Identifica o tipo e a

forma das frases:
<
João, desliga a televi-
são!
<
Que belíssimo filme!
<
O professor não deixa
usar corrector.
Forma uma família de
palavras a partir de
livro.
Passa as frases da for-
ma afirmativa para a
forma negativa:
v
Traz o bolo, Pedro!
v
O tempo está bom!
v
Sai daqui, miúdo!
Indica o antónimo das
palavras destacadas:
¬
O Rui está
muito gordo.
¬
O livro parece-me
muito interessante.
¬
A minha casa
é espaçosa.
¬
Todos acharam
o filme péssimo!
Identifica o sujeito
nas frases:
v
O Luís e a Teresa vão
para África.
v
Nós não queremos
sair da escola.
v
Ficaram radiantes os
alunos!
Caça o intruso e justi-
fica a escolha:
X rapagão
X casarão
X comichão
X portão
Qual das palavras não
é derivada por sufixa-
ção?
¬
tristemente
¬
corajoso
¬
descontente
¬
papelaria
Inventa uma frase
imperativa negativa,
adequada a esta vi-
nheta:
Inventa predicados para
completares as frases:
+
O atleta…
+
A Joana e eu...
Descobre o intruso em
cada série de palavras:
v
perturbar • concorrer
• concurso • fugir
v
amável • inteligente
• complicado • satis-
fação
v
bando • alcateia
• tristeza • enxame
Descobre as palavras
compostas associadas
aos desenhos. Distin-
gue as palavras com-
postas por aglutinação
e por justaposição.
Ordena alfabetica-
mente as seguintes
profissões:
¬
dentista
¬
veterinário
¬
professor
¬
pasteleiro
¬
costureira
¬
pescador
¬
florista
¬
agricultor
1. A turma pode ser organizada em equipas constituídas, por
exemplo, pelos alunos de cada fila, formando-se tantas
equipas quantas as filas existentes.
2. O(A) professor(a) apresenta as regras do jogo.
3. É entregue uma carta a um aluno de uma das equipas que
terá de responder/executar a tarefa indicada.
4. O professor, ou outro aluno, verifica a correcção da resposta
dada ou a qualidade da tarefa executada (no verso de cada
carta, encontra-se a respectiva solução).
5. É distribuída nova carta a um aluno de outra equipa e assim
sucessivamente.
6. Ganha a equipa que mais respostas/tarefas correctamente
der/executar.
Antes de destacar os cartões dobre pelo picotado várias vezes.
JOGOS DE LÍNGUA
Na Ponta da Língua 6.° ano | Fernanda Costa e Luísa Mendonça
n
90730
VINAG
Solução:
< Tipo imperativo,
forma afirmativa.
< Tipo exclamativo,
forma afirmativa.
< Tipo declarativo,
forma negativa.
Solução:
Exemplos:
< livraria
< livreiro
< livralhada
< livresco
< livrete
Solução:
< Não tragas o bolo, Pedro!
< O tempo não está bom!
< Não saias daqui, miúdo!
Solução:
< magro
< aborrecido ou
desinteressante
< acanhada ou apertada
< óptimo
Solução:
< comichão
Todas as outras são nomes
no grau aumentativo.
Solução:
< descontente – palavra deri-
vada por prefixação.
Pica e Erroc, Os Profs – Teste Surpresa,
Ed. Booktree (adaptado)
Solução:
< O Luís e a Teresa
< Nós
< Os alunos
Solução:
< concurso (é um nome; as
outras palavras são verbos)
< satisfação (é um nome; as
outras palavras são adjecti-
vos)
< tristeza (é um nome abs-
tracto; as outras palavras são
nomes colectivos)
Solução:
Composta por aglutinação
< vinagre
Composta por justaposição
< saca-rolhas
< guarda-chuva
Solução:
< agricultor
< costureira
< dentista
< florista
< pasteleiro
< pescador
< professor
< veterinário
Indica sinónimos das
palavras destacadas.
v
O leite é imprescindível
numa alimentação
saudável.
v
O Carlos é
muito agressivo.
v
A vitória do clube
foi retumbante.
Indica o superlativo
absoluto sintético dos
adjectivos seguintes:
4
largo
4
pequeno
4
feliz
4
amigo
4
pobre
Completa as frases
com as formas adequa-
das do verbo trazer.
¬
Eu todos
os dias o material
necessário.
¬
Ontem, eu
o dinheiro para a
viagem.
¬
Prometo que ama-
nhã o teu
presente.
Conta uma história a
partir da imagem.
Completa as palavras
com os sinais gráficos
que lhes faltam.
• anao
• leem
• cabeca
• ha
• circunstancia
• reflexao
• poca
• agradavel
Indica a classe gramati-
cal das palavras que ca-
racterizam o Garfield:
A expressão “não ter
papas na língua” sig-
nifica:
v
não conseguir falar
v
dizer aquilo que se
pensa
v
falar muito alto
Uma das obras seguin-
tes não é da autoria de
Sophia de Mello Brey-
ner Andresen. Qual?
<
A Menina do Mar
<
A Fada Oriana
<
Ulisses
<
A Floresta
Escolhe o final cor-
recto para o seguinte
provérbio:
¬
… não matam peixi-
nhos.
¬
… não movem moi-
nhos.
¬
… não arrastam moi-
nhos.
Escolhe três adjecti-
vos adequados a cada
um dos desenhos.
Indica o masculino das
seguintes palavras:
¬
poetisa
¬
actriz
¬
comadre
¬
abadessa
¬
espia
¬
imperatriz
¬

