Você está na página 1de 3

Afetividade e suas alterações

1 Definições Básicas

A afetividade é quem confere o modo de relação do indivíduo á vida e será através


da tonalidade de ânimo que a pessoa perceberá o mundo e a realidade . A partir de seu
estado de humor, o homem cria a forma de receber o mundo dentro de si.
Estado Afetivo é o estado afetivo momentâneo,um tônus afetivo neste exato
momento atribuindo os devidos valores ás vivências,seja a tristeza na tragédia ou a alegria
na comédia,em condições normais.Este estado afetivo é momentâneo e variável de
momento numa mesma pessoa.
Tonalidade Afetiva é o campo de limite de variação do estado afetivo.

Estado Tonalidade
Afetivo Afetiva

Obs: há uma variação constitucional da tonalidade afetiva,ou seja,pontos muitos


baixos de humor para uns poderão não ser tão para outros,a depender da altura da
tonalidade afetiva de cada um.Em decorrência disso,cada indivíduo terá suas possibilidades
individuais de variação,de tal forma que o entusiasmo maior de uns não corresponde ao
mesmo entusiasmo máximo de outros,ou o abatimento máximo de uns será diferente do
abatimento máximo de outros.
Distinguem-se cinco tipos básicos de vivências afetivas:
a) Humor ou estado de ânimo
b) Emoções
c) Sentimentos
d) Afetos
e) Paixões

Humor ou estado de ânimo: tônus afetivo do indivíduo,o estado emocional basal e


Difuso no qual se encontra a pessoa em determinado momento.No estado de ânimo (ou
humor) há confluência de uma vertente somática e de uma vertente psíquica,que se unem
de uma maneira indissolúvel para fornecer um colorido especial á vida psíquica
momentânea.
Emoções: reações afetivas agudas,momentâneas,desencadeadas por estímulos
significativos.Assim,a emoção é um estado afetivo intenso,de curta duração,originada
geralmente como uma reação do indivíduo a certas excitações internas ou
externas,conscientes ou inconscientes.Assim como o humor,acompanha-se de reações
somáticas mais ou menos específicas.
Sentimentos: são estados e configurações afetivas estáveis,em relação ás
emoções,são mais atenuadas em sua intensidade e menos reativas a estímulos
passageiros.Os sentimentos estão geralmente associados a conteúdos
intelectuais,valores,representações e ,no mais das vezes,não implicam em concomitantes
somáticos.
Afetos: qualidade e o tônus que acompanham uma idéia ou representação
mental.seriam assim,o componente emocional de uma idéia.
Paixões: estado afetivo extremamente intenso,que domina a afetividade psíquica
como um todo,captando e dirigindo a atenção e o interesse do indivíduo em uma só
direção,inibindo os outros interesses.

2. Alterações Patológicas do Humor

Distimia: é o termo que designa a alteração básica do humor,tanto no sentido de


inibição quanto no de exaltação.Daí surgem: distimia hipotímica (depressão) e distimia
hipertímica (euforia ou mania).
Disforia: distimia que se acompanha de uma tonalidade afetiva desagradável,mal-
humorada.Pode haver mania e depressão disfórica,quando há um forte componente de
irritação,amargura,desgosto e agressividade.

Obs: no espectro maníaco,o termo euforia ou alegria patológica,define um humor


morbidamente exagerado,no qual predomina um estado de alegria intensa e
desproporcional ás circunstâncias.Já no estado de elação,há além da alegria patológica,uma
expansão do eu,uma sensação subjetiva de grandeza e de poder.

Obs: no estado de êxtase há uma experiência de beatitude,uma sensação de


dissolução do eu no todo,de compartilhamento íntimo do estado afetivo internos com o
mundo exterior,muitas vezes com colorido hipertímico e expansivo.

