P. 1
Choppers (Conversores CC-CC)

Choppers (Conversores CC-CC)

|Views: 9.141|Likes:
Publicado porHirllany
Choppers Conversores CC-CC
Choppers Conversores CC-CC

More info:

Categories:Types, Research
Published by: Hirllany on May 14, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/30/2015

pdf

text

original

!!

b
MAKRON
Books
Capítulo 9
Choppers
1
Em muitas é necessário converter uma fonte de tensão CC fixa em
uma fonte de tensão CC variável. Um chopper converte diretamente de CC para CC e é
como um conversor CC-Cc. Um chopper ser considerado o
CC de um transformador CA com uma de continuamente variável. Da
mesma maneira que um transformador, ele pode ser utilizado para abaixar ou elevar a
tensão de uma fonte CC.
Os choppers são uc !-",<.-<u, ........, ......
automóveis '-'<'L,\.<.<'--vo, nrn.o n
controle de tração de motores em
"'rlO"''''O de almoxarifados e
transoortanores em minas. Eles fornecem controle de u'--,_.<'--.< U'I"UV suave, alta eficiência e
resposta dinâmica Os ser usados na de
de corrente contínua para devolver ............... f"... <.-< à fonte de e
essa característica resulta em economia de para sistemas de com
Os são usados em de tensão CC e também com
um indutor para gerar uma fonte de corrente para os inversores do
fonte de corrente.
9.la. a CH é
de entrada aparece sobre carga. Se a
a tensão sobre a carga será zero. As formas de
371
372 Eletrônicade Potência Circuitos, Dispositivos e Aplicações Capo 9
onda para a tensão de saída e corrente de carga também são mostradas na Figura 9.1b. A
chave do chopperpode ser implementada utilizando um (1) BJT de potência, (2) MOSFET
de potência, (3) CTO ou (4) tiristor em comutação forçada. Os dispositivos práticos têm
uma queda de tensão finita na faixa de 0,5 a 2 V e, por questão de simplificação,
desprezaremos as quedas de tensão desses dispositivos semicondutores de potência.
Figura 9.1
I ~
v
H
~ I
Chopper
Chopper
ia
abaixador com
+ +
carga resistiva.
v; v;
R
(a) Circuito
A tensão média de saída é dada por
(b) Formas de onda
1 fh
V
a
= uc.d!
T O
tI
T
!hVs = iv, (9.1)
e a corrente média da carga, Ia Va/R = kVs/R, onde T é o período de operação do
chopper, k = tç/T é o ciclo de trabalho e! é freqüência de operação do chopper. O valor
eficaz da tensão de saída é encontrado a partir de
(9.2)
Supondo um chopper sem perdas, a potência de entrada para ele é igual à potência de
saída e é dada por
kT kT
Píf fO vo i dt = ~ fO R dt = k R
A resistência de entrada efetiva vista fonte é
R
k
de n n p r ~ ~ r ê ' l n
de
controle é
width modulation
2. variável. A de f é variada.
Tanto o de condução tI como o de bloqueio t: ser
mantidos constantes. Isso é chamado modulação em freqüência (do inglês
frequency modulation). A tem de ser variada em uma ampla faixa
para se obter uma faixa completa de tensão de saída. Esse tipo de controle
geraria harmônicos em freqüências e o projeto do filtro seria
difícil.
9.1
o chopper CC na 9.1a tem uma carga resistiva de R 10 Q e a tensão de entrada é
V
s
= 220 V. Quando a chave do chopper permanece ligada, sua queda de tensão é Vch 2 V e a
freqüência de operação é f = 1 kHz. Se o ciclo de trabalho for de 50(10, determinar (a) a tensão
média de saída Va, (b) a tensão eficaz de saída V
o
, (c) a eficiência do chopper, (d) a resistência efetiva
de entrada do chopper Ri e (e) o valor eficaz da componente fundamental da tensão harmônica de
saída.
V
s
= 220 V, k = 0,5, R = 10 Q e Vch = 2 V.
(a) A da
(b) A partir da
(9.1), v, 0,5 x (220 2) = 109 V.
(9.2), v, = ~ x (220 2) = 154,15 V.
(c) A ser encontrada a de
Po dt k
R
= 0,5 x = 2376,2W
10
ser encontrada
i dt dt k
R
= 0,5 x x 2398
374 Eletrônica de Potência Circuitos, Dispositivos e Aplicações Cap.9
A eficiência do chopper é
(d) A partir da Eq. (9.4), Ri = 10/0,5 = 20 Q.
(e) A tensão de saída, como mostrado na Figura 9.lb, pode ser expressa na série de
Fourier como
Vo (t) = kVs +
nn
L
sen 2nnk cos 2nnft
n 1
+
L
(1 - cos 2nnk ) sen 2nnft
nn
n =1
(9.7)
A componente fundamental
partir da (9.7) como
n = 1) da tensão harmônica de saída pode ser determinada a
VI = [sen 2nk cos 2nft + (1 cos 2nk) sen 2nft]
n
220 x 2
sen (2n x 1000t) = 140,06 sen (6283,2t)
n
e seu valor eficaz é VI = 140,06/-12 99,04 V.
(9.8)
Nota: O cálculo da eficiência, que inclui as perdas do chopper na condução, não leva em
as perdas no chaveamento dos choppers práticos devido ao disparo e A
eficiência de um chopper prático varia entre 92% e 99%.
com uma carga RL é mostrado na Figura 9.2. A operação do pode ser
em dois modos. Durante o modo 1, o chopper é e a corrente da fonte
para a carga. Durante o modo 2, o chopper é desligado e a corrente de carga continua a
fluir através do diodo de Os circuitos desses modos são
mostrados na 9.3a. As formas de onda da corrente de carga e da tensão de saída
são mostradas na 9.3b.
Cap. 9 Choppers 375
Chopper
+
CH +
+
Figura 9.2
Chopper com
carga RI.
A corrente de carga para o modo 1 pode ser encontrada a partir de
di:
Vs = Ri; + L dt + E
(9.9)
A solução da (9.9), com a corrente inicial i
1
(t O) = 11, dá a corrente de carga como
-tR/L + ~ E . (1 _ e-tR/L)
R
(9.10)
Esse modo é válido O S; t S; tI kT); e ao fim desse modo a corrente de carga torna-se
il(t) = i; = kT) 12 (9.11)
A corrente de carga para o modo 2 ser encontrada a partir de
Com a corrente inicial i2(t = O)
início do modo 2, tem-se:
O = Ri2 + L dt + E
redefinindo a r'\1'"ll'rDl'Y'l do
(9.12)
(isto é, t = O), no
-tR/L
E
(1 - e
R
(9.13)
Esse modo é válido para O S; t S; t:
carga torna-se
(1 - k) T [. Ao final desse
=12
a corrente de
Ao final do modo 2, o LI<L'VVLI
T h +
é novamente no pnJXllTIO ciclo
i-Lorrrvnir-r: de Potência-
9
Sob \...VJLLU.J.'.-'--J\...O
de carga de
A das
e
E
(1
R
-kTR/L + _
A das (9.13) e 1
3
é dado por
he -(1 k )TR/L _ E (1
R
(9.16)
A ondulação de corrente de pico a pico é
M=h-h
que após as simplificações se torna
(9.17)
e-(1 k)TR/L
e 1
v, 1 - e-
kTR
/
L
+ e-
TR
/
L
M = c
R
i
1
2
Corrente
contínua
1
1
I
(1-k)T---:
Modo 1
i
2 O kT T
i
L
1
2
Otn
Corrente
R
descontínua
+
E
Modo 2
O kT T
(a) Circuitos equivalentes (b) Formas de onda
Figura 9.3
Circuitos
equivalentes e
formas de onda
para cargas RL.
Capo 9 Choppers 377
A condição para a ondulação máxima,
d (!lI) - O
dk
(9.18)
dá e-kTR/L e -(1 - k )TR/L = Oou k = - (1 - k) ou k = 0,5. A ondulação de corrente
máxima de pico a pico (em k = 0,5) é
!llmáx
R
R tanh 4fL
(9.19)
para 4fL » R. tanh e e e a ondulação máxima de corrente pode ser aproximada
para
Mmáx = 4fL
(9.20)
Nota: As Eqs. (9.9) a (9.20) são válidas apenas para fluxo contínuo de corrente.
Para um tempo de bloqueio grande, particularmente em baixa freqüência e baixa tensão
de saída, a corrente de carga pode ser descontínua. A corrente de carga seria contínua se
L/R> T ou Lf » R. No caso de corrente de carga descontínua, 11 = Oe a Eq. (9.10)
torna-se
R
Í1 (t)
- E
(1
e a Eq. (9.13) é válida para O:::;; :::;; t: de tal forma que i2(t = t2) = 13 =11 = O, que dá
Um está alimentando uma carga RL, como mostrado na 9.2, com V
s
220 V,
R 5 O, L 7,5 mH, f = 1 kHz, k = 0,5 e E OV. Calcular (a) a corrente de carga instantânea
mínima 1J, a corrente de carga instantânea máxima h (c) a máxima de a pico da
corrente de carga, o valor médio da corrente de carga Ia, (e) a corrente eficaz da carga lo, a
resistência efetiva de entrada Ri vista fonte a corrente eficaz do chopperIR.
da OV, k 0,5 1000 Hz. A
II 0,716512 O.
II = 18,37
duas ,::>(1"O>{,.'';'"''
v, 220 V, R
O,7165lI + 12,473
378 Eletrônica de Potência- Circuitos, Dispositivos e Aplicações Capo 9
(b) 12 = 25,63 A.
(c) M = h <I, = 25,63 -18,37 = 7,26 A. A partir da
dá o valor aproximado, Mmáx = 7,33 A.
(9.19), Mmáx= 7,26 A e a Eq. (9.20)
(d) A corrente média da carga é, aproximadamente,
Ia =
2
(e) Supondo que a corrente de carga cresça linearmente de !J a h a corrente instantânea
da carga ser expressa como
Mt
h + kT
para O < t < kT
o valor eficaz da corrente de carga ser encontrado a de
lo
(
1 fkT.2 )' 112
kT o 11 di
= 22,1 A
(9.21)
A corrente média da fonte é
I
s
= kl
a
0,5 x 22 = 11 A
e a resistência de entrada Ri Vs/l
s
= 220/11 20Q.
corrente eficaz do ser encontrada a de
3
+ ~ - - - - - - - - ~ - +
[
.2
l1
()
x 22,1 15,63
9.2 tem resistência carga R 0,25 Q, tensão de entrada V
s
E = O corrente média da carga Ia = 200 A e de operacao
Utilizar tensão média saída para calcular indutância da carga L, que limitaria a
vu,,","u.>u.,.uv máxima da corrente de carga a 10% de
Solução: v, 550 V, R = 0,25 Q, E
i = 200 x 0,1 = 20 A. A tensão média de saída V
a
por
OV,
iv,
Cap.9 Choppers 379
f = 250 Hz, T = l/f = 0,004 s e
RIa. A tensão sobre o indutor é dada
L ~ ~ Vs - RIa = Vs kVs = Vs(1 - k)
Se a corrente de carga for considerada com um crescimento linear, dt = h = kT e di = ôi:
Para o pior caso as condições de ondulação são
d (!1i )
dk
Isso dá k = 0,5 e
°
Si L 20 x L = 550(1 - 0,5) x 0,5 x 0,004
e o valor necessário de indutância é L 27,5 mH.
)
Um chopper pode ser utilizado para elevar uma tensão CC e um essa
V!-,'LLCClL<'-<U elevadora é mostrado na 9.4a. a chave CH é um
a corrente no indutor L cresce e é armazenada nele. Se a for
t2, a armazenada no indutor será transferida para a carga
através do diodo Dl e a corrente no indutor cairá. um fluxo contínuo de
corrente, a forma de onda para a corrente no indutor é mostrada na 9.4b.
a do ,.,I/I,c}'Vl'<"1O"- '-'-'JlL'-<U.,w; a tensão sobre o indutor é
VL
e isso dá a da corrente no indutor como
L tI
A tensão instantânea de saída é
380 Eletrônica de Potência- Circuitos, Dispositivos e Aplicações Capo 9
üo =
(
lI J 1
v, 1 + 12 = v, 1 k
(9.24)
Figura 9.4
Arranjo para uma
operação
elevadora.
+
(a) Arranjo elevador
6
5
4
+
(b) Forma de onda da corrente
3
2
0,2 0,4 0,6 0,8 1,0
(c) Tensão de saída
Se um capacitor grande C[ for conectado em paralelo com a carga, como
mostrado pelas linhas pontilhadas da Figura 9.4a, a tensão de saída será contínua e Do
será o valor médio V
a
. Pode-se notar, a partir da Eq. (9.24), que a tensão sobre a carga
pode ser elevada, variando-se o ciclo de trabalho k, e a tensão mínima de saída é V
s
quando k = O. Entretanto, a chave do chopper não pode conduzir continuamente de tal
forma que k = 1. Para valores de k tendendo à unidade, a tensão de saída torna-se muito
grande e muito sensível a variações em k, como mostrado na Figura 9.4c.
Esse princípio pode ser aplicado para transferir energia de uma fonte de tensão
para uma outra, como mostrado na Figura 9.5a. Os circuitos equivalentes para os modos
de são mostrados na 9.5b e as formas de onda de corrente, na
9.5c. A corrente no indutor para o modo 1 é dada por
L dt
e é expressa
LI L t +
381
corrente inicial para o modo Durante o modo 1, a corrente tem de crescer e
necessária é
dil
dt > O
ou > O
A corrente para modo 2 é dada por
L di; E
dt +
e é resolvida como
i: (t)
V
s
- E

