Você está na página 1de 14

Cerâmicos

Nas tabelas abaixo são apresentados os valores do módulo de Young (módulo de

elasticidade) e da razão de Poisson à temperatura ambiente para cerâmicas e materiais

semicondutores utilizados em engenharia.

As propriedades dos materiais estão expressas em valores médios ou em faixas que podem

variar significativamente em função do processamento e da qualidade do material. Os

valores exatos são mensuráveis com precisão pelos equipamentos de ensaio não

destrutivo Sonelastic ® e Scanelastic ® , tanto em temperatura ambiente quanto em função da

temperatura.

Cerâmicas e materiais semicondutores

 

Módulo de elasticidade

Razão de

Material

 

GPa

10 6 psi

Poisson

Cerâmicas e materiais semicondutores

 

Alumina (Al2O3) 99,9%:

380

55

0,22

Alumina (Al2O3) 96%:

303

44

0,21

Alumina (Al2O3) 90%:

275

40

0,22

Zircônia (3% Y2O3):

205

30

0,31

Carbeto de silício sinterizado:

207-483

30-70

0,16

Carbeto de silício prensado a

 

207-483

30-70

0,17

quente:

Sílica fundida:

73

10,6

0,17

Silício monocristal(100):

129

18,7

0,28

Silício monocristal (110):

168

24,4

-

Silício monocristal (111):

187

27,1

0,36

Nitreto de silício colado por reação:

304

44,1

0,22

Nitreto de silício prensado a

 

304

44,1

0,30

quente:

Nitreto de silício sinterizado:

304

44,1

0,28

Diamante natural:

700-1200

102-174

0,10-0,30

Diamante sintético:

800-925

116-134

0,20

Valores de referência. Para valores exatos, caracterizar com o Sonelastic ®

Principais aplicações

- Alumina e zircônia: Cerâmicas, materiais refratários, abrasivos e componentes resistentes

à abrasão e a ataques químicos

- Carbeto de silício: Materiais refratários e abrasivos (rebolos e lixas).

- Sílica: Materiais de construção civil, refratários, abrasivos e fabricação de vidros.

- Silício monocristal: Componentes eletrônicos semicondutores.

- Nitreto de silício: Cerâmicas avançadas de alta resistência e estabilidade.

- Diamante: Dispositivos abrasivos de corte, componentes ópticos e eletrônicos.

Os defeitos e a microestrutura dos materiais cerâmicos são determinantes para o valor do

módulo de Young (módulo de elasticidade), da razão de Poisson e também para o

amortecimento (atrito interno). Com o aumento do número de defeitos, o módulo de Young

(módulo de elasticidade) e a razão de Poisson são reduzidos e o amortecimento elevado.

Os módulos elásticos (Módulo de Young, módulo de cisalhamento e razão de Poisson) e o

amortecimento dos materiais policristalinos podem ser caracterizados com precisão com o

equipamento de ensaio não destrutivo Sonelastic ® , tanto em temperatura ambiente quanto

em função da temperatura. As caracterizações dos módulos elásticos e do amortecimento

também são empregadas na engenharia de novas variações destes materiais.

Vidros

Material

Módulo de elasticidad

GPa

10 6 psi

Coeficiente de

Poisson

Vidros

Borossilicato (Pyrex): 70 10,1 0,20 Cal de soda: 69 10 0,23 Vidro de cerâmica (Pyroceram):
Borossilicato (Pyrex):
70
10,1
0,20
Cal de soda:
69
10
0,23
Vidro de cerâmica (Pyroceram):
120
17,4
0,25
10 0,23 Vidro de cerâmica (Pyroceram): 120 17,4 0,25 Valores de referência. Para valores exatos, caracterizar

Valores de referência. Para valores exatos, caracterizar com o Sonelastic ®

Principais aplicações

- Borossilicato (Pyrex): Vidrarias de laboratório; é resistente a choques térmicos.

- Cal de soda: Recipientes domésticos; apresenta baixa temperatura de fusão.

- Vidro cerâmico (Pyroceram): Vidrarias para uso em fornos; apresenta alta resistência a

choques térmicos.

