Você está na página 1de 10

ÍNDICE

30. SAPO DA BARRIGA VERDE


1. CORUJA.........................................................................02
2. A ORQUESTRA...............................................................02 Primeira Parte:
3. A PIPOCA.......................................................................03 Eu vi um sapo na beira do rio
4. A VIAGEM......................................................................03 de barriga verde a tremer de frio
5. ABUNI............................................................................04
6. ACAMPAMENTO ESCOTEIRO........................................04 Segunda parte:
7. ACAMPEI LÁ NA MONTANHA........................................05 A mulher do sapo foi quem me falou
8. ADEUS VALES E MONTES..............................................05 que o marido dela era professor.
9 ARAM TSAM TSAM..........................................................05
10. AVANÇAM AS PATRULHAS..........................................06
11. BRILHA A FOGUEIRA..................................................07
12. CANÇÃO DA DESPEDIDA............................................08
13. CANÇÃO DA PROMESSA..............................................09
14. CONCHINHAS.............................................................09 31. VALDERI
15. CONHECER UM AMIGO...............................................10
16. CUCO..........................................................................10 Eu conheço um grande jogo que aqui vou ensinar.
17. DE BEM COM A VIDA..................................................11 É de novos, é de velhos, é bem fácil de jogar.
18. EM SILÊNCIO O ACAMPAMENTO................................11 Valderi, Valderá, Valderi, Valderá há há há há há há há há há
19. ESPÍRITO DE B.P........................................................12 Valderi, Valderá, é bem fácil de jogar.
20. FOI TABAJARA............................................................12
21. GULI ALI GULI............................................................13 Tem que ir por um caminho para então acampar
22. HEVENU SHALOM.......................................................13 E em fogueiras pela noite, vamos joviais estar
23. HEYGO........................................................................13 Valderi, Valderá, Valderi, Valderá há há há há há há há há há
24. HINO NACIONAL BRASILEIRO...................................14 Valderi, Valderá, vamos joviais estar.
25. HUM, HUM...................................................................15
26. IRMÃOS DO VENTO...................................................15 Com irmãos assim unidos, não se diz nunca adeus.
27. O SARI MARÉ............................................................16 Porque sempre tem amigos sob o grande céu de Deus.
28. PÕE TUAS MÁGOAS NO BORNAL..............................16 Valderi, Valderá, Valderi, Valderá há há há há há há há há há
29. RATAPLAN.................................................................17 Valderi, Valderá, sob o grande céu de Deus..
30. SAPO DE BARRIGA VERDE........................................18
31. VALDERI....................................................................18
01 18
29. RATAPLAN
1. A CORUJA
Um, dois – Um, dois
No meio da floresta morava uma coruja
Rataplan – do arrebol! Escoteiros vede a luz! e nas noites de lua se ouvia o seu cantar
Rataplan – olhai sol do Brasil que nos conduz! Tui, tui, tui, tui, tui, tui, turui tui tui
Alerta! Oh! Escoteiros do Brasil – Alerta! Tui, tui, tui, tui, tui, tui, turui tui tui
Erguei para o ideal os corações em flor! Guriram tcham tcham - Guriram tcham tcham
A mocidade, ao sol da Pátria, já desperta! Verave guri guri guri ram tcham tcham
À Pátria consagrai o vosso eterno amor! Guriram tcham tcham - Guriram tcham tcham
Por entre densos bosques e vergéis floridos, Verave guri guri guri ram tcham tcham
Ecoem as nossas vozes de alegria intensa Verave – Verave – Verave guri guri guri ram tcham tcham
E pelos campos fora, em cânticos sentidos, Verave – Verave – Verave guri guri guri ram tcham tcham
Ressoe um hino ovante à nossa Pátria imensa.
Alerta! Alerta! Sempre alerta!

Um, dois – Um, dois

Rataplan – do arrebol! Escoteiros vede a luz! 2. A ORQUESTRA


Retaplan – olhai sol do Brasil que nos conduz!
Unindo o passo firme à trilha do dever, Bellas melodias entonan los violines
Tendo um Brasil feliz por nosso escopo e norte, Primero, segundos, prepáranos para tocar
Façamos o futuro, em flores, antever
A nova geração jovial, confiante e forte. El clarinete dulcemente toca due due due du
Mas, se algum dia, acaso, a Pátria estremecida El clarinete dulcemente toca due due du.
De súbito bradar: Alerta! Oh! Escoteiros
Alerta – respondendo – à Pátria, nossas vidas La trompeta resuena pa pa pa pa ra ra pa pa pa pa pa ra ra pa
E as almas, entregar iremos prazenteiros. La trompeta resuena pa pa pa pa ra ra pa pa pa pa
Alerta! Alerta! Sempre alerta!
El cómo tiene voz de metal
El cómo tiene voz de metal
Um, dois – Um, dois
Retumbe con fuerza los graves timbales
Rataplan – do arrebol! Escoteiros vêde a luz!
Mi la la mi bom bom bom bom bom
Rataplan – Olhai sol do Brasil que nos conduz!

