P. 1
Bionator de Balters - Técnica de Desgaste v01n0202dcl

Bionator de Balters - Técnica de Desgaste v01n0202dcl

|Views: 355|Likes:
Publicado porLeonardo Lamim

More info:

Published by: Leonardo Lamim on May 14, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/19/2013

pdf

text

original

Dica Clínica

Bionator de Balters - Técnica de Desgaste
Bionator of Balters - Grinding Technique
Danilo Furquim Siqueira* Adriano Lia Mondelli**

Resumo Esta dica clínica discorre sobre o correto manuseio do aparelho ortopédico funcional Bionator de Balters. Este tipo de aparelho, muito utilizado na clínica ortodôntica/ortopédica apresenta algumas características que devem ser observadas para torná-lo mais efetivo. Entre elas, destaca-se o desgaste da resina na região póstero-inferior, com o intuito de auxiliar na correção da má oclusão de Classe II.
Palavras-chave:.Bionator.de.Balters..Ortopedia.Funcional..Classe.II.

INTRODUÇÃO A correta identificação das anormalidades dentofaciais combinada ao amplo conhecimento sobre o crescimento e desenvolvimento craniofacial propicia um adequado planejamento do tratamento para cada paciente, independente do tipo de má oclusão. As más oclusões de Classe II apresentam uma etiologia diversificada, podendo resultar de alterações esqueléticas, dentárias ou da combinação destas1,5. Segundo Silva Filho7 (1990), ela representa 42% do total de más oclusões, sendo que 26,61% são relacionados à Classe II dentária e 15,39% esquelética. Estas más oclusões esqueléticas podem ser caracterizadas por uma protrusão dentoalveolar superior, uma retrusão mandibular ou uma associação de ambos os fatores1,5. Assim, o diagnóstico correto do problema inerente de cada paciente e o estágio de maturação esquelética, promovem a eleição do método de tratamento adequado para cada tipo de má oclusão. Nos casos de más oclusões de Classe II esqueléticas, com retrognatismo mandibular, pode-se utilizar uma gama muito grande de aparelhos ortopédicos propulsores da mandíbula, de uso

contínuo (Herbst, Jasper Jumper, MPA) ou de uso intermitente (Ativador, Bionator de Balters) para a correção desta desarmonia dentoesquelética. Bionator de Balters O Bionator de Balters é um aparelho ortopédico funcional desenvolvido por Wilhelm Balters na década de 502,3 (BALTERS2, 1981; EIREW3, 1981), indicado para pacientes na fase de crescimento e desenvolvimento craniofacial, uma vez que promove alterações dentárias e esqueléticas para a correção da má oclusão de Classe II, caracterizada pela deficiência no crescimento mandibular, trespasse horizontal acentuado, sobremordida e curva de Spee profundas. Este tipo de aparelho, muito utilizado na prática clínica, apresenta-se bastante efetivo e com algumas vantagens em relação aos outros aparelhos ortopédicos funcionais (Bimler, Frankel): a) fácil manuseio; b) resistente; c) fácil adaptação do paciente; d) fácil confecção; e) resultados previsíveis. O aparelho original de Balters sofreu algumas modificações, como as sugeridas por Janson e Noachtar6, (1998), que indicaram o recobrimento dos incisivos inferiores com acrílico

.*.Mestre.e.Doutorando.em.Ortodontia.pela.FOB-USP . * . *.Mestre.em.Dentística.Restauradora,.opção.“Materiais.Dentários”.-.FOB-USP;.Doutorando.em.Ortodontia.-.FOB-USP

R.Clín.Ortodon.Dental.Press,.Maringá,.v..1,.n..2,.p..9-16.-.abr./maio.2002 •.9

Bionator de Balters - Técnica de Desgaste

FIGURA 1.-.Visão.inicial.do.Bionator.

FIGURA 2.-.Visão.inicial.do.Bionator.

FIGURA 3.-.Visão.inicial.do.Bionator.

FIGURA 4.-.Visão.inicial.do.Bionator.

FIGURA 5.-.Visão.inicial.do.Bionator.

para: a) restrição do desenvolvimento vertical; b) referência para a protrusão mandibular; c) diminuição da tendência de protrusão dos incisivos inferiores. Este aparelho deve ser utilizado por um período mínimo de 18 meses4 (tempo de tratamento ativo) e após a sua instalação, indica-se um procedimento de desgaste gradativo no acrílico que recobre os dentes póstero-inferiores, com o objetivo de: a) corrigir a curva de Spee; b) corrigir a sobremordida; c) ajudar a corrigir a Classe II. Todas estas alterações são baseadas no princípio de erupção diferencial de Harvold4, (GRABER; NEUMANN4, 1987) o qual promove o desenvolvimento vertical e anterior (mesial) dos dentes póstero-inferiores e limita o desenvolvimento dos dentes póstero-superiores. Em alguns casos, pode-se desgastar o acrílico em locais específicos para induzir um movimento distal dos dentes superiores, com o intuito de potencializar esta correção4. Procedimento de Desgaste Após três meses da instalação do aparelho na cavidade bucal, inicia-se o desgaste do acrílico na região póstero-inferior (Fig. 14-22). Observa-se nas figuras 1 a 5 o contato existente entre a resina e os dentes superiores e
10 •.R.Clín.Ortodon.Dental.Press,.Maringá,.v..1,.n..2,.p..9-16.-.abr./maio.2002