L
(9.26)
onde h é a corrente inicial para o modo 2. Para um sistema estável, a corrente tem de cair
e a condição é
di O
dt >
ou v, > O
Se essa condição não for satisfeita, a corrente no induto r continuará a crescer e uma
situação instável ocorrerá. Portanto, as condições para a transferência controlável de
potência são
O < V
s
< E (9.27)
A (9.27) indica que a fonte de tensão V
s
tem de ser menor que a tensão E para permitir
a transferência de potência de uma fonte fixa (ou variável) para uma de tensão CC fixa.
Na elétrica de máquinas de corrente contínua, onde estas operam como gera-
dores CC, a tensão nos terminais cai à medida que a velocidade da máquina diminui. O
chopper permite a transferência de para uma fonte de tensão CC fixa ou um
reostato.
do chopper é ligada, a é transferida da fonte de tensão
do chopper for desligada, a armazenada no indutor
a
para o indutor L. Se a
será para a bateria E.
Nota:Sema
transferir de
de um desse
para E.
V
s
tem de ser muito maior que E para
382 Eletrônica de Potência Circuitos, Dispositivos e Aplicações Capo 9
Figura 9.5
Arranjo para
transferência de
energia.
+
+
(a) Diagrama do circuito
Modo1
r'. L D
1
+
-oVo :r E
Modo2
(b) Circuitos equivalentes
I
I
I
I
-l-
I
kT
(c) Forma de onda de corrente
E
Os dispositivos semicondutores de potência requerem um tempo mínimo para entrar em
condução e em corte. Portanto, o ciclo de trabalho k pode ser controlável apenas entre um
valor mínimo k
rnín
e máximo krnáx, limitando dessa maneira os valores máximo e mínimo
da tensão de saída. A freqüência de chaveamento do chopper também é limitada. Pode-se
observar, a partir da (9.20), que a ondulação da corrente de carga inversa-
mente da freqüência de operação do chopperf A freqüência deve ter um valor o mais
elevado possível para reduzir a ondulação da corrente de carga e minimizar o
de indutor adicional em série, no circuito da carga.
cnormer abaixador na 9.la fluxo de ....... "'.-I'n1,....-.'
para a carga e é referido como um chopper classe A. dos sentidos dos
fluxos da corrente e da tensão, os choppers podem ser classificados em cinco tipos: chopper
classe chopper classe chopper classe C; chopper classe O; chopper classe E.
classe A. A corrente de carga flui dentro" da carga.
tensão e a corrente da carga, são como mostrado na 9.6a. Esse é um
C!1i'n1JP.Y de um e diz-se que ele opera como um retificador. As nas
9.2 e 9.3 ser para avaliar a de um chopperA.
Capo 9 Choppers 383
cnoooercvese« B. A corrente de carga flui "para fora" da carga. A tensão da
carga é positiva, mas a corrente é negativa, como mostrado na Figura 9.6b. Esse também
é um chopper de um quadrante, mas opera no segundo quadrante, e diz-se que ele opera
como um inversor. Um chopperclasse B é mostrado na Figura 9.7a, onde a bateria E é uma
parte da carga, podendo ser a força contra-eletromotriz (fcem) de uma máquina de
corrente contínua.
V
L
V
L
V
L
V
L
Figura 9.6
Classificação dos
o i
L
-I
L
o i
L choppers.
(a) Classe A (b) Classe B (c) Classe C
(d) Classe D
V
L
+V
L
-I
L
O I
L
i
L
-.
(e) Classe E
Quando a é ligada, a tensão E fornece corrente ao indutor L e a
tensão da carga VL toma-se zero. A tensão instantânea da carga VL e a corrente da carga
iL são mostradas na Figura 9.7b e c, respectivamente. A corrente ii. que cresce, é descrita
por
o
L dit. R'
+ E
~ + u.
dt
que, com a inicial itet !},dá
-(lUL)t
E
para O kT (9.28)
lL
-- (1
e ~ ~
R
Emt
lL tI =h
384 Eletrônica de Potência - Circuitos, 9
9.7
classe B.
(a) Circuito
o
(b) Corrente na carga
kT T (1 + k) T
(c) Tensão na carga
Quando a é desligada, a armazenada no indutor L é devolvida à fonte
através do diodo Dl, A corrente de carga iL cai. Redefinindo a de O,
a corrente de carga ÍL é descrita como
L di: + RiL + E
dt
que, com a condição inicial i (t dá
em que i:
he -(lUL)t + V
s
- E (1 _ e -(RIL)t)
R
(1 - k)T. Em t
para O ~ t ~ ti (9.29)
ii. (t para corrente contínua em regime permanente;
= O para corrente descontínua em regime permanente.
Chopperclasse C. A corrente da carga é tanto positiva quanto negativa,
como mostrado na Figura 9.6c. A tensão da carga é sempre positiva. Este é conhecido
como um chopper de dois quadrantes. Os choppers classes A e Bpodem ser combinados para
formar um chopper classe como mostrado na Figura 9.8. CHl e D2 operam como um
chopper classe A. CH2 e Dl operam como um chopper classe B. Deve-se tomar muito
cuidado para assegurar que as duas chaves não sejam ligadas ao mesmo tempo; de outro
modo, a tensão de alimentação será curto-circuitada. Um chopper classe C pode operar
como retificador ou inversor.
Cap.9 Choppers 385
v,
E
Figura 9.8
Chopper classe C.
Chopperclasse O. A corrente da carga é sempre positiva. A tensão da carga
é tanto positiva quanto negativa, como mostrado na Figura 9.6d. Um chopper classe D
também pode operar como retificador ou inversor, como mostrado na Figura 9.9. Se
CHl e CH4 forem ligadas, VL e ii. se tornarão positivas. Se CHl e CH4forem desligadas, a
corrente da carga iL será positiva e continuará a fluir por uma carga altamente indutiva.
Os diodos D2e D3 fornecem um caminho para a corrente de carga e VL será invertida.
CH
1
Figura 9.9
°3
Chopper classe D.
V
S
°2
CH
4
Chopperclasse E. A corrente da carga é tanto positiva quanto negativa,
como mostrado na Figura 9.6e. A tensão da carga também é tanto positiva quanto
negativa. Este é conhecido como um chopper de quatro quadrantes. Dois choppers classe C
podem ser combinados para formar um chopper classe E, como mostrado na Figura 9.10a.
As polaridades da tensão e da corrente da carga são mostradas na Figura 9.10b. Os
dispositivos que estão operando (conduzindo) nos diferentes quadrantes são mostrados
na Figura 9.10c. Para a operação no quarto quadrante, o sentido da bateria E tem de ser
invertido. Esse chopper é a base para o inversor monofásico em ponte da Seção 10.4.
386 Eletrônicade Potência- Circuitos, Dispositivos e Aplicações Capo 9
Figura 9.10
Chopper classe E.
(a) Circuito
V
L
-V e
i
L
+ v
e
Inversão
Retificação
v
L
+ v
e
i
L
+ v
e
V
L
Inversão
v
L
+ v
e
i
L
- v
e
V
L
-v e
i
L
v;
Retificação
----t-----i
L
(b) Polaridades (c) Dispositivos em condução
Os choppers CC ser utilizados como reguladores de modo
do; do switching-mode regulators) para converter uma tensão CC/ em não-
em uma tensão CC regulada de saída. A regulação normalmente é conseguida
modulação em de pulsos a uma freqüência sendo o dispositivo de
na maioria das vezes um MOSFET ou IGBT de potência. Os elementos
de um são mostrados na 9.11a. Pode-se notar, a da
9.1b, que a saída de um chopper CC com carga resistiva é descontínua e contém
harmônicos. O conteúdo de ondulação normalmente é reduzido por um filtro LC.
Os chaveados são fornecidos comercialmente como circuitos inte-
;:;'-'-''''-A'V''', O projetista pode selecionar a freqüência de escolhendo os valores
de R e C do oscilador. Como uma regra para maximizar a eficiência, o período
mínimo do oscilador deve ser 100 vezes maior que o tempo de
veamento do por se o transistor tiver um de
us, o do oscilador deverá ser de 50 us, o dará uma
oscilador de 20 kHz. Essa deve-se às de
aumentam com a de resultando na currunutçao
ciência. Além as no núcleo dos indutores limitam a oneracao
cias elevadas. A tensão de controle V
c
ser obtida a tensão de saída
com seu valor V
c
ser com uma tensão dente-de-serra v
r
para
gerar o sinal de controle PWM para o Isso é mostrado na 9.11b. Há
LVI-/ViV):',iUO básicas de de
Cap.9 Choppers 387
1. reguladores buck\
2. reguladores boost;
3. reguladores buck-boost;
4. Cúk.
Saída
Figura 9.11
Elementos dos
reguladores
chaveados.
(a) Diagrama em blocos
v
T
(b) Sinais de controle
kt o