Os módulos elásticos (Módulo de Young, módulo de cisalhamento e razão de Poisson) e o

amortecimento dos vidros podem ser caracterizados com precisão com o equipamento de

ensaio não destrutivo Sonelastic, tanto em temperatura ambiente quanto em função da

temperatura. As caracterizações dos módulos elásticos e do amortecimento também são

empregadas na engenharia de novas variações destes materiais.

Concreto, concretos refratários e refratários

 

Módulo de elasticidade

Razão de

Material

 

GPa

10 6 psi

Poisson

Concreto, concretos refratários e refratários

 

Concreto de construção civil:

25,4-36,6

3,7-5,3

0,20

 

14,7-

Concreto refratário de alta alumina:

100-150

0,20

 

21,8

Concreto refratário de MgO-C:

40-70

5,8-10,2

0,05-0,15

Concreto de argila refratária:

30-50

4,4-7,3

4,4-7,3

Concreto refratário de carbeto de

 

30-50

4,4-7,3

0,10-0,20

silício:

Refratário de mulita:

15-25

2,2-3,6

0,05-0,15

Valores de referência. Para valores exatos, caracterizar com o Sonelastic ®

Os valores apresentados para os materiais refratários são apenas referências. O módulo de

Young (módulo de elasticidade) e a razão de Poisson de materiais de microestrutura

grosseira dependem muito do projeto da microestrutura. O dano por choque térmico

também é determinante; com o dano, o módulo de elasticidade e a razão de Poisson são

reduzidos e o amortecimento elevado.

Os módulos elásticos (Módulo de Young, módulo de cisalhamento e razão de Poisson) e o

amortecimento de concretos e materiais refratários podem ser caracterizados com precisão

com o equipamento de ensaio não destrutivo Sonelastic ® , tanto em temperatura ambiente

quanto em função da temperatura. Inclusive a medição destas propriedades é largamente

utilizada na avaliação do dano por choque térmico.

O

conhecimento dos valores exatos é fundamental para a otimização do emprego do material

e

para a confiabilidade de simulações via elementos finitos. As caracterizações dos módulos

elásticos e do amortecimento também são empregadas na engenharia de novas variações

destes materiais.

Metálicos ferrosos

Nas tabelas abaixo são apresentados os valores do módulo de Young (módulo de

elasticidade) e da razão de Poisson à temperatura ambiente para vários metais ferrosos

utilizados em engenharia.

As propriedades dos materiais estão expressas em valores médios ou em faixas que podem

variar significativamente em função do processamento e da qualidade do material. Os

valores exatos são mensuráveis com precisão pelos equipamentos de ensaio não

destrutivo Sonelastic ® e Scanelastic ® , tanto em temperatura ambiente quanto em função da

temperatura.

Ferros fundidos

 

Módulo de elasticidade

Razão de

Material

 

GPa

10 6 psi

Poisson

Ferros fundidos

 

Ferro cinzento classe G1800:

66-97

9,6-14

0,26

Ferro cinzento classe G4000:

110-138

16-20

0,26

Ferros nodular classe 60-40-18:

169

24,5

0,29

Ferros nodular classe 80-55-06:

168

24,4

0,31

Ferros nodular classe 120-90-02:

164

23,8

0,28

Valores de referência. Para valores exatos, caracterizar com o Sonelastic ®

Principais aplicações

- Classe G1800: Ferro doce, aplicado onde a resistência não é crítica.

- Classe G4000: Blocos e pistões de motores.

- Classe 60-40-18: Peças que trabalham sob pressão, como válvulas e bombas.

- Classe 80-55-06 e Classe 120-90-02: Engrenagens e componentes de alta resistência.

Os ferros cinzentos possuem alto amortecimento, que é uma característica desejável para

peças e estruturas sujeitas a vibração, e possuem elevada resistência ao desgaste apesar de

serem frágeis. Adicionalmente, constituem um dos materiais metálicos mais baratos. Os

ferros nodulares são mais dúcteis e resistentes que os cinzentos, e possuem propriedades

que se os aproximam dos aços.

