P. 1
Ccih Rotinas de Limpeza Do Ambiente Hospitalar-go

Ccih Rotinas de Limpeza Do Ambiente Hospitalar-go

|Views: 10.640|Likes:

More info:

Published by: Christianne Fernandes Valente Takeda on May 12, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/09/2013

pdf

text

original

Sections

  • INTRODUÇÃO
  • I. FINALIDADES DO SERVIÇO DE HIGIENIZAÇÃO E LIMPEZA
  • II. CLASSIFICAÇÃO DAS ÁREAS HOSPITALARES:
  • 1. Áreas Críticas:
  • 2. Áreas Semicríticas:
  • 3. Áreas não Críticas:
  • III. LIMPEZA E DESINFECÇÃO DE AMBIENTE:
  • 1. Tipos de Limpeza:
  • 2.1. Regras Básicas:
  • 2.2. Técnicas de Limpeza com Água e Sabão Utilizando dois Baldes:
  • A. Limpeza com pano úmido
  • 2.3. Limpeza Concorrente
  • 2.4. Limpeza Terminal
  • A. Limpeza da Unidade do Paciente com Água e Sabão
  • B. Limpeza Semanal
  • 2.5. Desinfecção Concorrente:
  • A. Soluções para Desinfecção de Superfície
  • 2.6. Desinfecção Terminal
  • 1. Materiais Utilizados na Limpeza
  • 1.1. Espécie (Materiais de uso Exclusivo do Setor)
  • 1.2. Uso e Reconhecimento do Material de Limpeza
  • 1.3. Agentes de Limpeza
  • 3. Guarda de Material
  • 4. Limpeza do Material em Uso
  • A. Cuidado com Enceradeira:
  • 6. Orientações Gerais:
  • 6.1. Pedido de Materiais:
  • 6.2. Solicitação de Serviços de Manutenção:
  • 6.3. Relação entre os Diversos Setores:
  • 6.5. Etiqueta / O Que Evitar:
  • 6.6. O Que Ressaltar:
  • 6.7. Dever do Funcionário:
  • 6.8. Obrigação do Funcionário:
  • 7. Princípios Básicos para a Limpeza:
  • 7.1. Cuidado com Clientes e Funcionários:
  • 7.2. O Que Não Devemos Fazer no Hospital no Sistema de Limpeza:
  • V. MAPEAMENTO DE LIMPEZA:
  • 1. Recomendações Especiais de Limpeza e Desinfecção:
  • 1.2. Banheiros Públicos:
  • 1.3. Vestiários:
  • 1.4. Limpeza Geral dos Ralos:
  • 1.5. Venezianas, Persianas, Vidraças, Cortinas e Carpetes:
  • 1.6. Portas, Telefones e Fios:
  • 1.7. Geladeira:
  • 1.8. Macas e Suportes:
  • 1.9. Paredes:
  • 1.10. Rodapé:
  • 1.11. Piso:
  • 1.12. Ventiladores, Lâmpadas e Extintores:
  • 1.13. Saída de Ar:
  • 1.14. Televisão:
  • 1.15. Sala de Curativo e Sala de Exame:
  • 1.16. Escadas, Corredores e Hall – Área de Circulação Contínua (Trânsito):
  • 1.17. Telhas de Aranha Geral:
  • 2. Enfermarias:
  • 3. Enfermaria de Isolamento:
  • 4. Posto de Enfermagem:
  • 5. Apartamentos:
  • 6. Unidade de Terapia Intensiva – UTI
  • 7. Central de Materiais e Esterilização - CME:
  • 8. Centro Cirúrgico:
  • 9. Unidade de Pré-Parto:
  • 10. Hemodinâmica:
  • 12. Hemodiálise - Unidade de Terapia Renal Substitutiva:
  • 13. Laboratório e Banco de Sangue:
  • 14. Farmácia / Almoxarifado e Arsenal A:
  • 15. Serviço de Nutrição
  • 16. Lavanderia - Serviço de Processamento de Roupa:
  • 17. Consultórios, Ambulatório SUS, Centro Médico, Centro Diagnose:
  • 18. Administração:
  • 19. Limpeza dos Elevadores:
  • 20. Casa das Máquinas:
  • 21. Necrotério:
  • 21.1. Rotina de Descarte das Placentas:
  • 21.2. Rotina de Descarte de Membros Amputados:
  • 22. Limpeza da Área Externa:
  • 23. Limpeza do Abrigo de Resíduos:

SERVIÇO DE HIGIENIZAÇÃO E LIMPEZA HOSPITALAR - SHL

COMISSÃO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR - CCIH SERVIÇO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR - SCIH

ROTINA DE LIMPEZA DO AMBIENTE HOSPITALAR

Jair Miranda dos Santos. Supervisor SHL Flávia Valério de Lima Gomes. Enfermeira SCIH/CCIH

REVISÃO, MARÇO DE 2005.

2

SUMÁRIO
INTRODUÇÃO ..................................................................................................... 05 I. II. FINALIDADE DO SERVIÇO DE HIGIENIZAÇÃO E LIMPEZA..................... 05 CLASSIFICAÇÃO DAS ÁREAS HOSPITALARES........................................... 06 1. Áreas Críticas.................................................................................................... 06 2. Áreas Semicríticas............................................................................................. 06 3. Áreas Não Críticas............................................................................................ 06 4. Freqüência da Limpeza das Áreas.................................................................. 07 III. LIMPEZA E DESINFECÇÃO DE AMBIENTE................................................... 07 1. Tipos de Limpeza.............................................................................................. 07 2. Procedimentos de Limpeza.............................................................................. 08 2.1. Regras Básicas............................................................................................. 08 2.2. Técnicas de Limpeza com Água e Sabão utilizando dois Baldes................ 09 A. Limpeza com Pano Úmido.......................................................................... 09 2.3. Limpeza Concorrente................................................................................... 10 2.4. Limpeza Terminal........................................................................................ 10 A. Limpeza da Unidade do Paciente com Água e Sabão................................. 11 B. Limpeza Semanal........................................................................................ 12 2.5. Desinfecção Concorrente............................................................................. 12 A. Soluções para Desinfecção de Superfície................................................... 12 2.6. Desinfecção Terminal.................................................................................. 14 IV. ROTINAS DE TRABALHO DO SERVIÇO DE HIGIENIZAÇÃO E LIMPEZA .............................................................................................................. 15

1. Materiais Utilizados na Limpeza .................................................................... 15 1.1.Espécie (Materiais de Uso Exclusivo do Setor)........................................... 15 1.2. Uso e Reconhecimento do Material de Limpeza........................................ 15 1.3. Agentes de Limpeza.................................................................................... 16 2. Higiene Pessoal e Equipamentos de Proteção Individual – EPI´s................ 16 3. Guarda de Material ......................................................................................... 17 4. Limpeza do Material em Uso........................................................................... 17

3 A. Cuidado com Enceradeira........................................................................... 18 5. Revisão de Final de Tarde ............................................................................... 18 6. Orientações Gerais............................................................................................ 19 6.1. Pedido de Materiais..................................................................................... 19 6.2. Solicitação de Serviços de Manutenção ..................................................... 19 6.3. Relação entre os Diversos Setores.............................................................. 19 6.4. Circulação e Roteiro do Funcionário no Hospital ...................................... 19 6.5. Etiqueta / O que Evitar ............................................................................... 20 6.6. O que Ressaltar .......................................................................................... 20 6.7. Dever do Funcionário ................................................................................. 20 6.8. Obrigação do Funcionário........................................................................... 20 6.9. Materiais que Serão de Uso Obrigatório..................................................... 21 7. Princípios Básicos para a Limpeza.................................................................. 21 7.1. Cuidados com Clientes e Funcionários........................................................ 21 7.2. O que não Devemos Fazer no Hospital no Sistema de Limpeza................. 21 V. MAPEAMENTO DE LIMPEZA............................................................................. 22 1. Recomendações Especiais de Limpeza e Desinfecção..................................... 24 1.1. Banheiro (pia, vaso sanitário)...................................................................... 24 1.2. Banheiros Públicos...................................................................................... 25 1.3. Vestiários..................................................................................................... 25 1.4. Limpeza Geral dos Ralos............................................................................. 25 1.5. Venezianas, Persianas, Vidraças, Cortinas e Carpetes................................ 26 1.6. Portas, Telefones e Fios............................................................................... 26 1.7. Geladeira...................................................................................................... 26 1.8. Macas e Suportes......................................................................................... 27 1.9. Paredes......................................................................................................... 27 1.10. Rodapé....................................................................................................... 27 1.11. Piso............................................................................................................ 27 1.12. Ventiladores, Lâmpadas e Extintores........................................................ 28 1.13. Saída de Ar................................................................................................. 28 1.14. Televisão.................................................................................................... 28

4 1.15. Sala de Curativo e Sala de Exame............................................................. 28 1.16. Escadas, Corredores e Hall – Área de Circulação Contínua...................... 28 1.17. Telhas de Aranha Geral............................................................................. 29 2. Enfermarias....................................................................................................... 29 3. Enfermarias de Isolamento.............................................................................. 30 4. Posto de Enfermagem....................................................................................... 31 5. Apartamentos.................................................................................................... 31 6. Unidade de Terapia Intensiva – UTI............................................................... 32 7. Central de Materiais e Esterilização - CME................................................... 32 8. Centro Cirúrgico............................................................................................... 34 9. Unidade de Pré-Parto....................................................................................... 37 10. Hemodinâmica................................................................................................ 39 11. Setor de Radiologia – Raio X......................................................................... 40 12. Hemodiálise – Unidade de Terapia Renal Substitutiva............................... 40 13. Laboratório e Banco de Sangue..................................................................... 42 14. Farmácia / Almoxarifado e Arsenal A.......................................................... 42 15. Serviço de Nutrição......................................................................................... 43 16. Lavanderia – Serviço de Processamento de Roupa..................................... 45 17. Consultórios, Ambulatório SUS, Centro Médico, Centro Diagnose.......... 46 18. Administração................................................................................................. 48 19. Limpeza dos Elevadores................................................................................. 48 20. Casa das Máquinas......................................................................................... 49 21. Necrotério........................................................................................................ 49 21.1. Rotina de Descarte das Placentas............................................................... 49 21.2. Rotina de Descarte de Membros Amputados............................................ 50 22. Limpeza da Área Externa.............................................................................. 51 23. Limpeza do Abrigo de Resíduos..................................................................... 52 VI. RESPONSABILIDADES DA EQUIPE DE ENFERMAGEM NA LIMPEZA DO AMBIENTE HOSPITALAR........................................................................... 52

