Você está na página 1de 1

O Mistério da Gruta Azul

Um dia uns meninos foram à


praia e encontraram um pescador;
pediram-lhe para contar uma das suas
histórias.

Então o pescador começou a


contar a história de três peixes
chamados Peixe Trompete, Peixe
Balão e Peixe Palhaço que precisavam
de ajuda por causa da atitude do polvo. Foram ter à gruta das sereias e
ouviram uma voz assustada: era a ostra, que era o guarda da gruta. Eles
disseram à ostra que precisavam de ajuda. A Fada de Água Quente, Fada
de Água Tépida e Fada de Água Fria estavam a desabafar sobre a sua vida.
A ostra interrompeu-as e disse-lhes que estavam ali três peixes à espera
delas. Chegaram junto dos peixes e perguntaram o que eles queriam. Os
peixes disseram que precisavam de ajuda porque o polvo andava a
chamar-lhes nomes e a persegui-los.

As fadas deram-lhes um búzio para quando precisassem de ajuda, um


manto para se protegerem e um espelho para assustar. Ao voltarem, no
meio do oceano, ouviram uma voz rouca, a gritar por socorro. Era o polvo
embrulhado nas redes dos pescadores.

Queriam ajudá-lo, tirá-lo dali, mas de repente apareceu um tubarão e


eles esconderam-se debaixo do manto. O tubarão foi-se embora. Eles não
conseguiram rasgar a rede e tocaram no búzio. O Peixe Serra apareceu e
conseguiu rasgar a rede. A seguir apareceu um cardume de sardinhas e os
peixinhos puseram-lhes o espelho à frente. Assustadas fugiram.

O polvo pediu-lhes perdão e os quatros ficaram amigos e felizes para


sempre.

A tristeza e a solidão transformam as pessoas e tornando-as más


cruéis e solitárias.
Mariana Pessoa 3º Ano Turma C