Passa para o discurso
indirecto esta frase.
Inventa frases para as
seguintes palavras
homófonas:
+
sinto / cinto
+
vós / voz
+
ouve / houve
+
cem / sem
Liga as palavras com
os seus antónimos:
Assinala os erros orto-
gráficos nas frases:
+
A Ri ta ati rou uma
nós á cabeça do
João.
+
Os alunos não com-
priram as regras.
+
Ele fujiu cem pagar a
conta.
Passa as frases para o
plural:
v
O aluno lê o trabalho
cuidadosamente.
v
Eu trago um bolo
para a festa.
prémio
confiança
velhice
avareza
proibição
Águas passadas...
Mãe, compraste
os bilhetes para o
filme de amanhã?
juventude
castigo
consentimento
generosidade
desconfiança
Solução:
< imprescindível " indis-
pensável; absolutamente
necessário
< agressivo " violento;
hostil
< retumbante "grandiosa;
estrondosa
Solução:
< larguíssimo
< pequeníssimo
< felicíssimo
< amicíssimo
< paupérrimo
Solução:
< trago
< trouxe
< trarei
Pica e Erroc, Os Profs – Teste Surpresa,
Ed. Booktree
Solução:
< adjectivos " grande,
gordo e pateta
Jim Davis, Garfield – Agarrem este gato,
Meribérica/Liber Ed.
Solução:
< anão
< lêem
< cabeça
< há
< circunstância
< reflexão
< poça
< agradável
Solução:
A expressão significa:
dizer aquilo que se pensa
Solução:
Ulisses (obra de Maria Alberta
Menéres)
Solução:
Exemplos:
< casa " espaçosa, arejada,
confortável, bela…
< árvore " frondosa, verde,
secular, alta…
< vestido " acetinado,
justo, decotado, curto…
Solução:
< poeta
< actor
< compadre
< abade
< espião
< imperador
< réu
Solução:
A filha/a menina perguntou à
mãe se ela tinha comprado os
bilhetes para o filme do dia
seguinte.
Solução:
Águas passadas não movem
moinhos.
Solução:
< prémio – castigo
< confiança – desconfiança
< velhice – juventude
< avareza – generosidade
< proibição – consentimento
Solução:
< A Rita atirou uma noz à
cabeça do João.
< Os alunos não cumpriram as
regras.
< Ele fugiu sem pagar a conta.
Solução:
< Os alunos lêem os trabalhos
cuidadosamente.
< Nós trazemos uns bolos para
as festas.
Caça os adjectivos
neste conjunto de
palavras:
Indica a palavra pri-
mitiva que deu ori-
gem a estas palavras:
4
anoitecer
4
esfomeado
4
galinheiro
4
dorminhoco
4
barbeiro
4
pulseira
Constrói uma curta
história com as pala-
vras seguintes, pela