5

INTRODUÇÃO A limpeza hospitalar é uma das medidas eficazes de prevenção e controle para romper a cadeia epidemiológica das infecções. A disseminação de vírus, de micobactérias e de diversos fungos se dá através do ar, da água e das superfícies inanimadas. A limpeza e a desinfecção com um desinfetante são eficazes em reduzir a infecção cruzada, veiculada pelo ambiente. A água por si só, não faz a limpeza de forma eficiente, ela não é bem absorvida pela superfície onde é aplicada (formação de gotas). Para melhorar a eficiência da água na remoção da sujeira adicionam-se a ela substâncias, como o sabão ou detergente, de tal modo que ela se espalhe, promovendo o contato mais íntimo com a superfície a ser limpa. As paredes, janelas, portas e tetos têm pouca relação com a transmissão de infecção hospitalar. A limpeza de rotina é necessária, mas não exige uma freqüência tão grande como o piso, o mobiliário e os equipamentos. Deve ser estabelecida uma rotina de limpeza periódica, de acordo com a área hospitalar em que se encontram e sempre que houver sujidade visível. I. FINALIDADES DO SERVIÇO DE HIGIENIZAÇÃO E LIMPEZA A principal finalidade do Serviço de Higienização e Limpeza é preparar o ambiente, manter a ordem, proporcionando maior segurança favorecendo o bom desempenho das ações a serem desenvolvidas, melhorando assim, a qualidade dos serviços. O SHL tem como principais finalidades: Manter o ambiente limpo; Prevenir infecções hospitalares; Conservar equipamentos; Prevenir acidentes de trabalho.

• • • •

Berçário. 2. Semicríticas e Não-Críticas. ou destinadas a exames clínicos: . Ambulatórios. Áreas Críticas: São aquelas onde há maior reunião de pacientes graves (baixa resistência). Hemodiálise. o ambiente hospitalar foi classificado de acordo com o risco de contaminação em áreas: Críticas. Áreas Semicríticas: São aquelas onde os pacientes se encontram internados. portanto. Laboratórios.6 II. não ocupadas por pacientes. CLASSIFICAÇÃO DAS ÁREAS HOSPITALARES: Para facilitar o discernimento entre a necessidade de limpeza ou desinfecção. Pronto Atendimento. Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Banheiros. Unidade de Transplante. 3. Áreas não Críticas: São todas as áreas hospitalares onde não há risco de transmissão de infecção. maior número de procedimentos invasivos e. mas com risco de transmissão de infecção menor: • • • • Enfermarias em geral. Salas de pequenas cirurgias. 1. Banco de Sangue. Lavanderia (área suja). Quartos de isolamento. maior número de infecções: • • • • • • • • • • Centro Cirúrgico.

LIMPEZA E DESINFECÇÃO DE AMBIENTE: Independente da área a ser higienizada. CCIH. para evitar confusões que possam comprometer o processo de desinfecção. Salas de aula. utilizando-se água e detergente. Desinfecção: é o processo de destruição de microrganismos patogênicos na forma • vegetativa existente em superfícies inertes. Diretoria. 1. Limpeza/lavagem: é a remoção de sujidade do piso. A limpeza mecânica com detergente elimina 80% dos microrganismos e os desinfetantes químicos eliminam cerca de 90% a 95% destes. é fundamental que haja remoção mecânica da sujidade ou da matéria orgânica.7 • • • • • • • • Almoxarifado. mediante a aplicação de agentes químicos ou físicos. Esse processo é fundamental para que a desinfecção se processe adequadamente. Freqüência da Limpeza: • • • Em áreas críticas. Comissão de Prontuário. Departamento Pessoal. III. mobiliário e • equipamentos. É importante diferenciar os termos limpeza e desinfecção. duas vezes ao dia (ao iniciar os plantões) e quando necessário. etc. Recepções. Tipos de Limpeza: . Coordenação de Ensino e Pesquisa. Setores Administrativos em geral. de paredes. Em áreas não-críticas uma vez ao dia e quando necessário. 4. Serviços de apoio: Rx. Em áreas semicríticas uma vez ao dia e quando necessário. teto.

óbito ou • transferência do paciente. de cores diferentes. 2. chão. 2. • • • • • . inicialmente. Manter os equipamentos de limpeza limpos e secos. sangue. vomito. Regras Básicas: • • • Paredes: de cima para baixo. inclusive na presença de pacientes. bem como a preparação segura e adequada para receber um novo paciente. Ao proceder a limpeza evitar derramar água no chão.8 • Limpeza Concorrente: é realizada diariamente. paredes. Desinfecção Concorrente: é realizada após contaminação com material orgânico (fezes. secreções). iniciando do fundo para a porta de saída. escadas e hall: sinalizar a área. quartos e salas: limpar em sentido único. Usar sempre panos limpos. para recolhimento de resíduos. • urina. Tetos: utilizar uma direção única. evitando o vaivém. Tem por • finalidade a redução da contaminação do ambiente. Desinfecção Terminal: é realizada após limpeza terminal quando da alta. ou quando necessário. seguindo de limpeza com água e sabão. dividindo-a em 2 faixas. Piso de enfermarias. Usar sempre panos diferenciados para móveis. • possibilitando o trânsito em uma delas. Utilizar sempre dois baldes. o pano úmido (varredura úmida). Procedimento da Limpeza A limpeza é feita apenas com água e sabão usando-se. iniciando do fundo da sala para a saída. óbito ou transferência do paciente. retirando toda a sujidade. Usar sempre dois baldes: um com água. e enxágüe. outro com água e sabão líquido. em todas as unidades.1. Piso de corredores. pias e vasos sanitários. Limpeza Terminal: é realizada após alta.

Limpeza com pano úmido Utilizado na limpeza de superfícies impermeabilizadas (mobiliário. luminárias. avental impermeável. um com água e detergente e outro apenas com água. para se necessário. Voltar a mergulhar o pano no balde com água e sabão. e ao mesmo tempo promover a limpeza). Usar Equipamentos de Proteção Individual: luvas de borracha grossas e longas. diminuindo o custo e a carga de trabalho. de pisos Usar panos de limpeza diferenciados para enfermarias e banheiros e de uma enfermaria Não colocar panos e ou tapetes nas portas dos ambientes do hospital. Zelar pela manutenção dos móveis e equipamentos. Limpar as superfícies. após utilizar todas as dobras. longos e retos. com movimentos ritmados. • partículas de pó. 2. • • • • • Abrir o pano umedecido. A. paredes. • e banheiros / camas. equipamentos). tetos. pisos. Mergulhar o pano no balde com água e detergente. • para outra. berços e bancadas. • máximo possível de água (substitui a operação de remover o pó seco. Lavar o pano no balde que contém apenas a água. . Limpar em faixas paralelas. evitando assim a dispersão de microorganismos e Utilizar luvas de borracha de cores diferenciadas para a limpeza.9 • • • Comunicar a chefia imediata sempre que houver estragos nos móveis e equipamentos. Procedimento • • Preparar dois baldes. reiniciar o procedimento de limpeza. dobrando-o em 2 ou 4. torcendo-o bem para retirar o borracha. quando necessário. vidros. desdobrando o pano para utilizar todas as dobras limpas. Técnicas de Limpeza com Água e Sabão Utilizando dois Baldes: A técnica de limpeza utilizando dois baldes tem por objetivo estender o tempo de vida útil do detergente. por exemplo.2. botas de Nunca varrer superfícies a seco.

Limpeza Terminal . umedecendo o pano com água e sabão detergente ou Passar pano úmido embebido em água pura duas vezes ou mais se necessário para Não misturar os panos de limpeza de bancadas com os de limpeza do chão. etc. ao término de procedimentos. 2. • • • sapólio. Proceder à limpeza do chão com água e sabão usando a técnica do pano úmido.. Trocar a água dos baldes sempre que visivelmente sujas. Utilizar movimentos retos e paralelos. • retirar todo o sabão. 2. Colocar as luvas destinadas à limpeza do chão. outro apenas com água. bancadas. quantas vezes forem Jogar a água suja no esgoto. Preparar dois baldes.3. Lavar as mãos antes de seguir para outra tarefa. Limpeza Concorrente É a limpeza feita nas dependências hospitalares enquanto ocupadas por pacientes. • • • • • saída dos ambientes. Procedimento • • • Recolher das mesas. Deve ser seguida pela Limpeza de manutenção sempre que necessária. Limpar e guardar todo o material após o uso. ao iniciar a jornada de trabalho. • • necessário. bancadas.. etc. utilizando a técnica do pano úmido. Retirar as luvas de limpeza de bancadas e lavar as mãos. todo material a ser desprezado. Passar o pano úmido com água pura para retirar todo o sabão quantas vezes for necessárias.10 • • Repetir a operação quantas vezes necessárias para promover a limpeza. um com água e sabão. Limpar as mesas. obedecendo ao sentido do interior para a porta de Lavar o pano no balde com água pura.4.

mesma forma com o outro lado da cama e do colchão. repetindo a operação tantas vezes quantas necessárias. Trocar a água dos baldes quantas vezes forem necessárias. • • • • de alimentação. A. bordas. Procedimento • Proceder como indicada na Limpeza Concorrente acrescentando a limpeza do piso com Incluir a limpeza criteriosa da unidade do paciente. máquina. escadinhas e mesas Limpar criados e móveis permeáveis com pano úmido. Lavar o pano no balde com água limpa sempre que sujo. • . cadeiras. Dobrar o colchão fazendo a sua limpeza e da parte interna do estrado. mesa de cabeceira. ou a cada 15 dias quando da internação prolongada. a escadinha. evitando o movimento de vaivém. estrados e pés da cama. Colocar o material sobre a mesinha ou cadeira. a mesinha de cabeceira. Calçar luvas. um com água e sabão e outro apenas com água. o cesto de lixo e demais mobiliários utilizados durante a assistência ao paciente. Limpeza da Unidade do Paciente com Água e Sabão No que diz respeito à limpeza da unidade do paciente estão incluídos: a cama. Incluir na limpeza os suportes de soro.11 É a limpeza feita após alta. procedendo da Manter o colchão dobrado como indicação de que a unidade do paciente passou por Elevar os pés e cabeceira da cama fazendo a limpeza da parte que fica sob o estrado. óbito ou transferência do paciente. • cabeceira. a mesa de refeição. Embeber o pano em água e sabão e fazer a limpeza de toda a superfície do colchão. • • Utilizar um sentido único na limpeza. Procedimento • • • • Preparar dois baldes. o suporte de soro. • limpeza terminal.

