Você está na página 1de 2

RELATÓRIO DE EDIÇÃO

Equipe - Angeli, Carlos, Cássia, Drieli e Tamiris

SUGESTÃO DE CABEÇA: Quem nunca parou numa barraquinha pra


experimentar aquele churrasquinho? Se você já fez disso um hábito,
saiba que é preciso tomar alguns cuidados. Acompanhe os detalhes
na matéria de Carlos Oliveira.

BG: Clara Nunes – Feira de Mangaio

Imagens da Feira Noturna de Jardim da Penha

OFF 1: Um lugar animado, com boa comida, que atrai pessoas de


todos os tipos e idades. A feirinha de Jardim da Penha é um dos
principais atrativos da região. Mas o que será que traz esse povo todo
aqui? Pode ser o feijão tropeiro, o churrasquinho, o pastelzinho ou até
mesmo a simpatia de quem atende as barracas.

SOBE SOM: Mirian – “boa noite, querida?”

Povo fala: Kéury Venturin (de blusa vermelha)


Heloisa Favarato (de blusa estampada)
Augusto Aguieiras (de camisa vermelha)

OFF 2: Mas se você esqueceu o dinheiro em casa, não se preocupe.


Algumas barracas já aceittam até cartão de crédito. Fazer um lanche
na rua pode ser uma boa opção pra quem não tem tempo ou mesmo
pra quem quer ficar longe da cozinha no final de semana.

Sonora 1: Darcy Lannes ( falando que a comida é boa e que prefere


comer na rua)

Imagens da Feira Livre de Jardim da Penha (Sábado de manhã)

OFF 3: Seja de noite ou de dia, o que não faltam são apreciadores


para as comidas de rua. Hum... só de ver dá água na boca!

Sonora 2: Samuel Santana (na barraca de pastel)

OFF 4: Hoje em dia está cada vez mais comum as pessoas se


alimentarem na rua, como explica o presidente do Conselho Estadual
de Segurança Alimentar, Pedro Kitoko.
Sonora 3: Professor Pedro Kitoko (De: “comer na rua é uma
modernidade” até: “problemas com facilidade”)

OFF 5: De acordo com dados do Ministério da Saúde o número de


obesos no Brasil aumentou de 11 para 14% entre os anos de 2006 e
2009. E um dos principais motivos é a má alimentação.

Sonora 4: Professor Pedro Kitoko (De: “o grande risco” até:


“tendência à obesidade”)

OFF 6: Apesar de ser muito bom saborear essas delícias, é


necessário estar atento a alguns cuidados para não correr riscos de
ingerir alimentos que possam fazer mal.

Sonora 5: Professor Pedro Kitoko (De: “muita coisa” até


“manipulação deste produto”)

Passagem 2: Ficam aí as dicas do professor Pedro Kitoko para quem


gosta de comer na rua. E eu, que também sou filho de Deus, vou
experimentar um pastelzinho! Tchau, tchau!