Você está na página 1de 3

Notas de Aulas – Aula 4

Berenice Vilela Alvarenga Alves


Disciplina: Cálculo Numérico

ZEROS REAIS DE FUNÇÕES REAIS (continuação)

MÉTODO DE NEWTON-RAPHSON (ou MÉTODO DAS TANGENTES)

É um dos mais conhecidos e eficiente método para obtenção de raízes de equações


não lineares.

O método constitui-se num processo iterativo que permite construir uma sequência
numérica x k  convergente para x , sendo x uma aproximação para a raiz real 
de y = f(x).

INTERPRETAÇÃO GEOMÉTRICA DO MÉTODO

Considerando que:

i) x  [a, b]
ii) f e f´ são contínuas em [a,b]
iii) f´ 0 em [a,b]
Sejam:

x , uma aproximação inicial da raiz real, dentro do intervalo [a,b].


0

C, a curva representativa da função y = f(x), cuja tangente em x é T.


0

x , a interseção da reta T com o eixo dos x.


1

Para relacionar as variáveis x e x devemos lembrar que a declividade da reta tangente T,


0 1
em P é igual a derivada da função em x , isto é:
0

tg  f´(x ) (1)


0

Pela relação trigonométrica no triângulo retângulo P x x temos que a declividade é igual a:


0 1

f (x )
tg  0 (2)
x x
0 1

Igualando (1) e (2), vem:

f (x ) f (x )
f´(x )  0 x x  0
0 x x 0 1 f´(x )
0 1 0

Evidenciando x , fica:
1

f (x )
x x  0
1 0 f´(x )
0

Repetindo o procedimento para um ponto Q( x ,f( x )) da curva C, obtemos, analogamente:


1 1

f (x )
x x  1
2 1 f´(x )
1

E, assim por diante, obtemos o algoritmo de Newton-Raphson:

f (x )
x x  k , k  0,1, 2,3,...
k 1 k f´(x )
k
Exercícios

1) Obter pelo método de Newton-Raphson, a raiz de f (x)  x 2  sen x , sabendo que


f(x) tem uma raiz intervalo [0,5, 1]. Utilizar x  1 e como critério de parada o valor
0

f (x )  x x
k k 1 k .

x x x
k k k 1 f (x )
k x
k 1 k

2) Utilizar o método de Newton-Raphson, para determinar uma raiz aproximada da


função f (x)  2x3  ln x  5 , com   102 , sabendo que e a raiz  pertence ao
intervalo [1, 2] .

k x
k
x
k 1 

3) Calcule pelo método de Newton-Raphson, uma aproximação x da raiz da função


f (x)  x3  x  1 , considerando x  1 , tal que o erro  seja inferior a 0,01.
0

k x
k
x
k 1 