Puerilidade: é uma alteração do humor que se caracteriza por seu aspecto


infantil,simplório,regredido.O indivíduo chora ou ri por motivos banais,tem uma vida
afetiva superficial.Aparece na esquizofrenia hebefrênica em indivíduos com retardo
mental,quadros histéricos e em personalidades imaturas.
Irritabilidade Patológica: há uma hiperreatividade desagradável,hostil
e,eventualmente,agressiva a estímulos (mesmo leves) do mundo exterior.Qualquer estímulo
´w sentido como perturbador e o indivíduo reage prontamente de forma disfórica..Ocorre
nos quadros ansiosos,na esquizofrenia e nas síndromes depressivas.
Ansiedade: estado de humor desconfortável,uma apreensão negativa em relação ao
futuro,uma inquietação interna desagradável.Inclui manifestações somáticas e
fisiológicas,como dispnéia,taquicardia,vasoconstricção ou dilatação,tensão
muscular,parestesias,sudorese,tonturas,etc.

Obs:o termo angústia relaciona-se diretamente á sensação de aperto no peito e na


garganta,de compressão,de sufocamento.Assemelha-se muito á ansiedade,mas tem um
componente mais corporal e mais relacionada ao passado.

Obs: o medo se caracteriza por referir-se a um objeto mais ou menos


preciso,diferenciado da ansiedade e da angústia,que não tema um objeto específico.
3. Alterações Patológicas da Emoção e do Sentimento

Apatia: é a diminuição da excitabilidade emotiva e afetiva.Os pacientes queixam-se


de não poderem sentir nem alegria nem tristeza.Os pacientes tornam-se hiporreativos. È um
quadro próprio dos estados depressivos.
Hipomodulação do Afeto:é a incapacidade do paciente de modular a resposta
afetiva de acordo com a situação existencial,indicando rigidez do indivíduo na sua relação
com o mundo.
Inadequação do Afeto:é a reação completamente incoerente a situações
existenciais ou determinados conteúdos ideativos,revelando desarmonia profunda da vida
psíquica.
Pobreza de sentimentos e distanciamento afetivo:é a perda progressiva e
patológica das vivências afetivas.Há um empobrecimento relativo á possibilidade de
vivenciar alterações e variações sutis na esfera afetiva.
Embotamento afetivo:é a perda de todo tipo de vivência afetiva.Ao contrário da
apatia,que é basicamente subjetiva,o embotamento é observável,constatável pela mímica do
paciente.Ocorre tipicamente nas formas negativas,deficitárias da esquizofrenia.
Sentimento de falta de sentimento: é a vivência de incapacidade para sentir
emoções,experimentando de forma muito penosa para o paciente.O problema é percebido
pelo doente,e ao contrário da apatia,essa sensação é bastante desagradável.Ocorre na
depressão grave.
Anedonia: é a incapacidade total ou parcial de obter ou sentir prazer com
determinadas atividades e experiências da vida.Não consegue prazer sexual,com
amigos,com família,etc.È um sintoma central das síndromes depressivas.È muito associada
á apatia.
Labilidade Afetiva e incontinência afetiva: são estados nos quais ocorrem
mudanças súbitas e imotivadas do humor,sentimento ou emoções.O indivíduo oscila de
forma abrupta e inesperada de um estado afetivo para outro.Ocorre nas depressões graves
ou manias ,ansiedade e esquizofrenia.
Ambivalência afetiva:sentimentos opostos em relação a um mesmo estímulo ou
objeto.
Neotimia: sentimentos e experiências afetivas inteiramente novas vivenciadas por
pacientes em estado psicótico.São afetos muito estranhos e bizarros,para própria pessoa que
os experimenta.Faz parte da experiência peculiar e radicalmente diferente da esquizofrenia.

Bibliografia
1. Dalgalarrondo,Paulo. Psicopatologia e Semiologia dos Transtornos Mentais
2. Ballone, GJ. Alterações da Afetividade in www.Psiqweb.com.br
3. Souza,José C. Psicopatologia e Psiquiatrias Básicas