17 02
3. PIPOCA 27. OH SARI MARE

Uma pipoca estourando na panela, Oh Sari Mares, velho amigo de outrora


outra pipoca vem correndo responder. Em mim tua lembrança vive
Então, começa um tremendo falatório O amor é mais forte que o vento e que a luz
que ninguém mais consegue entender. Que podem deixar de existir
É um tal de plóc
Pló plóc plóc plóc - Pló plóc plóc plóc Eu quero voltar ao meu bom transvaal,
É uma tal de plóc Belo lugar de sonhos
Pló plóc plóc plóc - Pló plóc plóc plóc O vento perfumado, nos bosques de verdor
Pra sempre de amor nos fala
O vento perfumado, nos bosques de verdor
4. A VIAGEM
Pra sempre nos fala de amor.
Eu de longe pra encontrar o meu caminho.
Tinha um sorriso e o sorriso ainda valia.
Achei difícil a viagem até aqui, mas, eu cheguei, mas, eu
cheguei!

Eu vim de depressa, eu não vim de caminhão.


28. PÕE TUAS MÁGOAS NO BORNAL
Eu vima a jato no asfalto deste chão.
Achei difícil a viagem até aqui, mas, eu cheguei, mas, eu
Põe tuas mágoas no bornal e vamos rir, rir, rir.
cheguei!
Por que ligar para o mal? Por que? Isto não resolve.
Para que as preocupações? Não trazem soluções. Logo!!!
Eu vim por causa daquilo que não se vê.
Põe tuas mágoas no bornal e vamos rir, rir, rir
Vim nu, descaço, sem dinheiro e o pior:
Achei difícil a viagem até aqui, mas, eu cheguei, mas, eu
cheguei!

Eu tive ajuda que você não avredita.


Deu – me a esperança de chegar até aqui.
Vim caminhando, aqui estou, me decidi.
Eu vou mudar... Eu vou mudar!
03 16
25. HUM, HUM 5. ABUNI
Hum! hum! Quero ficar aqui!
Abuni buni cha abuni – abuni buni cha abuni
Hum! hum! Mais um pouquinho só!
A ya ya ia yipi ay cayeni – a ya ya ia yipi ay cayeni
Hum! hum! Mais um pouquinho com você!
Abu abuni ti chi.
Hum! hum! A noite vem, eu sei!
Hum! hum! Não quero crer que vou
Hum! hum! Para bem loge de você!

Hum! hum! Por isso eu canto assim!


Hum! hum! Para alegrar o adeus!
Hum! hum! E essa maizade não ter fim!

Hum! hum! A grande amizade,


Hum! hum! Conosco se formou,
6. ACAMPAMENTO ESCOTEIRO
Hum! hum! E para sempre há de ficar!
Mochila as costas, bastão na mão, e os escoteiro alegres estão
26. IRMÃOS DO VENTO
cantando estão, cantando estão: Trá lá – trá lá – trá lá
O acampamento começou, e os escoteiros alegres estão
Somos os irmãos do vento que baila nas ondas do mar,
cantando estão, cantando estão: Trá lá – trá lá – trá lá
que canta na orla dos bosques e ruge quando há temporal.
Montar barraca é diversão, e os escoteiros alegres estão
Vamos por vales e montes, nada nos pode parar.
cantando estão, cantando estão: Trá lá – trá lá – trá lá
Somos os irmãos do vento por isso amamos a liberdade.
Fazendo comida num fogão, e os escoteiros alegre estão
Assim somos, os escoteiros: Dançamos junto ao fogo,
cantando estão, cantando estão: Trá lá – trá lá – trá lá
cantávamos para a vida - que é um lindo acampamento.
Jogar, correr e muita ação, e os escoteiros alegre estão
cantando estão, cantando estão: Trá lá – trá lá – trá lá
Vamos levando a mensagem do amor e da fraternidade,
Fogueira alta é reunião, e os escoteiros alegre estão
Ancorando a luz e a alegria, plantando a paz e a amizade.
cantando estão, cantando estão: Trá lá – trá lá – trá lá
Vamos por vales e montes, nada nos pode parar.
Céu estrelado e um bom colchão, e os escoteiros cansados estão
Somos os irmãos do vento por isso amamos a liberdade.
dormindo estão, dormindo estão: Trá lá – trá lá – trá lá
Assim somos, os escoteiros: dançamos junto ao fogo,
cantamos para a vida – que é um lindo acampamento.
15 04
7. ACAMPEI LA NA MONTANHA 24. HINO NACIONAL BRASILEIRO