ordem que entenderes:
¬
janela
¬
mão
¬
carro
¬
ladrão
¬
farmácia
¬
noite
Diz se as afirmações
são verdadeiras ou
falsas.
#
A obra Ulisses foi escrita
por Maria Alberta Menéres.
#
Hans C. Andersen é um
escritor português.
#
Sophia de Mello Breyner
Andresen é uma escritora
dinamarquesa.
#
Álvaro Magalhães escreve
para crianças e jovens.
A que objecto se refere
este poema?
Bolinhas de vidro
ou granizo de luxo
fabricadas no céu
ou vindas dum repuxo?
Arco-íris pequeninos
tão bons de ter na mão!
João, dás-me um ou não?
Teresa Guedes, Palavromanias,
Porto Editora
Com a ajuda do prefixo
in- e dos sufixos -ável
ou -ível forma adjecti-
vos que correspondam
às seguintes definições:
¬
que não se pode
calcular
¬
que não se pode
esquecer
¬
que não se pode
admitir
¬
que não se pode
aceitar
Substitui as ¬ pelas
vogais o ou u.
v
m¬dança
v
tr¬v¬ada
v
fact¬ra
v
c¬r¬ja
v
s¬l¬ção
v
b¬rb¬lha
v
mag¬ar
v
c¬sc¬vilheiro
Que recurso expressivo
está presente nesta vi-
nheta?
«
a comparação;
«
a personificação;
«
a repetição.
O provérbio “Dá Deus
nozes a quem não tem
dentes” significa:
4
que há pessoas que não
sabem comer nozes;
4
que há pessoas que não
aproveitam as oportuni-
dades que l hes são
dadas;
4
que as pessoas que têm
bons dentes não aprovei-
tam as nozes.
Justifica os sinais de
pontuação que apare-
cem nesta vinheta.
Completa a frase com a
forma verbal correcta.
No ano passado, nós
férias em
Cuba.
¬
passamos
¬
passámos
Preenche a grelha rela-
tiva à forma verbal
trouxeste
Telefona à Rita. Agra-
dece o convite. Diz-lhe
que não sabes se podes
ir e explica porquê.
Explica o sentido das
expressões destacadas.
v
O Pedro é muito
senhor do seu nariz.
v
Fomos lá, mas
demos com o nariz
na porta.
v
Ele não vê um palmo
à frente do nariz.
v
Chegou a mostarda ao
nariz da professora.
Separa as palavras que
usas para fazer uma
caracterização física e
uma caracterização
psicológica:
+
inteligente
+
gordo
+
amável
+
franzino
+
irritante
+
alto
+
atarracado
+
perspicaz
+
bondoso
Que nome dás à pala-
vra que aparece nesta
vinheta? Que som pre-
tende imitar?
conjugação
modo
tempo
pessoa
número
v
maçã
v
feliz
v
poluído
v
irmão
v
alegria
v
adorável
v
dor
v
afável
v
falador
O

