos e segundos em graus decimais.


a) 234º 35' 38''
b) 145º 42' 29"

3
UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA
CAMPUS RIO PARANAÍBA
ECV310 - Fundamentos de Cartografia, Topografia e Estradas

Profo Reynaldo Furtado Faria Filho


c) 132º 12' 45"
d) 97º 44' 22"
e) 190º 17' 31"
f) 67º 42' 29"

24. Faça a soma e subtração dos seguintes ângulos, sem utilizar a calculadora:
a) 234º 35' 38''+145º 42' 29"
b) 132º 12' 45"+97º 44' 22"
c) 190º 17' 31"+67º 42' 29"
d) 321º 19' 55"+128º 22' 48"
e) 100º 22' 11"+108º 44' 52"
f) 157º 35' 23"-112º 36' 42"
g) 190º 17' 31"-67º 42' 29"
h) 321º 19' 55"-128º 22' 48"
i) 111º 05' 51"-99º 17' 34"
j) 234º 35' 38''-145º 42' 29"

25. O ângulo zenital lido em um teodolito foi de 257º28'30". Qual é o ângulo vertical que a ele
corresponde. Qual é a direção da luneta para este ângulo vertical (PD ou PI).

26. Determine o ângulo zenital correspondente ao ângulo vertical de 2º04’07” ascendente.

27. Determine o ângulo zenital correspondente ao ângulo vertical de 3º15’27” descendente.

28. Determine o ângulo vertical e direção da luneta correspondente ao ângulo zenital de 272º33’43”.

29. Determine o ângulo vertical e direção da luneta correspondente ao ângulo zenital de 89º21’17”.

30. Qual é a diferença entre ângulo vertical e zenital? Explique e exemplifique esta diferença.

31. O que é azimute? Explique e exemplifique a diferença entre Azim. verdadeiro e Azim. magnético.

32. O que é rumo?

33. Determine o azimute correspondente aos rumos: 27º38'40"SO;


89º39’45”NO; 31º45'NO e 39º35’36”SE. Represente os resultados em eixos
(N-S e W-E).

34. Determine o rumo e a direção correspondente aos azimutes 156º10'37";


197º35’43” e 277º45’01”. Represente os resultados em eixos (N-S e W-E).

35. Qual equipamento é utilizado na medida direta de distâncias? Cite 3 cuidados que se deve tomar
na prática, quando se mede uma distância qualquer com este equipamento.

36. Os levantamentos topográficos podem ser classificados em função do grau de precisão em


expedito; regular e de precisão. Comente sobre cada uma destas classificações.

4
UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA
CAMPUS RIO PARANAÍBA
ECV310 - Fundamentos de Cartografia, Topografia e Estradas

Profo Reynaldo Furtado Faria Filho

37. Comente as etapas de um levantamento topográfico.

38. Descreva as principais características dos métodos de levantamento topográfico.

39. O que é uma poligonal. Exemplifique com desenhos.

40. De “nome” aos pontos das poligonais abaixo de acordo com o sentido de caminhamento. Mostre
a configuração dos ângulos que serão lidos em campo.

41. Qual a diferença entre cota e altitude? Exemplifique cada uma com um desenho.

42. Calcular os azimutes em função dos ângulos horizontais medidos no sentido horário. Demonstre
os cálculos e represente em um croqui como cada azimute foi determinado. Dados: Az01=30°10’15”;
α1=210°15’13”; α2=78°40’10”; α3=310°12’44”; α4=250°26’18”; α5=280°10’44”

43. De uma estação A foi visada, com a luneta na horizontal, uma mira vertical colocada em um
ponto B. Foram feitas as seguintes leituras: fio inferior = 0,753 m e fio superior = 2,003 m. Calcule a
distância horizontal entre os pontos (AB). E se a leitura no fio superior fosse 2,000 m em vez de
2,003, qual seria a nova distância? Calcule a diferença entre as distâncias encontradas, em
centímetros.

5
UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA
CAMPUS RIO PARANAÍBA
ECV310 - Fundamentos de Cartografia, Topografia e Estradas

Profo Reynaldo Furtado Faria Filho


44. Determinar os azimutes de 1 para 2, de 2 para 3 e de 3 para 4, mostrados na figura abaixo em
função do azimute de referência e dos ângulos observados.

45. Indicar nas miras as leituras solicitadas.

1,615m 1,705m 1,658m; 1,600m; 1,725m

46. De uma estação A foi visada uma mira vertical posicionada em um ponto B. Foram feitas as
seguintes leituras: fio inferior = 0,998 m, fio médio = 1,500m, fio superior = 2,002m, com ângulo
zenital de 89º05’00”. Calcule a distância horizontal entre os pontos (AB). E se o ângulo zenital fosse
89º00’00”, qual seria a nova distância? Calcule a diferença entre as distâncias encontradas, em
centímetros.

47. De um piquete (A) foi visada uma mira colocada em um outro piquete (B). Foram feitas as
seguintes leituras: fio inferior = 0,417m; fio médio = 1,518m; ângulo vertical = 5°30'23” em visada
descendente; altura do instrumento (A) = 1,500m. Calcule a distância horizontal e distância vertical
ou diferença de nível entre os pontos (AB). Determine qual é a altitude (h) do ponto (B), sabendo-se
que a altitude do ponto (A) é de 584,025m.

