Você está na página 1de 6

FURG – ILA – Literatura Portuguesa I – Professor Artur Emilio Alarcon Vaz

ANÔNIMO. Lenda de Gaia. ROSSI, Luciano. A literatura novelística na Idade Média portuguesa.
Lisboa: Bertrand, 1979, p. 99-104. Disponível em http://cvc.instituto-
camoes.pt/conhecer/biblioteca-digital-camoes/doc_download/26-a-literatura-novelistica-na-
idade-media-portuguesa-.html. Acesso em 14 fev. 2011.

______________________________________________________________________

O Rei Ramiro de Leão é um personagem histórico do período anterior à fundação de Portugal.


Atualmente, Gaia faz parte da cidade do Porto, ao norte de Portugal.
Rei Ramiro foy-sse a Leom e fez sas cortes muy rricas e fallou cõ os
seus de ssa terra e mostrou-lhes as maldades da rrainha Aldora, sa molher,
e que elle avia por bem de casar com dona Artiga, que era d’alto linhage. E
elles todos a huua voz a louuarom e ho ouuerom por bem, por que dissera
por ella o gramde estrollogo Aman que ela era pedra preciosa antre as
molheres que naquelle tempo avia. E ajmda disse mais, que tanto avia de
seer boa cristãa que Deus por sua hõrra lhe daria geeraçom de homens boos
e de gramdes feitos e avemturados em bem. E bem pareçe que Aman disse
verdade, ca ella foy de boa vida e fez o moesteiro de Sam Juliam e outros
ospitaaes mujtos, e os que della deçemderom forom mujto cõpridos do que
o gramde astrolego disse, que foy Aman.

In Port. Mon. Hist., cit., I, Scriptores, p. 274-276.