, R
it
a
!
G
o
s
t
a
v
a
q
u
e
v
ie
s
s
e
s
a
o

m
e
u
a
n
iv
e
rs
á
rio
, n
o
p

x
im
o
s
á
b
a
d
o
, d
ia
15
. T
ra
z
fa
t
o

d
e
b
a
n
h
o
. N
ã
o
t
e
e
s
q
u
e
ç
a
s

d
e
c
o
n
firm
a
r.
Solução:
< Adjectivos: feliz, adorável,
poluído, afável, falador.
Solução:
< anoitecer " noite
< esfomeado " fome
< galinheiro " galinha
< dorminhoco " dormir
< barbeiro " barba
< pulseira " pulso
Solução:
< verdadeira
< falsa (dinamarquês)
< falsa (portuguesa)
< verdadeira
Solução:
Berlinde
Solução:
< incalculável
< inesquecível
< inadmissível
< inaceitável
Solução:
< mudança
< trovoada
< factura
< coruja
< solução
< borbulha
< magoar
< coscuvilheiro
Solução:
A personificação.
X. Fauche, J. Léturgie e Morris,
Rantanplan – O Padrinho,
Meribérica/Liber Ed.
Solução:
O provérbio significa:
< que há pessoas que não
aproveitam as oportunidades
que lhes são dadas.
Solução:
Puzzo e Coppola estão entre vír-
gulas, porque são vocativos. O
ponto de interrogação assinala
uma pergunta.
O ponto de exclamação termina
uma frase exclamativa, que
exprime uma certa excitação da
personagem.
X. Fauche, J. Léturgie e Morris,
Rantanplan – O Padrinho,
Meribérica/Liber Ed.
Solução:
< passámos
Solução:
conjugação – 2.
a
modo – indicativo
tempo – pretérito perfeito
pessoa – 2.
a
pessoa
número – singular
Solução:
< muito vaidoso daquilo que
faz; independente; que não
transige com facilidade
< fomos em vão, inutilmente
< é pouco inteligente
< zangou-se, irritou-se
Solução:
Caracterização física " gordo,
franzino, alto, atarracado.
Caracterização psicológica "
inteligente, amável, irritante,
perspicaz, bondoso.
Solução:
Onomatopeia. Pretende imitar o
som da pancada de uma pedra.
Uderzo e Goscinny, Astérix na Hispânia,
Meribérica/Liber Ed.
Descobre qual o título
deste poema sobre um
fruto.
Com cuidado
partirás a casca dura
que me cerca.
E quando provares
o fruto
que tenho dentro de mim
aprenderás
que vale a pena
ser paciente
e delicado.
António Mota,
Onde Tudo Aconteceu
Diz em que tempo,
modo e pessoa se
encontram estas for-
mas verbais:
4
estou
4
estava
4
estaremos
4
tinham estado
Qual o significado das
interjeições destaca-
das?
¬
Ai! Piquei-me neste
espinho da rosa!
¬
Apre! Nunca estão
calados!
¬
Eh! Que beleza de
paisagem!
Indica o nome colec-
tivo que indica um
conjunto de:
#
cães
#
bois
#
porcos
#
camelos
#
lobos
#
ilhas
Sobretudo
ou sobre tudo?
<
Fiz um monte com os
papéis velhos e
aquilo dei-
tei um fósforo.
<
Traz o que
está a ficar frio.
<
Conta-me o que se
passa. E, ,
não me mintas.
Da lista de palavras
seguintes, só seis são
preposições. Quais?
v
a
v
após
v
bem
v
com
v
não
v
de
v
ali
v
entre
v
cedo
v
perante
Indica o tipo e a
forma das frases
desta vinheta:
Ordena as palavras e
forma uma frase.
¬
deram
¬
notável
¬
orquestra
¬
os
¬
da
¬
vienense
¬
concerto
¬
um
¬
músicos
Associa uma cor a vá-
rias palavras.
Ex. : Verde " maçã,
folha, mar, esperança…
Vermelho "…
Azul "…
Amarelo "…
Caça as palavras que
são advérbios.
Completa as frases
com as formas verbais
adequadas.
¬
Neste restaurante
(falar) alemão.
¬
Se eu (falar)
alemão, poderia ir até
Berlim.
¬
Em casa da avó,
(comer) muito bem.
¬
Se ela não
(comer) tanto, não
estaria tão gorda.
Forma uma área voca-
bular a partir do dese-
nho.
Descobre a solução
desta adivinha, que é
o nome de um objecto.
Distingue os pronomes
dos determinantes:
~
Aquele quadro é de
Picasso; o outro é
de Miró.
~
Estes livros são
meus. E aqueles são
vossos?
~
O professor diz que
são sempre os mes-
mos a fazer barulho.
Conta uma história a
partir desta imagem.
Identifica os comple-
mentos circunstan-
ciais:
v
Os jogadores treina-
ram no campo.
v
O cortejo sai às três
da tarde.
v
Ontem, a Inês estu-
dou toda a tarde.
¬
aqui
¬
contra
¬
meu
¬
nunca
¬
agora
¬
devagar
¬