v
g
Em um a tensão média de saída é menor que a tensão de entrada
o nome muito O do circuito de um L'-f-......U .....
buck usando um de é mostrado na e esse é como um
abaixador. A do circuito ser dividida em dois modos. O modo 1 inicia-se
o transistor é t = O. corrente de que cresce, flui através
do indutor de filtro L, do filtro C e do resistor de carga R. O modo 2 inicia-se
o transistor é em t = O diodo de conduz devido
à armazenada no indutor e a corrente no indutor continua a fluir através de L,
1 N. T.: Os termos boost são utilizados na nossa hteratura em
388 Eletrônicade Potência- Circuitos, Dispositivos e Aplicações Capo 9
C, carga e diodo D
m
. A corrente no indutor cai até que o transistor Ql conduza novamen-
te, no próximo ciclo. Os circuitos equivalentes para os modos de operação são mostrados
na Figura 9.12b. As formas de onda para as tensões e correntes são mostradas na Figura
9.12c para um fluxo contínuo de corrente no indutor L. Dependendo da freqüência de
chaveamento, indutância e capacitância de filtro, a corrente no indutor pode ser descon-
tínua.
A tensão sobre o indutor L é, em geral,
L di
dt
Supondo que a corrente no indutor cresça linearmente de 11 a 12 no tempo h,
V
s
- V
a
=L
h
-
h
= L 111
(9.30)
h h
ou
h
111 L
(9.31)
V
s
- V
a
e a corrente no indutor caia linearmente de 12 a 11 no tempo t2t
- V
a
-L M
(9.32)
i:
ou
t: =
111 L
(9.33)
V
a
onde 111 = 1
2
- 11 é a ondulação de corrente do indutor L de pico a pico. Encontrando o
valor de M nas Eqs. (9.30) e (9.32), obtém-se
Substituindo h = kT e t: = (1 - k) T, obtém-se a tensão média de saída como
tI
T
(9.34)
389
corrente média
1
5
+ +
~ ~ f - , ~ " ~ ~ ' , H buck
com corrente ii.
contínua.
(a) Diagrama do circuito
o
1
2
I
L
1
1
O
i
s
1
2
1
1
1
5
O t
la
i
c
1
2
la
O
1
1
la
v,
O
kT T
la
ia
O
(c) Formas de onda
Modo 1
Modo 2
(b) Circuitos equivalentes
ser expresso como
T
1
f
t:JL
+
t:JL
390 Eletrônicade Potência Circuitos, Dispositivos e Aplicações Capo 9
que dá a de corrente de pico a como
(9.37)
ou
111 (9.3S)
Utilizando a lei de Kirchhoff das correntes, podemos escrever a corrente no indutor it.
como
ii. = ic + ia
da corrente de carga é muito pequena e, dessa
corrente média no capacitor, que flui por
Se for considerado que a
desprezível, l1i
L
=
t1/2+t2/2 = T/2/ é
A tensão no capacitor é expressa como
1
Vc = C ic dt +
ea de tensão do "''''''''''''''H-/''' de a é
Vc - = O)
1
C
TI2 M MT M
- dt - -- - --
- 4 - SC -
Substituindo o valor a da ou na obtém-se
Vsk (1 - k)
.ó.V
c
= ._---
8LCf2
Capo 9 Choppers 391
(9.41)
Os reguladores buck requerem apenas um transistor, são simples e têm efi-
ciência elevada, maior que 90%. O di/dt da corrente de carga é limitado pelo indutor L.
Entretanto, a corrente de entrada é descontínua e um filtro de alisamento de entrada
normalmente é requerido. Ele fornece uma polaridade da tensão de saída e a corrente de
saída é unidirecional. Ele requer um circuito de proteção em caso de possível curto-cir-
cuito através do caminho do diodo.
9.4
o regulador buck da Figura 9.12a tem uma tensão de entrada de V
s
12 V. A tensão média
requerida de saída é V
a
= 5 V e a ondulação da tensão de saída de pico a pico é 20 mV. A
freqüência de chaveamento é 25 kHz. Se a ondulação da corrente do indutor for limitada a 0,8 A de
pico a pico, determinar (a) o ciclo de trabalho k, (b) a indutância de filtro L e (c) o capacitor de filtro
C.
Vs = 12 V, L ~ Y c = 20 mV, LV = 0,8 = 25 kHz e V
a
5 V.
A da (9.34), V
a
= kV
s
e k = Va/V
s
5/12 =0,4167 41,67%.
(b) A partir da Eq. (9.37),
L = 0,8 x 25000 x 12 = 145,83
8 x 20 x
(c) A da (9.39),
c = ~ - ~ - ~ - - ~ ~ ~ - ~ , ~ ~ ~ - ~ ~ ~ ~ . ~ ~ - = 200
x 25000
saída é maior que a tensão de entrada
",-",-s-s",<'> um MOSFET de é mostrado
dois modos. O modo inicia-se '-i ..... LU L'U.'V
392
lotr,r1Y11,°(1 de Potência- Circuitos,
9
corrente no indutor cresça linearmente de h 1
2
=L
h
-
h=L Ô1
tI h
ou
ML
e a corrente no indutor caia linearmente de 1
2
a 1
1
no
= -L ô1
t2
(9.44)
ou
ML
f2 = -------------
onde M = 12 - h é a
(9.42) e (9.44),
da corrente no indutor L de pico a pico. A partir das
M=
h
L L
Substituindo t1 = kT e i: = (1 - k) T obtém-se a tensão média de saída,
T
V
a
= V ~ -
c t2
1 - k
(9.46)
Supondo um circuito sem perdas,
entrada é
k) e a corrente média de
Is=l-k
(9.47)
o período de T ser encontrado a de
1
T - -- -
- f -
Capo 9 Choppers 393
+
Figura 9.13
Regulador boost
com iLcontínua.
(a) Diagrama do circuito
Modo 2
(b) Circuitos equivalentes
kT
I
kT
I
I
(c) Formas de onda
01-------'------'------'-----
1
2
1
1
01---------'-------
1
2
1
1
01-------1.-----1.----_
01----------=------
Ol------+----t------f--o-
la1-----'
la1-------------
01-------------
Modo 1
i
s
' iL
+ L
i
1
V
s
v;
e isso dá a ondulação de corrente de pico a pico.
(9.49)
ou
k
AI = f L
(9.50)
o transistor está o fornece a corrente de carga por t = ti-
A corrente média no capacitor durante o tempo h é (. = Ia e a de tensão do
'- .... If-" .... ' - ~ L ' V . L ' de a pico, é
394 Eletrônicade Potência- Circuitos, Dispositivos e Aplicações Capo 9
Vc
1 ftI 1 ftt Ia t1
Vc (t = O) = Ic dt = Ia - C
C O C O
A (9.46) dá tI e, substituindo tI na (9.51), obtém-se
ou
boost elevar a tensão de saída sem um transformador.
Devido ele tem uma eficiência elevada. A corrente de entrada é
contínua. um alto de corrente tem de fluir através do transistor de
A tensão de saída é muito sensível a no ciclo de k e ser
difícil estabilizar o A corrente média de saída é menor que a corrente média do
indutor por um fator de (l - k) e uma corrente eficaz muito mais elevada flui através do
" " ' ~ " " " ' f ' , -r-r,"t" de resultando na de um e um indutor de filtro
maiores que de um
9.5
o boostda 9.13a tem uma tensão de entrada de V
s
5 V. A tensão média de saída
V
a
15 V e a corrente média da carga Ia 0,5 A. A de chaveamento é 25 kHz. Se
L 150 e C = 220 determinar (a) o ciclo de k, (b) a ondulação de corrente do
indutor tlI, a corrente máxima do indutor h e a tensão de do de filtro
tlV
c
.
V
s
5 V, v, 15 = 25 kHz, L = 150 e C = 220
A da 15 = 5/(1 k) ouk 2/3 = 0,6667
A da
5 x
0,89 A
A da I
s
= = 1,5 A e a corrente máxima no
indutor é
M
I2=Is+
2
1,5 +
2
1,945 A
Capo 9 Choppers 395
(d) A partir da Eq, (9.53),
,1Vc = 6 = 60,61mV
25000 x 220 x 10-
Um regulador buck-boost fornece uma tensão de saída que ser menor ou maior que
a tensão de entrada - daí o nome buck-boosi; a polaridade da tensão de saída é oposta à
da tensão de entrada. Esse regulador também é conhecido como regulador inversor. O
Lu........... LII'-' do circuito de um regulador buck-boosi é mostrado na Figura 9.14a.
A operação do circuito pode ser dividida em dois modos. Durante o modo 1, o
transistor Ql conduz e o diodo D
m
está reversamente polarizado. A corrente de
que cresce, flui através do indutor L e do transistor Ql. Durante o modo 2, o transistor
Ql é e a corrente, que estava fluindo através do indutor L, flui agora através de
L, D
m
e carga. A armazenada no indutor L é transferida para a carga e a
corrente no indutor cai até que o transistor Ql conduza novamente, no ciclo. Os
circuitos para os modos são mostrados na 9.14b. As formas de onda
para as tensões e correntes em do buck-boosi são mostradas
na 9.14c para uma corrente de carga contínua.
LJULJUJ.aA..., que a corrente no indutor cresça linearmente de 11 a 12 no
L
h
-
h=L i1I
tI tI
ou
i11L
(9.54)
(9.55)
e a corrente no indutor caia linearmente de h a 11 no
= -L i11
i:
ou
(9.56)
396 Eletrônicade Potência- Circuitos, Dispositivos e Aplicações Capo 9
onde /),1 = 1
2
- 1
1
é a ondulação, de pico a pico, da corrente no indutor L. A partir das
Eqs. (9.54) e (9.56),
M = YstI i:
L L
Substituindo fI = kT e i: = (1 - k) T, a tensão média de saída é
v.i
V
a
= - (9.58)
1 - k
Supondo um circuito sem perdas, VsI
s
= - Vala = V
sl ak/(l
k) e a corrente média de
entrada I
s
é relacionada com a corrente média de saída Ia por
I
s
= Iak (9.59)
1 - k
o período de chaveamento T pode ser encontrado a partir de
1 ML
T = - = tI + t: =
f Vs
/),1 L
Va
/),1 L (V
a
- V
s
)
~ - - - -
v, V
a
(9.60)
e isso dá a ondulação de corrente de pico a pico,
M = V
s
V
a
fL (Va - V
s
)
ou
(9.61)
(9.62)
Quando o transistor Q1está conduzindo, o capacitor de filtro fornece a corrente de carga
por t t1. A corrente média de descarga do capacitor é I
c
= Ia e a tensão de ondulação
do capacitor, de pico a pico, é
1 fh 1 fh Iah
C O Iedt=C odt=C
(9.63)
A (9.58) dá t1 ea (9.63) torna-se
397
ou
Ia k
fe
Um regulador buck-boost fornece polaridade inversa da tensão de saída sem um
transformador. Ele tem eficiência elevada. Sob condição de falta do transistor, o di/di da
corrente de falta é limitado pelo indutor L e será Vs/L. A proteção de curto-circuito de
saída é fácil de ser a corrente de entrada é descontínua e um
de corrente elevada flui através do transistor Q1.
+
9.14
Regulador
buck-boost com
corrente it.
contínua.
T kT
(c) Formas de onda
kT T
01------+-=------+,,,-----+o_
1
1
----
01-------'-----'------+
1
1
o l - - - - - - - ' - - - ~ - - - - -
01--------------+
ia
la1--------------
01--------------+
Modo 1
Modo 2
(b) Circuitos equivalentes
398 Eletrônica de Potência Circuitos, Dispositivos e Aplicações Capo 9
9.6
o regulador buck-boost da Figura 9.14a tem uma tensão de entrada de V
s
= 12 V. O ciclo de
trabalho é k = 0,25 e a freqüência de chaveamento é 25 kHz. A indutância L = 150 ulI e a capaci-
tância C 220!-iF. A corrente média na carga é Ia = 1,25A. Determinar (a) a tensão média de
saída V
a
; (b) a ondulação da tensão de saída de pico a pico L1V
c
; (c) a ondulação da corrente no
indutor, de pico a pico, M; e (d) a corrente máxima do transistor I
p
.
V
s
= 12 V, k = 0,25, Ia = 1,25 A, f = 25 kl-lz, L = 150 !-iH e C = 220 !-iF.
(a) A partir da Eq. (9.58), V
a
= -12 x 0,25/(1 - 0,25) = - 4 V.
(b) A partir da Eq. (9.65), a ondulação da tensão de saída, de pico a pico, é
- - ~ ' - - - - - ' - - - - - - = 56,8 mV
(c) A da (9.62), a ondulação da corrente no indutor, de pico a pico, é
---------'------ = 0,8 mV
(d) A da (9.59), I
s
= 1,25 x 0,25/(1 - 0,25) = 0,4167 A. Como Is é a
média da duração kT, a corrente máxima do transistor é
I
p
= . ~ + M = 0,4167 + 0,8 = 2067 A
k 2 0,25 2 '
o é mostrado na
1""",,,,,,,,,,,0. uma tensão de
1-''-'.,'-'..<, ........, .......... da tensão de saída
inventor.
é direta-
de
Capo 9 Choppers 399
equivalentes para os modos são mostrados na Figura 9.15b e as formas de onda das
tensões e correntes em regime permanente são mostradas na Figura 9.15c, para uma
corrente de carga contínua.
Supondo que a corrente do indutor Ll cresça linearmente de hu a h12no tempo
(9.66)
ou
(9.67)
e devido ao capacitor carregado C1, a corrente do indutor
no tempo t2'
V
s
-
ou
cai linearmente de I
L12
a
(9.68)
(9.69)
onde
(9.68).
é a tensão média do . . - . , . , . ~ - . , . , . r · ' ' - "
e - hu. A das (9.66) e
Substituindo h = kT e i: (1 - k) T, a tensão média do capacnor
1 - k
é
400 Eletrônica de Potência Circuitos, Lnsnostttoos 9
9.15
Cúk.
+
(a) Diagrama do circuito
Modo 2
(b) Circuitos equivalentes
laf-----------
Of-----------
(c) Formas de onda
Supondo que a corrente do indutor de filtro L
2
cresça linearmente de h21 a h22 no tempo
fJ,
ou
+ Va
tI
(9.71)
Cap. 9 Choppers 401
e a corrente do indutor L
2
caia linearmente de h22 a h21 no tempo t2'
ou
tI =
onde ~ h h22 h21· A partir das Eqs. (9.71) e (9.73),
Substituindo fI = kT e t: (1 k ) T, a tensão média do capacitor C1 é
V
a
Vcl = - --
k
Igualando a Eq. (9.70) à Eq. (9.75), encontra-se a tensão média de saída como
(9.73)
(9.74)
(9.75)
Va =
tv,
1 k
(9.76)
entrada,
um circuito sem perdas, k ) e a corrente média de
I
s
1 - k
o de aveamento T ser encontrado a das e
T
1
f
corrente
402 Eletrônica de Potência- Circuitos, Dispositivos e Aplicações Capo 9
(9.79)
ou
(9.80)
o ....- ..... L.H"''''''-' de ,..h""'TO ..... ? ~ l L - n L L O ..... nto T também pode ser encontrado a partir das Eqs. (9.72) e (9.74),
1
T = 7= tI + i: =
V
a
(Vc1 - V
a
)
(9.81)
e isso dá a de corrente do indutor de a pico, como
ou
V
a(1
k
fL2
(9.82)
(9.83)
capaciror de transferência de C} é carre-
t = A corrente média de carga para é
do é
1
5
=
A torna-se
ou
k)
Cap.9 Choppers 403
Se for considerado que a ondulação da corrente de carga é desprezível, = A
corrente média de carga de C
2,
que flui pelo tempo T/2, é I
c2
= M
2/4
e a ondulação de
tensão, de pico a pico, do capacitor C
2
é
ou
1 f TI2 1 fTI2
Vc2 = C2 O I
c
2 dt = C2 O 4
(9.87)
V
a
(1 - k)
- 8c;i;j2
iv,
-------
8C2L2j2
(9.88)
o regulador Cúk baseia-se na transferência de energia do capacitor. Como
a corrente de entrada é contínua. O circuito tem baixas perdas de chaveamen-
to e eficiência elevada. Quando o transistor Q1 está conduzindo, ele suporta as correntes
dos indutores L
1
e L
2
. Conseqüentemente, um pico elevado de corrente flui através do
transistor Q1. Como o capacitor possibilita a transferência de energia, a ondulação de
corrente do capacitor C
1
também é elevada. Esse circuito também requer um e
um indutor adicionais.
9.7
A tensão de entrada do conversor Cúk da Figura 9.15a é V
s
12 V. O cicIo de trabalho é k = 0,25 e a
aveamento, 25 kHz. A indutância de filtro é L2= 150 e a capacitância de filtro
C2 220 A de transferência de energia é Ct = 200 uFe a indutância, L; 180 ulI. A
corrente média da carga é Ia = 1,25 A. Determine (a) a tensão média de saída V
a;
(b) a corrente
média de entrada I
s
; (c) a ondulação de corrente do indutor Ll, de pico a pico, t1h; (d) a
de tensão do Ci. de pico a . (e) a de corrente do indutor L2, de pico a
t1h; de tensão do C2, de . e a corrente máxima do
transistor
404 Eletrônica de Potência - Circuitos, Dispositivos e Aplicações Capo 9
(g) A tensão média sobre o diodo pode ser encontrada a partir de
Vdm = -kV
c
l = (9.89)
Para um circuito sem perdas, Ir2Vdm = Vala, e o valor médio da corrente no indutor L2 é
Ir2
laVa _ I
- a
Vdm
1,25A
(9.90)
Portanto, a corrente máxima do transistor é
I
p
1
5
+ 2 + Ii: + 2 = 0,42 + 0 , ~ 7 + 1,25 + 0
28
= 2,405A
9.7.5 Limitações da Conversão em um Único Estágio
Os quatro reguladores usam um único transistor, empregando apenas um estágio de
conversão e necessitando de capacitores e indutores para a transferência de energia.
Devido à limitação na capacidade de corrente de um único transistor, a potência de saída
desses reguladores é pequena, tipicamente da ordem de dezenas de watts. Para uma
corrente maior, o tamanho dos componentes aumenta, assim como as suas perdas,
diminuindo a eficiência. Além disso, não há isolação entre as tensões de entrada e saída,
o que é um critério altamente desejável na maioria das aplicações. Para aplicações de
potência elevada, são utilizadas conversões de multiestágio, em que uma tensão CC é
convertida em CA através de um inversor. A saída CA é isolada por um transformador e
então é convertida em CC por retificadores. As conversões multiestágio serão discutidas
na Seção 13.4.
u
Um circuito tiristorizado utiliza um tiristor de como chave
e requer um circuito adicional de para desligá-lo. Há várias técnicas
um tiristor ser e essas são descritas em detalhes no Capítulo 7. No
inicial de desenvolvimento dos tiristores de um certo
número de circuitos foi Os vários circuitos são o resultado do en-
contro de certos critérios: do limite mínimo de de
cia de elevada confiável. com o desenvolvimento de
de alternativos transistores de
circuitos ficaram limitadas a
e para o controle de motores
( ' 1 ~ r H 1 1 ' 1 ' O r C utilizados por fabricantes de de
405
o comutado por é um circuito muito comum com dois como
mostrado na Figura 9.16 e é também como chopper clássico. No início da
operação, o tiristor é levando o capacitor de comutação C a carregar através
da carga para a tensão V
Ct
o que deve ser a tensão de alimentação no primeiro ciclo. A
placa A torna-se positiva em relação à placa B. A operação do circuito pode ser dividida
em cinco modos e os circuitos equivalentes sob condições de regime permanente são
mostrados na Figura 9.17. Deve-se supor que a corrente de carga permaneça constante a
um valor máximo Im durante o processo de comutação. Deve-se também redefinir a
origem de tempo t = O, no início de cada modo.
O modo 1 inicia-se quando T
1
é disparado. A carga é conectada à fonte de
alimentação. O capacitor de comutação C também inverte sua carga através do circuito
ressonante de inversão formado por Dl e L
m
. A corrente ressonante é dada por
l.r = Vc ..... r-;:-L
C-
sen (J)m t
-'J i;
O valor de pico da corrente ressonante de inversão é
A tensão do capacitor é encontrada a partir de
= V
c
cos (J)m t
(9.91)
(9.92)
(9.93)
onde (J)m = l/'-JL
mC.
o t tI' t: a tensão do caoacrtor é invertida
para - o que se costuma chamar de prontidão de comutação do chopper.
406 Eletrônicade Potência- Circuitos, Dispositivos e Aplicações Capo 9
Figura 9.16
Chopper
comutado por
impulso.
+
Figura 9.17
Circuitos
equivalentes
dos modos.
+
Modo 1
Modo 3
Modo 2
t, v, V
s+I1V
+t:1v
x
VS " - - ~ r > r r ' - - " - ' - " " - - Ã
Modo 4 Modo 5
o modo 2 inicia-se quando o tiristor de comutação T
2
é disparado. Uma tensão
reversa de V
c
é aplicada sobre o tiristor principal T
1
, desligando-o. O capacitar C descar-
rega sobre a carga de - a zero e esse tempo de descarga, que também é chamado tempo
de desligamento (ou disponível) do circuito, é dado por
VcC
toff =
Im
(9.94)
onde Imé a corrente máxima da carga. O tempo de desligamento do circuito toff tem de
ser maior que o de do tiristor t
q
; toff varia com a corrente de carga e
deve ser para a condição do pior caso, o que ocorre no valor máximo da
corrente de carga e no valor mínimo da tensão do capacrtor
O necessario para o carregar de volta para a tensão da fonte de
tempo de recarga e é dado por
Im
total necessário para o .... U.'-'U.'.A ....'A .... '-'-"_U...L..L'-f"U-.L e recarregar é .........'UA."......... '"
que é
te = i.« + td
Cap. 9 Choppers 407
(9.96)
Esse modo termina em t = te quando o capacitor de comutação C recarrega para V
s
e o
diodo de comutação D
m
inicia sua condução.
o modo 3 inicia-se quando o diodo de comutação D
m
começa a conduzir e a
corrente de carga decai. A energia armazenada na indutância da fonte L
s
(mais qualquer
indutância parasita do circuito) é transferida para o capacitor. A corrente é
is(t) lm cos ffist
e a tensão instantânea do capacitor é