Soluções para Desinfecção de Superfície • • • Álcool etílico a 70%. portas. A. Procedimento Álcool a 70% (Usado pela Equipe de Enfermagem). etc. nas áreas críticas e semi-críticas. urina. ralos. que deve ser realizada criteriosamente 1 vez por semana. .5. B. • O álcool a 70% é utilizado na Desinfecção Concorrente ou Terminal da unidade do Na desinfecção terminal da unidade do paciente o álcool a 70% deverá ser usado após paciente. baldes de lixos. ou em menos tempo se achar necessário. canalização e tubulação exposta. carrinhos de anestesia. vômitos e secreções). devendo ser realizada pelo pessoal da enfermagem.). Observação: A enfermagem deverá desocupar o leito e solicitar a limpeza do mesmo nos casos de internação prolongada (15/15 dias). de curativos. sangue. mesas.12 • Comunicar a Equipe de enfermagem ao termino da limpeza da unidade do paciente para que a mesma proceda a desinfecção com álcool a 70%. Limpeza Semanal É a chamada “faxina”. Desinfecção Concorrente: A desinfecção de superfície está indicada quando em presença de matéria orgânica (fezes. 2. Procedimento • Proceder como indicada na Limpeza Terminal incluindo a limpeza criteriosa de: teto. chão. bancadas. Nipo Bac (Glutaraldeído + quarternário e amônia). • limpeza terminal realizada pelos funcionários do SHL. Hipoclorito de sódio a 1%. material permanente (geladeiras. paredes. antecedendo a limpeza das superfícies.

validade. bancadas. deixando a Manter o frasco rotulado com nome da solução. data da abertura e assinatura. • • • Farmácia. com papéis Proceder à limpeza com água e sabão em toda superfície. . Retirar o excesso da carga contaminante (matéria orgânica). é de 07 dias. luvas de borracha Lavar as mãos após a tarefa.13 • O álcool a 70% é utilizado para desinfecção de equipamentos. botas. macas. • do pano em caso de necessidade de reutilizá-lo (neste caso encaminhar para a lavanderia). não É utilizado na desinfecção terminal após a limpeza terminal. • • Hipoclorito de sódio a 1% • É utilizado na desinfecção terminal e Concorrente de pisos. Manter o frasco rotulado com nome da solução. • úmido. determinado pelo Serviço de O Hipoclorito é utilizado na Desinfecção Concorrente ou Terminal das Áreas Críticas o devendo ser utilizado em artigos metálicos. se houver. Remover o desinfetante com pano úmido em água pura. superfícies metálicas e etc. usando as técnicas de pano Embeber o pano no álcool e fazer 03 fricções locais por 30 segundos. sempre utilizando luvas. • • panos velhos. sempre utilizando luvas. • absorventes ou panos velhos. • superfície secar espontaneamente. devendo ser realizada pelo pessoal do SHL após limpeza. • • • úmido. Proceder à limpeza com água e sabão em toda superfície. O prazo máximo para uso da solução. usando as técnicas do pano Usar os EPIs necessários a este procedimento (avental impermeável. data da abertura e assinatura. após a abertura do frasco. validade. • com cano longo. óculos e máscara). paredes e banheiros. Retirar o excesso da carga contaminante (matéria orgânica) com papéis absorventes ou Desprezar o papel ou pano em saco plástico de lixo branco leitoso ou fazer desinfecção Aplicar a solução desinfetante por 10 minutos. Deve-se atentar para o prazo de validade da solução. • Semicríticas.

Limpeza e Desinfecção Terminal: com o uso do Nipo Bac estas duas etapas se resumem Proceder à limpeza terminal da enfermaria (individual ou coletiva) e da unidade do 50% e Cloreto de Alquil Dimetil Benzil Amônio a 80%.14 Nipo Bac • Desinfetante Hospitalar concentrado para superfícies fixas a base de Glutaraldeído a Dispensa o uso de detergentes e desinfetantes: faz em uma única operação a limpeza e Diluições: 1:300 em áreas não críticas. onde não é necessário proceder a desinfecção utilizar detergente. Usar a técnica de Desinfecção Concorrente. óbitos. não sendo necessário a etapa de Desinfecção com álcool a 70% e /ou Hipoclorito a 1%. quando na presença de matéria orgânica. em uma única etapa. • paciente conforme descrito. • • O Nipo Bac poderá ser utilizado em qualquer tipo de superfície.6. metálica ou não. . • • em uma só. Poderá ser usado na limpeza e desinfecção da unidade do paciente. salmonella choleraesuls. • utilizar o Nipo Bac nas diluições recomendadas para áreas críticas e semicríticas. em situações de altas. 1:40 em áreas não críticas. suspensão de medidas de isolamento e semanalmente: Procedimento • • Utilizar uniforme completo e EPI. staphylococcus aureus. 2. 1:100 em áreas semicríticas. • desinfecção. Desinfecção Terminal Será feita após a limpeza. com eficiência bactericida comprovada para Limpeza diária: usar técnica de dois baldes e pano úmido e no lugar do detergente Nas áreas não críticas. • pseudomonas aeruginosas. seguida de limpeza semanal. transferência. • Tem ação sobre a matéria orgânica.

após a limpeza terminal. pisos. Rodos de borracha (diversos tamanhos). Panos para limpeza (de mesa. Enceradeiras.1. unidade do pacientes. bancadas. Espécie (Materiais de uso Exclusivo do Setor) • • • • • • • • • • • Baldes (de cores diferentes). Latões de lixo (15. Pá de lixo (cabo longo e curto). 1. .. em cores diferentes. etc. Escadas: diversos tamanhos. Palha de aço. etc. Ex: Azul para soluções detergente ou • desinfetante e branco para água. carrinhos de anestesia. Desentupidor de pia e ralos. IV.15 • Passar pano úmido com solução desinfetante (hipoclorito de sódio à 1%). saco azul para o resíduo comum e saco vermelho para resíduo infectante de hemoderivados). janelas.2. Uso e Reconhecimento do Material de Limpeza Baldes: De plástico. etc. • • Vassourinha (de piaçava para banheiros).). portas. Materiais Utilizados na Limpeza 1. • Lavar as mãos ao término da tarefa. • fricção por 03 vezes em mesas. Equipe de enfermagem: Passar pano úmido com solução desinfetante (álcool 70%). tetos. pia. Saco de plástico (cor branco leitoso para resíduo infectante. 35 e 100 litros). Carro: para transporte e guarda do material de limpeza. em paredes. Vassoura de piaçava (diversos tamanhos). ROTINAS DE TRABALHO DO SERVIÇO DE HIGIENIZAÇÃO E LIMPEZA: 1. após a limpeza.

• de saco fechado). • Removedor: Utilizado na limpeza terminal. Nunca encerar com o piso sujo. • semicríticos. Os mais indicados são os sabões que contêm cloro. . por seu alto poder de limpeza e desinfecção e desodorização de áreas.3. para remoção de cera e sujidades impregnadas. O piso só poderá será encerado após fazer a limpeza adequada. Ex: hipoclorito de sódio à 1% e álcool etílico à 70%. Agentes de Limpeza • • • • • Água Veja Multiuso Lustra móvel Detergentes Desinfetantes • • • • • Sabão Cera Cera para móveis Polidor de metais Purificador de ar • • • Água Sanitária Limpa Vidros Removedor • Água: É utilizada para diluição do desinfetante e também para remover as sujeiras. Sabões: Sua capacidade de limpeza varia em função da matéria-prima usada para sua resíduos de detergentes e sabões usados na limpeza. • a vassoura. Ex: sabão em pó. com Panos-Esfregões: Pequenos sem fiapos de tecido. tornando mais difícil a retirada da sujidade. antiderrapante com degraus de borracha corrugado.16 • Escadas: Do tipo doméstica. O hospital ou áreas. após avaliação da CCIH. • Detergentes: Substâncias que facilitam a limpeza e eliminam as gorduras dos artigos e Desinfetantes: São usados para limpeza e desinfecção das áreas e artigos críticos e Cera: O hospital só poderá ser encerado com cera líquida e própria. 1. Dar brilho após 30 minutos. diluído conforme orientação do fabricante. A cera em pasta só será liberada. pois poderá impregnar sujidade. resistentes para limpeza manual (pano Panos de Chão: De tecido forte e frouxo de tamanho suficiente para envolver o rodo ou plataforma superior e dispositivo para colocar utensílios de limpeza. • fabricação. • qualquer setor deverá ser encerado para fazer o tratamento de piso (evitar desgaste do piso). em situações especiais.