¬
bem
¬
mal
¬
sob
¬
esse
Quais são as
casas em que as
damas nunca faltam?
telejornal
Cortem todas
as comunicações!
Muito bem! Temos trabalho:
é preciso cortar as linhas
telefónicas.
Solução:
As casas dos tabuleiros dos
jogos de damas.
Solução:
estou " presente do indica-
tivo, 1.ª pessoa do singular
estava " pretérito imper-
feito do indicativo, 1.ª ou 3.ª
pessoa do singular
estaremos "futuro do indi-
cativo, 1.ª pessoa do plural
tinham estado " pretérito
mais-que-perfeito composto do
indicativo, 3.ª pessoa do plural
Solução:
< dor
< irritação
< espanto
Solução:
< matilha
< manada
< vara
< cáfila
< alcateia
< arquipélago
Solução:
< sobre tudo
< sobretudo
< sobretudo
Solução:
a – após – com – de – entre –
perante
Solução:
< “Cortem todas as comunica-
ções!” " frase imperativa
afirmativa
< “Muito bem!” " frase
exclamativa afirmativa
< “Temos trabalho: é preciso…”
"frase declarativa afirma-
tiva
Hergé, Tintim e o Lago dos Tubarões,
Difusão Verbo (adaptado)
Solução:
Exemplos:
Vermelho " cerejas, rosas,
fogo, calor, bandeira…
Azul " céu, mar, planeta,
suavidade…
Amarelo " sol, ovo, areia,
luz, claridade…
Solução:
Os músicos da orquestra vie-
nense deram um concerto
notável.
Solução:
aqui – lá – bem – mal – nunca
– agora – devagar
Solução:
< fala-se
< falasse
< come-se
< comesse
Solução:
Exemplos de palavras da área
vocabular de televisão:
telenovela
filmes
anúncios
debates
desenhos animados
Solução:
Noz
Solução:
< Aquele – determinante
demonstrativo
< o outro – pronome
demonstrativo
< Estes – determinante
demonstrativo
< meus, vossos – pronomes
possessivos
< aqueles – pronome demons-
trativo
< os mesmos – pronome
demonstrativo
Pablo Picasso, Les baigneuses, 1918
Solução:
Os jogadores treinaram no
campo. – complemento
circunstancial de lugar
O cortejo sai às três da tarde.
– complemento circunstancial
de tempo
Ontem, a Inês estudou toda a
tarde. – complementos
circunstanciais de tempo

Pedro! O tempo não está bom! Não saias daqui. miúdo! livraria livreiro livralhada livresco livrete D D Tipo imperativo. comichão Todas as outras são nomes no grau aumentativo. D D D D D D Solução: D Solução: D descontente – palavra derivada por prefixação.Solução: D D Solução: D D D Solução: Exemplos: D Solução: D magro aborrecido ou desinteressante acanhada ou apertada óptimo Não tragas o bolo. Booktree (adaptado) Solução: D D D D D D D D Solução: Composta por aglutinação D Solução: D Solução: D D agricultor costureira dentista florista pasteleiro pescador professor veterinário vinagre D concurso (é um nome. Tipo declarativo. as outras palavras são verbos) satisfação (é um nome. Ed. as outras palavras são adjectivos) tristeza (é um nome abstracto. as outras palavras são nomes colectivos) O Luís e a Teresa Nós Os alunos Composta por justaposição D D saca-rolhas guarda-chuva D D . forma negativa. Pica e Erroc. Os Profs – Teste Surpresa. forma afirmativa. forma afirmativa. Tipo exclamativo.

