Você está na página 1de 7

Prof.

Alexandre Ortiz Calvão FLUIDOESTÁTICA 1

FLUIDOESTÁTICA PRESSÃO
PRESSÃO numa área é a força normal por unidade de
FLUIDO - Fluido é qualquer substância que tem a área. A pressão é uma grandeza escalar.
capacidade de escoar. Normalmente os líquidos e gases A pressão P, que uma força Fp perpendicular a área(plana) A
têm esta propriedade. Também podemos definir um fluido exerce sobre a mesma, é o cociente entre o valor de Fp e o
com uma substância que, submetida a uma força valor da área A.
tangencial(cisalhante), deforma-se continuamente. Os P = Fp / A
fluidos assumem a forma dos recipientes que os contém. A pressão P num ponto de um fluido em equilíbrio é a
mesma em todas as direções.
FLUIDOESTÁTICA - A fluidoestática estuda as Fp = componente da força aplicada(vermelha), perpendicular
propriedades dos fluidos em equilíbrio estático. a superfície. É a componente responsável pela pressão
Fh = componente tangencial a superfície, tende a provocar
um movimento horizontal entre as camadas da superfície.
MASSA ESPECÍFICA Este tipo de força também é conhecida como cisalhante.
MASSA ESPECÍFICA OU DENSIDADE ABSOLUTA (d ou
ρ ).
A massa específica(densidade) de um corpo é
numericamente igual à massa da unidade de volume do
corpo

d=m/V

A unidade de massa específica no S.I. é: kg / m3.


A densidade é uma grandeza escalar.
Cada substância tem uma densidade que é uma das
A unidade de pressão no S.I. é newton por metro quadrado
características da mesma.
(N/m2) = pascal (Pa).
A pressão é uma grandeza escalar.
Densidade relativa de um corpo em relação ao padrão
MANÔMETRO- é o instrumento utilizado para medir
considerado é a razão entre a massa específica do corpo e
pressões em geral.
a massa do padrão.
Tabela de pressões
dc, padrão = dc / dp
Valor (pascal) S.I.
Centro do Sol 2 1016
A D e n s id a d e B Centro da Terra 4 1011
Maior profundidade 1,1 108
> oceânica
Pneu de automóvel 2 105
Atmosférica ao nível do 1,0 105
mar
c o n s e n tra ç ã o d e m a s s a p o r u n id a d e d e v o lu m e
Sangüínea normal 1,6 104
Som máximo tolerável 30
Obs: A densidade relativa é uma grandeza adimensional Som mínimo detectável 3 105

Tabela de massas específicas PRESSÃO ATMOSFÉRICA – a pressão atmosférica é


substância Massa específica ( kg / devido ao peso da coluna de ar que existe na terra. Quanto
m3) maior a coluna de ar maior a pressão.
o
Ar (0 C, 1 atm) 1,21 Patm = 1,01 . 105 N/ m2 ou Pascal (Pa) = 760 mmHg = 760
Água(20o C e 1 atm) 1,0 103 Torr = 14,7 Lb/in2 (psi)
gelo 0,92 103
concreto 2,3 103
alumínio 2,7 103
ferro 7,85 103
chumbo 11,3 103 76 cm
A Terra: crosta 2,8 103
A Terra: núcleo 9,5 103

A densidade de um gás varia consideravelmente com a


pressão, mas a densidade de um líquido não varia; ou seja,
gases são facilmente compressíveis, mas líquidos não. B A R Ô M E T R O D E M E R C Ú R I O . O p e s o d a c o lu n a d e
m e rc ú rio é e q u ilib ra d o p e la p r e s s ã o a tm o s fé ric a

A pressão atmosférica é medida com um


instrumento chamado manômetro.
Prof. Alexandre Ortiz Calvão FLUIDOESTÁTICA 2

PRINCÍPIO FUNDAMENTAL DA HIDROSTÁTICA


( PRINCÍPIO DE STEVIN)

“A diferença entre as pressões em dois pontos considerados 
no seio de um líquido em equilíbrio (pressão no ponto mais 
profundo)   vale   o   produto   da   massa   específica   do   líquido, 
pelo módulo da aceleração da gravidade do local onde é feita 
a   observação,   pela   diferença   entre   as   cotas   dos   pontos  4- Se colocarmos dois líquidos não miscíveis num tubo em forma
considerados”.  de U, as alturas alcançadas pelos líquidos, contadas a partir da
superfície de separação, são inversamente proporcionais as
PB – PA = ρ . g.h massas específicas dos líquidos.

ou H1/H2= ρ 2 /ρ 1

∆ P=ρ g∆ y

LEI DE PASCAL
5- Uma variação de pressão que ocorre em qualquer
ponto, no seio de um líquido em equilíbrio, se transmite
integralmente para todos os pontos do líquido.
Aplicações-
1) prensa hidráulica.