Óculos de acrílico. pequenos utensílios. Limpeza do Material em Uso Todo o material de limpeza e o local de guarda devem ser lavados e desinfetados e • secos após o uso. • • • • • • Avental impermeável. o rótulo deve incluir data de início do uso e nome da substância. Tanque: para limpeza do material. lavar no final do plantão / não pegar na maçaneta. • Luvas de borracha grossa e longa (02 pares com cores diferenciadas): Mantê-la limpa. Dispositivo: para pendurar vassouras. Prateleiras: para baldes. observar furos. • • 3. Desinfetantes: devidamente rotulados e tampados. produtos de limpeza. Gorros. Manter vestiário (armário) sempre limpo.17 2. rodos e pás. 4. Bota de borracha: usar para todos os procedimentos e mantê-la sempre limpa e seca / guardar no armário. Higiene Pessoal e Equipamentos de Proteção Individual – EPI’s: Uniforme: limpo e passado (Unisex oferecido pelo Hospital). bacias. Cuidado ao recolher lixo e em caso de acidente notificar a chefia imediata. telefone ou qualquer objeto com luva. . Não trazer criança para o hospital (a mesma pode adquirir doenças). Guarda de Material Depósito de Materiais e Limpeza – DML: Local para guarda e limpeza do material com: • • • • • Pia: para lavagem das mãos.

(pendurada pelo cabo). Não jogar água em cima. evitando assim a proliferação de microorganismos. por Lavar as mãos após cada limpeza. ou seja.18 • Pá de lixo: Após o uso. Revisão no Final de Tarde: Usar um pano com rodo. depois de lavados. com o corpo reto (inclinar-se). Rodo: Limpar a borracha e guarda-lo em local fresco fora da água. Não poderá jogar água em alta distância. Cuidado com Enceradeira: Ao usar as mesmas limpar. Enxugar o fio da mesma. Enceradeiras: Devem ser limpos com pano úmido e guardados em local próprio. para alimentação. lavar com sabão e guarda-lo com boca para baixo. A. Não bater na enceradeira. Não deixar produtos e materiais de limpeza nos quartos ou banheiros dos pacientes. na sala específica para a guarda dos mesmos. • . Não colocar o plugue na tomada com as mãos molhadas. • • • • Estes materiais devem ser guardados. • • • • • • • • • • • 5. Não passar enceradeira quando estiver dando brilho com chão molhado. Não deixar o fio esticado. molho de um dia para o outro. • Panos: Deverão ser encaminhados à lavanderia após o uso. Não deixar o disco por baixo. não devem ser deixados de O local de guarda do material não deverá ser utilizado para outros fins como. As enceradeiras não poderão ser entregues sujas. • exemplo. lavar com sabão e deixá-la guardada apoiada na parede Balde: Após o uso.

3. manutenção e outros setores que. são responsáveis pelo sucesso ou fracasso dos serviços prestados pelo hospital. Deve haver comunicação clara entre os diversos setores para evitar constrangimentos que venham deixar clientes insatisfeitos. enfermagem. Pedido de Materiais: A solicitação de materiais é feita à coordenação de limpeza. Passar um pano úmido na enfermaria. Não deixar o ambiente sujo ou passar o serviço desorganizado. Quando necessária manutenção fará o recolhimento do equipamento estragado ou inutilizado. lavar o mesmo com água e sabão. Recolher todos os lixos dos cestos. Orientações Gerais: 6. Relação entre os Diversos Setores: A limpeza. Não deixar faltar papel higiênico nos banheiros.1. dependendo da sua interligação e trabalho em equipe. Conforme a situação do banheiro. Solicitação de Serviços de Manutenção: Os serviços de manutenção observados pelo funcionário devem ser comunicados à coordenação que tomara as devidas providências. que libera atendendo necessidades. 6. Usar papel higiênico. As enfermarias terão que estar limpas para funcionário do noturno. A recepção depende de apartamentos limpos e em ordem para fazer a internação. a enfermagem só pode liberar apartamentos quando estes estiverem em condições de serem ocupados necessitando da limpeza e manutenção dos mesmos. . recepção.19 • • • • • • • • • Usar saco. Usar balde com água.2. 6. 6.

6. 6. • • • Snobismo. Etiqueta / O Que Evitar: • Gestos.20 6. Circulação e Roteiro do Funcionário no Hospital: A definição de um roteiro e uma rotina de trabalho para o funcionário da limpeza economiza tempo e materiais.7. modos que denotam descuido. 6. 6. presunção e arrogância.8. Até às 7:20 o funcionário já terá que ter iniciado o trabalho. Indiferenças e negativismo. O mesmo terá até 7:15 horas para o lanche. .5. Padronizando assim o trabalho. vestir roupa mal cuidada etc. Interesse pelo o que faz. palavras. Cuidado pessoal e disciplina. Consciência das próprias limitações.4. Dever do Funcionário: • • • • • Chegar às 6:50 horas. Ver roteiro de trabalho no item de Mapeamento de Limpeza. Os exames só poderão ser marcados nos intervalos ou com as normas do setor.6. Ética profissional. O Que Ressaltar: • • • • • • Cooperação. de maneira a obter melhor qualidade. Fofocas e maledicências. Consultas somente fora do horário de trabalho ou com a autorização da chefia. desleixo pessoal. como: coçar o nariz. Otimismo e alto confiança. Obrigação do Funcionário: • • Chegar e receber o serviço. O plantão terá que ser passado detalhadamente. Reclamações e descontentamentos freqüentes com coisas de pequena importância.

Evitar encostar-se ao paciente ao fazer a limpeza. Não esquecer de limpar todos os cantos. Não arrastar o lixo para o banheiro. máscaras.21 • • Se for necessário passar enfermaria por enfermaria. Equipamentos de Proteção Individual: Luvas. Princípios Básicos para a Limpeza: 7. Nunca colocar a mão no paciente estando com luvas. etc.9. Não arrastar o saco de lixo nos corredores. • 7. Não deixar o lixo no corredor. Não arrastar o lixo com o rodo. Não recolher o lixo com as mãos. Não jogar água em todo o piso. balde. 6. principalmente quando estiver no pós-operatório. Não arrastar o lixo para o ralo. Materiais que Serão de Uso Obrigatório (fornecidos pela empresa): • • Uniforme: Unisex.1. gorro. 7. rodo. que for solicitado pelo setor. capote sempre Materiais de Trabalho: Pano. O Que Não Devemos Fazer no Hospital no Sistema de Limpeza: • • • • • • • • • • Não usar vassoura para varrer o piso. botas. . etc. Não levar o material de limpeza do seu setor para outro. Não tocar no suporte do paciente com luvas. Não pegar lixo de outra enfermaria e levar para a que vai ser limpa. Quando for remover os móveis para limpeza fazê-lo sem luvas. Cuidado com Clientes e Funcionários: • • • • • Sempre retirar as luvas quando for abrir ou fechar as portas.2.

Atender telefone ou anotar recados que não sejam de seu serviço específico. apartamentos ou suítes) lavar as mãos. retirá-lo ao se dirigir ao refeitório. banco de sangue. Cuidados importantes: Retirar jóias e adornos. sem esmalte. Ajudar na alimentação dos pacientes. Utilizar uniforme próprio e avental impermeável. Auxiliar em procedimentos próprios da equipe de enfermagem. Controlar materiais pertinentes às atividades de enfermagem. Mantenha as unhas sempre aparadas e limpas. cabelos curtos ou bem amarrados. Não usar o seu horário de trabalho para fazer qualquer outro tipo de serviço que não seja o trabalho. • • suas funções. Não comer alimentos no período que estiver trabalhando. O relógio não deverá ser usado nas áreas críticas e semicríticas. Levar e/ou buscar material de almoxarifado. Escrever ou anotar em impressos próprios de enfermagem. farmácia. a não ser que haja uma necessidade. Manusear medicamentos. Prestar cuidados aos pacientes. MAPEAMENTO DE LIMPEZA: . É Proibido: Aos componentes do serviço de limpeza da Santa Casa de Misericórdia de Goiânia: • • • • • • • • Remoção e transporte de pacientes. Utilizar luvas de borrachas durante todas as tarefas. não pertinentes às que não sejam para utilização de seu serviço específico. Ausentar-se do local de trabalho para atender solicitação de terceiros. laboratório.22 • • • Não usar luvas cirúrgicas no local de trabalho. Ao entrar e sair da unidade do paciente (enfermaria. V.

Limpeza do Abrigo. Hemodinâmica. Laboratório e Banco de Sangue. Unidade de Terapia Intensiva . Ambulatório SUS. Isolamento.CME. Farmácia / Almoxarifado / Arsenal A. Hemodiálise. Unidade de Pré Parto.UTI. Necrotério. Centro Médico. Limpeza dos Elevadores. Banheiros Públicos. Centro de Diagnose. Enfermarias. urgências e situações específicas: Apartamentos. Centro Cirúrgico. Serviço de Nutrição. • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • . Central de Materiais e Esterilização .Serviço de Processamento de Roupa. Posto de Enfermagem. Abrigo de Resíduos. Administração.23 É a divisão do hospital em áreas e a distribuição de funcionários observando necessidades. Vestiários. Recolhimento Lixo Geral do hospital. Lavanderia . Casa das Máquinas. Berçário. Raio X.

Utilizar a técnica com água abundante. A. Lavar os materiais e as mãos no final da tarefa. Hemodinâmica. Banheiro: Limpeza e desinfecção diária e semanal • • • • • • • • • Utilizar uniforme completo e EPI. vidraças e visores. portas. . Usar técnica do pano úmido com dois baldes em: portais. Banco e refeitório. Setor de Radiologia . Hemodiálise. fazendo uma fricção mecânica. Elevador. Usar escova para esfregar as partes de azulejos.24 • Limpeza Externa. * Setores que terão Materiais de Limpeza de uso Exclusivo no local: • • • • • • • • Unidade de Terapia Intensiva . Esfregar o piso com vassoura. Pré-parto.RX. Centro Cirúrgico . principalmente os cantos. Laboratório.UTI. quando em presença de saída de água (ralos). Isolamento. Administração. Centro Médico . CME. 1. Áreas contaminadas. Lavar as paredes do banheiro com água e sabão fazendo o uso do hipoclorito. Jogar água com abundância. Recomendações Especiais de Limpeza e Desinfecção: 1.1. Usar sapólio depois de esfregar.Consultórios. Usar desinfetante todos os dias (hipoclorito a 1%).CC. Central de Materiais e Esterilização • • • • • • • • Capela da Hematologia (Farmácia). Transplante Renal. Pia: • • Lavar a pia com água e sabão.

