P. 1
MONOGRAFIA IMOBILIZAÇÕES CORPORAIS NO USO DEFENSIVO DA FORÇA FÍSICA UDFF

MONOGRAFIA IMOBILIZAÇÕES CORPORAIS NO USO DEFENSIVO DA FORÇA FÍSICA UDFF

|Views: 6.082|Likes:
Publicado porRicardo Robson
Uso Defensivo da Força Física
Uso Defensivo da Força Física

More info:

Categories:Topics, Art & Design
Published by: Ricardo Robson on May 16, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/20/2014

pdf

text

original

De forma genérica pode ser entendida como uma situação de risco, a vítima
normalmente é tomada pelo elemento surpresa, não apresentando uma resposta
imediata. O objetivo é diminuir o tempo entre pensar e agir, através do treinamento
repetitivo e sistemático dos mais diversos movimentos, englobando o combate
desarmado - em pé ou no solo, utilizando técnicas de impacto, projeções, torções,
imobilizações, estrangulamentos e o combate armado - com armas brancas, de
fogo ou armas improvisadas. Quanto mais completo for o método, maiores serão os
recursos que o lutador poderá empregar no combate.

Um dos requisitos mais importantes de qualquer método de defesa pessoal é
a filosofia preventiva. Estudamos os riscos, evitamos a rotina, elaborando normas e
procedimentos que equilibrem o conforto com a segurança pessoal e nos
preparamos para reagir se necessário. Deve-se conhecer a si mesmo, dominando
suas emoções. As técnicas devem ser simples, rápidas e efetivas. Estudamos a
situação para saber o momento correto para reagir.

A defesa pessoal estuda situações e oferece respostas.

Se conseguir dar com um objeto na cabeça do agressor, fá-lo parar na sua
intenção de atacá-lo, mas ficará de certeza com um problema para resolver com as
autoridades?

Defesa Pessoal deve ser encarada como o uso de técnicas de defensivas
para responder a uma agressão momentânea sem premeditação.

Utilizar todos os meios ao nosso alcance para nos defendermos de uma
agressão, mas utilizando somente o necessário para parar o agressor e de acordo
com a prudência e a lei.

99

Já para o Agente da lei, o termo mais adequado seria Uso Defensivo da
Força Física,
pois que toda ação do policial é voltada à defesa dos bens tutelados
pelo Estado e tão caros à Sociedade: vida, liberdade, patrimônio, etc.

DEZ REGRAS PARA UM BOM NÍVEL DE EFICIÊNCIA EM DEFESA PESSOAL
1.ª
- Que as técnicas não podem ser exatamente as das Artes Marciais e
dos Desportos de Combate sem ajustes devidos.
2.ª- Que a forma de treino não pode ser igual a qualquer uma usada nas
Artes Marciais e dos Desportos de Combate.

- Que os exercícios terão de ser necessariamente outros direcionados à
Defesa Pessoal.
4.ª- Que o ensino deve ser predisposto para evolução da mente e não do
físico.
5.ª- Que a disciplina e ética devem estar bem patentes na prática.
6.ª- Que o aquecimento não tem de ter exaustivos exercícios de
flexibilidade.
7.ª - Que o condicionamento físico não é propriamente como para um
combate.
8.ª- Que a preparação física não pode ser pesada todo o ano.(att: à
recuperação)
9.ª- Que o treino deve adaptar-se ao individual pelas suas condicionantes.
10.ª- Que se aprenda Defesa Pessoal de forma orientada especificamente e
individualizada, cientificamente nas suas aplicações (física, mecânica,
anatomia e biomecânica) e em vista do objetivo a que se propõe e não
porque é tradição ou ritual ou ainda porque foi assim que ensinaram e
assim se manterá.
Tabela 7 – Dez Regras para um Bom Nível de Eficiência em Defesa Pessoal

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->