Acampei lá na montanha... De manhã fiz meu café, Ouviram do Ipiranga as margens plácidas
Arrumei minha mochila e toquei pra frente o pé. De um povo heróico o brado retumbante,
Como é bom viver acampando assim, E o sol da Liberdade, em raios fúlgidos,
vendo o sol no horizonte nascer. Brilhou no céu da Pátria nesse instante.
Vale pena ter um grande ideal e por ele lutar e vencer. Se o penhor dessa igualdade
Conseguimos conquistar com braço forte,
Em teu seio, ó Liberdade,
Desafia o nosso peito a própria morte!
8. ADEUS VALES E MONTES
Ó Pátria amada
Adeus vales e montes queridos, onde doces momentos Idolatrada,
passei. Salve! Salve!
Adeus campos e bosques floridos, logo e sempre aqui
voltarei. Brasil, um sonho intenso, um raio vívido
Este céu é uma grande barraca, pois, é Deus nosso De amor e de esperança à terra desce,
chefe geral. Se em teu formoso céu risonho e límpido
Este sol é lanterna diurna, nossa vida é luz natural. À imagem do Cruzeiro resplandece.
Gigante pela própria natureza,
És belo, és forte, impávido do colosso,
E o teu futuro espelha essa grandeza.
9. ARAM TSAM TSAM
Terra adorada
Aram Tsam Tsam – Aram Tsam Tsam Entre outras mil,
Uli guli guli guli guli Aram Tsam Tsam És tu, Brasil,
Aram Tsam Tsam - Aram Tsam Tsam Ó Pátria amada!
Uli guli guli guli guli Aram Tsam Tsam Dos filhos deste
Arabit Arabit Solo és mãe gentil
Uli guli guli guli guli Aram Tsam Tsam Pátria amada, Brasil!
Arabit Arabit
Uli guli guli guli guli Aram Tsam Tsam

05 14
21. GULI ALI GULI
10. AVANÇAM AS PATRULHAS
Gosto das flores, até do malmequer.
Gosto monte e de um vale qualquer. Avançam as patrulhas – Lá, ao longe – lá, ao longe...
Gosto dos rios que cantam para mim: Avançam as patruilhas cantando com valor – lá, ao longe.

Guli ali guli ali guli ali guli... Juntos, escalemos a montanha altiva!
Pó rom pom pom pom pom... Juntos, escalemos o seu pico azul!
Somente os falcões, vão a nossa frente,
Gosto dos bichos, do besouro ao elefante. voam, majestosos, sob o céu de anil.
Gosto das arvores de copa exuberante.
Gosto dos ventos que cantam para mim: Com a mochila às costas – Lá, ao longe – lá, ao longe...
Com a mochila ás costas a tropa já partiu – lá, ao longe.
Guli ali guli ali guli ali guli... Juntos, escalemos...
Pó rom pom pom pom pom... Se avista o acampamento – Lá, ao longe – lá, ao longe...
Se avista o acampamento por causa do fogão – lá, ao longe.
Gosto das coisas que Deus criou na Terra. Juntos, escalemos...
Que Ele as conserve sempre em paz, sem guerra! Avistam – se as barracas – Lá, ao longe – lá, ao longe...
Para que cantem essa canção para mim: Avistam – se as barracas douradas pelo sol – lá, ao longe...
Juntos, escalemos...
Guli ali guli ali guli ali guli...
Pó rom pom pom pom pom...

22. HAVENU SHALOM

Havenu Shalom alehem, Havenu Shalom alehem, Havenu


Shalom alehem,
Havenu Shalom, Shalom – Shalom - Shalom alehem.

23. HEYGO

Heygo. Yo remando voi, mi canoa por el rio va,


Y en las tardes frescas voi cantando... – Heygo
13 06
11. BRILHA A FOGUEIRA 19. ESPIRITO DE B.P.

Brilha a fogueira ao pé do acampamento De BP trago o espírito sempre na mente,


para alegria não há melhor momento. sempre na mente, sempre na mente.
Velhos amigos não perdem a ocasião De BP trago o espírito sempre na mente, sempre na mente
De reunidos cantar uma canção – Ei!!! estará.

Stodola stodola stodola Pumpa stodola pumpa stodola De BP trago o espírito no coração,
pumpa no coração, no coração.
Stodola stodola stodola Pumpa stodola pumpa pumpa De BP trago o espírito no coração, no coração estará
pum!
De BP trago o espírito junto de mim,
No acampamento que faz o escoteiro junto de mim, junto de mim.
muito trabalha durante o dia inteiro, De BP trago o espírito junto de mim, junto de mim estar.
mas, quando a noite já trouxe a escuridão, De BP trago o espírito sempre na mente,
acende o fogo e canta uma canção – Ei!!! no coração, junto de mim.
De BP trago o espírito sempre na mente, no coração estará.
Stodola stodola stodola Pumpa stodola pumpa stodola
pumpa
Stodola stodola stodola Pumpa stodola pumpa pumpa pum!