Usar hipoclorito todos os dias ao fazer a limpeza. 1. Banheiros Públicos: • Lavar os banheiros públicos diariamente e todas as vezes que houver necessidade Os mesmos não poderão ficar molhados. roupas e sapatos e entregar para sua chefia. o esgoto. Jogar hipoclorito todas às vezes da lavagem. (conforme técnica descrita). Lavar a tampa. Usar a técnica que já foi citado para lavagem dos banheiros. 1. Usar hipoclorito. Vaso Sanitário: • • • • Lavar a parte externa dos vasos.4. Enxaguar com água. Limpeza Geral dos Ralos: Duas vezes por semana lavar os ralos. Limpeza semanal – semanalmente. Retirar botas. pias e vasos todos os dias. Usar o hipoclorito em todas as limpezas dos banheiros. B.3. 1. Usar vassoura de vaso para esfregar a parte interna e as bordas. Recolher o lixo todo final de tarde.25 • Enxaguar. • • • • • • • • . ou seja. Depois enxaguar com água até ficar branco. Lavar paredes. Fazer uma limpeza pesada a cada 15 dias.2. Vestiários: • • • • • • Limpeza diária – utilizar técnica de varredura úmida.

Portas. • • virtude de serem excelentes agregadores de pó. Portais. Maçanetas e Puxadores: • Utilizar a técnica da limpeza semanal com pano úmido (na parte interna e externa. 1. Geladeira: utilizar esponja de aço se necessário). Telefones e Fios: A. em As cortinas devem ser retiradas periodicamente para lavagem (sugere-se mensalmente). • . Persianas. Vidraças. Portas. Fazer a desinfecção das maçanetas e puxadores friccionando álcool 70%. Cortinas e Carpetes: A. Limpar as esquadrias e vidros.6. Telefones e Fios: • • Limpar diariamente com pano úmido com água e sabão. limpando bem os cantos. B. 1. usando um gancho de ferro (EPI obrigatório). Lavar as mãos ao término da tarefa. Venezianas.7. Atenção: A tampa será retirada pelo próprio funcionário da limpeza.5. Venezianas e Persianas: • • • Limpeza semanal com técnica do pano úmido. as partes externas e internas. Fazer a desinfecção fricionando álcool 70% (equipe de enfermagem). uma a uma de cima para baixo. Limpar as lâminas.26 Observação: Ao fazer a limpeza não esquecer de recolher o lixo não deixando ir para os ralos. Cortinas e Carpetes • Cortinas e carpetes devem ser evitados nas áreas de atendimento aos pacientes. B. 1.

27 • • • • • • • Limpeza semanal. 1. Realizar após a limpeza a desinfecção com álcool 70% (equipe de enfermagem). Lavar as mãos ao término da tarefa. Descongelar a geladeira.9.10. antes de desligá-la. Enxaguar e secar. 1. Usar uma bucha com sabão e água e esfregar depois enxugar com o pano limpo. retirando todo lixo. Utilizar técnica do pano úmido e dois baldes para a limpeza.8. Paredes: • • • • As paredes não há necessidade de lavar com grande quantidade de água. . Usar a técnica do pano úmido com água e sabão. Solicitar a Equipe de Enfermagem para esvaziar a geladeira. Macas e Suportes: • • • Usar a técnica de limpeza diária com pano úmido com água e sabão. com o removedor. Fazer secagem. Esfregar todo o roda pé. Jogar o removedor no piso e usar enceradeira para esfregar o piso (limpeza semanal). Rodapé: • • • • Usar palha de aço ou bucha especial. 1. Nas áreas administrativas solicitar a secretária que esvazie a geladeira. Limpeza interna e externa. Enxaguar com água até ficar limpo. Lavar o rodapé todas às vezes que realizar faxina semanal.11. Piso: • • • • Recolher todo o lixo com varredura úmida. entre uso e semanal. Efetuar a desinfecção diária. Não fazer estas limpezas com água suja. a água terá que ser sempre limpa. 1.

28 • • Secar e encerar. É obrigatória a limpeza diária dos ventiladores. 1. Lâmpadas e Extintores: Desligar o ventilador. Televisão: • • • • Usar um pano seco para fazer as limpezas das TV.16. Escadas.14. Os ventiladores serão limpos com pano úmido e escova. 1. • • • • função. Fazer este serviço uma vez por semana.13. usando a Lavar os materiais e as mãos ao término da tarefa. As lâmpadas serão limpas a cada 15 dias pelo funcionário que está treinado para tal Retirar as poeiras dos extintores todos os dias. • técnica do pano úmido. 1. Não deixar o pano muito úmido. Ventiladores. Fazer o uso da escada. • • • .15. Se necessário tirar a mesma da tomada. sempre Efetuar limpeza terminal e desinfecção ao término da jornada de trabalho. 1. Dar brilho depois de 30 minutos. Corredores e Hall – Área de Circulação Contínua (Trânsito): que necessário. Saída de Ar: • • Usar pano úmido para retirar as poeiras.12. não deixando molhar. 1. Sempre que necessário procurar a manutenção. Sala de Curativo e Sala de Exame: • Efetuar limpeza diária e desinfecção concorrente usando técnica do pano úmido.

Enfermarias: 2. sabão e hipoclorito ou nipo bac. . usando barreira (linha imaginária) para isolar a parte a limpar. Iniciar a limpeza de cima para baixo (escadas). 2. Realizar a limpeza da enfermaria dividido em 2 partes iguais usando água e sabão. transferência ou óbito.17.29 • • Utilizar a técnica de limpeza diária com pano úmido. Observação: Pedir a enfermagem para não ficar circulando neste período. Lavar todas as janelas na parte interna e externa.1. se houver necessidade fazer limpeza. Limpeza Diária: • • • • • • Começar do limpo para o mais sujo. Pedir licença para as pessoas que estiverem circulando na unidade. Todos os dias olhar as paredes e portas. Lavar o banheiro por último. água. conforme técnica descrita. pois o piso estará molhado. Lavar o piso com máquina. Em enfermarias coletivas: Realizar limpeza e desinfecção terminal 01 vez por semana. mudar a barreira e efetuar a limpeza das outras partes. 1. Limpeza Semanal (mesmo com paciente): • • • • • Lavar toda a parede com água e sabão.2. Em enfermarias individuais realizar desinfecção terminal sempre que alta. Telhas de Aranha Geral: • • • Retirar telhas de aranha todos os finais de semana. deixando a outra parte para circulação. de 8/8 dias. no período da tarde. 2. Usando removedor. Nunca esquecer das portas. Passar a vassoura retirando os insetos.

recolher o lixo dos mesmos todos os dias. Nas enfermarias da pediatria. As enfermarias de todo o hospital deverão ser enceradas. 2. Nos andares com jardins. compadre. Roda pé usar palha de aço e esfregar principalmente os cantos. O berçário deverá ser lavado todas as 6ª feiras. nunca pedir aos mesmos para retirar objetos do Retirar os móveis do lugar para fazer a limpeza. Lavar os banheiros em último lugar. comadre. Sempre que for retirar os móveis do lugar não arrastar e retirar as luvas. Todos os dias verificar a limpeza das portas e maçanetas.30 • Não deixar acúmulo de água no piso. Começar a limpeza pelo teto. • • • • • • Atenção: Não esquecer de retirar os móveis do lugar tanto para limpeza diária como para terminal para assim ser completa. Nunca dar ordens aos acompanhantes. Enfermaria de Isolamento: Usar a paramentação adequada. deverá ser dado brilho em dias alternados. 3. Paredes e janelas. • • local. pois poderá acontecer uma emergência no qual Colocar aviso nas entradas das enfermarias. resíduos pérfurocortante e roupas sujas). . retornando-os ao lugar ao terminar. • • • • • • poderão acontecer fatos desagradáveis em relação ao paciente. pois estas ficam muito sujas. O pano e rodo não poderão ser usados em outro local antes de passarem por desinfecção • máscara. Lavagem Terminal: • Sempre a primeira parte fica com a enfermagem (recolhimento de materiais. O transplante deverá ser lavado com máquina todas as 2ª feiras. conforme descrito da placa de sinalização (luvas.3. gorro e capote e botas). • (encaminhar para lavanderia).

4. Lavar janelas internas e externas. Lavar o piso. Apartamentos: Fazer a limpeza dos apartamentos entre 7:30 e 11:30 e quando for solicitado. Fazer a varredura úmida. e quando solicitado. Posto de Enfermagem: Lavar as paredes todas as sextas feiras no período da tarde. Lavar roda pé.31 • • Fazer a limpeza da parte menos suja para a mais suja. Limpar todos os dias. Lavar o banheiro com água e sabão fazendo o uso da escova e esponja de aço. Limpeza Diária: • • • • • Sempre que entrar na enfermaria dos apartamentos pedir licença. Lavar as pias (de lavagem de mãos) todos os dias. Limpar a enfermaria com água e sabão. Lavar portas. unidade. Lavar o piso com máquinas no período noturno todas as sextas. • • • • • • • . A limpeza desta unidade deverá ser rigorosa como o uso de desinfetante em toda a Limpeza terminal como já citado anteriormente. Lavar parede. • • • • • • 5. Pedir licença sempre que entrar no apartamento. Lavar as geladeiras conforme rotinas. em até trinta minutos. • 4.1. Lavar os cantos esfregando com vassoura. Lavar os cestos todos os dias se houver necessidade.