     A distribuição de pressão em um fluido é devida:
a) à existência de um campo gravitacional (desde que o 
fluido não esteja em queda livre no campo, pois então o 
pressão seria uniforme no interior do fluido;  b) ou a uma 
aceleração do fluido por forças externas (não gravitacionais; 
c) ou a uma combinação dessas duas causas.

CONSEQÜÊNCIAS DO PRINCÍPIO DE STEVIN


EMPUXO
1- Pontos que suportam a mesma pressão pertencem a
PRINCÍPIO DE ARQUIMEDES
um mesmo plano horizontal.
Aplicação- Toda superfície livre de um líquido em
Todo corpo em contato com um fluído imerso ou flutuante,
equilíbrio é horizontal
dentro de um campo gravitacional, fica sujeito à ação de
uma força imposta pelo fluído denominada empuxo, que tem
2- Pontos de um mesmo plano horizontal suportam
as seguintes características:
pressões iguais.
a) O valor do empuxo é igual ao módulo do peso do
Aplicações- 1) Vasos comunicantes
volume de líquido deslocado.
b) A direção do empuxo é vertical
c) O sentido do empuxo é de baixo para cima.
d) ponto de aplicação: centro de gravidade do fluído
deslocado, chamado de centro de impulsão.

E=ρ líq . Vdesl . g

3- Quando líquidos não miscíveis são colocados em um


recipiente, eles se dispõem do fundo para a boca do recipiente,
segundo a ordem decrescente dos seus pesos específicos; a
superfície de separação entre dois líquidos não miscíveis é
plana e horizontal.
Prof. Alexandre Ortiz Calvão FLUIDOESTÁTICA 3

FLUIDOESTÁTICA-P1 - Exemplos encontra-se sobre esta face.


Exm-Fluidesta_P1.odt 19092008 d) Calcule a pressão que a face bc exerce
quando ele encontra-se sobre esta face.
DENSIDADE R: a) 2,4 kg b) 3000 N/m2 c) 4000 N/m2 d) 5000
N/m2
1) * (FUVEST) A densidade do óleo é de 0,80 g/cm³.
2) * (FEI/SP) Qual é a pressão média exercida no solo 
É dado g=10m/s².
por um prédio de massa 500 toneladas e de base 250 
a) Quanto pesa o óleo contido numa lata de 900ml? m2?  Dê a resposta em N/m2.
b) Quantas latas de 900ml podem ser preenchidas R: 2.104 N/m2  
com 180kg de óleo?
3) * (Cesgranrio) Você está de pé sobre o chão de uma 
R: a) 7,2N b) 250 latas
sala,  Seja “p” a pressão média sobre o chão, debaixo 
das solas dos seus sapatos.  Se você suspendesse um pé, 
equilibrando­se numa só perna, qual seria a pressão 
média?
2) ** (FUVEST) Uma chapa de cobre de 2m²,
utilizada num coletor de energia solar, é pintada com R: 2p 
tinta preta, cuja massa especifica após a secagem é
de 1,7g/cm³. A espessura da camada é da ordem de 4) * (Ufrj/01)Considere um avião comercial em vôo
5m. Qual é a massa de tinta seca existente sobre a de cruzeiro. Sabendo que a pressão externa a uma
chapa? janela de dimensões 0,30m X 0,20m é um quarto da
pressão interna, que por sua vez é igual a 1 atm
R: 17g (105N/m2):

