Você está na página 1de 18

Processador de Texto –

Funcionalidades Avançadas
ÍNDICE

INTRODUÇÃO...............................................................................................................4
MODELOS.....................................................................................................................4
Criar Modelos...............................................................................................................5
MODELO NORMAL........................................................................................................6
Alterar o modelo Normal.dotm.....................................................................................7
IMPRESSÃO EM SÉRIE – MAILINGS................................................................................7
Cartas e mensagens de correio electrónico.................................................................8
Etiquetas e Envelopes................................................................................................10
FORMULÁRIOS............................................................................................................10
Criar formulários........................................................................................................11
MACROS.....................................................................................................................14
Criar macros...............................................................................................................15
Executar uma macro..................................................................................................17
BIBLIOGRAFIA.............................................................................................................18

2/18
OBJECTIVOS GERAIS DO MANUAL

o Automatizar tarefas de acção e elaboração de documentos.


o Efectuar impressão em série.
o Elaborar e utilizar macros e formulários.

OBJECTIVOS ESPECÍFICOS DO MANUAL

o Criar e utilizar modelos


o Alterar o modelo normal
o Criar documentos através da impressão em série
o Criar e preencher formulários
o Criar macros
o Gravar macros
o Executar macros

MODALIDADE DE FORMAÇÃO

Curso de Aprendizagem

FORMAS DE ORGANIZAÇÃO

UFCD – Unidade de Formação de Curta Duração

3/18
INTRODUÇÃO

Automatizar tarefas de edição e elaboração de documentos no Word, torna-se uma


ferramenta essencial nos dias de hoje. O processador de texto Microsoft Word permite criar
atraentes documentos, tais como cartas, faxes, relatórios e incluir gráficos, organigramas,
tabelas e imagens com um elevado grau de facilidade e rapidez. O processador de texto
permite também a criação de mailings, formulários,… o Word é a solução ideal para redigir
todos os tipos de documentos.

MODELOS

Imagine que utiliza um determinado documento vezes sem fim para enviar cartas de
candidatura a empregos. O conteúdo básico é o mesmo, mas alguns detalhes mudam, tais
como os dados da empresa, data, a data da publicação o jornal, entre outros. O método que
costuma utilizar é abrir o documento, alterar as partes desactualizadas e, em seguida,
guardar o documento com um nome novo.

O que acontece é que está a utilizar o documento original como um modelo, apesar de
nunca o ter transformado num. Porque é que não o faz? Transformando o documento num
modelo, terá um formulário mestre inicial e não terá de apagar conteúdo desactualizado
quando estiver a preparar uma factura nova.

Poderá ainda aperfeiçoar o modelo com tudo aquilo que pretende que esteja sempre
presente no documento, incluindo marcadores de posição do texto que facilitam a
introdução de texto novo. Em seguida, utilize sempre esse ficheiro de modelo como base
para todos os novos documentos.

Existem mais vantagens. Veja quais são. Em seguida, aprenda a guardar um ficheiro como
modelo e como localizá-lo, utilizá-lo e editá-lo.

Parte do processo de criação de um modelo envolve manter ou criar apenas as informações


necessárias. Este é o conteúdo que pretende que esteja incluído em cada documento novo
baseado no modelo. Grande parte do conteúdo que colocar no modelo dependerá das suas
preferências pessoais e da própria especificidade do conteúdo.

Em primeiro lugar, abra um documento em branco, em seguida apresentamos algumas


acções típicas que poderá pretender efectuar em seguida:

4/18
1. Manter o conteúdo que deverá permanecer inalterado durante algum tempo — por
exemplo, o nosso Nome, Morada, Contacto e E-mail. (Será fácil actualizar estes itens
no modelo quando for necessário.)

2. Inserir um comando Data e Hora para a área da data. Isto irá colocar
automaticamente a data actual num documento novo.

3. Manter áreas de marcador de posição de texto para informações que serão alteradas
em cada carta de apresentação, tais como o nome e o endereço da empresa.