# … não arrastam moinhos.Indica sinónimos das palavras destacadas. Qual? D D D A Menina do Mar A Fada Oriana Ulisses A Floresta  não conseguir falar  dizer aquilo que se pensa  falar muito alto D Inventa frases para as seguintes palavras homófonas: ! ! ! ! Escolhe três adjectivos adequados a cada um dos desenhos. # Liga as palavras com os seus antónimos: prémio confiança velhice avareza proibição juventude castigo consentimento generosidade desconfiança Assinala os erros ortográficos nas frases:  Passa as frases para o plural:  A Rita atirou uma nós á cabeça do João. eu o dinheiro para a viagem. O Carlos é muito agressivo. A vitória do clube foi retumbante. Eu trago um bolo para a festa.  Indica o superlativo absoluto sintético dos adjectivos seguintes: N N O leite é imprescindível numa alimentação saudável. Conta uma história a partir da imagem. compraste os bilhetes para o filme de amanhã? poetisa actriz comadre abadessa espia imperatriz ré sinto / cinto vós / voz ouve / houve cem / sem Escolhe o final correcto para o seguinte provérbio: Águas passadas.. Indica o masculino das seguintes palavras: # # # # # # # Passa para o discurso indirecto esta frase. Indica a classe gramatical das palavras que caracterizam o Garfield: Completa as palavras com os sinais gráficos que lhes faltam..    . largo pequeno feliz amigo pobre  N N N  Completa as frases com as formas adequadas do verbo trazer. Mãe. # Ontem. Ele fujiu cem pagar a conta. # … não movem moinhos. Os alunos não compriram as regras. • anao • leem • cabeca • ha • circunstancia • reflexao • poca • agradavel A expressão “não ter papas na língua” significa: Uma das obras seguintes não é da autoria de Sophia de Mello Breyner Andresen. O aluno lê o trabalho cuidadosamente. # Prometo que amanhã o teu presente. … não matam peixinhos. # Eu todos os dias o material necessário.

gordo e pateta Jim Davis. curto… D D Solução: D Solução: D Solução: D D D D D Solução: Águas passadas não movem moinhos. secular. verde. arejada. Booktree Solução: Ulisses (obra de Maria Alberta Menéres) Solução: A expressão significa: dizer aquilo que se pensa Solução: D D D D D D D D Solução: D anão lêem cabeça há circunstância reflexão poça agradável adjectivos " grande.Solução: D D D Solução: D D D D D Solução: D trago trouxe trarei larguíssimo pequeníssimo felicíssimo amicíssimo paupérrimo imprescindível " indispensável. Ele fugiu sem pagar a conta. Meribérica/Liber Ed. decotado. Solução: A filha/a menina perguntou à mãe se ela tinha comprado os bilhetes para o filme do dia seguinte. Garfield – Agarrem este gato. Ed. Solução: D D D D D D D Solução: Exemplos: D poeta actor compadre abade espião imperador réu casa " espaçosa. prémio – castigo confiança – desconfiança velhice – juventude avareza – generosidade proibição – consentimento D D D . absolutamente necessário agressivo " violento. bela… árvore " frondosa. A Rita atirou uma noz à cabeça do João. Os Profs – Teste Surpresa. Os alunos lêem os trabalhos cuidadosamente. Os alunos não cumpriram as regras. justo. hostil retumbante " grandiosa. estrondosa D D Pica e Erroc. Nós trazemos uns bolos para as festas. alta… vestido " acetinado. confortável.