Limpeza Pesada: • • • • Lavar com máquina toda a unidade 2 vezes por semana.1. Limpar o piso e pias. Retirar os móveis do lugar para estes procedimentos. transferência ou óbitos. 7. se for possível fazer em até quatro partes. do repouso médico e de enfermagem.32 • • • Limpar os pisos de saída de oxigênio e ar comprimido. sempre que alta. Lavar banheiro conforme rotina. conforme técnica descrita. Observação: A UTI será encerada em dias alternados com cera mais diluída. . Limpar as vidraças com limpa vidro. Realizar limpeza da unidade do paciente. O repouso médico e repouso de enfermagem serão lavados todos os finais de semana. 6. Central de Materiais e Esterilização . Limpar a Televisão. Unidade de Terapia Intensiva – UTI.CME: 7.2. Limpeza Diária CME: • • • • Limpar janelas e paredes. Observação: Sempre ter hipoclorito para não ter problemas quanto ao uso. 6. mesas etc. Dividir a limpeza ao meio.1. Lavar as paredes 2 vezes por semana. todos os dias retirando a sujeira de todos utensílios. Trocar as camas. 6. Retirar as poeiras dos locais como cadeiras. O expurgo será lavado todos os dias. Limpeza Diária da UTI: • • • • • • Recolher o lixo com pano úmido. Lavar os banheiros.

7. não deixando serviço para traz. Lavar os banheiro e esfregar os cantos. . pelo funcionário da CME. Semanalmente proceder a limpeza do teto. no início e final do plantão. Observação: A limpeza geral é como já foi citado nas páginas anteriores. Após o processo deverá tomar banho e trocar o unissex e as botas para fazer a limpeza da área limpa.33 • Limpar o expurgo esfregando com vassoura. Lavar pias e bancadas. Os materiais perfuro .cortantes como agulhas e lâminas. A funcionária dos serviços gerais deverá lavar diariamente o piso com água. sabão e álcool a 70%. 7. • água.2. Lavar o piso com máquina. detergente • • e hipoclorito.3. Limpeza da Área de Preparo • O piso e os banheiros deverão ser limpos diariamente com água. Observação: Limpeza geral em todo o setor. sabão e álcool a 70% A limpeza geral dos armários e balcões deverá ser feita todas as segundas feiras com dos serviços gerais. vidros e janelas. sabão pela funcionária A limpeza dos balcões deverá ser feita diariamente com água. paredes. • • • Lavar diariamente os tanques e as torneiras. em nosso serviço atualmente utilizamos caixas de papelão lacradas. • pelo funcionário da CME. começar no teto e terminar no ralo do banheiro. Expurgo Limpeza Pesada: • • • • • Realizar a limpeza pesada 2 vezes por semana. deveram ser descartados em recipientes de paredes rígidas. Expurgo O lixo do expurgo deverá ser recolhido diariamente (no mínimo duas vezes ao dia). Lavar as paredes. A.

Deverá ser realizada a limpeza e lubrificação das guarnições utilizando graxa de silicone. . paredes. Deverá ser realizada diariamente a limpeza com água e sabão . restrita a contaminação ao redor do campo operatório.2. pelo funcionário da CME. mantendo-as rigorosamente limpas. vidros. utilizando produto específico (proxitano) diluído conforme orientação do fabricante. 7. • • desinfecção com álcool a 70% das prateleiras. pelo funcionário dos serviços gerais. Área de Esterilização Este funcionário também deverá trocar de roupas para fazer suas refeições. Centro Cirúrgico: 8. Jamais esquecer de usar EPIs. • Aos sábados deverá ser realizada a limpeza das autoclaves. extintores. deverá ser feita todas as sextas-feiras. 8.1. utilizando produto específico para limpeza terminal (proxitano). para remover partículas de poeira depositadas nos mobiliário e equipamentos. da parte interna para a externa. • removendo sujeiras e excesso de resíduos. antes da primeira cirurgia do dia. lâmpadas. Limpeza Pré-Operatória: Realizada pelo funcionário da enfermagem. • dos serviços gerais devidamente paramentado e orientado. semanalmente a Deverá ser realizada diariamente a limpeza do piso com água e sabão pelo funcionário É feita uma revisão periódica diária das autoclaves. Limpeza Operatória: É realizada durante o procedimento cirúrgico.3. etc.34 • A limpeza geral do piso. 8.

com pano molhado com solução desinfetante. mobiliário e equipamentos utilizados na Cirurgia limpando um perímetro de 1 a 1. envolve as tarefas de retirada do material sujo da sala. desde que não haja sujidade visível além desta área. retira apenas o material orgânico imediatamente após o acidente. Atenção especial com material pérfurocortante que deverá ser descartado em recipiente resistentes e devidamente identificado.5 metro em torno do campo cirúrgico.3. Recolher toda roupa suja e colocá-la no hamper e encaminhá-la para a lavanderia. cuidados com cânulas e frascos de secreções. abrir todas as pinças e colocá-las na bacia com serrinha para baixo). Deve abranger piso. Limpeza Concorrente: É realizada após término de cada cirurgia.35 As áreas contaminadas com matéria orgânica do paciente devem ser limpas. Procedimento Equipe de Enfermagem: • Separar material descartável e não descartável. Jamais fazer qualquer procedimento sem usar EPI. Solução Desinfetante: Hipoclorito 1% 8. • desincrostante da seguinte maneira (material mais pesados e maiores por baixo. Faz-se apenas uma desinfecção. • • • Encaminhar ao expurgo material para serem lavados.) na sala de cirurgia durante o ato cirúrgico (limpeza da sala no trans-operatório) é de responsabilidade da circulante. . após a limpeza realizada Ao retirar os instrumentais da mesa cirúrgica colocá-lo na bacia com água e sabão pelo funcionário do SHL. antes que sequem e suas partículas possam ser disseminadas para o ambiente. Passar álcool a 70% em todo o equipamento e mobiliário. Obs: A responsabilidade da limpeza de substâncias (sangue e etc. A pessoa da higienização fará a limpeza concorrente ou terminal com supervisão da enfermagem.

8. Colocar baldes e todos mobiliários em seus devidos lugares. Limpeza Terminal: É a limpeza realizada diariamente após a última cirurgia programada do dia.4. 8. limpar com compressa molhada na solução Não tocar diretamente em gazes.5. nunca voltar pano de área suja para área já limpa. equipamentos e piso. Proceder a Limpeza Concorrente conforme descrito. escaras contaminadas. * Evitar contaminação de outras salas. * Proteção da equipe cirúrgica. compressas ou instrumentos contaminados sem luvas. gangrena e outros. Atentar para técnica de limpeza e desinfecção seguindo direção única (direita para Solução Desinfetante: Hipoclorito 1% esquerda). • • . Limpar o piso com água e sabão e posteriormente passar solução desinfetante. Procedimento • Colocar pano molhado em solução desinfetante na sala quando solicitado pela equipe de Caso respingue secreção no piso. pacientes portadores de doença infecto-contagiosa. Sala Contaminada / Rotina: São consideradas contaminadas as que contêm: Pus. lavabo. fezes. enfermagem. Objetivo: * Evitar infecção cruzada.36 Equipe da Limpeza: • • • • Limpar todo mobiliário. Envolve todos procedimentos de limpeza concorrente acrescentando a limpeza de todos mobiliários. • desinfetante. equipamento com água e sabão. macas.

olhar portas paredes para ver se não há Se for detectado sangue ou secreção no piso. Sempre quando for fazer a limpeza de uma sala. Lavar todo o roda pé usando o removedor. chefia. Limpar a sala com água e sabão. para uma boa limpeza. Não tirar água de uma sala para outra. secar bem a unidade. • esponja de aço. Usar a máquina em todo o piso. chamar a manutenção ou comunicar a sua Lavar as paredes. portas e janelas. Limpeza Pesada nos Finais de Semana: • Lavar o teto. 9. sua luva. Lavar todos os esgotos da unidade. máscara e gorro. • • • • • • Observação: A funcionária terá que ter a sua própria bota.1. • papel toalha ou papel higiênico.6. Cuidados Importantes: • • • • • • Recolher o lixo da sala após cada cirurgia. Repouso médico: . usar o hipoclorito nos locais colocando Nas portas e paredes jogar o hipoclorito e lavar com água e sabão fazendo uso da secreção nas mesmas. Sempre que for fazer esta limpeza retirar os móveis do local. a cada procedimento jogar a esponja de aço no lixo. Enxugar bem a unidade sabendo que nunca poderá encerar. quando não estiver acontecendo cirurgia.37 8. sendo de uso exclusivo no centro cirúrgico. Limpar sempre os cantos. Unidade de Pré-Parto: 9. sempre que houver necessidade. Lavar com água e sabão todas as pias da unidade. Limpeza da Unidade: A.

Limpar possíveis manchas na parede com água e sabão. B. Levar todo o lixo para o corredor do fundo. Fazer varredura úmida. Corredor de Acesso: • • Horário: 10:30 às 11:00. Lavar todo o banheiro conforme rotina. D. Promover varredura úmida. Triagem: • • • • • • • • Horário: 08:00 às 09:00. papel toalha e papel higiênico. pacientes que estão em deambulação. secar.38 • • • • • • • Limpar das 07:00 às 08:00. Pré Parto: • • • • • Horário: 09:00 às 10:00. • . sabão e hipoclorito. secar utilizando o desinfetante. Limpar o piso do quarto com pano embebido em água e sabão. sabonete e papel toalha. incluindo paredes e piso. Limpar piso com pano embebido com água. Proceder à limpeza dos móveis. se houver. Retirar lixo colocando-o amarrado no corredor do fundo. C. trocar roupa de cama. Limpar com pano embebido em água. sabão e hipoclorito. Retirar o lixo. Recolher todo o lixo. Fazer varredura úmida do quarto. tendo o cuidado com as Lavar o banheiro. Afastar todos os móveis para limpeza. Repor sabonete. Repor papel higiênico. Lavar o banheiro da triagem. retirando o que for possível para o corredor. Afastar móveis da parede.