Criar Modelos

Antes de elaborar um documento, utilize como ponto de partida um dos modelos existentes.
O Word fornece uma vasta gama de modelos. Irá encontrar modelos que vão desde cartas e
currículos a calendários e brochuras, concebidos para lhe poupar tempo.

Leve os modelos ainda mais longe e transforme um documento existente num modelo
adaptado exactamente às suas necessidades. Isto também poderá poupar-lhe tempo.

Para utilizar os modelos existentes do Word:

1. Aceda ao botão do Office e clique em Novo de seguida aparece a seguinte caixa:

2. Escolha a categoria do modelo por exemplo Folhetos:

5/18
3. Clicar em Transferir e o modelo será disponibilizado no ecrã:

4. Para finalizar deve personalizar o modelo, ou seja, deve alterar os campos com a
informação desejada.

MODELO NORMAL

6/18
O modelo Normal cuja a extensão é .dotm abre sempre que iniciar o Microsoft Office Word
2007 e inclui estilos e personalizações predefinidos que determinam o aspecto básico de um
documento.

Alterar o modelo Normal.dotm

Quaisquer alterações que efectuar ao Normal.dotm serão aplicadas aos documentos que
criar no futuro.

Para alterar o documento normal efectue os seguintes passos:

1. Clique no Botão do Microsoft Office e, em seguida, clique em Abrir.

2. Clique em Modelos e, em seguida, faça duplo clique no ficheiro Normal.dotm para o


abrir.

• No Microsoft Windows XP ou Microsoft Windows Server 2003:

Para ter a certeza de que está a trabalhar no ficheiro predefinido, verifique se Normal.dotm
aparece na barra de título do Word.

Efectue quaisquer alterações pretendidas como tipos de letra, margens, espaçamento e


outras definições. Pode utilizar os mesmos comandos e funcionalidades utilizados para
alterar um documento — mas não se esqueça de que quaisquer alterações que faça a
Normal.dotm serão aplicadas a documentos que criar no futuro.

Quando tiver terminado, clique no Botão do Microsoft Office e, em seguida, clique em


Guardar.

Nota: Se Normal.dotm receber outro nome, for danificado ou movido, o Word cria automaticamente
uma nova versão (que utiliza as predefinições originais) da vez seguinte que iniciar o Word. A nova
versão não incluirá quaisquer das personalizações efectuadas na versão que foi movida ou cujo nome
foi alterado.

IMPRESSÃO EM SÉRIE – MAILINGS

Através da funcionalidade mailings, poderá proceder à impressão de uma série de cartas, envelopes,
e-mails e etiquetas para diversos clientes de uma só vez. Para utilizar esta funcionalidade, efectue os
passos seguintes:

A criação de cada carta, mensagem de correio electrónico ou envelope individualmente iria demorar
horas. É neste ponto que a impressão em série intervém. Utilizando a impressão em série, tudo o que
se tem que fazer é criar um documento que contém as informações iguais em cada cópia e adicionar
alguns marcadores de posição para as informações que são exclusivas de cada cópia. O Word trata do
resto.

7/18
Para criar qualquer documento através da impressão em série, pode optar pelo Assistente
de Impressão em série passo a passo… Desta forma o Word ajuda a criar a impressão
em série passo a passo.

Para criar um documento de impressão em série sejam cartas, envelopes, ou outros o procedimento é
semelhante. Assim deve seguir os seguintes passos:

Cartas e mensagens de correio electrónico

1.º Aceder ao separador Mailings:

2.º Clicar em Iniciar Impressão em Série e escolher o tipo de documento que se pretende
criar (cartas e mensagens de correio electrónico);
3.º Criar o documento, ou seja, criar a carta ou a mensagem de correio electrónico.
4.º Seleccionar destinatários (usar uma lista já existente ou criar uma lista nova(exemplo)):

8/18
Para que a lista tenha uns determinados campos, por exemplo Nome e Morada, devemos
pressionar a opção personalizar colunas:

E nesta caixa deve-se adiconar, eliminar ou mudar o nome consoante a informação


pretendida na lista de endereços, no exemplo Nome e Morada apenas.
5º Inserir campos de impressão em série;

9/18
6.º Pré-visualizar o documento;
7.º Concluir a impressão em série (imprimir, ou criar os vários documentos para posterior
impressão).