O controle de qualidade e a avaliação da nodularidade podem ser realizados através da

medição do amortecimento de vibração do material. O amortecimento e os módulos elásticos

(Módulo de Young, módulo de cisalhamento e razão de Poisson) podem ser caracterizados

simultaneamente e com precisão com o equipamento de ensaio não destrutivo Sonelastic ® ,

tanto em temperatura ambiente quanto em função da temperatura.

O conhecimento dos valores exatos dos módulos elásticos é fundamental para a otimização

do emprego dos materiais e para a confiabilidade de simulações via elementos finitos. As

caracterizações dos módulos elásticos e do amortecimento também são empregadas na

engenharia de novas variações destes materiais.

Aços comuns e aços de baixa liga

 

Módulo de elasticidade

Razão de

Material

 
 

GPa

10 6 psi

Poisson

 

Aços inoxidáveis

 

Aço inoxidável 304:

193

28

0,30

Aço inoxidável 316 e 316L:

193

28

0,30

Aço inoxidável 440 A:

200

29

0,30

Aço inoxidável 17-7PH:

204

29,5

0,30

Valores de referência. Para valores exatos, caracterizar com o Sonelastic ®

Principais aplicações

- Aço inox 304: Equipamentos para a indústria alimentícia.

- Aço inox 316 e 316L: Equipamentos com demanda por solda de alta confiabilidade.

- Aço inox 440 A: Itens de cutelaria, instrumentos cirúrgicos, mancais e rolamentos.

- Aço inox 17-7PH: Molas inoxidáveis.

Processos de conformação aplicados a estes materiais elevam os módulos elásticos e o

amortecimento, que podem ser caracterizados com precisão empregando o equipamento de

ensaio não destrutivo Sonelastic ® , tanto em temperatura ambiente quanto em função da

temperatura. O conhecimento dos valores exatos é fundamental para a otimização do

emprego do material e para a confiabilidade de simulações via elementos finitos. As

caracterizações dos módulos elásticos e do amortecimento também são empregadas na

engenharia de novas variações destes materiais.

Metálicos não ferrosos

Nas tabelas abaixo são apresentados os valores do módulo de Young (módulo de

elasticidade) e da razão de Poisson à temperatura ambiente para vários metais não-ferrosos

utilizados em engenharia.

As propriedades dos materiais estão expressas em valores médios ou em faixas que podem

variar significativamente em função do processamento e da qualidade do material. Os

valores exatos são mensuráveis com precisão pelos equipamentos de ensaio não

destrutivo Sonelastic ® e Scanelastic ® , tanto em temperatura ambiente quanto em função da

temperatura.

Ligas de alumínio

 

Módulo de elasticidade

Razão de

Material

 

GPa

10 6 psi

Poisson

 

Ligas de alumínio

 

Alumínio 1100:

69

10

0,33

Alumínio 2024:

72,4

10,5

0,33

Alumínio 6061:

69

10

0,33

Alumínio 7075:

71

10,3

0,33

Valores de referência. Para valores exatos, caracterizar com o Sonelastic ®

Principais aplicações:

- 1100: Equipamentos para a indústria química e alimentícia.

- 2024: Estrutura de aeronaves, rebites e rodas de caminhões.

- 6061: Alumínio de uso naval, também utilizado em tubulações e transdutores ultra-sônicos

para limpeza.

- 7075: Estrutura de aeronaves, aplicações sujeitas a tensões elevadas e transdutores ultra-

sônicos para solda. É usualmente disponível no formato em placas ou barras quadradas. É a

liga de alumínio mais cara, aproximadamente 4 vezes o valor da liga 6061.

Os módulos elásticos (Módulo de Young, módulo de cisalhamento e razão de Poisson) e o

amortecimento das ligas de alumínio podem ser caracterizados com precisão com o

equipamento de ensaio não destrutivoSonelastic ® , tanto em temperatura ambiente quanto

em função da temperatura. O conhecimento dos valores exatos é fundamental para a

otimização do emprego do material e para a confiabilidade de simulações via elementos

finitos. As caracterizações dos módulos elásticos e do amortecimento também são

empregadas na engenharia de novas variações destes materiais

No caso da liga 7075, quando aplicada na fabricação de transdutores ultra-sônicos, o

conhecimento da velocidade sônica também é muito importante. A velocidade sônica é

caracterizável com o equipamento de ensaio não destrutivo Sonelastic ® .