inferiores. O desgaste deverá englobar todos os dentes posteriores presentes, ou seja, primeiros e segundos pré-molares e primeiros e segundos molares inferiores. Este deverá ser realizado com uma fresa específica, ilustrada nas figuras 6 a 8. Gradativamente desgasta-se a resina (Fig. 9 -10), lembrando que o alívio por lingual é imprescindível para o sucesso do tratamento. Após alguns meses de desgaste, a resina será eliminada por inteiro, para que haja uma correta intercuspidação dos dentes posteriores, aumentando assim, a estabilidade do tratamento (Fig. 11-13). Caso Clínico O caso clínico a seguir ilustra o procedimento descrito anteriormente. Paciente do gênero feminino, com 12 anos de idade ao início do tratamento, perfil facial convexo, linha mento-pescoço diminuída, hábito de sucção digital e má oclusão de Classe II esquelética, caracterizada por uma deficiência transversal da maxila, retrognatismo mandibular, trespasses horizontal acentuado e curva de Spee profunda (Fig. 23-32). Inicialmente realizou-se o procedimento de Expansão Rápida da Maxila com o expansor tipo Hyrax, para a correção da deficiência transversal superior.

Danilo Furquim Siqueira, Adriano Lia Mondelli

FIGURA 6.-.Desgaste.póstero-inferior.

FIGURA 7.-.Desgaste.póstero-inferior.

FIGURA 8.-.Desgaste.póstero-inferior.

FIGURA 9.-.Desgaste.Inicial.:.oclusal.e.lingual.

FIGURA 10.-.Desgaste.Inicial.:.oclusal.e.lingual.

FIGURA 11.-.Desgaste.Total.

FIGURA 12.-.Desgaste.total.

FIGURA 13.-.Desgaste.total.

R.Clín.Ortodon.Dental.Press,.Maringá,.v..1,.n..2,.p..9-16.-.abr./maio.2002 •.11

Bionator de Balters - Técnica de Desgaste

FIGURA 14.-.Instalação.Bionator.Fechado.(Mordida. Aberta.Anterior).

FIGURA 15. -. Instalação. Bionator. Fechado. (Mordida. Aberta.Anterior).

FIGURA 16. -. Instalação. Bionator. Fechado. (Mordida. Aberta.Anterior).

FIGURA 17. -. Instalação. Bionator. Fechado. (Mordida. Aberta.Anterior).

FIGURA 18.-.Desgastes.póstero-inferiores.na.resina.

FIGURA 19.-.Desgastes.póstero-inferiores.na.resina.

FIGURA 20.-.Desgastes.póstero-inferiores.na.resina.

FIGURA 21.-.Desgastes.póstero-inferiores.na.resina.

FIGURA 22.-.Desgastes.póstero-inferiores.na.resina.

Este aparelho permaneceu como contenção por três meses na cavidade bucal, para que houvesse a neoformação óssea na área da sutura palatina mediana (Fig. 33-38). Após estes meses de contenção, instalou-se o Bionator de Balters (Fig. 39), aparelho indicado neste caso, uma vez
12 •.R.Clín.Ortodon.Dental.Press,.Maringá,.v..1,.n..2,.p..9-16.-.abr./maio.2002

que a paciente apresenta uma sensível melhora na estética facial com o avanço mandibular (Fig. 25) e estava na fase ascendente da curva de crescimento e desenvolvimento craniofacial, confirmada pela radiografia periapical do polegar (Fig. 40). As figuras 41 a 47 ilustram as características

Danilo Furquim Siqueira, Adriano Lia Mondelli

FIGURA 23.-.Aspectos.extrabucais.iniciais.

FIGURA 24.-.Aspectos.extrabucais.iniciais.

FIGURA 25.-.Simulação.do.avanço.mandibular.

FIGURA 26.-.Hábito.de.sucção.digital.

FIGURA 27.-.Aspectos.intrabucais.iniciais.

FIGURA 28.-.Aspectos.intrabucais.iniciais.

FIGURA 29.-.Aspectos.intrabucais.iniciais.

FIGURA 30.-.Aspectos.intrabucais.iniciais.

FIGURA 31.-.Aspectos.intrabucais.iniciais.

FIGURA 32.-.Aspectos.intrabucais.iniciais.

R.Clín.Ortodon.Dental.Press,.Maringá,.v..1,.n..2,.p..9-16.-.abr./maio.2002.•.13

Bionator de Balters - Técnica de Desgaste

FIGURA 33.-.Expansão.rápida.da.maxila.-.expansor. tipo.Hyrax.

FIGURA 34.-.Expansão.rápida.da.maxila.-.expansor. tipo.Hyrax.