Etiquetas e Envelopes

1.º Clicar em Iniciar Impressão em Série e escolher etiquetas ou envelope.


2.º Definir as medidas da etiqueta ou do envelope;
3.º Definir a lista de destinatários;
4.º Definir os campos de impressão em série;
5.º Criar o documento (cartas, mensagens de correio electrónico, …)
4.º Actualizar as etiquetas (para copiar o esquema da 1ª para as restantes, esta opção só é
utilizada nas eqtiquetas);
5.º Pré-visualizar as etiquetas (facultativo) e finalizar a impressão em série.

FORMULÁRIOS

Certamente já sentiu a necessidade de elaborar um determinado documento e distribui-lo


para que, posteriormente, seja apenas alterado/preenchido em determinadas partes.
Falamos então de formulários digitais.
Exemplos de formulários podem ser inscrições para o ginásio, inscrição em cursos,
formulários de adesão para o cartão de sócio do seu clube, etc etc.
Este tipo de documento digital pode ser facilmente realizado no MS Word e posteriormente
ser preenchido também de forma digital.

10/18
Criar formulários
Para isso basta abrir o Microsoft Word (2007) e seguir os seguintes passos:

1. Aceder ao botão do Office ;

2. Clicar em Opções do Word e verificar se a opção Mostrar separador


Programador no Friso está definida. Caso não esteja active este opção, se estiver
activada não necessita de realizar qualquer alteração.

De seguida será visualizado o separador Programador:

3. A partir de agora já podemos criar os vários campos do formulário (campos de texto,


caixa de verificação, caixa de combinação) através do botão Ferramentas
Legadas.

Cada controlo inserido tem as suas propriedades. Podemos por exemplo definir que só
devem ser aceites números, ou só letras, qual o número máximo de caracteres a introduzir,
etc:

11/18
No exemplo seguinte vamos criar uma pré-inscrição em cursos de formação profissional:
- Criar os seguintes campos de texto
- Nome (campo de texto, altere as propriedades para o tipo texto normal, formato de
texto Primeira letra maiúscula);
- Morada (campo de texto, altere as propriedades para o tipo texto normal, formato de
texto Primeira letra maiúscula);
- Código Postal (2 campos de texto (um para o código e outro para a caixa postal,
separados por um hífene), altere as propriedades para o tipo Número, Comprimento
máximo 4 para o código e 3 para a caixa postal);
- Contacto (campo de texto, altere as propriedades para o tipo Número, comprimento 9
números.
- E-mail (campo de texto, altere as propriedades para o tipo texto normal, formato de
texto Minúscula);
- Habilitações (caixa de combinação com as seguintes opções: 4.º ano, 6.º ano, 9.º ano,
12.º ano);
- Situação Profissional (caixa de combinação com as seguintes opções: Empregados,
Desempregados, Estudante, Reformado);
- Horário (caixa de combinação com as seguintes opções: Laboral, Pós-laboral, Sábado);
- Cursos de Formação:
INFORMÁTICA BÁSICA, INFORMÁTICA AVANÇADA, INFORMÁTICA ESPECIALISTA,
MARKETING E PUBLICIDADE, GESTÃO DO TEMPO, ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS,
ELECTRICIDADE, PRIMEIROS SOCORROS, GERIATRIA.
O formulário deve ter o seguinte aspecto:

12/18
O próximo passo é proteger o formulário de forma a que não sejam alteradas formatações e
que o utilizador final apenas possa preencher os campos disponibilizados:

Após escolher Restringir Formatação e Edição, irá aparecer do lado esquerdo um painel
onde poderemos escolher quais as opções de protecção para o nosso documento.