ve(t) = V
s
+ Im -'" C sen ffist
(9.97)
(9.98)
onde ffi
s
= l/'l/L
sC.
Após o tempo t = t
s
= 0,5 n 'l/LsC, essa corrente de sobrecarga toma-
se zero e o capacitor é para
= V, + L).V (9.99)
onde L).V e V
x
são a sobretensão e a tensão de pico do capacitor de comutação, respectiva-
mente. A Eq. (9.98) dá a tensão de sobrecarga como
(9.100)
o modo 4 inicia-se quando a sobrecarga está completa e a corrente de carga
continua a decair. É importante notar que esse modo existe devido ao diodo Dl, porque
ele que a oscilação ressonante no modo 3 continue através do circuito formado
por D
m
, Dl, C e a fonte de Isso determinará uma carga no capacitor de
C abaixo da máxima (subcarga), e a corrente da subcarga através do capacitor
é dada por
A tensão do canacrtor de \..V.L.LHALUl .... U.V é dada por
sen ffiut (9.101)
408 Eletrônica de Potência Circuitos, 9
onde 00
11
= +
ga torna-se zero e o diodo
para o como
- 2 ~ V
cos t)
+ , a corrente de subcar-
(9.102) dá a tensão ....."JVVJLU
- ~ V
qualquer subcarga.
o modo 5 inicia-se quando o processo de comutação está completo e a corrente
de carga continua a decair através do diodo D
m
. Esse modo termina quando o tiristor
principal é disparado novamente, no início do próximo ciclo. As diferentes formas de
onda para as correntes e tensões são mostradas na Figura 9.18.
A tensão média de saída do chopper é
(9.104)
Pode-se notar, a partir da Eq. (9.104), que, mesmo em k = O, a tensão de saída torna-se
Vo(k = O) = O,5ftc(Vc + V
s)
(9.105)
Isso limita a mínima tensão de saída ~ o chopper. Entretanto, o tiristor TI tem de
ser ligado por um tempo mínimo de t
r
= n L
m
C para permitir a carga inversa do
capacitor [; é fixado para um projeto específico de circuito. Portanto, o ciclo de trabalho
mínimo e a tensão mínima de saída também são estabelecidos.
o ciclo de trabalho mínimo é
tr = kmínT = n -VLmC (9.106)
A tensão de saída mínima é
kmín = =n (9.107)
+ +
+
Cap.9 Choppers 409
Figura 9.18
Formas de onda
para o chopper
comutado por
impulso.
Corrente no capacitar
Im
Corrente através de T1