Ligas de cobre

 

Módulo de elasticidade

Razão de

Material

 
 

GPa

10 6 psi

Poisson

 

Ligas de cobre

 

C11000

 

115

16,7

0,33

(cobre eletrolítico tenaz):

C17200

 

128

18,6

0,30

(berílio-cobre):

C26000:

110

16

0,35

Valores de referência. Para valores exatos, caracterizar com o Sonelastic ®

Principais aplicações:

- C11000: Fios e cabos elétricos.

- C17200: Molas, buchas, válvulas e diafragmas.

- C26000: Cartuchos de munição e radiadores.

Os módulos elásticos (Módulo de Young, módulo de cisalhamento e razão de Poisson) e o

amortecimento das ligas de cobre (por exemplo, para a estimativa de alongamento de fios

sob carga) podem ser caracterizados com precisão com o equipamento de ensaio não

destrutivo Sonelastic ® , tanto em temperatura ambiente quanto em função da temperatura. O

conhecimento dos valores exatos é fundamental para a otimização do emprego do material e

para a confiabilidade de simulações via elementos finitos. As caracterizações dos módulos

elásticos e do amortecimento também são empregadas na engenharia de novas variações

destes materiais.

Ligas de magnésio

Material

Módulo de elasticidade

GPa

10 6 psi

Razão de

Poisson

Ligas de magnésio:

Ligas de magnésio AZ31B:

Ligas de magnésio AZ91D:

45

45

6,5

6,5

0,35

0,35

de magnésio AZ91D: 45 45 6,5 6,5 0,35 0,35 Valores de referência. Para valores exatos, caracterizar

Valores de referência. Para valores exatos, caracterizar com o Sonelastic ®

Principais aplicações:

- AZ31B: Estruturas, tubulações e proteção catódica.

- AZ91D: Peças fundidas para automóveis e dispositivos eletrônicos.

Ligas de magnésio também são empregadas na fabricação de rodas automotivas.

Os módulos elásticos (Módulo de Young, módulo de cisalhamento e razão de Poisson) e o

amortecimento das ligas de magnésio podem ser caracterizados com precisão com o

equipamento de ensaio não destrutivoSonelastic ® , tanto em temperatura ambiente quanto

em função da temperatura. O conhecimento dos valores exatos é fundamental para a

otimização do emprego do material e para a confiabilidade de simulações via elementos

finitos. As caracterizações dos módulos elásticos e do amortecimento também são

empregadas na engenharia de novas variações destes materiais.

Ligas de titânio

Material

Módulo de elasticidade

GPa

10 6 psi

Razão de

Poisson

Ligas de titânio

Pura: 103 14,6 0,34 Liga de titânio Ti-5A1-2.5Sn: 110 16 0,34 Liga de titânio Ti-
Pura:
103
14,6
0,34
Liga de titânio Ti-5A1-2.5Sn:
110
16
0,34
Liga de titânio Ti- 6A1-4V:
114
16,5
0,34
110 16 0,34 Liga de titânio Ti- 6A1-4V: 114 16,5 0,34 Valores de referência. Para valores

Valores de referência. Para valores exatos, caracterizar com o Sonelastic ®

Principais aplicações:

- Ti-5A1-2.5Sn: Fuselagem de aeronaves e equipamentos resistentes a corrosão.

- Ti- 6A1-4V: Implantes ósseos e elementos estruturais de aeronaves.

Uma das aplicações mais difundidas da liga Ti- 6A1-4V são os implantes odontológicos. Nesta

aplicação, os elementos de titânio recebem um tratamento superficial para potencializar a

biocompatibilidade e a osseointegração.

Os módulos elásticos (Módulo de Young, módulo de cisalhamento e razão de Poisson) e o

amortecimento das ligas de titânio podem ser caracterizados com precisão com o

equipamento de ensaio não destrutivoSonelastic ® , tanto em temperatura ambiente quanto

em função da temperatura. O conhecimento dos valores exatos é fundamental para a

otimização do emprego do material e para a confiabilidade de simulações via elementos

finitos. As caracterizações dos módulos elásticos e do amortecimento também são

empregadas na engenharia de novas variações destes materiais.

Metais preciosos

Material

Módulo de elasticidade

GPa

10 6 psi

Razão de

Poisson

Metais preciosos

Ouro (Puro):

Platina (Pura):

77

171

11,2

24,8

0,42

0,39

Valores de referência. Para valores exatos, caracterizar com o Sonelastic ® Principais aplicações: - Ouro:

Valores de referência. Para valores exatos, caracterizar com o Sonelastic ®

Principais aplicações:

- Ouro: Contatos elétricos e restaurações odontológicas

- Platina: Cadinhos, catalisadores e termopares para altas temperaturas.

Os módulos elásticos (Módulo de Young, módulo de cisalhamento e razão de Poisson) e o

amortecimento dos metais preciosos podem ser caracterizados com precisão com o

equipamento de ensaio não destrutivoSonelastic ® , tanto em temperatura ambiente quanto

em função da temperatura. O conhecimento dos valores exatos é fundamental para a

otimização do emprego do material e para a confiabilidade de simulações via elementos

finitos. As caracterizações dos módulos elásticos e do amortecimento também são

empregadas na engenharia de novas variações destes materiais

Metais refratários

 

Módulo de elasticidade

Razão de

Material

 

GPa

10 6 psi

Poisson

 

Metais refratários

 

Molibdênio (puro):

320

46,4

0,32

Tântalo (puro):

185

27

0,35

Tungstênio (puro):

400

58

0,28

Valores de referência. Para valores exatos, caracterizar com o Sonelastic ®

Principais aplicações:

- Molibdênio: Matrizes de extrusão e peças estruturais de veículos espaciais

- Tântalo: Peças resistentes à corrosão e a ataque químico.

- Tungstênio: Filamento de lâmpadas, tubos de raio X e eletrodos de solda.

Os módulos elásticos (Módulo de Young, módulo de cisalhamento e razão de Poisson) e o

amortecimento dos metais refratários podem ser caracterizados com precisão com o

equipamento de ensaio não destrutivoSonelastic ® , tanto em temperatura ambiente quanto

em função da temperatura. O conhecimento dos valores exatos é fundamental para a

otimização do emprego do material e para a confiabilidade de simulações via elementos

finitos. As caracterizações dos módulos elásticos e do amortecimento também são

empregadas na engenharia de novas variações destes materiais.

Ligas não ferrosas diversas

 

Módulo de elasticidade

Razão de

Material

 

GPa

10 6 psi

Poisson

Ligas não ferrosas diversas

 

Níquel 200:

204

29,6

0,31

Iconel 625:

207

30

0,31

Monel 400:

180

26

0,32

Liga de Haynes 25:

236

34,2

-

Invar:

141

20,5

-

Super Invar:

144

21

-

Kovar:

207

30

-

Chumbo:

13,5

2

0,44

Estanho:

44,3

6,4

0,33

Solda chumbo-estanho

 

30

4,4

-

(60Sn-40Pb):

Zinco (puro):

104,5

15,2

0,25

Zircônio (classe reator 702):

99,3

14,4

0,35

Valores de referência. Para valores exatos, caracterizar com o Sonelastic ®

Os módulos elásticos (Módulo de Young, módulo de cisalhamento e razão de Poisson) e o

amortecimento destas ligas não ferrosas podem ser caracterizados com precisão com o

equipamento de ensaio não destrutivo Sonelastic ® , tanto em temperatura ambiente quanto

em função da temperatura. O conhecimento dos valores exatos é fundamental para a

otimização do emprego do material e para a confiabilidade de simulações via elementos

finitos. As caracterizações dos módulos elásticos e do amortecimento também são

empregadas na engenharia de novas variações destes materiais.

elasticidade) e da razão de Poisson à temperatura ambiente para vários polímeros rígidos

utilizados em engenharia.

As propriedades dos materiais estão expressas em valores médios ou em faixas que podem

variar significativamente em função do processamento e da qualidade do material, bem

como em função da presença de cargas minerais. Os valores exatos são mensuráveis com

precisão pelos equipamentos de ensaio não destrutivo Sonelastic ® e Scanelastic ® , tanto em

temperatura ambiente quanto em função da temperatura e/ou do tempo de cura.

Polímeros

 

Módulo de elasticidade

Razão de

Material

 

GPa

10 6 psi

Poisson

 

Polímeros

PVC (Cloreto de polivinila):

2,41-4,14

0,35-0,60

0,38

Epóxi:

2,41

0,35

-

Fenólico:

2,76-4,83

0,40-0,70

-

Náilon 6,6:

1,59-3,79

0,230-0,550

0,39

Polibutileno tereftalato (PBT):

1,93-3,00

0,280-0,435

-

Policarbonato (PC):

2,38

0,345

0,36

Poliéster (termofixo):

2,06-4,41

0,30-0,64

-

Poliestireno (PS):

2,28-3,28

0,330-0,475

0,33

Poliéter-éter-cetona (PEEK):

1,10

0,16

-

Polietileno Alta densidade

 

1,08

0,157

-

(HDPE):

Polietileno tereftalato (PET):

2,76-4,14

0,40-0,60

-

Polimetil metacrilato (PMMA):

2,24-3,24

0,325-0,470

-

Prolipropileno (PP):

1,14-1,55

0,165-0,225

-

Valores de referência. Para valores exatos, caracterizar com o Sonelastic ®

Os módulos elásticos (Módulo de Young, módulo de cisalhamento e razão de Poisson) e o

amortecimento de polímeros rígidos podem ser caracterizados com precisão com o

equipamento de ensaio não destrutivoSonelastic ® , tanto em temperatura ambiente quanto

em função da temperatura e/ou do tempo de cura. O conhecimento dos valores exatos

destas propriedades é fundamental para a otimização do emprego do material e também

para a confiabilidade de simulações via elementos finitos. As caracterizações dos módulos

elásticos e do amortecimento também são empregadas na engenharia de novas variações

destes materiais.

Compósitos

Nas tabelas abaixo são apresentados os valores do módulo de Young (módulo de

elasticidade) e da razão de Poisson à temperatura ambiente para vários compósitos

utilizados em engenharia.

As propriedades dos materiais estão expressas em valores médios ou em faixas que podem

variar significativamente em função do processamento e da qualidade do material, bem

como em função da presença de cargas minerais. Os valores exatos são mensuráveis com

precisão pelos equipamentos de ensaio não destrutivo Sonelastic ® e Scanelastic ® , tanto em

temperatura ambiente quanto em função da temperatura e/ou do tempo de cura.

Materiais compósitos

 

Módulo de elasticidade

Razão de

Material

 
 

GPa

10 6 psi

Poisson

Materiais compósitos

 

Fibras de aramida com matriz epóxi:

 

0,34

Longitudinal:

76

11

-

Transversal:

5,5

0,8

-

Fibras de carbono de módulo alto-matriz com epóxi:

0,25

Longitudinal:

220

32

-

Transversal:

6,9

1,0

-

Fibras de aramida com matriz epóxi:

0,19

Longitudinal:

45

6,5

-

Transversal:

12

1,8

-

Valores de referência. Para valores exatos, caracterizar com o Sonelastic ®

Os módulos elásticos (Módulo de Young, módulo de cisalhamento e razão de Poisson) e o

amortecimento de compósitos podem ser caracterizados com precisão com o equipamento

de ensaio não destrutivoSonelastic ® , tanto em temperatura ambiente quanto em função da

temperatura e/ou do tempo de cura. O conhecimento dos valores exatos destas propriedades

é fundamental para a otimização do emprego do material e também para a confiabilidade de

simulações via elementos finitos. As caracterizações dos módulos elásticos e do

amortecimento também são empregadas na engenharia de novas variações destes materiais.