FIGURA 35.-.Expansão.rápida.da.maxila.-.expansor. tipo.Hyrax.

FIGURA 36.-.Expansão.rápida.da.maxila.-.expansor. tipo.Hyrax.

FIGURA 37.-.Expansão.rápida.da.maxila.-.expansor. tipo.Hyrax.

FIGURA 38.-.Expansão.rápida.da.maxila.-.expansor. tipo.Hyrax.

FIGURA 39.-.Bionator.de.Balters.Padrão.(Classe.II).

FIGURA 40. -. Radiografia. periapical. do. polegar. -. início. do. tratamento. ortopédico.

14 •.R.Clín.Ortodon.Dental.Press,.Maringá,.v..1,.n..2,.p..9-16.-.abr./maio.2002

Danilo Furquim Siqueira, Adriano Lia Mondelli

FIGURA 41. -. Aspectos. extrabucais. -. aparelho. de.Balters.

FIGURA 42. -. Aspectos. extrabucais. -. aparelho. de.Balters.

FIGURA 43. -. Aspectos. extrabucais. -. aparelho. de.Balters.

FIGURA 44. -. Aspectos. extrabucais. -. aparelho. de.Balters.

FIGURA 45. -. Aspectos. intrabucais. -. aparelho. de. Balters.

FIGURA 46. -. Aspectos. intrabucais. -. aparelho. de. Balters.

FIGURA 47. -. Aspectos. intrabucais. -. aparelho. de. Balters.

FIGURA 48.-.Desgastes.totais.

FIGURA 49.-.Desgastes.totais.

FIGURA 50.-.Desgastes.totais.

R.Clín.Ortodon.Dental.Press,.Maringá,.v..1,.n..2,.p..9-16.-.abr./maio.2002.•.15

Bionator de Balters - Técnica de Desgaste

FIGURA 51.-.Aspectos.intrabucais.-.12.meses.após.

FIGURA 52.-.Aspectos.intrabucais.-.12.meses.após.

FIGURA 53.-.Aspectos.intrabucais.-.12.meses.após.

FIGURA 54.-.Desgaste.total.da.resina.posterior.

FIGURA 55.-.Aspectos.extrabucais.-.12.meses.após.

FIGURA 56.-.Aspectos.extrabucais.-.12.meses.após.

intra e extrabucais da paciente com o aparelho na cavidade bucal. Como preconizado, os desgastes foram realizados gradativamente e após 12 meses de uso, a resina estava totalmente desgastada na região posterior (Fig. 48-50) e os dentes apresentavam uma intercuspidação muito satisfatória (Fig. 51-54). O tratamento foi continuado com um outro Bionator (Fechado) mais avançado e finalizado com a Ortodontia Corretiva. ABSTRACT This present article talks about the correct hondling of the Bionator of Balters. # is type of appliance, very used in the orthodontic and orthopedic clinic, presents some characteristics that should be observed to make it more e# ective. Among them, we can call the attention to the consume of the resin in the post-inferior area, with the intention of helping the correction of the malocclusion of Class II. Key words: Bionator Appliance. Functional Orthopedics. Class II.
16 •.R.Clín.Ortodon.Dental.Press,.Maringá,.v..1,.n..2,.p..9-16.-.abr./maio.2002

REFERÊNCIAS
1. ALMEIDA, M. R. et al. Avaliação cefalométrica comparativa da interceptação da má oclusão de Classe II, 1a divisão utilizando os aparelhos de Fränkel e Bionator de Balters. R Dental Press Ortodon Ortop Facial, Maringá, v. 6, n. 6, p. 11-27, nov. /set.2001. 2. BALTERS, W. Guia de la tecnica del bionator: círculo Argentino de Odontologia. Buenos Aires: Mundi, 1969. 3. EIREW, H. L. # e bionator. Br J Orthod, London, v. 8, p. 33-36, 1981. 4. GRABER, T. M.; NEUMANN, B. Aparelhos ortodônticos removíveis. 2. ed. São Paulo: Panamericana, 1987. 5. HENRIQUES, J. F. C. et al. Avaliação cefalométrica dos efeitos do ativador combinado à ancoragem extrabucal (tração média) em jovens com má oclusão de Classe II, 1a div. de Angle. R Dental Press de Ortodon Ortop Maxilar, Maringá, v. 2, n. 5, set. /out. 1997. 6. JANSON, I. R.; NOACHTAR, R. Functional appliance therapy with the bionator. Sem Orthod, [S. l.], v. 4, no. 1, p. 33-45, 1998. 7. SILVA FILHO, O. G. et al. Prevalência de oclusão normal e má oclusão em escolares da cidade de Bauru (São Paulo). Parte II: in# uência da estratificação sócio-econômica. Rev Odontol Univ São Paulo, São Paulo, v. 4, n. 3, p. 189196, jul. /set. 1990.

Endereço para correspondência: Dr..Danilo.Furquim.Siqueira Av..Nossa.Senhora.de.Fátima,.12-16.-.Bauru.-.SP e-mail:.danilofurquim@ortodontista.com.br

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->