Ol------r-------!---H----r-----------
o

V
T1
V
X
v,
A tensão de saída mínima, Vo(mín), pode ser variada controlando-se a freqüên-
cia de operação do chopper. Normalmente, Vo(mín) é fixado pelas exigências do projeto em
um valor
o valor máximo do ciclo de trabalho também é limitado para permitir que o
capacnor de comutação se e carregue novamente. O valor máximo desse
ciclo de trabalho é dado por
T - te - t
s
tu
e
T
te + ts + tu
1 - .__
410 Eletrônicade Potência- Circuitos, Dispositivos e Aplicações Capo 9
A tensão de saída máxima é
Vo(máx) = kmáx V s + O,5t e(Ve + Vs)f (9.110)
Um chopper com tiristores ideal não deve ter limites em (1) tempo de condução
mínimo, (2) tempo de condução máximo, (3) tensão de saída mínima e (4) freqüência de
operação máxima. O tempo de desligamento t.« deve ser independente da corrente de
carga. Em freqüências elevadas, as ondulações da corrente de carga e as correntes
harmônicas da fonte de alimentação tomam-se menores. Além disso, o tamanho do filtro
de entrada é reduzido.
Esse circuito chopper é muito e requer dois tiristores e um diodo.
o tiristor principal TI tem de conduzir a corrente de inversão ressonante,
aumentando assim sua de corrente máxima e limitando a tensão mínima
de saída. Os de descarga e carga do capacitor de comutação são dependentes da
corrente de carga, e isso limita a operação em alta freqüência, especialmente a uma baixa
corrente de carga. Esse chopper não ser testado sem a conexão da carga. Esse circuito
tem muitas ele destaca os da dos tiristo-
res.
Nota:
sobretensão
médio
JWA.... .... 9.8
de ,,_'" ""'J ULuLJVLU
do valor máximo da corrente
te e a
em vez do valor
Uma carga altamente indutiva controlada da 9.16 requer uma corrente média
de Ia 425 A com um valor máximo de Im 450 A. A tensão de
V
s
220 V. de 400 Hz, o de deshaamento
= 1811s. Se a corrente máxima através do tiristor Y"\ ..
mcrutancia da fonte a indutância for determinar
capacrtancia de a indutância L
m
e as tensões de saída mínima e máxima.
425 A, Im = 450 400 Hz, t
q
O.
é O
e C >
x = 36,8
toH
VcC
> tq
Fazer C =
corrente ressonante H'GLALJLHU é
Cap.9 Choppers 411
-v40 fJF
I
p
= 1,8 x 450 - 450 = 220 -
L
m
que dá a indutância L
m
= 14,94 ~ H .
(c) A partir da (9.94), o tempo de descarga t.,«> (220 x 40)/450 = 19,56 us. A
partir da Eq. (9.95), o tempo de recarga td = (220 x 40)/450 = 19,56 us. A partir da Eq.
(9.96), o tempo total te = 19,56 x 2 = 39,12 us. A partir da Eq. (9.106), o tempo de
inversão ressonante é
t
r
n [(14,94 x 40) x 10-
12
] 112 = 76,8 us
A partir da (9.107), o ciclo de trabalho mínimo kmín =
(9.108), a tensão mínima de saída é
0,0307= 3,07%. A da
= 0,0307 x 220 + 0,5 x 39,12 x 10-
6
x 2 x 220 x 400
6,75 + = 10,19 V
Como não há sobrecarga, não haverá
subcarga tu t
s
= O. A da
= 1 - (te + tu + ts)f = 0,984; e a
de sobrecarga nem os tempos de sobre e
(9.109), o ciclo de trabalho máximo
da (9.110), a tensão máxima de saída é
= 0,984 x 220 + 0,5 x 39,12 x x 2 x 220 x 400
= 216,48 + 3,44 = 219,92 V
A indutância da fonte tem um na operação do chopper e deve ser a
Y'\n.CC1HDI para limitar a tensão transitória a um nível aceitável. É a
que o de é devido à indutância da
fonte e os semicondutores estão a essa tensão do Se o
valor mínimo da indutância da fonte não será necessário um filtro
de entrada. Em sistemas a indutância sempre existe e seu valor "U1C>WY'_
de do de e dos na (9.100)
tem um valor finito e o sempre fica soorecarreaauo.
também fica
do A
inversa da indutância da
Devido à indutância na
causar um de '--'-'"UHA ..."" .... '"
VLL..... U-iU'<"UV da corrente de carga é uma
412 Eletrônica de Potência Circuitos, Dispositivos e Aplicações Capo 9
carga e da freqüência de operação. Portanto, a corrente máxima da cargaé dependente
da indutância da carga. Assim, a performance do chopper também é influenciada pela
indutância da carga. Um indutor de alisamento normalmente é conectado em série com
a carga para limitar a sua ondulação da corrente.
Exemplo 9.9
Se a fonte de alimentação do Exemplo 9.8 tiver uma indutância de L
s
= 411H, determinar (a) a
tensão máxima do capacitar V
x
, (b) o tempo de desligamento disponível toff e (c) o tempo de
comutação te.
Solução: Ia = 425 A, Im = 450 A, V
s
220 V, f 400 Hz, t
q
= 1811s, L; = 4 ulI e
C = 40 llF.
(a) A partir da Eq. (9.100), a sobretensão ,1.V 450 x -V4/40 142,3 V. A partir da Eq.
(9.99), a tensão máxima no capacitor, V
x
= 220 + 142,3 = 362,3 V, e a partir da Eq. (9.103), a
tensão disponível para comutação é V
e
= 220 - 142,3 77,7 V.
(b) A partir da Eq. (9.94), o tempo de desligamento disponível toff = (77,7x40)
1450 = 6,9 us.
(c) A partir da Eq. (9.95), o tempo de recarga td = (220 x 40)/450 = 19,5611s e a partir
da Eq. (9.96), o tempo de comutação te 6,0 + 19,56 = 26,4611s.
Nota: A exigência de desligamento do tiristor principal é 18 us, enquanto o tempo de
desligamento disponível é de apenas 6,9 us. Portanto, ocorrerá uma falha na comutação.
9.8.3 Choppers de Três Tlristores Comutados por Impulso
Esse problema de subcarga pode ser amenizado substituindo-se o diodo Dl pelo tiristor
T3' como mostrado na Figura 9.19. Em um bom chopper, o tempo de comutação, tu deve
idealmente ser independente da corrente de carga; te poderia ser menos dependente da
corrente de carga adicionando-se um diodo em antiparalelo Df, com o tiristor principal,
como mostrado na Figura 9.19 pelas linhas pontilhadas. Uma versão modificada do
circuito é mostrada na Figura 9.20, onde a inversão de carga do capacitor é feita indepen-
dentemente do tiristor principal TI disparando-se o tiristor T3. Há quatro modos pos-
síveis e seus circuitos equivalentes são mostrados na Figura 9.21.
o modo 1 inicia-se quando o tiristor principal TI é disparado
conectada à alimentação. O tiristor pode ser ao mesmo
inverter a carga no capacitor C. Se essa inversão de carga for feita a
tensão de saída mínima não será limitada devido à inversão ressonante, como no caso do
rhn->1'Yl,?V clássico da 9.16.
Cap.9 413
o modo 2 inicia-se o tiristor de comutação é disparado e o '--UI-'LH_,"HJ,"
C e recarrega através da carga a uma taxa determinada pela corrente de carga.
o modo 3 inicia-se quando o capacitor é recarregado para a tensão da fonte de
alimentação e o diodo de comutação D
m
começa a conduzir. Durante esse modo/ o
capacitor sobrecarrega devido à armazenada na indutância da fonte e a
corrente de carga decai através de Esse modo termina quando a corrente da sobre-
carga reduz a zero.
O modo 4 inicia-se quando o tiristor T2 pára de conduzir. O diodo de comuta-
ção D
m
continua a conduzir e a corrente de carga prossegue decaindo.
Todas as equações para o chopper clássico/ exceto as Eqs. (9.101)/ (9.102) e
(9.103)/ são válidas para esse chopper, e o modo 4 do chopper clássico não é aplicável. A
tensão disponível para a comutação é
+
Vc = Vx = V, + ~ V
~ - - - l
I L
1
o, I
I I
(9.111)
Figura 9.19
Chopperde três
tiristores
comutados por
impulso.
Figura 9.20
Chopper
comutado por
impulso com
inversão de carga
independente.
414 Eletrônicade Potência- Circuitos, Dispositivos e Aplicações Cap.9
Figura 9.21
Circuitos
equivalentes.
+
Modo 1
C
+
Im v,
Modo 3
Modo 2
Modo 4
Para o chopper da Figura 9.20, a inversão ressonante é independente do tiristor
principal e o tempo mínimo de condução não é limitado. Entretanto, o tempo de comu-
tação é dependente da corrente de carga e a operação em alta freqüência é limitada. O
circuito do chopper não pode ser testado sem a conexão da carga.
T
1
la
--
9.22 + t., i
T1
+
D
1
Chopper de pulso

eu I
c
Ol
ressonante. V
s
+
-
L
m
D
m
Ui v;
V
c o
T
2
Ressonante
Um chopper de ressonante é mostrado na Figura 9.22. Tão logo é ligada a alimen-
o capacitar é carregado para uma tensão V
c
através de L
m
, Dl e carga. A operação
do circuito pode ser dividida em seis modos e os circuitos equivalentes são mostrados na
9.23. As formas de onda para as correntes e tensões são mostradas na 9.24.
Nas análises a a origem de será redefinida para t = Ono início de cada
modo.
+
Modo 1 Modo 2
Cap.9 Choppers 415
Figura 9.23
Circuitos
equivalentes para
os modos.
Modo 3
t, + L
m
C D
1