48. Um teodolito está estacionado na estaca (1) de uma poligonal e a cota, deste ponto, é 200,000m.
O eixo da luneta de um teodolito encontra-se a 1,700m do solo. Para a estaca de número (2), de cota
224,385. Foram feitas as seguintes leituras: retículo inferior = 0,325m; retículo superior = 2,675m.
Determine a distância horizontal entre as estacas.
6
UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA
CAMPUS RIO PARANAÍBA
ECV310 - Fundamentos de Cartografia, Topografia e Estradas

Profo Reynaldo Furtado Faria Filho


49. Na figura apresentada a seguir (que está fora de escala) sabe-se que a distância horizontal entre
as estações A e B (AB) é igual a 20 m, e os ângulos horizontais horários, 2A1 = 56º30’16,90”;
2AB = 112º33’11,60”; AB1 = 102º19’04,00” e AB2 = 59º12’53,10”. A partir dos dados apresentados
calcule a distância horizontal entre os pontos 1 e 2.

50. Foi realizado um levantamento por irradiação da área mostrada no croqui apresentado a seguir.
Determine as coordenadas dos pontos levantados a partir dos dados resultantes deste levantamento
topográfico que estão apresentados na tabela a seguir.

7
UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA
CAMPUS RIO PARANAÍBA
ECV310 - Fundamentos de Cartografia, Topografia e Estradas

Profo Reynaldo Furtado Faria Filho


51. De um ponto com altitude 314,010m foi visada uma régua, situada em um segundo ponto de
altitude 345,710m. Com as leituras: α = 12° em visada ascendente; l = 1,620m; e sabendo-se que a
distância horizontal entre estes pontos é de 157,100m; calcule i, FM, FI, FS.

52. Dada a tabela de valores abaixo, determine as coordenadas dos pontos e a área da poligonal. As
coordenadas do ponto 1 são: X(1) = 1000,00m e Y(1) = 1000,00m.

Estação Hze DH Az
1 258º36'00” 1317,52 m 51º22'00”
2 210º47'00” 1253,94 m
3 279º01'30” 1208,27 m
4 243º41'00” 1899,70 m
5 267º55'30” 1148,62 m

53. Com as coordenadas do exercício anterior, desenhar a poligonal no CAD. O papel a ser impresso
deve ter tamanho A4. Determine se o melhor aproveitamento da folha será em retrato ou paisagem.

54. Determine a área da figura, sabendo que a mesma é definida por seis pontos cujas coordenadas
são:
Ponto X Y
1 100mm 100mm
2 223mm 167mm
3 304mm 017mm
4 128mm -79mm
5 002mm -56mm
6 -41mm 023mm

55. Com um taqueômetro cujo limbo vertical mede ângulos de inclinação, estacionou-se no ponto A
e visou-se a estação seguinte (ponto B), tendo-se registrado os seguintes valores: altura do aparelho:
1,450 m; ângulo de inclinação: 01º43’08,41”; fio superior: 1,602 m; fio médio: 1,301 m; fio inferior:
1,000 m. Em seguida, estacionou-se no ponto B e visou-se o ponto A, tendo-se obtido os seguintes
valores: altura do aparelho: 1,650 m; fio superior: 1,953 m; fio médio: 1,691 m; fio inferior: 1,429 m.

a) Calcule a distância entre os pontos A e B e a cota do ponto B, sabendo que a cota do ponto A é
de 134,876 metros.
b) Supondo que não existem quaisquer tipos de erros, determine o ângulo de inclinação na
segunda medição.

56. Faça as leituras dos ângulos indicados a seguir:

8
UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA
CAMPUS RIO PARANAÍBA
ECV310 - Fundamentos de Cartografia, Topografia e Estradas

Profo Reynaldo Furtado Faria Filho

9
UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA
CAMPUS RIO PARANAÍBA
ECV310 - Fundamentos de Cartografia, Topografia e Estradas

Profo Reynaldo Furtado Faria Filho

10
UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA
CAMPUS RIO PARANAÍBA
ECV310 - Fundamentos de Cartografia, Topografia e Estradas

Profo Reynaldo Furtado Faria Filho

57. Dados os valores de erro de fechamento linear e tolerância linear, verificar se o levantamento
efetuado atende a tolerância exigida. Justifique sua resposta. Dados: Σd = 1467,434 m; ex = 0,085 m;
ey = -0,094 m; tolerância = 1:10.000

58. Dada a caderneta de campo a seguir, determine as coordenadas dos pontos que formam à
mesma e faça o desenho da poligonal. Demonstre os cálculos realizados. São dados: Azimute da
direção OPP-1: 45º15’12”; Coordenadas da estação OPP: XOPP = 100,00m; YOPP = 100,00m;
Tolerâncias: Angular: 2’ m1/2 (m = número de ângulos medidos na poligonal); Linear: 1:1000

59. Determine a área do polígono a partir das coordenadas apresentadas na tabela a seguir. Faça o
desenho da poligonal.

11
UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA
CAMPUS RIO PARANAÍBA
ECV310 - Fundamentos de Cartografia, Topografia e Estradas

Profo Reynaldo Furtado Faria Filho


60. A partir da tabela de levantamento de campo faça todos os cálculos necessários para fazer o
desenho. OBS: Não é possível determinar as cotas porque o operador esqueceu de anotar a altura
do instrumento. Dados: Azm4-1 = 38°15’02”. Latitude: 19º55’15” S e Longitude: 43º56’16” W.

Ângulo Fios OBS


Ré Estação Vante
Horizontal Zenital Inf. Méd. Sup.
4 00°00’00” 85°20’02” 1,595 2,000 2,405
1 2 73°53' 25" 83°48’26” 0,825 1,100 1,375
1 00°00’00” 83°45’32” 0,925 1,200 1,475
2 3 141°15' 38" 82°04’23” 0,745 1,000 1,255
2 00°00’00” 81°57’02” 0,945 1,200 1,455
3 4 71°33' 08" 85°52’27” 0,975 1,400 1,825
3 00°00’00” 86°48’46” 1,075 1,500 1,975
4 1 73°17' 37" 85°21’37” 1,495 1,900 2,035

12