P. 1
O Governo Geral e Invasões do Território

O Governo Geral e Invasões do Território

4.0

|Views: 3.307|Likes:
Publicado porsetentaesete
Resumo do Governos Gerais no Brasil e Invasões do Território
Resumo do Governos Gerais no Brasil e Invasões do Território

More info:

Published by: setentaesete on Sep 07, 2008
Direitos Autorais:Public Domain

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/04/2011

pdf

text

original

História do Brasil - Fernando O Governo Geral e Invasões do Território O Governo Geral do Brasil foi instaurado no ano de 1549 para

retificar os problemas das capitanias hereditárias gerados, principalmente, pela descentralização do sistema. Além disso, o Brasil aumentou de importância para Portugal já que o comércio com as Índias entrara em decadência. Se tornava importante, então, maior controle de sua maior colônia. Com o governador geral vieram o Ouvidor, o Capitão e o Provedor Mor que se incarregaram da justiça, defesa e dos impostos da colônia respectivamente. O primeiro governador foi Tomé de Sousa que governou de 1549 à 1553. Para diminuir a resistência dos indígenas, Tomé de Sousa iniciou o tráfico de escravos africanos. Também durante seu governo, instalaram-se os primeiros jesuítas e foram trazidas as primeiras cabeças de gado para o uso no movimento da moenda e para transporte. O segundo governador, Duarte da Costa, falhou tanto por motivos internos quanto externos. O governador era corrupto, desviou recursos públicos e estimulou a escravização indígena entrando em atrito com os jesuítas. Em 1555, o Rio de Janeiro foi invadido pelos franceses resultando na criação da França Antártica. Sem sucesso em expulsar os franceses, Duarte da Costa foi despedido em 1558. O último governador geral, Mem de Sá, governou até sua morte em 1973 e além de proibir a escravização indígena, conseguiu expulsar os franceses do Rio de Janeiro. A vitória foi resultado de um acordo entre Estácio de Sá, seu capitão mor, e a Tribo dos Tamoios mediado pelos jesuítas. Depois da expulsão dos franceses, os Tamoios foram massacrados. Com a implementação do governo geral, o maior veículo de poder dos senhores de engenho se tornaram as câmaras municipais que eram contraladas pela elite local, os 'homens bons.' Nas câmaras prevalecia a corrupção, os interesses lovais e a descentralização. Após a morte de Mem de Sá, o governo geral foi extinguido. Pouco tempo depois, em 1580, as coroas peninsulares ibéricas se juntaram sob a família Habsburgo da Espanha. A União Ibérica, como foi chamado o período de 60 anos, foi consequência de uma crise de sucessão do trono português após a morte de Dom Sebastião. Felipe II, rei da Espanha e irmão de Dona Joana, mãe de Sebastião, assume o trono português prometendo pelo Juramento de Tomar respeitar a administração portuguesa. A União Ibérica acarretou severas consequências como invasões estrangeiras ao Brasil de inimigos da família Habsburgo e o anulamento do Tratado de Tordesilhas que possibilitou a expansão territorial. As primeiras invasões do território brasileiro foram feitas por franceses. A França tinha entrado na corrida colonizadora muito tempo após Portugal e Espanha. Essa posição tardia foi resultado das consequências devastadoras que a Guerra dos 100 Anos teve no território francês. A solução foi o saque de naus portuguesas e do litoral brasileiro principalmente visando a obtenção do pau-brasil e drogas do sertão. A França Antártica foi instalada em 1555 e derrubada durante o governo de Mem de Sá em 1567 no Rio de Janeiro. A França Equatorial durou apenas 1612 até 1615 e visava o escambo por drogas do Sertão no Maranhão. Invasões holandesas foram resultado direto da União Ibérica. De 1572 a 1581 aconteceu a guerra de independência da Holanda contra a Espanha que levou à proibição do comércio do açúcar com a Holanda, monopólio que fora estabelecido no início do Ciclo do Açúcar com a coroa portuguesa. Ao perceber que a proibição levou à rápida decadência da produção e do lucro gerado com a cana, a Espanha implementou a Trégua dos 12 Anos permitindo, novamente, o controle holandês. No entanto, a trégua foi interrompida com o início da Guerra dos 30 Anos que colocou protestante contra católicos. Em 1621, a West Indies Company foi criada pela coroa holandesa. A primeira tentativa de invasão aconteceu em 1624 com a invasão de Salvador, que era a capital e possuia o porto de onde escoava a produção de cana para a Europa. No entanto, os holandeses foram logo expulsos. A segunda tentativa se aproximou mais das áreas produtoras de cana no Pernambuco. De 1630 à 1654, Pernambuco foi dominado pelos holandeses e sofreu influência principalmente de Maurício de Nassau. A primeira fase da invasão de Pernambuco foi a

História do Brasil - Fernando O Governo Geral e Invasões do Território resistência de 1630 e 1654 quando parte dos engenhos foram destruídos e muitos escravos fugiram para quilombos. Mas com o dinheiro conquistado com o saque da Frota da Prata espanhola, os holandeses conseguiram submeter os pernambucanos.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->