Im v;
Modo 5
Modo 4
Modo 6
Figura 9.24
Formas de onda
para o chopper.
é nmentacao é
416 Eletrônicade Potência- Circuitos, 9
o modo 2 inicia-se o tiristor de
de comutação inverte sua carga através de C, L
m
e
é disparado. O '"-'-'- ..... '-'-,_.«'-y.L
A corrente de inversão é dada por
LI' = r te
e a tensão do capaciror é
sen OOm t = I
p
sen 00111t (9.112)
Ve(t) = V
e
cos OOnd (9.113)
onde OOm = Após o tempo, t = tI' = Te ~ L n l C, a tensão do capacitor é invertida
para - V
e
. Entretanto, a oscilação ressonante continua através do diodo Dl e de O
valor de pico da corrente ressonante I
p
tem de ser maior que a corrente de carga Im e o
circuito normalmente é projetado para uma relação de Ip/I
m
= 1,5.
O modo 3 inicia-se quando T2 é autocomutado e o capacitor descarrega devido
à oscilação ressonante através do diodo Dl e de TI, Esse modo termina quando a corrente
no capacitor aumenta para o nível de Im. Supondo que a corrente do capacitor cresça
linearmente de Oa I
rn
e que a corrente do ti ris tor caia de Im a Ono tempo o
de duração para esse modo é
e a tensão do capacitor cai para
LmIm
tx = ~ ~
. V
e
(9.114)
t
x
i:
2C
(9.115)
O modo 4 inicia-se quando a corrente através de cai a zero. O capacitor
continua a descarregar através da carga a uma taxa determinada pelo valor máximo da
corrente de carga. O tempo de desligamento disponível é
O tempo necessário para o capacrror recarregar para a tensão da fonte de
(9.116)
VsC
td =
Im
Capo 9 Choppers 417
o tempo total para o capacitor descarregar e recarregar até o nível da tensão da fonte V
s
é te toff + td'
o modo 5 inicia-se quando o diodo de comutação D
m
começa a conduzir e a
corrente de carga decai através de D
m
. A energia armazenada na indutância de comuta-
ção L
m
e na indutância da fonte L, é transferida ao capacitor C. Após o tempo
t
s
= TI: -V(L
s
+ Lm)C, a corrente de sobrecarga torna-se zero e o capacitor é recarregado
para
onde
Vx = V
s
+ LlV
Ao Ii.; C+ i,
LlV = i; \J
(9.118)
(9.119)
o modo 6 inicia-se quando a sobrecarga está completa e o diodo Dl desliga. A
corrente continua a decair até que o tiristor principal seja disparado novamente, no
próximo ciclo. Na condição de regime permanente V
e
= V
x
' A tensão média de saída é
dada por
1
Vo = T [VskT + Vs(tr + tx ) + O,5te(VI + Vs)]
(9.120)
Apesar de o circuito não ter qualquer restrição ao valor mínimo de ciclo de trabalho k, na
prática ele não pode ser zero. O valor máximo de k é
kmáx = 1 (9.121)
Devido à comutação pelo pulso ressonante, o di/dt reverso do tiristor TI é
limitado pelo indutor L
m
e isso é também conhecido como comutação suave. A inversão
ressonante é dependente do tiristor TI, Entretanto, a indutância L
m
sobrecarrega o
capacitor C, aumentando as especificações de tensão dos componentes. Após o disparo
do tiristor Tz, o capacitor tem de inverter sua carga antes do desligamento do tiristor TI,
Há um retardo inerente na comutação limitando o tempo mínimo de condução do
chopper. O tempo de comutação teé dependente da corrente de carga.
418 Eletrônica de Potência- Circuitos, Dispositivos e Aplicações Capo 9
Exemplo 9.10
Uma carga altamente indutiva, que é controlada pelo chopper da Figura 9.22, necessita de uma
corrente média Ia = 425 A com um valor de pico de Im = 450 A. A tensão da fonte de alimentação
V
s
= 220 V. A freqüência de operação f = 400 Hz, a indutância de comutação Lm = 8 /lH e a
capacitância de comutação C = 40/lF. Se a indutância da fonte (incluindo a indutância parasita)
for L, 4 determinar (a) o valor de pico da corrente ressonante I
p
; (b) o valor de pico da tensão
sobre a carga Vx, (c) o de toH e (d) as tensões de saída mínima e máxima.
(9.119), a
da tensão
= 56,2/ls. A da
o valor de
o
sobretensão .ó. V = 450 246,5 V e a
sobre o V
e
= V
x
= 220 + 246,5 = 466,5 V.
A da I
p
= 466,5 = 1043,1 A.
(b) A da
da tensão sobre a carga é
t
x
8 x 450/466,5 7,72 us e a da o valor de
2 x 40 x 466,5 = 4231, V
da o de cesugamento toH 423,1 x 40/450 37,6/ls.
da
da tli = 220 x 40/450 = 19,6/ls e te = 37,6 + 19,6 = 57,2 us. A
O ciclo de trabalho máximo é
kmáx = 1 - (56,2 + 7,72 + 57,2) x 400 x = 0,952
Para k = kmáXt a dá a tensão máxima de saída
220 x 0,952 + 400 x
+
x 220 + 0,5 x 57,2 x
+
x
= 209,4 + 12,98 22,4 V
A tensão mínima de saída k = O)é = 12,98 V.
LU...... ~ . J ...... .... / ~ ~ h ' - ....~ ...... para o é fornecer um de
adequado para cortar o tiristor A análise das equações de
modo para o chopper clássico na 9.8.1 e do chopper de ressonante da Seção
9.8.4 mostra que o de da tensão do de comu-
É muito mais circuito de se a indutância da fonte
ser ou a corrente de carga não for muito alta. Mas no caso de correntes
Cap. 9 Choppers 419
de carga mais elevadas, as indutâncias parasitas, que estão sempre presentes nos sis-
temas práticos, têm um papel significativo no projeto do circuito de comutação porque a
energia armazenada nas indutâncias do circuito aumentam na proporção do quadrado
do valor de da corrente de carga. A indutância da fonte torna as equações de projeto
não-lineares, sendo necessário um método iterativo de solução para determinar os com-
-n",non·h><:, da As exigências de tensão nos de r",",rWl"f'l'C> uepenuem
da indutância da fonte e da corrente de carga.
Não há regras fixas para se um circuito chopper e o projeto varia de
acordo com os tipos de circuitos utilizados. O tem uma ampla faixa de opções
e os valores dos são influenciados escolha do projetista em
ao valor máximo da corrente ressonante de inversão e valor máximo de tensão
para o circuito. As de tensão e corrente dos
dão os limites mas a real dos e
deixada para o que se baseará nas
u..hJIJ\J.l.Ul..., ... U\A.",,-..<l\... e margem de segurança. Em as 0\...j;:., .......... U.\...0
aentJlílc:açao os modos de ",-no... ", ... ", para o circuito cnotmer:
para os
3. das correntes e tensões para os modos e suas formas de
4. dos valores dos componentes de ,-.n.l-r111t:::>/':::>n.
os limites do -n."','"""':l>t-r.'
5. especmcacoes de corrente e tensão de todos os compo-
Pode-se notar, a da que a tensão de saída contém
Um filtro do LC ou L ser conectado à saída a fim de reduzir os \J...
de saída. As técnicas para o -n... do filtro são similares dos """'''.'L-U.Ll--'.L\JU
5.14.
Um com uma carga altamente indutiva é mostrado na 9.25a.
A da corrente de carga é Se a corrente média da carga
for a corrente máxima da carga será A corrente de que é
da forma como mostrado na contém ser
expressa na série de Fourier como
420 Eletrônica de Potência - Circuitos, Dispositivos e Aplicações Capo 9
Ia "\:"'
Ính (t) = kla + c:
nre
sen 2nrek cos 2nreft
n=l
+
nre
I (1 - cos 2nrek) sen 2nref t
n 1
(9.122)
A componente fundamental (n
da entrada é dada por
1) da corrente harmônica gerada pelo chopper no lado
. Ia Ia
llk(t) = -- sen2rekcos2reft + - (1
re re
cos 2rek) sen 2ref t (9.123)
kT T
(b) Corrente do chopper
01.---1------'-------'--_
Chopper
(a) Diagramado circuito
+
Forma de onda
da corrente de
entrada do
chopper.
Figura 9.25
Figura 9.26
Choppercom um
filtro de entrada.
Chopper
Figura 9.27
Circuito
equivalente para
as correntes
Na um filtro de entrada como o mostrado na 9.26 é normal-
mente conectado com o objetivo de eliminar os gerados pelo chopper para a
linha de O circuito para as correntes harmônicas geradas pelo
chopper é mostrado na 9.27 e o valor eficaz da n-ésima harmônica na
ser calculado a de
421
1
1 + (nf/fo)2
onde f é a freqüência de operação e fo = 1/(2n é a freqüência ressonante do filtro.
Se (f/fo) > > 1, que é o caso, a n-ésima corrente harmônica na alimentação
torna-se
(
fo Jll2
1
11s
= 1
11
11 nf
(9.125)
Uma elevada reduz os tamanhos dos elementos do filtro de
entrada. as dos harmônicos gerados chopper na linha da alimenta-
ção também aumentam e isso pode causar interferência com os sinais de
controle e
Se a fonte tiver alguma indutância L
s
e a chave do chopper como na Figura 9.1a
for ligada, uma quantidade de energia será armazenada na indutância da fonte. Se for
feita uma tentativa de se desligar essa chave, os dispositivos semicondutores de potência
LJ"J''-'-L»L ser danificados devido a uma tensão induzida resultante dessa energia armaze-
nada. O filtro LC de entrada fornece uma fonte de baixa para a do
chopper.
Deseja-se calcular o chopper comutado por impulso da Figura 9.19. Ele opera a partir de uma
tensão de alimentação de V
s
220 V e o valor máximo da corrente de carga é Im = 440 A. A tensão
mínima de saída deve ser menor que 5% de V
s
, o valor máximo da corrente ressonante deve ser
limitado a 80% de I
n 1
, o requisito de tempo de desligamento é i.« = 25 us e a indutância da fonte é
L
s
= 41lH. Determinar (a) os valores dos componentes LmC, (b) a freqüência de operação máxima
disponível e (c) as especificações de todos os dispositivos. Considerar a ondulação da corrente de
carga desprezível.
Vs 220 V, Im=440 A, toff =251ls, L, =41lH e Vo(mí r) =0,05 x 220 =11 V. As
formas de onda para as várias correntes são mostradas na Figura 9.28.
(a) A partir das Eqs. (9.94), (9.99) e (9.100), o tempo de desligamento é
ou
toff = I
111
~ r:-J C
v, + L« - \ l . ~ . t.;
VsC + ~ L . C
Im c,
422 Eletrônicade Potência- Circuitos, Dispositivos e Aplicações Capo 9
Im
Figura 9.28
Formas de onda
para o
9.11.
Substituindo os valores numéricos, O,25C 2
o menor C = 28,6 e ':>r\1r'nV'11Y1
29C + 625 Oe C = 87,4
de 30
ou 28,6J.lF.
(9.100), a sobretensão é L'iV = 440
220 + 160 = 380 V. A
160Ve a
da
x
=f
x x x
+
x
Capo 9 Choppers 423
máxima de operação é1 317 Hz; considerá-la 300 Hz.
(c) Nesse estágio estão todos os dados para determinar as especificações.
Tr A corrente média I
av
= 440 A (supondo ciclo de trabalho k == 1).
A corrente de pico I
p
440 + 0,8 x 440 = 792 A.
A corrente eficaz máxima devido à carga, Irl = 440 A.
o valor eficaz devido à inversão ressonante,
= 0,8 x 440 -Vt
r
1/2 = 0,352 -Y101,8 x 300/2 = 43,5 A.
A corrente eficaz efetiva I
rrns
= + 43,5)112 = 442,14A.
A corrente de I
p
= 440 A.
A corrente eficaz I
rrns
440 -{jt; = 0,44 = 48,7 A.