N N N N N § § § § § . Explica o sentido das expressões destacadas. Justifica os sinais de pontuação que aparecem nesta vinheta. pela ordem que entenderes: § Diz se as afirmações são verdadeiras ou falsas.  Ele não vê um palmo à frente do nariz. a repetição. . Sophia de Mello Breyner Andresen é uma escritora dinamarquesa. O provérbio “Dá Deus nozes a quem não tem dentes” significa: N que há pessoas que não sabem comer nozes. Não irmar. no pró to tava a io Gos iversár 5. Hans C. viesses ximo Telefona à Rita. Diz-lhe que não sabes se podes ir e explica porquê. Agradece o convite. a personificação. Palavromanias.     adorável dor afável falador janela mão carro ladrão farmácia noite A obra Ulisses foi escrita por Maria Alberta Menéres. an nf de b de co ! ao Rita Olá. Álvaro Magalhães escreve para crianças e jovens. .  Fomos lá. Porto Editora Com a ajuda do prefixo in.Caça os adjectivos neste conjunto de palavras:      Indica a palavra primitiva que deu origem a estas palavras: N maçã feliz poluído irmão alegria anoitecer esfomeado galinheiro dorminhoco barbeiro pulseira Constrói uma curta história com as palavras seguintes. . dás-me um ou não? Teresa Guedes. N que as pessoas que têm bons dentes não aproveitam as nozes. A que objecto se refere este poema? Bolinhas de vidro ou granizo de luxo fabricadas no céu ou vindas dum repuxo? Arco-íris pequeninos tão bons de ter na mão! João. # # Preenche a grelha relativa à forma verbal trouxeste conjugação modo tempo pessoa número passamos passámos que .e dos sufixos -ável ou -ível forma adjectivos que correspondam às seguintes definições: # que não se pode calcular # que não se pode esquecer # que não se pode admitir # que não se pode aceitar Substitui as # pelas vogais o ou u. N que há pessoas que não aproveitam as oportunidades que lhes são dadas. dia 1 e esqu me ad t sáb ho. Completa a frase com a forma verbal correcta.  Chegou a mostarda ao nariz da professora. No ano passado. m#dança  tr#v#ada  fact#ra  c#r#ja  s#l#ção  b#rb#lha  mag#ar  c#sc#vilheiro  Que recurso expressivo está presente nesta vinheta? a comparação. Andersen é um escritor português. Traz f eças u an o. Separa as palavras que usas para fazer uma caracterização física e uma caracterização psicológica:          Que nome dás à palavra que aparece nesta vinheta? Que som pretende imitar? inteligente gordo amável franzino irritante alto atarracado perspicaz bondoso .  O Pedro é muito senhor do seu nariz. nós férias em Cuba. mas demos com o nariz na porta.

Caracterização psicológica " inteligente. Fauche. Pretende imitar o som da pancada de uma pedra. inutilmente é pouco inteligente zangou-se. porque são vocativos. Meribérica/Liber Ed. Solução: Caracterização física " gordo. amável. Rantanplan – O Padrinho.Solução: D D D D Solução: D D D D D D Solução: D verdadeira falsa (dinamarquês) falsa (portuguesa) verdadeira anoitecer " noite esfomeado " fome galinheiro " galinha dorminhoco " dormir barbeiro " barba pulseira " pulso Adjectivos: feliz. Solução: D muito vaidoso daquilo que faz. que exprime uma certa excitação da personagem. adorável. perspicaz. Meribérica/Liber Ed. Astérix na Hispânia. que não transige com facilidade fomos em vão. irritou-se D D D Uderzo e Goscinny. X. . independente. O ponto de interrogação assinala uma pergunta.a modo – indicativo tempo – pretérito perfeito pessoa – 2. falador. Meribérica/Liber Ed. Solução: D D D D D D D D Solução: D D D D Solução: Berlinde mudança trovoada factura coruja solução borbulha magoar coscuvilheiro incalculável inesquecível inadmissível inaceitável X. J. afável. Fauche. Léturgie e Morris. Solução: Onomatopeia. poluído.a pessoa número – singular Solução: D Solução: Puzzo e Coppola estão entre vírgulas. Rantanplan – O Padrinho. J. Léturgie e Morris. alto. Solução: O provérbio significa: D passámos que há pessoas que não aproveitam as oportunidades que lhes são dadas. franzino. atarracado. O ponto de exclamação termina uma frase exclamativa. irritante. Solução: conjugação – 2. bondoso. Solução: A personificação.