• Domingo: • • • Lavar o piso com máquina.39 • Limpar com água e sabão. usando o removedor. 9. de 4/4 horas. janelas). passar pano embebido Banheiro de pacientes: lavar quantas vezes for necessário. Recolhimento do lixo: O recolhimento do lixo será realizado diariamente. sendo: 1ª hora: 07:30 às 08:00 2ª hora: 12:00 às 12:30 3ª hora: 16:00 às 16:30 4ª hora: 20:00 às 20:30 5ª hora: 00:00 às 00:30 6ª hora: 04:00 às 04:30 10. aguardar 30 minutos. não se esquecendo do rodapé. parapeitos e Fazer limpeza de rotina.2. limpando todo um lado para depois limpar o outro. Fazer o restante da limpeza de rotina. fazer limpeza com água e sabão. da seguinte forma: dividir corredor ao meio no sentido do Proceder à limpeza no sentido da entrada do corredor ao fundo. comprimento. • Sábado: • Lavar todas as paredes conforme a rotina já citada (isto inclui portas. Quando necessário: • Respingo de sangue ou secreção: absorver com papel higiênico. • em 30 minutos. Hemodinâmica: . Proceder ao enxágüe o quanto for necessário para retirar todo o produto utilizado. sendo a revisão feita de 30 com hipoclorito no local.

Hemodiálise . 11. 10.1. Lavar os banheiros.1. Não esquecer de retirar as telhas de aranha. 11. Lavar por último o ralo. Limpeza Diária: • • • Limpar as paredes e portas onde estiver sujo. fazendo o uso do hipoclorito e sapólio. Lavar os banheiros do teto até o piso e enxaguar bem.2. Lavar o banheiro. Limpeza Diária: • • • • Limpar as salas. 12. Limpar o piso após ter feito a varredura úmida. não jogar água.2.1. Setor de Radiologia . Lavar o piso com máquina. Limpeza Pesada: • • • • Lavar as paredes todos os finais de semana. Limpar o piso com pano úmido.40 10. Limpar as paredes quando for solicitado pelo funcionário. Lavar os cantos. Limpeza Diária: . Limpeza Pesada: • • • • • • • Lavar as paredes e roda pé. Lavar o roda pé. Lavar os banheiros todos os dias jogando água.Unidade de Terapia Renal Substitutiva: 12. Lavar o piso todos os finais de semana. Lavar portas e janelas.Raio X: 11.

fazer a retirada de teias de aranhas. onde serão desprezadas as soluções utilizadas. tendo-se o cuidado de manter o material de limpeza de uso exclusivo desta sala. • Enxaguar com água em abundância. ao lavar o banheiro.D. iniciar pelas paredes. porém com critérios diferentes: • Iniciar pelo teto. em um único sentido. manchas ou secreções (utilizando As paredes. em seguida colocar a solução de hipoclorito a 1% e depois realizar a limpeza com água e sabão. hipoclorito a 1% sob fricção mecânica). pia. Limpeza da Unidade do Paciente: .2. fazer a retirada do excesso com papel toalha.A. hipoclorito a 1% sob fricção e após. água e sabão. piso e por último o vaso sanitário. Essa limpeza deverá ser realizada após instalação das sessões de hemodiálise por turno e no final do período e/ou sempre que necessário. • Na presença de sangue ou secreções. Limpeza Semanal: A limpeza semanal deverá seguir a mesma técnica da limpeza diária. utilizando a enceradeira. • sabão e esponja de aço.3. sabão e desinfetante.41 • Limpeza de paredes: Caso haja sangue ou secreções. • sabão por fricção mecânica e enxaguar com jato de água. salas negativas I e II. reuso e finalmente o banheiro. portas. deverá proceder à limpeza com Limpeza de bancadas e pias: Antes da limpeza do piso. • Deve-se proceder à limpeza da sala positiva com as mesmas técnicas e critérios utilizados nas outras salas. C. 12. lavar bancadas e pias com água.P. pias bancadas deverão ser lavadas totalmente com água e O piso deverá ser lavado com água. • Limpeza do piso: Deve-se proceder à varredura úmida. sala de emergência. da área menos contaminada para mais contaminada: Observações: • Na Hemodiálise a limpeza deve começar pela copa. 12. janelas.

Sempre que terminar a transfusão o funcionário terá que fazer uma boa limpeza na sala. Limpeza Diária: • • • • • • Fazer a limpeza das salas olhando parede. • • .1. A unidade do paciente envolve a cadeira. Lavar o piso com máquina. Laboratório e Banco de Sangue: 13. Não deixar acumular lixo na entrada do laboratório.2. Sempre fazer o uso de desinfetante no laboratório. Recolher os lixos a cada três horas. Proceder à limpeza com água e sabão na cadeira e equipamentos. 13.42 A limpeza da unidade do paciente na Hemodiálise é de responsabilidade da equipe de enfermagem: • • • • Recolher todo o material e resíduo da unidade do paciente. piso e teto. Piso e teto. Limpar os ventiladores sempre que necessário. Pias e vasos. a máquina de diálise e todo o equipamento utilizado durante a seção de Hemodiálise. Farmácia / Almoxarifado e Arsenal A: Recolher todos os lixos a cada 2 horas (caixas de papelão e outros) Limpar a sala com pano úmido. 13. 14. Não jogar água de uma sala para outra evitando assim a contaminação. Lavar o roda pé todos os finais de semana. Limpeza Pesada: • • • • • • Lavar as paredes. Proceder à desinfecção com álcool a 70%.

Observação: Quando solicitado pelo alto-falante. Refeitório (Serviço de Nutrição): • • • • Limpeza diária: Manhã 08:30 / Tarde 14:00 e 18:30 horas.1. Em caso de dúvidas procurar a farmacêutica do setor. da capela com água e sabão. Banheiro (Serviço de Higienização): • Limpeza diária: às 16:00 ao limpar sala da nutricionista. Bebedouro e pia: Diariamente. A. Sala da Nutricionista (Serviço de Higienização): • • Limpeza diária: às 16:00 antes da limpeza do refeitório. Ao funcionário do SHL caberá a limpeza apenas do piso desta seção. Serviço de Nutrição. Banheiro conforme descrito.1. Farmácia já faz uma rotina de reciclagem do material. . Limpeza pesada: Uma vez por semana. Esta limpeza é de responsabilidade do Farmacêutico. Dar brilho todos os dias. por dentro e por fora. Capela da Farmácia: • • • • A cada 15 dias lavar as paredes. Manutenção das mesas e cadeiras: 11:00 às 14:00 horas. 15. 14. 14. Limpeza geral: Quinzenal. Lavar parede e teto. devemos atender o mais rápido possível. 15. 15.43 • • Passar cera.2.2. Uso diário com álcool a 70% nas paredes. Limpeza Semanal (Finais de Semana): • • • • • Lavar o piso com removedor.

fogão e exaustor: Serviço de nutrição . C. Geladeiras: • • Copa – Serviço de nutrição. G. azulejo. parede e sistema de refrigeração: todas as 2ª e 5ª feiras.44 B. pias. Higienização piso. G. Preparo do Alimento / Cocção: • • Bancada. . ralo: Serviço de higienização – manhã e tarde. Limpeza Geral da Nutrição (Serviço de Nutrição e Higienização): • Todas as quintas – feiras. Dispensa – Serviço de higienização. E. Área de Distribuição: • • Bancada. Limpeza pesada: Quinzenal. Copa do 3º Andar (Serviço de Nutrição): • • Bancada. Câmara Fria (Serviço de Nutrição): • Piso. F. azulejo. Armário Para Armazenar Alimentos (Serviço de Nutrição): • Semanalmente. ralo: Serviço de higienização – manhã e tarde. D.após 12 horas: Piso. pia. Dispensa (Serviço de Higienização): • • Limpeza geral: toda 2ª feira. máquinas de lavar: diariamente. balcão térmico: Serviço de nutrição – após as refeições. Piso. H.

nas quartas-feiras e sábados. • partir das 14:00 horas o setor de processamento de roupas não distribuirá roupa até o término da faxina. ajudará na faxina da unidade O cronograma será enviado a todos os supervisores de enfermagem. não Lavar a porta de acesso à lavanderia. a partir das 14:00 horas (lavar parede e piso.45 Observação: Sábado à tarde e Domingo o dia todo o setor de nutrição será responsável pela limpeza da copa e refeitório. 16. Limpar todos os cantos e por baixo dos móveis. Aos sábados a anexo). Lavar as paredes com água e sabão no local onde é torcida a roupa (centrífugas).R. Lavar as janelas na parte interna e externa. Lavar o banheiro conforme a solicitação acima. piso e vaso Em toda limpeza do piso.P. 16. Limpeza Diária: • • • • • • • • • Jogar água com sabão no piso e arrastar retirando todos os resíduos. Lavar os ralos. A cada 15 (quinze) dias o funcionário da manutenção. Recolher todos os dias o lixo e lavar os latões. Limpeza Geral: • Será realizado 02(duas) faxinas por semana. (Cronograma Participação da faxina todos os funcionários do S.2. sabão e água sanitária. conforme escala. Dividir a lavanderia ao meio. • • . • • realizando a limpeza e retirada das plumas dos equipamentos e retirada de telha de aranha. Arrastar os móveis dos locais. deverá ser jogada água e raspado para retirar as plumas. Lavanderia . sanitário usando água. • jogar os restos no esgoto. Lavar diariamente os banheiros da área limpa e contaminada.Serviço de Processamento de Roupa: 16. encerar e dar brilho).1. as paredes.

todos os dias e realizar uma Ter um cuidado para não molhar as espumas das mesmas. pia. sabão e esponja de aço. tanto parede.46 • A área contaminada será lavada pelo funcionário da lavanderia. fazer a varredura úmida com pano limpo. Lavar o roda pé. Centro Médico. Ambulatório SUS. usando esponja de aço. • semana retirando as almofadas. porém. Lavar o piso com removedor. Fazer a limpeza das vidraças dos balcões. 17. • • • • • • etc. vaso.1. Consultórios. Centro Diagnose: Fazer limpeza diária no período diurno e recolher as trocas dos consultórios. • • • Observação: Nos finais de semana realizar Limpeza Semanal utilizando com uso da enceradeira. • 17. Mesmo no local onde estão os clientes. . Sempre procurar um momento propício para este serviço. necessidade será solicitado um funcionário do serviço de higiene e limpeza. todos os dias. Os banheiros serão lavados a noite pelo funcionário de plantão. disco e o removedor. Passar pano úmido no piso e limpar o banheiro. Os bancos de cimento sem proteção terão que ser limpos todas as noites e finais de Os bancos do centro médico e centro diagnose terão que ser limpos todos os finais de Limpar as mesmas com água. Lavar a pia com sapólio. Retirar as telhas de aranha todas as sextas e sábados. • • semana. caso haja Usar a Máquina de lavar piso todos os sábados. Limpeza Pesada: • • • Lavar as paredes. Lavar as paredes todos os dias. • limpeza pesada nos finais de semana. usando limpa vidro ou ajax.

. 17. Centro Diagnose. Lavar o piso. O uso do hipoclorito será obrigatório.2. pedir licença para o funcionário da sala. Ambulatório SUS: • • • Todos os dias passar pano úmido retirando os lixos. 17. Usar o desinfetante em todos os consultórios. Quando estiver paciente. Não deixar os alimentos secar no piso. As pias e os banheiros deverão ser lavados todos os dias.5. Lavar a pia. Dar brilho todos os dias. Limpeza Diária: • • • • • • Fazer uma limpeza com pano úmido retirando toda sujeira e encerar.47 • • • Lavar banheiros. Usar espátula para remoção. Lavar o esgoto. Retiradas dos Chicletes: • • Fazer as retiradas dos chicletes a cada 15 dias.3. 17. Se necessário recolher o lixo quando houver necessidade. Em seguida encerar e dar brilho. Lavar o ralo retirando a proteção. preferencialmente no final de semana para não causar tumulto. Lavar as paredes. Corredores do Centro Médico.4. 17. Sala de Gesso: • • • • • • • A sala de gesso terá que ser limpa em de 30 em 30 minutos. Todas as vezes que for solicitado passar o pano no piso. Recolhimento de lixo rigorosamente.

Limpeza Diária: • • • • • • • Limpar as salas. Limpar o piso do mesmo com água e sabão se necessário usar palha de aço. Lavar as portas da unidade. Limpeza dos Elevadores: Limpar as paredes com água e sabão. Lavar o piso todas as vezes que houver necessidade. Limpar com pano úmido. 18. A cada 14 dias limpar o teto com a ajuda do funcionário do sexo masculino. Não jogar água em todo o piso. Limpeza Pesada: • • • • Lavar o banco HSBC todas as sextas feiras após as 16:00 horas ou pela manhã.1. Encerar de 2 em 2 dias. Sempre usar água limpa não deixando lixo nos cantos e secar a água suja. para não acumular resíduos. 18. Não poderá jogar água no piso em grande quantidade. Dar brilho todos os dias.2. 19. Todas as canaletas dos elevadores terão que ser limpas.48 • • Lavar as cadeiras e as escadas. Administração: 18. com esponja que não seja esponja de aço. Lavar as paredes e roda pé a cada 15 dias. Após lavar encerar e dar brilho. • • • • • • . Lavar os banheiros. Observação: Enxaguar o piso com água limpa. Lavar as salas a cada 15 dias com máquina.

Saber como o elevador fica parado. Casa das Máquinas: Fazer o sistema de varredura todas as quintas feiras. O pano tem que ser específico para o local. limpar os botões que são chamados os mesmos. 20. tratou de urgência vamos cuidar do que foi solicitado a nós. liberar o mesmo. 21. • • • Atenção: Quando o elevador estiver parado e houver emergência. Hora e data do parto. Lavar as mesas todos os dias. • • • • • . • 21. Lavar as paredes. Registrar no rótulo se houve alguma complicação no parto. com identificação e formol: • • • • • Nome da paciente. Recolher o lixo todos os finais de tarde para ter um bom aspecto.49 • As portas dos mesmos serão limpas todas as manhãs tanto externas como interno. Data da gestação (se possível). Lavar o banheiro diariamente. A cada final de mês varrer as grades do 2º andar que dá acesso para a casa das Não acumular lixo neste local. • • • máquinas. Necrotério: Limpar o piso todas as manhãs. Quando estiver limpando o mesmo não poderá estar circulando pessoas. Recolher o lixo. janelas e portas todos os finais de semana. Leito e registro da paciente.1. Rotina de Descarte das Placentas: As placentas são colocadas em 02 sacos azuis.

Quartafeira. Quinta-feira.2. Sábado. Segunda-feira: recolher na quinta-feira. A. • • placentas são encaminhadas ao necrotério: Domingo. Identificação dos baldes: Os baldes são identificados de acordo com os dias em que as um. Quinta-feira: recolher na segunda-feira. contendo: . Serão recolhidas pelo funcionário do SHL. Quarta-feira: recolher no sábado. Sábado: recolher na terça-feira. Sexta-feira.50 • • • Colocar as placentas dentro do balde no corredor externo do Centro Cirúrgico. Nome do paciente. Terça-feira. • outra é da Instituição). • As placentas recolhidas até 72 horas: Domingo: recolher na quarta-feira. Terça-feira: recolher na sexta-feira. Rotina de Sepultamento das Placentas: • Registrar em Livro de Registro próprio na Chefia de Enfermagem o nome da Levar declaração de declaração de sepultamento em duas vias (uma via é do cemitério e A via da declaração da instituição é anexada no Livro de Registro de placentas e Parturiente. Rotina de Descarte de Membros Amputados: • O médico deverá fazer uma declaração de encaminhamento do membro (2 vias). não esquecendo de pegar o visto do funcionário do cemitério. quando Após 24 horas. são encaminhadas ao cemitério para sepultamento em cova rasa. • identificadas. Encaminhar ao necrotério e colocar nos baldes de acordo com a identificação de cada A placenta fica no hospital por 24 horas (as placentas de parto complicado. 21. e o tipo de parto (Normal ou Cesariana). Sexta-feira: recolher na segunda-feira. • membros (fonte de informação). serão deixadas em observação por mais dias). Segunda-feira.

Rotina de Sepultamento dos Membros: identificado (mesmos dados da declaração feita pelo médico). Carimbar e assinar (obrigatório). não esquecendo de pegar o visto do funcionário do cemitério. • membros (fonte de informação). A enfermagem deverá embalar o membro em saco branco leitoso. . 22. • • Registrar em Livro de Registro próprio na Chefia de Enfermagem o nome do paciente. a mesma deverá ser novamente solicitada ao médico O Maqueiro encaminhará o membro ao necrotério e as 2 vias da declaração à Chefia de O funcionário do SHL deverá colocar o membro ensacado em caixa de papelão Avisar a Supervisão do SHL. Retirar todos os lixos do estacionamento. • Enfermagem. leito. Recolher os lixos das portarias de 3 em 3 horas.51 • Registro. Recolher os lixos dos cestos. • que realizou o procedimento. Usar a bomba de vácuo para retirada de terra do piso. data e membro amputado. Levar declaração de declaração de sepultamento em duas vias (uma via é do cemitério e A via da declaração da instituição é anexada no Livro de Registro de placentas e registro. Jogar água em todos os jardins. A. Tirar as telhas de aranha das coberturas externas. horário. Parte do corpo amputada. • outra é da Instituição). Hora e Data da Amputação. • lacrando-a com fita crepe. Limpeza da Área Externa: • • • • • • • • Fazer o sistema de limpeza em todas as portarias recolhendo os lixos. Varrer todo o pátio. devidamente Se houver extravio da declaração.

• maneira. 23. 3. Lavar os carrinhos de coleta interna (partes externas e internas). máscara cirúrgica. IV. Lavar os conteirners todos os dias: partes internas e externas. o piso. quando o mesmo estiver realizando a limpeza do ambiente. 2. as paredes. • • • • rodas lubrificando-as. pois é à entrada dos nossos clientes. botas. juntamente com o lixo da farmácia. químicos e comuns) são lavados da mesma EPI´s: os equipamentos de proteção individual são obrigatórios – Capote. Colaborar com o funcionário do Serviço de Higienização e Limpeza. Comunicar ao funcionário do Serviço de Higienização e Limpeza o momento certo de realizar a limpeza da unidade do paciente. Limpeza do Abrigo de Resíduos: Lavar o ambiente diariamente: Esfregar com vassoura. fazer a limpeza das Os abrigos (para resíduos infectantes. Preparar o lixo reciclado como caixas e outros. Manter a porta sempre fechada. • • Quando alta. usando água e Lavar a rampa com água e sabão . .esfregando com vassoura piaçava. luva de • sabão. gorro. A enfermagem deverá desocupar o leito e solicitar a limpeza do mesmo nos casos de internação prolongada (15/15 dias). Quando internação prolongada (de 15/15 dias). • borracha.52 • • As portarias são de prioridade para o hospital. transferência ou óbito. RESPONSABILIDADES DA EQUIPE DE ENFERMAGEM NA LIMPEZA DO AMBIENTE HOSPITALAR: 1.

53 4. a escadinha. máquina de diálise e outros equipamentos utilizados durante a seção. 6. compadres e qualquer outro material utilizado na assistência ao paciente. Solicitar a limpeza terminal da unidade do paciente sempre que necessário. • Embeber o pano no álcool e fazer 03 fricções locais por 30 segundos. • • • mesmo tiver presença de matéria orgânica (no caso de ser a unidade do paciente solicitar a limpeza ao funcionário do SHL). 7. bancadas e macas e da unidade do paciente com álcool à 70%. o suporte de soro. Na Hemodiálise a limpeza da unidade do paciente é responsabilidade da equipe de enfermagem: cadeira. Recolher roupas. . Esvaziar a geladeira para limpeza e fazer a desinfecção com água a 70% da geladeira após limpeza. deixando a Manter o frasco rotulado com nome da solução. é de 07 dias. equipamentos. comadres. data da abertura e assinatura. 5. antes da desinfecção se o superfície secar espontaneamente. Proceder a limpeza do local a ser limpo. após a abertura. para que o funcionário do SHL proceda a limpeza da enfermaria e da unidade do paciente: • No que diz respeito à unidade do paciente estão incluídos: a cama. 8. a mesa de refeição. Realizar a desinfecção de materiais. a mesinha de cabeceira. com água e sabão. o cesto de lixo e demais mobiliários utilizados durante a assistência ao paciente. validade. O prazo máximo para uso da solução.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->