A corrente media 440 x 40,9 x 300 x 10-
6
= A.
A corrente de
A corrente eficaz
352A.
= 0,352 43,5A.
A corrente média
= 2Ipl trlre 2 x 352 x 300 x
C: O valor da C = 30
x = 6,84A.
A tensão de pico a = 2 x 380 = 760 V.
A corrente de I
p
= 440 A.
A corrente eficaz
+
A.
k ==
ciclo de
352A.
A.
440 A
440
440A.
A corrente média
corrente eficaz
A corrente de
reversão.
LU.I.LJ.I-'UJ., como na
e
424 Eletrônica de Potência- Circuitos, Dispositivos e 'lPI[ICtIÇOI?S Capo 9
Vs(máx)' e L
s
variar entre Ls(mín) e Ls(máx), então Vs(mín) e Ls(mín) devem ser utilizados para
calcular os valores de L
m
e C. Vs(máx) e Ls(máx) devem ser utilizados para determinar as
especificações dos componentes e dispositivos.
JUA'.... .I..I.lq,J'.I.V 9.12
É necessário projetar (calcular) o circuito chopper de pulso ressonante da Figura 9.22. Ele opera a
partir de uma fonte de alimentação V
s
220 V com um valor máximo da corrente de carga
I
n1
= 440 A. O pico da corrente ressonante deve ser limitado a 150% de Im; O requisito de tempo de
desligamento toff = 25 us e a indutância da fonte L
s
= 4 ul-I. Determinar (a) os valores dos compo-
nentes LmC, (b) a tensão de sobrecarregamento ~ V e (c) a tensão disponível para a comutação V
c
.
Solução: i; 440 A, I
p
(9.115) e (9.116), o tempo de
toff 25 us e V
s
= 220 V. A das
A
e
toff
a corrente ressonante de
capacitor é
L
rnI111
2V
c
A das Lyua'"uo.:;;,
Substituindo V
c
= I
p
obtém-se i.« como
em que x =
toff =
A Cl1lhd-1h,1"-';:;,'--" para V, em I
p
V
c
Resolvendo da e substituindo-o na obtém-se
toff =
x
1
2x
Capo 9 Choppers 425
que pode ser resolvida para L
m
por iteração, onde L
m
é incrementada por uma pequena
quantidade até que seja obtido o valor desejado de toff. Uma vez que L
m
é encontrada, C pode
ser determinado a partir da Eq. (9.126).
Encontrar os valores de L
m
e C que satisfaçam às condições de t.« e I
p
. Um método
iterativo de solução dá:
(b) V = 558,86 V.
(c) V
c
= 220 + 558,86 778,86 V e a Eq. (9.115) dá VI = 605,63 V.
Nota: Para Le O, Lm=21,43IlH, C=21,43IlF, V
s=660V
e
VI 513,33 V.
.ll..JA.'........... ,lIIJ ...v 9.13
Uma carga altamente indutiva é alimentada por um chopper. A corrente média da carga é
Ia = 100 A e sua ondulação pode ser considerada desprezível = O). Um filtro de entrada
simples LC com L; = 0,3 mH e Cc = 4500 é utilizado. Se o chopper for operado a uma freqüên-
cia de 350 Hz e um ciclo de trabalho de 0,5, determinar o valor eficaz máximo da componente
fundamental da corrente harmônica gerada pelo chopper na linha de alimentação.
Solução: Para Ia = 100 A, f 350 Hz, k = 0,50, Cc 4500llF e L; 0,3 mH, fo = 1/(2n:
= 136,98 Hz. A (9.123) pode ser escrita como
hli(t) = AI cos 2n: f t + BI sen 2n:f t
onde AI
partir de
sen 2n:ke BI = (Ia/n:)(1 cos 2n:k). O valor de pico dessa corrente é calculado a
2
(AI +
(1 - cos2n:k)1I2
n:
O valor eficaz dessa corrente é
componente fundamental da corrente harmônica
ser calculada a da (9.124) e é dada por
chopper
hs
1
h li =
1 + (j/fo)2 1 +
5,98 A
426 Eletrônicade Potência Circuitos, Dispositivos e Aplicações Capo 9
Seflfo » 1, a corrente harmônica na alimentação torna-se aproximadamente
Um chopper buck é mostrado na Figura 9.29. A tensão de entrada é V
s
= 110V, a tensão média da
carga é V
a
= 60 V e a corrente média da carga é Ia = 20 A. A freqüência de operação é f = 20 kHz.
As ondulações de pico a pico são 2,5% para a tensão da carga, 5% para a corrente de carga e
10% para a corrente do filtro L
e
. (a) Determinar os valores de L
e
, Le Cc, Utilizar o PSpice (b) para
verificar os resultados plotando a tensão instantânea do capacitor De, a corrente instantânea da
carga it. e (c) para calcular os coeficientes de Fourier e a corrente de entrada is. Os parâmetros do
modelo SPICE do transistor são IS =6.734f, BF =416.4, BR = .7371, CJC =3.638P, =4.493P,
TR = 239.5N, TF 301.2P e os do diodo são IS = 2.2E-15, BV = 1800V, TT O.
Q1
9.29
+
Chopper buck.
110V R
04>---------+------.+--------'
v, 110 V, V
a
= 60 V, Ia = 20 A.
ô.V
c
= 0,025 X V
a
= 0,025 X 60 = 1,5 V
A da (9.34),
R
Ia
60 = 312
20
A da (9.35),
k =
v,
110 = 0,5455
1
s
= kl; = 0.5455 X 20 = 10.91 A
Sl; 0,05 x Ia = 0.05 X 20 = 1 A
M =0.lxI
a=0.lx20
2A
A da obtém-se o valor de L
e
:
Cap. 9 Choppers 427
60 x -
2 x 20 kHz x 110 = 681,82 ~ H
A partir da Eq. (9.39), obtém-se o valor de C,;
2
Supondo um crescimento linear da corrente de carga it. durante o tempo de t = O a h = kT,
pode-se escrever, aproximadamente,
que dá o valor aproximado de L:
L = kT
~ h
k
!ihf
1 x 20 kHz
40,91 ~ H
(9.129)
(b) k = 0,5455, f = 20 kHz, T = l/f = 50 us e t
on
k x T = 27,28 us. O chopper
buck para a simulação PSpice é mostrado na Figura 9.30a. A tensão de controle V
g
é mostrada na
9030b. A listagem do arquivo do circuito é como se segue:
50US) 27.28US
analysi
postprocessor
O.lNS NS
; Transistor base
voltage
O. O
Vo1tage source to measure input
; Voltage
OV
switch
416.4 .731
OV
to measure load current
diode
1800VTT=O) Diode model parameters
30 L
UIC
OV DC
Buck Chopper
DC OV
PULSE (OV
250
681.820H
8.33UF
40.91UH
3
DC O
DMOD
.2 15
/QMOD
( 6.73
Example 9-14
vs O
Vy
1 2
Vg 7 3
RB 6
3 4
4 O
4 8
8
VX O
DM O 3
.MODEL DMOD D(
Q1 2 6 3
.MODEL QMOD NPN
+ .493
.TRAN lUS .6MS
.PROBE
428 Eletrônica de Potência Circuitos, Dispositivos e Aplicações Capo 9
.options abstol
.FOUR OKHZ I
.00n reltol = 0.01 vntol = O.
; Fourier analysis
ITLS = 50000 convergence
t,
Figura 9.30
Chopperbuck para
a simulação
D
m
PSpice.
v;
7 +
V
g
v; OV
(a) Circuito
v
g
20 V
O 27,28 us 50 us
(b) Tensão de controle
As do PSpice são mostradas na Figura 9.31, onde I(VX) = corrente de
carga, I(Le) = corrente no indutor e V(4) tensão no capacitor. Utilizando o cursor do
na 9.30, obtém-se: V
a
= VC = 59,462 V, i1VC = 1,782 V, i11 = 2,029 A,
= 19,813 h = 0,3278 A e Ia = 19,8249 A. Isso verifica o projeto; entretanto, i1h dá
um resultado melhor que o esperado.
Figura 9.31
Plotagens do
PSpice para o
bx(.:'mlDlO 9.14.
Example 3-12 A Buck Chopper
Date/Time run: 07/17/92 17:06: 21 Temperature: 27.0
,1fí fíll
,
20.0/'
O.Or
1.50ms
o I (Le)
1.52ms 1.5'4ms 1.56ms
Time
1.58ms 1.60ms
Cap. 9 Choppers 429
(c) Os coeficientes de Fourier da corrente de entrada são
PHASE ( )
O.OOOE+OO
9.163E+0
1.9 7E+0
6.695E+0
3.992E+01
.542 01
6. 33 01
2.466E+0
8.556E+01
PHASE
S.500E+01
5.187E+0
.947E+01
-7. 28E+01
- .2
-9.
(VY)
eOMPONENT
1.000E+00
1.115E-01
3.076E-01
1.348E-01
1.S51E-01
1.261E-01
8. o E-02
1.
3.S06E-02
4.401661E+01
3
6
7
8
9
FOURIER eOMPONENT'S OF TRANSIENT RESPONSE
De eOMPONENT .0 953 01
HARMONIe FOURIER
NO () eOMPONENT
2.000E+04 01
4.000E+04 . 69E+00
6.000E+04 3.84 00
8.000E+04 1.68 00
1.000E+05 1.93 00
1.200E+05 1.577E+00
1.400E+05 1.014E+00
.600E+05 1.435E+00
1.80 o 4. 85E-01
As que são utilizadas para criar oscilação ressonante para a inversão da
tensão do capacitor de comutação e desligar os agem como elementos de
armazenamento de energia nos reguladores chaveados e como elementos de filtro para
atenuar os harmônicos de corrente. Pode-se notar, a partir das Eqs. (B.17) e (B.18) no
Apêndice que a perda magnética aumenta com o quadrado da freqüência. Por outro
lado, uma freqüência mais elevada reduz o tamanho dos indutores para o mesmo valor
de ondulação de corrente e exigências de filtragem. O projeto dos conversores cc-cc
requer um compromisso entre freqüência de operação, tamanho dos indutores e
no chaveamento.
Um chopper pode ser utilizado como transformador cc para elevar ou abaixar uma
tensão CC fixa. O chopper também pode ser utilizado para reguladores de tensão chavea-
dos e para transferência de energia entre duas fontes CC. são gerados harmô-
nicos nos lados da entrada e da carga do chopper, e esses ser
reduzidos através de filtros de entrada e saída. Um chopper pode operar com
tanto fixa quanto variável. Um chopper de variável gera harmônicos de fre-
difícil o dos filtros. O de fixa
normalmente é o utilizado. Para reduzir o dos filtros e diminuir a da
corrente de carga, a de deve ser elevada. Os com tiristores
requerem do tiristor
430 Eletrônicade Potência- Circuitos, Dispositivos e Aplicações Capo 9
C. E. BAND e D. W. VENEMANS. "Chopper control on a 1600-V de traction
Cybernatics and Electronicson the Railways, voI. 5, n. 12, 1968, pp. 473-8.
. IRCA,
F. NOUVION. "Use of power semiconductors to controllocomotive traction motors in the French
National Railways". Proceedings, IEE, voI. 55, n. 3, 1967.
J. GOUTHIERE, J. GREGOIRE e H. HOLOGNE. "Thyristor choppers in electric tractions". ACEC
Review, n. 2, 1970, pp. 46-7.
M. EHSANI, R. L. KUSTON e R. E. FUJA. "Microprocessor control of a current source de-de
converter". IEEE Transactions on Industry Applications, voI. IA19, n. 5, 1983, pp. 690-8.
M. H. RASHID. "A thyristor chopper with minimum limits on voltage control of de drives".
International [ournal of Electronics, voI. 53, n. I, 1982, pp. 71-81.
M. H. RASHID. SPICE for Power Electronics Using PSpice. Englewood Cliffs, N.J.: Prentice
1993, 10 e 11.
P. WOOD. Switching Power Converters. Nova Iorque: Van Nostrand Reinhold Company, Inc., 1981.
R. P. SEVERNS e G. E. BLOOM. Modern DC-to-DC Switchmode Power Converter Circuits. Nova
Van Nostrand Reinhold Inc., 1983.
S. A. CHIN, D. Y. CHEN e F. C. LEE. "Optimization of the energy storage inductors for dc to de
converters". IEEE Transactions on Aerospace and Electronic Systems, voI. AES19, n. 2, 1983, pp.
203-14.
S. CUK, R. D. MIDDLEBOOK "Advances in switched mode power conversion". IEEE Transactions
on Industrial Electronics, voI. IE30, n. I, 1983, pp. 10-29.
S. CÚK of switched mode power supplies". IEEE International Conference on Power Electro-
nics and Variable Speed Drives, Londres, 1985, pp. 83-94.
T. TSUBOI, S. IZAWA, K. T. OGAWA e T. KATTA. chopper
t=>rnll-n,TYH>nt for electric railcars". IEEE Transactions on Industry and General Applications, voI.
IA9, n.3, 1973.
EIectric. "Choppers for São Paulo metro foIlow BART
International, voI. 129, n. 8, 1973, pp. 309-10.
Gazette
9.1 Oqueéum ou um conversor CC-CC?
9.2
9.3