Onde Tudo Aconteceu Distingue os pronomes dos determinantes:  Conta uma história a partir desta imagem. . estou estava estaremos tinham estado § § Ai! Piquei-me neste espinho da rosa! Apre! Nunca estão calados! Eh! Que beleza de paisagem! cães bois porcos camelos lobos ilhas Sobretudo ou sobre tudo? D Fiz um monte com os papéis velhos e aquilo deitei um fósforo. Da lista de palavras seguintes. Com cuidado partirás a casca dura que me cerca. não estaria tão gorda. Ex. não me mintas. esperança… Vermelho " … Azul " … Amarelo " … a bem não ali cedo      após com de entre perante D D Ordena as palavras e forma uma frase. . Estes livros são meus. . # Forma uma área vocabular a partir do desenho. Quais são as casas em que as damas nunca faltam? Diz em que tempo. . (comer) muito bem.: Verde " maçã. Traz o que está a ficar frio. Ontem.           lá bem mal sob esse Neste restaurante (falar) alemão. Identifica os complementos circunstanciais:  Os jogadores treinaram no campo. Aquele quadro é de Picasso.             deram notável orquestra os da vienense concerto um músicos aqui contra meu nunca agora devagar Completa as frases com as formas verbais adequadas. Associa uma cor a várias palavras. António Mota. poderia ir até Berlim. Conta-me o que se passa. Quais?      Indica o tipo e a forma das frases desta vinheta: Cortem todas as comunicações! Muito bem! Temos trabalho: é preciso cortar as linhas telefónicas. # Em casa da avó. . que é o nome de um objecto. # Se ela não (comer) tanto. mar.     . E quando provares o fruto que tenho dentro de mim aprenderás que vale a pena ser paciente e delicado.Descobre a solução desta adivinha. # # # # # # # # # Caça as palavras que são advérbios. o outro é de Miró. O cortejo sai às três da tarde. # Se eu (falar) alemão. modo e pessoa se encontram estas formas verbais: N N N N Qual o significado das interjeições destacadas? § Indica o nome colectivo que indica um conjunto de: . folha. só seis são preposições. E. E aqueles são vossos? O professor diz que são sempre os mesmos a fazer barulho. telejornal Descobre qual o título deste poema sobre um fruto. . a Inês estudou toda a tarde.

calor. matilha manada vara cáfila alcateia arquipélago dor irritação espanto Solução: Exemplos: Solução: D Solução: a – após – com – de – entre – perante Solução: D D D Vermelho " cerejas. planeta. 1. suavidade… Amarelo " sol. – complemento circunstancial de tempo Ontem.ª ou 3. areia. – complemento circunstancial de lugar O cortejo sai às três da tarde. a Inês estudou toda a tarde. vossos – pronomes possessivos aqueles – pronome demonstrativo os mesmos – pronome demonstrativo .Solução: D D D D D D Solução: D D D Solução: estou " presente do indicativo. bandeira… Azul " céu. rosas. fogo. Tintim e o Lago dos Tubarões. luz. 3. 1. Difusão Verbo (adaptado) Solução: Exemplos de palavras da área vocabular de televisão: telenovela filmes anúncios debates desenhos animados Solução: D D D D Solução: aqui – lá – bem – mal – nunca – agora – devagar Solução: Os músicos da orquestra vienense deram um concerto notável. 1. – complementos circunstanciais de tempo Solução: D D D D D D Pablo Picasso. Les baigneuses. mar.ª pessoa do singular estaremos " futuro do indicativo. 1918 Solução: Noz Aquele – determinante demonstrativo o outro – pronome demonstrativo Estes – determinante demonstrativo meus.ª pessoa do singular estava " pretérito imperfeito do indicativo. ovo. fala-se falasse come-se comesse Solução: Os jogadores treinaram no campo.ª pessoa do plural tinham estado " pretérito mais-que-perfeito composto do indicativo.ª pessoa do plural Solução: As casas dos tabuleiros dos jogos de damas. claridade… “Cortem todas as comunicações!” " frase imperativa afirmativa “Muito bem!” " frase exclamativa afirmativa “Temos trabalho: é preciso…” " frase declarativa afirmativa sobre tudo sobretudo sobretudo D D Hergé.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful