P. 1
EXERCÍCIO DE HISTÓRIA - PERSAS-HEBREUS-GREGOS-ROMANOS

EXERCÍCIO DE HISTÓRIA - PERSAS-HEBREUS-GREGOS-ROMANOS

|Views: 9.313|Likes:
Publicado pordanielle6anob

More info:

Published by: danielle6anob on May 28, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/14/2014

pdf

text

original

PROVA DE HISTÓRIA-2º TRIMESTRE 1) (FATEC-SP) - Dário I, célebre imperador da Pérsia, tem seu nome ligado à: a) Conquista do Reino da Média

e à fundação do Império Persa. b) Elaboração da religião dualista persa, cujos fundamentos se encontram no livro sagrado Zend-Avesta. c) Conquista do Antigo Egito em 525 a.C. na famosa batalha de Pelusa. d) Derrota dos persas frente às cidades-estados gregas na terceira das Guerras Médicas. e) Organização político-administrativa do Império Persa, com a criação das satrápias, das estradas reais e do dárico. 4) Da Antiguidade: "Possuíam um grande império, que foi dividido em 20 satrápias, ou províncias, cada uma delas governada por um sátrapa, nomeado pelo rei. Para garantir a honestidade criaram uma rede de espiões conhecidos como ³olhos e ouvidos do rei´. Ainda, para manter o império unido, construíram grandes estradas reais, algumas chegando a ter 2500 quilômetros. No campo religioso, afirmavam a existência de um Deus do bem, da luz e da justiça (Ahuramazda) e um poder mau e das trevas (Ahriman). Acreditavam que, nos fim dos tempos, o bem venceria o mal, passando a reinar por toda a eternidade, os malditos sofreriam para sempre e os bons viveriam a vida eterna." O texto acima refere-se: a) Aos hebreus, povo guerreiro, que dominaram um grande império, tendo sido a religião a sua maior contribuição para a posteridade. b) Aos gregos, que conquistaram todo o Oriente Médio e mantiveram os vencidos subjugados através da religião. c) Aos persas, que dominaram um grande império e criaram uma religião que teve importantes efeitos sobre o desenvolvimento do cristianismo. d) Aos muçulmanos, que na Antiguidade desenvolveram um império em bases religiosas. e) Aos bizantinos, que transformaram a religião num fundamento político para justificar o absolutismo imperial. 5) O soberano dividiu o seu império em províncias, chamadas satrápias, sendo a terra considerada como propriedade real e trabalhada pelas comunidades. Estas características identificam o: a) Império dos persas durante o reinado de Dario. b) Império babilônico durante o governo de Hamurábi. c) Antigo império egípcio durante a dinastia de Quéops. d) Reino de Israel sob o comando de Davi. e) Estado espartano durante a vigência das leis de Dracon. 6) Relaciona-se aos fenícios na Antigüidade, EXCETO: a) o comércio como principal atividade econômica. b) a invenção do alfabeto fonético. c) a organização política em cidades-Estado. d) o estabelecimento de colônias no Mediterrâneo. e) o dualismo religioso, baseado no culto aos deuses Ahriman e Aura Mazda. 7) " ... essencialmente mercadores, exportavam pescado, vinhos, ouro e prata, armas, praticavam a pirataria, e desenvolviam um intenso comércio de escravos no Mediterrâneo..." O texto refere-se a características que identificam, na Antiguidade Oriental, os a) fenícios. b) hebreus.

c) caldeus. d) egípcios. e) persas. 8) Entre as principais características da civilização fenícia, merecem destaque especial: a) a economia agrícola de regadio, a sociedade de castas e a organização política teocrática. b) A economia mercantil, a organização política sob forma de cidades- Estados e a criação do alfabeto. c) A religião monoteísta, a escrita cuneiforme e a sociedade nômade- pastoril. d) A religião dualista, o regime político democrático e a escrita hieroglífica. e) A sociedade estatamental, a economia de subsistência e o expansionismo militar. 9) Dentre as importantes contribuições, deixadas pelos fenícios, para a civilização ocidental, destacamos: a) O desenvolvimento do alfabeto fonético e técnicas de navegação. b) A construção de gigantescas obras hidráulicas para a prática da agricultura. c) A criação de um governo democrático. d) A prática do monoteísmo e ideais filosóficos. e) A criação do primeiro sistema jurídico. 10) Em relação aos povos da Antiguidade, é correto afirmar que: a) Os assírios foram submetidos por Nabucodonosor, originando o episodio conhecido como o Cativeiro da Babilônia. b) Os fenícios foram os criadores do alfabeto, posteriormente aperfeiçoado pelos gregos e latinos. c) Os hebreus criaram um quadro religioso caracterizado pelo politeísmo e a mumificação. d) Os egípcios estabeleceram, em 300 a.C., o importante Código de Hamurábi, um dos primeiros códigos jurídicos e escritos. e) Os persas, após derrotarem as tropas de Alexandre, conseguiram anexar o território grego ao seu império 11) Das alternativas abaixo, a que melhor caracteriza a sociedade fenícia é: a) A existência de um Estado centralizado e o monoteísmo; b) O monoteísmo e a agricultura; c) O comércio e o politeísmo; d) As cidades-Estado e o monoteísmo; e) A agricultura e a forma de Estado centralizado. 12) Entre os povos do oriente médio, os hebreus foram os que mais influenciaram a cultura da civilização ocidental, uma vez que o cristianismo é considerado como uma continuação das tradições religiosas hebraicas. A partir do texto anterior, assinale a alternativa incorreta. a) Originários da Arábia, os hebreus constituíram dois reinos: o de Judá e o de Israel na Palestina. b) As guerras geraram a unidade política dos hebreus. Esta unidade se firmou primeiro em torno de juízes e, depois em volta dos reis. c) Os profetas surgiram na Palestina por volta dos séculos VIII e VII aC., quando ocorreu uma onda de protestos dos trabalhadores contra os comerciantes. d) A religião hebraica passou por diversas fases, evoluindo do politeísmo ao monoteísmo difundido pelos profetas. e)Os hebreus e organizaram social e economicamente com base na propriedade da terra, o que deu início à Diáspora.

13) Filho de Davi, foi um déspota, sábio e bom administrador. Viveu no luxo e no esplendor. Escreveu livros, protegeu as artes. Desenvolveu o comércio: a) Moisés b) Isaac c) Salomão d) Jacó e) Josué 14) Na história dos hebreus, corresponde à saída dos hebreus do Cativeiro no Egito, conduzidos por Moisés à Terra Prometida. a) Cisma. b) Diáspora. c) Êxodo. d) Cativeiro na Babilônia. e) Formação de Israel. 15) Na Antiguidade, podemos observar características especificas a cada povo. Assinale a alternativa cuja seqüência relaciona corretamente os povos desse período com sua principal característica religiosa: (1) Egípcios (2) Mesopotâmios (3) Fenícios (4) Cretenses (5) Hebreus ( ) Acreditavam na imortalidade da alma, a qual se separa do corpo após a morte, mas vinha procurá-lo no seu túmulo, depois de passar pelo julgamento de Osíris. ( ) Os profetas desempenhavam um papel importante na preservação da pureza da religião, frente à influência dos deuses estrangeiros. ( ) Adoravam a Grande-Mãe, deusa da terra e da fertilidade, representada por uma pomba e uma serpente. ( ) Preservavam rituais sangrentos, até com sacrifícios humanos, durante muito tempo. ( ) Acreditavam na magia, na adivinhação e na astrologia, meios que usavam para descobrir a vontade dos deuses. a) 4, 5, 1, 3, 2 b) 1, 2, 4, 3, 5 c) 2, 5, 4, 3, 1 d) 2, 5, 3, 4, 1 e) 1, 5, 4, 3, 2 16) A Páscoa, na cultura do povo hebreu, está relacionada com: a) A conquista de Canaã, a terra Prometida, após o cativeiro dos hebreus na Babilônia. b) A unificação do reino de Israel após o conturbado gerado pelo Cisma das 12 tribos hebraicas. c) O êxodo, inicialmente liderado por Moisés, após a permanência de mais de 400 anos dos hebreus no Egito. d) A sucessão de Davi, como rei dos hebreus, após a conquista de Jerusalém aos cananeus. e) A resistência oposta pelos judeus, após a anexação da Judéia por Roma. 17) Diáspora é o termo que designa a dispersão dos hebreus por varias regiões do mundo, após serem expulsos de seu território no século II. Somente depois de 1948, com a criação do Estado do Israel, esse povo pôde voltar a se reunir no mesmo país. Entretanto, essa reconquistava vem sendo, há quase meio século, motivo de contendas entre os israelenses e o povo ocupante daquela região. O ano de 1995, talvez, seja o marco do apaziguamento desses conflitos, uma vez que acordos têm sido realizados por seus líderes, sob a chancela da diplomacia internacional - que, infelizmente, não impediu o assassinato do primeiro-ministro de Israel.

O povo que provocou a dispersão dos hebreus no século II e o povo que manteve o confronto com os israelenses desde 1948 são, respectivamente: a) Os egípcios e os iranianos. b) Os romanos e os palestinos c) Os palestinos e os egípcios d) Os romanos e os iranianos e) Os egípcios e os palestinos 18) Indicar a alternativa que identifique corretamente os eventos: 1 ± Saída gloriosa dos hebreus, do Egito, guiados por Moisés. 2 ± Dispersão do povo hebreu provocada pelos romanos. 3 ± Divisão das tribos hebraicas em dois reinos: Israel e Judá 4 ± Movimento feito pelos hebreus espalhados pelo mundo inteiros, para a volta à Terra Prometida. Assim temos, respectivamente: a) Diáspora ± Êxodo ± Cisma ± Sionismo b) Êxodo ± Diáspora ± Cisma ± Sionismo c) Cisma ± Diáspora ± Êxodo ± Sionismo d) Êxodo ± Cisma ± Diáspora ± Sionismo e) n.d.a 19) Sobre a Polis grega, podemos afirmar: 1 ± A cidade-Estado foi uma invenção dos gregos, pois nenhuma civilização anterior à grega havia se organizado politicamente em cidades-Estados. 2 ± O fato que determinou a formação da Polis grega foi o desenvolvimento das trocas de artesanato. 3 ± A Polis contribuiu para a desintegração da comunidade gentílica e para o desenvolvimento do trabalho escravo. Está correta ou estão corretas: a) apenas 1 e 2 b) 1, 2, e 3 c) apenas 2 d) apenas 1 e 3 e) apenas 2 e 3 20) Sobre a Polis grega, podemos afirmar: 1 ± A cidade-Estado foi uma invenção dos gregos, pois nenhuma civilização anterior à grega havia se organizado politicamente em cidades-Estados. 2 ± O fato que determinou a formação da Polis grega foi o desenvolvimento das trocas de artesanato. 3 ± A Polis contribuiu para a desintegração da comunidade gentílica e para o desenvolvimento do trabalho escravo. Está correta ou estão corretas: a) apenas 1 e 2 b) 1, 2, e 3 c) apenas 2 d) apenas 1 e 3 e) apenas 2 e 3 21) O governo em Esparta era exercido: a) por um Conselho de Anciãos; b) por uma Assembléia de Cidadãos; c) por todos os habitantes da cidade; d) apenas pelos jovens guerreiros; e) exclusivamente pelos periecos e hilotas. 23) NÃO constitui uma característica da estrutura social das cidades de Atenas ou Esparta: a) as principais camadas sociais de Atenas eram os eupátridas, comerciantes, artesãos e escravos; b) em Esparta preponderavam os espartíatas, constituindo-se os hilotas na camada trabalhadora e os periecos em homens livres mas inferiorizados que habitavam a periferia;

c) o princípio básico da estratificação social em Atenas era o poder econômico; daí seus habitantes constituírem uma sociedade de classes; d) em Esparta a sociedade poderia se definida como estatamental, na medida em que a posição dos indivíduos se definia pelos privilégios exclusivos dos cidadãos de origem dória; e) a camada escrava em Esparta era submetida pelo estado através de processos educativos especiais. 24) "Com a nova divisão da sociedade, qualquer cidadão poderia participar das decisões do poder. Apenas os escravos e os metecos (estrangeiros) não participavam das decisões políticas, pois não tinham direito decidadania." O texto pode-se associar: a) Dracon e a expansão colonial em direção ao Mediterrâneo. b) Sólon e a militarização da política espartana. c) Pisístrato e a helenização da península Balcânica. d) Péricles e a hegemonia cultural grega no Peloponeso. e) Clístenes e a democracia escravista ateniense. 25) Dentre os legisladores atenienses, Clístenes destacou-se por instituir: a) Leis que aboliram a escravidão por dívidas. b) O Estado monárquico-militarista. c) Um governo oligárquico e conservador. d) A restauração dos privilégios dos metecos. e) Reformas que implantaram a democracia em Atenas. 26) Os gregos, na Antiguidade, não possuíam unificação política, não formavam um Estado unificado. Assim, concluímos que: a Somente de forma esporádica conheceram momentos de unificação: a) Confederação de Delos, sob a hegemonia de Esparta. b) A falta de unificação política se representou pela própria existência da cidade-Estado autônoma. c) O tipo de organização política adotada pelos gregos aproximava-os das sociedades tribais do Extremo Oriente. d) A falta de unificação política gerou a ausência de unidade cultural, haja vista as várias línguas faladas na Grécia. e) O sistema político grego, predominantemente oligárquico, supriu a ausência do Estado unificado. 27) A democracia ateniense caracterizou-se: a) Pela exclusão dos homens livres sem cidadania e dos escravos. b) Pelo reconhecimento de responsabilidades e direitos dos metecos através do voto. c) Pela inclusão de estrangeiros e mulheres nas decisões de suas assembléias. d) Pela eliminação da grande propriedade rural e pelo aperfeiçoamento do trabalho escravo. e) Pela inexistência do direito de voto a uma parcela dos cidadãos. 28) Na comparação entre Atenas e Esparta, aparece uma série de diferenças. Dentre essas destaca-se o fato de que: a) A mulher ateniense possuía uma liberdade de ação maior que a espartana, usufruindo integralmente das prerrogativas de cidadania. b) A educação em Atenas tinha fins militares enquanto em Esparta havia uma preocupação em formar intelectuais e filósofos. c) A forma de governo adotada em Atenas no século V a.C. era a democracia enquanto Esparta, nesse momento, possuía um regime oligárquico. d) A atividade econômica em Atenas era predominantemente agrícola enquanto Esparta, devido à proximidade do litoral, praticava intensamente o comércio.

e) O caráter especulativo do pensamento espartano produziu significativas realizações nas artes plásticas enquanto em Atenas o caráter prático e utilitário de sua cultura privilegiou as edificações militares. 29) A democracia ateniense: a) Era perfeita, porque dela participavam todos os cidadãos da Grécia. b) Era quase perfeita, porque dela não faziam parte os escravos, mas todos os cidadãos atenienses com igual grau de participação. c) Dela participavam os escravos, os cidadãos que habitavam a periferia, que eram mais pobres e não dispunham de tempo livre para a participação no mesmo grau que os mais ricos. d) Era aristocrata. e) Era representativa e indireta. 30) A economia de Esparta tinha como uma de suas características principais o fato de que: a) O trabalho dos periecos sustentava os cidadãos. b) Os hilotas exerciam o domínio dos meios de produção. c) A escravidão foi abolida pelo poder central. d) O comércio era atividade exclusiva das esparticiatas. e) A propriedade das melhores terras era do estado. 31) Qual o papel social dos hilotas em Esparta? a) Cidadãos, com todas as funções políticas, dedicados principalmente às tarefas militares. b) Estrangeiros, geralmente comerciantes e artesão, sem participação política. c) Servos, em geral trabalhadores braçais, sem direitos políticos reconhecidos. d) Governantes de Esparta nos períodos de guerra e líderes nas Assembléias Gerais dos cidadãos. e) Responsáveis pelas tarefas religiosas e membros da Assembléia de Anciãos. 32) As cidades-Estados da Grécia: a) Eram politicamente autônomas. b) Apresentavam organização econômica solidária. c) Estavam unidas na política de colonização do Mediterrâneo. d) Possuíam princípios religiosos antagônicos. e) Mantiveram política comercial comum 33) Dentre os legisladores atenienses, Clístenes destacou-se por instituir: a) leis que aboliram a escravidão por dívidas. b) O Estado monárquico-militarista. c) Um governo oligárquico e conservador. d) A restauração dos privilégios dos metecos. e) Reformas que implantaram a democracia em Atenas. 34) Para vários autores, a Democracia começou em Atenas, com as reformas promovidas por Clístenes (508 ± 507 a.C.), tendo como princípios básicos: direitos políticos para todos os cidadãos; participação direta dos cidadãos no governo, por comparecimento à Assembléia ou por sorteio, quando se tratava de escolher o ocupante de algum cargo. Quanto à participação da mulher e dos estrangeiros, é correto dizer: a) Clístenes assegurou o direito de participação política das mulheres e dos estrangeiros, mas limitou-o à eleição local do poder de Demos. b) Clístenes estabeleceu o direito de participação política das mulheres, mas acabou com o direito de participação dos estrangeiros. c) Clístenes acabou com o direito de participação política da mulher, dado por Sólon, mas manteve o direito de participação

dos estrangeiros que vivessem em Atenas há pelo menos 10 anos. d) As mulheres e os estrangeiros (metecos) não tinham participação política. e) À mulher era assegurada a participação política desde que subordinada ao marido; os estrangeiros possuíam participação restrita à eleição de seus representantes. 35) A respeito da "Liga de Delos", que seria a base do imperialismo ateniense, podemos dizer corrente: a) decorreu da aliança de cidades gregas e persas contra, a expansão macedônica. b) pretendia libertar algumas cidades gregas, lideradas pela cidade de Delos, da dominação espartana. c) surgiu de um processo de sujeição ou de domínio exercido por Atenas sobre as demais cidades da Liga. d) definia-se, de início, como uma aliança militar, que previa autonomia para seus participantes, reservando à Atenas o comando das operações e) n.d.a. 36) É certo que as civilizações da Antiguidade legaram à posteridade um respeitável acervo cultural. No entanto, para superar equívoco, assinale a alternativa INCORRETA: a)A pintura egípcia revela belos exemplos de descrição de movimento, sendo a figura humana representada com a cabeça e os pés de perfil. b) Entre as Civilizações Mesopotâmicas que se desenvolveram no vale dos rios Tigre e Eufrates, predominou, durante certo tempo, a forma asiática de produção. c) No período denominado Homérico, houve a dissolução das comunidades gentílicas e a formação gradativa das CidadesEstado da Grécia. d) A escrita egípcia era em caracteres cuneiformes. e) O Direito Romano, sujeito a novas interpretações, tornou -se parte importante do Código de Justiniano, influenciou juristas da Idade Média e até das fases históricas subseqüentes.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->