13/18
Se a opção Sim, impor protecção se encontrar desactivada, deve alterar esse estado
clicando em Modo de Estrutura. Clicar
Depois de clicamos em Sim, impor protecção, que agora já se encontra disponível. O
sistema irá solicitar a introdução de uma password para proteger o documento.

Após proteger o seu documento, basta gravar e publicar para que o mesmo possa ser
preenchido.

MACROS
No Microsoft Office Word 2007, podemos automatizar tarefas utilizadas com frequência
através da criação de macros. Uma macro é uma série de comandos e instruções agrupadas
como um único comando para realizar automaticamente uma tarefa.
As utilizações típicas das macros são:
- Aumentar a velocidade da formatação e edição de rotina
- Combinar múltiplos comandos: por exemplo, inserir uma tabela com um tamanho e limites
específicos e com um número específico de linhas e colunas
- Tornar uma opção de uma caixa de diálogo mais acessível
- Automatizar uma série de tarefas complexas

Pode utilizar a gravação de macro para gravar uma sequência de acções ou pode criar uma
macro de raiz, introduzindo o código Visual Basic for Applications no Visual Basic Editor.

14/18
Nota: Para trabalhar com macros no Office Word 2007, é necessário mostrar o separador
Programador.

Mostrar o separador Programador

1. Clique no Botão do Microsoft Office e, em seguida, clique em Opções do Word.


2. Clique em Popular.
3. Em Opções principais para trabalhar com o Word, seleccione a caixa de verificação
Mostrar separador Programador no Friso.

Criar macros
1. No separador Programador, no grupo Código, clique em Gravar Macro:

2. Na caixa Nome da macro, escreva um nome para a macro.

Nota Se atribuir a uma nova macro o mesmo nome de uma macro incorporada no Office Word
2007, as acções da nova macro irão substituir a macro incorporada. Para ver uma lista de macros
incorporadas, no separador Programador, no grupo Código, clique em Macros. Na lista Macros em,
clique em Comandos do Word.

3. Na caixa Guardar macro em, clique no modelo ou documento em que pretende


guardar a macro.
4. Na caixa Descrição, escreva a descrição da macro.
5. Efectue um dos seguintes procedimentos:

15/18
6. Para iniciar a gravação da macro sem atribuir a macro a um botão na Barra de
Ferramentas de Acesso Rápido ou a uma tecla de atalho, clique em OK.
7. Para atribuir a macro à Barra de Ferramentas de Acesso Rápido, efectue o seguinte
procedimento:
8. Clique em Botão.
9. Em Personalizar Barra de Ferramentas de Acesso Rápido, seleccione o documento
(ou todos os documentos) para o qual pretende adicionar a macro à Barra de
Ferramentas de Acesso Rápido.
10. Em Escolher comandos de, clique na macro que está a gravar e, em seguida, clique
em Adicionar.
11. Clique em OK para iniciar a gravação da macro.
12. Para atribuir a macro a um atalho de teclado, efectue o seguinte procedimento:
13. Clique em Teclado.

16/18
14. Na caixa Comandos, clique na macro que está a gravar.
15. Na caixa Nova tecla de atalho, escreva a sequência de teclas que pretende e, em
seguida, clique em Atribuir.
16. Clique em Fechar para iniciar a gravação da macro.
17. Execute as acções que pretende incluir na macro.
Nota: Quando grava uma macro, pode utilizar o rato para clicar em comandos e opções,
mas não para seleccionar o texto. Tem de utilizar o teclado para seleccionar texto.
18. Para parar de gravar as acções, clique em Terminar a Gravação no grupo Código:

Executar uma macro


Pode-se executar a macro utilizando o botão criado na barra de ferramentas de acesso
rápido ou clicar em macros no separador no Programador e depois seleccionar a macro
pretendida e clicar em Executar:

17/18
BIBLIOGRAFIA

URL: http://office.microsoft.com/pt-pt/

Sousa, Sérgio e Maria José. Microsoft Office 2007 Para todos nós. FCA, 2007.

18/18