Qual é o n1'"i,nrinlo de operacao de um
abaixador?
elevador?
Cap. 9 Choppers 431
9.4 O que é o controle por modulação em largura de pulsos de um chopper?
9.5 O que é o controle por modulação em freqüência de um chopper?
9.6 Quais são as vantagens e desvantagens de um chopper de freqüência variável?
9.7 Qual é o efeito da indutância da carga na ondulação da corrente da carga?
9.8 Qual é o efeito da freqüência de operação na ondulação da corrente da carga?
9.9 Quais são as restrições para a transferência de energia controlável entre duas fontes de
tensão CC?
9.10 Quais são os parâmetros de performance de um chopper?
9.11 O que é um regulador chaveado?
9.12 Quais são os quatro tipos básicos de reguladores chaveados?
9.13 Quais são as ,,<>nf"o.crc.nc e desvantagens de um regulador buck?
9.14 Quais são as vantagens e desvantagens de um regulador boost?
de de
buck-boost?
CCj;;, I.UCt''-''V'- Cúk?
deum
deum
desngamento do circuito e o
comutaçao de um
são as e
são as e
éo do circuito de
éa entre o de
um tiristor?
Por que o de fica
9.15
9.17
9.16
9.19
9.18
9.20 Por que a tensão mínima de saída do clássico é limitada?
clássico?
efeitos da indutância da fonte?
inversão ressonante
ser n ...''1o.....o .... rI'::>niro do tiristor prmctpaí
ressonante deve ser maior
Quais são as vantagens ressonante?
Em
método
432 Eletrônica de Potência - Circuitos, Ul:5lJC)SlllVCJS 9
9.29 Por que é utilizado o pico da corrente de carga em vez de a corrente média da carga no
projeto de choppers com tiristores?
9.30 Quais são os efeitos da freqüência de operação nos tamanhos dos filtros?
9.1 O chopper da Figura 9.1a tem uma carga resistiva de R 20 Q e uma tensão de entrada
V
s
= 220 V. Quando a chave do chopperestá ligada, sua queda de tensão é Vch = 1,5 V e a
de operação = 10 kHz. Se o ciclo de trabalho for de 80%, determinar (a) a
tensão média de saída V
a
, (b) a tensão eficaz de saída V
o
, (c) a eficiência do chopper, (d) a
resistência efetiva de entrada Ri e (e) o valor eficaz da componente fundamental dos
harmônicos na tensão de saída.
Um está alimentando uma carga RL, como mostrado na Figura 9.2, com
V
s
= 220 V, R = 10 Q, L 15,5 mH, f 5 kHz e E = 20 V. Calcular (a) a corrente de
carga instantânea mínima 1], (b) a corrente de carga instantânea de h (c) a ondulação
máxima de a pico na corrente da carga, (d) a corrente média da carga Ia, (e) a corrente
eficaz de carga lo, (f) a resistência efetiva de entrada Ri e o valor eficaz da corrente do
IR.
O na 9.2 tem resistência de carga R = 0,2 Q, tensão de entrada V
s
220 V
e tensão da bateria E = 10 V. A corrente média da carga é Ia 200 A e a de
= 200 Hz (T 5 ms). Utilizar a tensão média de saída para calcular o valor
da indutância da carga L, que limitaria a máxima ondulação da corrente de carga a 5% de
Ia.
O mostrado na 9.5a é utilizado para controlar o fluxo de de uma
fonte de tensão CC 110 V para uma bateria de tensão E 220 V. transfe-
rida para a bateria é 30 kW. A de corrente do indutor é desprezível. Deter-
minar (a) o ciclo de trabalho k, (b) a resistência efetiva da carga e (c) a corrente média
de entrada I
s
.
Para Problema 9.4, a corrente instantânea do indutor e a corrente através da
bateria E o indutor L tiver um valor finito de L = 7,5 250 Hz e k 0,5.
Uma carga RL, como mostrado na 9.2, é controlada por um . Se a resistência
carga for R 0,25 Q, indutância L 20 mH, a tensão de v, 600 V, a
tensão da bateria 150 V e a t-.. o""á.... ",,,, de f = 250 Hz, determinar as cor-
rentes de carga máxima e mínima, a corrente de carga de a e a
corrente média da carga para k 0,1 e 0,9 um incremento de 0,1.
a corrente
e comparar os resultados.
9.6 utilizando as
Capo 9 Choppers 433
10 mV. A freqüência de operação é 20 kHz. A ondulação da corrente do indutor, de pico a
pico, está limitada a 0,5 A. Determinar (a) o ciclo de trabalho k, (b) a indutância de
filtro L e (c) o capacitor de filtro C.
9.9 O regulador boosi na Figura 9.13a tem uma tensão de entrada V
s
= 6 V. A tensão média
de saída é V
a
15 V e a corrente média da carga é Ia = 0,5 A. A freqüência de operação é
20 kHz. Se L = 250 ulI e C 440 f.lF, determinar (a) o ciclo de trabalho k, (b) a ondulação
de corrente do indutor tlI, (c) a corrente máxima do indutor h e (d) a ondulação de tensão
do capacitar de filtro tlV
c
.
9.10 O regulador buck-boost na Figura 9.14a tem uma tensão de entrada Vs 12 V. O ciclo de
trabalho é k 0,6 e a freqüência de operação é 25 kHz. A indutância L = 250llH e a
capacitância de filtro C 220 f.lF. A corrente média da carga é Ia = 1,5 A. Determinar (a)
a tensão média de saída V
a
, (b) a ondulação da tensão de saída de pico a pico tlV
c
, (c) a
ondulação da corrente do indutor de pico a pico tlI e (d) a corrente máxima do transistor
I
p
.
9.11 O regulador Cúk na Figura 9.15a tem uma tensão de entrada V
s
= 15 V. O ciclo de
trabalho é k = 0,4 e a freqüência de operação de chaveamento é de 25 kHz. A indutância
de filtro é L2 350 ulI e a capacitância de filtro é C2 220 A capacitância de transfe-
rência de energia é Ct 400 f.lF e a indutância L; = 250 ul-I. A corrente média da carga é
Ia 1,25 A. Determinar (a) a tensão média de saída V
a,
(b) a corrente média de entrada
I
s
, (c) a ondulação da corrente do indutor Ll, de pico a pico, tlh, (d) a ondulação da tensão
do capacitor Ct. de pico a pico, tlV
c
l , (e) a ondulação da corrente do indutor L2, de pico a
pico tlh (f) a ondulação da tensão do capacitor C2, de pico a pico, tlV
Cb
e (g) a corrente
máxima do transistor
9.12 Uma carga indutiva é controlada por um chopper de comutação por impulso como o da
Figura 9.16 e a corrente máxima da carga é Im = 450 A a urna tensão de alimentação de
220 V. A freqüência de operação 275 Hz, o capacitor de comutação é C 60 e o
indutor de inversão é L
m
20 A indutância da fonte é L
s
= 8 Determinar o
tempo de desligamento do circuito e os limites de tensão de saída máxima e mínima.
9.13 o Problema 9.12 para o caso em que a indutância da fonte seja
O).
9.14 Uma carga indutiva é controlada da 9.20 e a corrente máxima da carga
é L« = 350 A a uma tensão de de V
s
750 V. A de ,,-nD""''''''''''
f 250 Hz, a de é C = 15 e a indutância de
L
m
70 Se a indutância da fonte for L, = 10 determinar o de ,","'-,:>11,;'-'%"'-J
to do circuito toff, a tensão de máxima e mínima e a tensão de saída para um ciclo
trabalho de k = 0,5.
Calcular os dos
do circuito toff = 20 para
circuito são v, = 600 Im 350 A
a
434 Eletrônicade Potência- Circuitos, Dispositivos e Aplicações Capo 9
9.17 Repetir o Problema 9.16 para o circuito chopper da Figura 9.19, se a corrente máxima do
diodo Dl for limitada a 21
m
. Determinar C e LI.
9.18 Repetir o Problema 9.16 para o circuito chopper da Figura 9.20, se o pico da corrente de
inversão ressonante for limitado a Im.
9.19 Repetir o Problema 9.16 para o circuito da Figura 9.22, se a corrente de inversão ressonan-
te através de T2 for limitada a 21
m
.
9.20 Calcular o valor do capacitor de comutação C para fornecer o tempo de desligamento
toff = 20 us para o circuito da Figura 9.20, se V
s
= 600 V, Im = 350 A e L, = 81-lH.
T
1
Figura P9.20 +
T
2
r,
V
s D
m
CO
2'
T
5
T
3
CO
Ü
9.21 Uma carga altamente indutiva é controlada por um chopper, como mostrado na
P9.20. A corrente média da carga é 250 A, que tem ondulação de corrente desprezível. É
utilizado um filtro de entrada LC simples, com L, = 0,4 mH e C, 5000 1-lF. Se o chopper
for operado à freqüência de f = 250 Hz, determinar a corrente harmônica total gerada
pelo chopperna alimentação para k = 0,5. (Dica: considerar até o sétimo harmônico.)
9.22 O circuito chopper do 9.11 utiliza uma rede snubber RC simples, como mostrado
na 4.8b, para os tiristores TI, T2 e T3. Se o dv/ dt de todos os tiristores for limitado
a 200 V / I-lS e as correntes de descarga forem limitadas a 10% dos seus respectivos valores
máximos, determinar (a) os valores dos resistores e snubber e (b) as
ncacoes de dos resistores. Os efeitos das indutâncias da carga e da fonte L
s
9.23 A corrente de do tiristor TI no chopper da 9.20 é !rI 200 mA e o
de atraso de TI é 1,5 us. A tensão CC de entrada é 220 V e a indutância da fonte Ls
Ele tem uma carga de L 10 mH e R 2 Q. Determinar a mínima
de n - " ' ~ ~ ~ ' ~ '
9.24 O buck da 9.29 tem uma tensão CC de entrada de V
s
carga V
a
80 V e corrente média da carga Ia = 20 A. A de ooeracao
f = 10 kHz. As de a são 5% para a tensão sobre a carga, para a
corrente da carga e 10% para o filtro da corrente L
e
. Determinar os valores de Le, L e
C
e
. Utilizar o (b) para verificar os resultados, a tensão instantânea do
capacrtor vc a corrente instantânea da carga e (c) para calcular os coeficientes de
Fourier da corrente de entrada i.: Utilizar os do modelo SPICE do
9.14.
Cap.9 Choppers 435
9.25 O chopper boost da Figura 9.12a tem uma tensão CC de entrada V
s
= 5 V. A resistência
da carga é R = 1000. A indutância é L = 150llH e a capacitância de filtro é
C = 220IlF. A freqüência de operação é f 20 kHz e o ciclo de trabalho do chopper é
k = 60%. Utilizar o PSpice para (a) plotar a tensão de saída vc, a corrente de
entrada is e a tensão do MOSFET VT e (b) para calcular os coeficientes de Fourier da
corrente de entrada i
s
. Os parâmetros do modelo SPICE do MOSFET são L = 2U,
W = .3, VTO = 2.831, KP = 20.53U, IS 194E-18, ceso = 9.027N,
CeDO = 1.679N.
9.26 Os parâmetros do circuito chopper comutado por impulso da Figura 9.19 são: tensão de
alimentação V
s
200 V, capacitor de comutação C = 20IlF, indutância de comutação
L
m
20 IlH, indutância de descarga LI = 25 IlH, resistência de carga R
m
= 1 a e indutân-
cia da carga L
m
= 5 mH. Se o tiristor for modelado pelo circuito da Figura 7.19, utilizar o
PSpice para plotar a tensão do capacitor Vc, a corrente do capacitor ic e a corrente da carga
ii. A freqüência de operação éf = 1 kHz e o tempo de condução do tiristor TI é de 40%.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->