20. FOI TABAJARA

Foi tabajara, foi tabajara na terra de Tupã


Tem periquito, arara maracanã,
Toda ave do céu quem nos deu
foi Tupã, foi Tupã, foi Tupã, foi Tupã...

07 12
17. DE BEM COM A VIDA
12. CANÇÃO DA DESPEDIDA
No fundo, a gente não nasceu pra viver só
e achar o amor é tudo o que mais se quer... Por que perder a esperança de nos tornar a ver?
Ser é bem mais fácil pra quem tem Por que perder a esperança se há tanto querer?
uma canção no coração.
De bem com a vida, acreditando no amanhã Não é mais que um até logo, não é mais que um breve adeus.
e só fazer amigos por onde for Bem cedo, junto ao fogo, tornaremos a nos ver
e o sol que sempre traz novo dia,
vai brilhar mais, pra quem acredita no amor. Com nossas mão entrelaçadas ao redor do calor,
Cada vez mais – cada vez mais Formemos nesta noite mais um circulo de amor.
Não estamos sós – não estamos sós
Nós somos muitos a cantar esta canção! Não é mais que um até logo, não é mais que um breve adeus.
Cada vez mais – cada vez mais Bem cedo, junto ao fogo, tornaremos a nos ver
Não estamos sós – não estamos sós
Deixando brilhar a luz de dentro do coração Pois o Senhor que nos protege e nos vai abençoar,
Deixando brilhar a luz de dentro do coração Um dia, certamente, vai de novo nos juntar

Não é mais que um até logo, não é mais que um breve adeus.
Bem cedo, junto ao fogo, tornaremos a nos ver

18. EM SILÊNCIO, ACAMPAMENTO.

Em silêncio, acampamento, este canto, vinde ouvir,


São fagulhas da fogueira que nos dizem: Escoteiros
a servir!

11 08
13. CANÇÃO DA PROMESSA 15. CONHECER UM AMIGO

Prometo neste dia cumprir a lei. Quem conheceu um amigo jamais morrerá,
Sou teu escoteiro, Senhor e rei. pois, os amigos são um pedaço do céu.
Eu te amarei para sempre casa vez mais É como ter uma flor no quintal, desapegada no chão floreceu,
Senhor minha promessa protegerás. quem, conheceu um amigo, descobriu seu Deus.
Da fé eu sinto orgulho, quero viver Mas, o bem maior é ter no peito um jeito sincero de se da a ar,
tal como ensinastes, até morrer. é deixar o coração se abrir direito do jeito que alguém precisar.
Eu te amarei pra sempre cada vez mais Quem aceitou um amigo para caminhar
Senhor minha promessa protegerás. sente que não vai cair no espinho da flor.
Com alma apaixonada, servi-la-ei. É como ter descoberto o amor, ter encontrado um conforto maior,
À minha pátria amada, fiel serei. sentir o carinho de alguém na hora da dor.
Eu te amarei pra sempre cada vez mais Mas, o bem maior é ter no peito um jeito sincero de se da a ar,
Senhor minha promessa protegerás. é deixar o coração se abrir direito do jeito que alguém precisar.
Promessa que um dia fiz junto a ti, Quem acolheu um amigo encontrou a paz.
Para a toda vida a prometi. Não há discórdias no mundo, ninguém sabe mais.
eu te amarei pra sempre cada vez mais Não há feridos nem guerra, todos são filhos do mesmo Pai.
Senhor minha promessa protegerás. Quem encontrou um amigo não morre jamais.
Mas, o bem maior é ter no peito um jeito sincero de se da a ar,
é deixar o coração se abrir direito do jeito que alguém precisar.

14. CONCHINHAS
16. CUCO
Nas conchinhas lá do mar, nas estrelinhas do céu
no universo infinito e comigo Deus está. Da Noruega distante, veio está canção
Quem quiser pode escutá – lo no cantar do sabiá. Bate o cuco UMA vez, preste bem atenção
No sussurro do vento, no “chuá” das ondas do mar Tiiii riiii aaa oia tiriaoia CUCO, oia tiriaoia CUCO
Churuá churuá (chuá) - Churuá churuá (chuá)
Churuá churuá (chuá) - Churuá churuá (chuá) Da Noruega distante, veio está canção
Bate o cuco TRÊS vezes, preste bem atenção
Tiiii riiii aaaa oia – Tiria –oia – CUCO, CUCO, CUCO
Oia – tiria – oia – CUCO, CUCO, CUCO.
09 10