3) *** Um cilindro possui volume igual a 100 cm3. 
Metade desse volume é de alumínio ( =2,7g/cm3), e a 
outra metade de ferro ( =7,9 g/cm3). a) indique a direção e o sentido da força sobre a janela em razão da
Determine a massa específica média do cilindro.  diferença de pressão;
R: 5,3 g/cm3 b) calcule o seu módulo.
R: a) perpendicular à janela e orientada de dentro para fora. b)
4,50x103 N.
5) ** (U.F. OURO PRETO-MG) Uma pessoa com peso
4) ** (PUC-MG) Um líquido A tem densidade 0,5 de 600N e que calça um par de sapatos que cobrem
g/cm3, e um outro líquido B, miscível no líquido A, uma área de 0,05m2 não consegue atravessar uma
tem densidade 0,8g/cm3. Misturando-se o volume v região nevada sem se afundar, porque essa região
do líquido B com o volume 2v do líquido A, não suporta uma pressão superior a 10.000N/m2.
determine a densidade da mistura. Responda:
a) Qual a pressão exercida por essa pessoa sobre a
neve?
5) ** A partir da equação g= GM/R², vista em
b) Qual deve ser a área mínima de cada pé de um
gravitação, calcule a massa especÍfica média da
esqui que essa pessoa deveria usar para não
Terra.
afundar?
Dados: g=10 m/s2 , G= 6,67.10-11SI, Rterra=6400 km
R: d = 3g/4RG =+- 5,5 g/cm³ 6) ** (Unicamp/SP) Calibra-se a pressão dos pneus
de um carro em 30 psi(libras-força/polegada2)
usando nitrogênio. Para simplificar os cálculos
PRESSÃO adote: 1 polegada=2,5 cm; 1 libra-força=5,0N.
Quanto vale essa pressão em N/m2?
1) * Um paralelepípedo de 5000 kg/m³ possui as R: 2,4.105 N/m2
seguintes dimensões: a = 10 cm, b = 8 cm e c= 6
cm. 7) ** (AOC) Um pote hermético, cuja tampa tem uma 
área A, e é parcialmente esvaziado.  A força necessária 
a) Calcule a massa do paralelepípedo em kg e
grama. para abrir o pote vale F e a pressão atmosférica vale Pa. 
Mostre que a pressão no interior do pote Pi  pode ser 
b) Calcule a pressão que a face ab exerce quando ele escrita como: 
encontra-se sobre esta face.
Pi=(Pa.A­F)/A.
c) Calcule a pressão que a face ac exerce quando ele
Prof. Alexandre Ortiz Calvão FLUIDOESTÁTICA 4

FLUIDOESTÁTICA-P2 - Exemplos 1,25 g/cm3 está em repouso dentro de um recipiente.


No fundo do recipiente existe uma conexão com um
Exm-Fluidesta_P2.odt 19092008
tubo cilíndrico de 2,0 cm de diâmetro. O tubo possui
um êmbolo cuja parte exterior está sob a ação da
PRINCÍPIO FUNDAMENTAL(STEVIN) atmosfera e em contato com uma mola.
Considere que não haja atrito entre o êmbolo e o
tubo cilíndrico.
1) * (UFRJ­2000)  A figura mostra um sistema de vasos 
comunicantes contendo um líquido em equilíbrio 
hidrostático e três pontos A, B e C em um mesmo plano 
horizontal.

Compare as pressões p nos pontos A, B e C, 
respectivamente, usando os símbolos de ordem > 
(maior), = (igual) e < (menor). Justifique sua  Num determinado experimento, a força da mola
resposta. sobre o êmbolo tem módulo igual a 6,28N.
1) * (UFRJ­2000)  SOLUÇÃO  Calcule a altura h do líquido indicada na figura.
Pelo teorema dos pontos isóbaros podemos concluir  Use Pi= 3,14.
que: pA=pB=pC R: 1,6 m 

2) (FUVEST-SP) O organismo humano pode ser EMPUXO


submetido sem conseqüências danosas a uma
pressão de no máximo 4 .105 N/m2 e a uma taxa de 1) (FUVEST-SP) Imerso na água contida em um
variação de pressão de no máximo 104 N/m2 por recipiente, um cubo de 1,0cm de aresta permanece
segundo. Nessas condições : em equilíbrio, qualquer que seja a posição em que é
a) qual a máxima profundidade recomendada a um colocado.
mergulhador? Adote pressão atmosférica = 105 N/m2. a) Qual a massa do cubo?
b) qual a máxima velocidade de movimentação na b) Qual o empuxo que o cubo experimenta quando
vertical recomendada para um mergulhador? está completamente envolvido pela água?
R: a) 30 m b) 1m/s. N3 adote g = 10m/s2
R: a) 1 g b) 10-2 N
3) (Unicamp) Se você agora está tranqüilo e em
repouso, seu coração deve estar batendo cerca de 2) (ESAL-MG) Um tanque cilíndrico de 60cm de raio
60 vezes por minuto. Sua pressão arterial deve ser da base e 3m de altura, aberto, está cheio d`água ,
de “12 por 8” ou seja, 120mmHg acima da cuja densidade é 1g/cm3. Considerando a pressão
atmosférica no auge da contração e 80mmhg no atmosférica igual a 1 .105 N/m2 e g = 10m/s2,
relaxamento do coração. Seu coração tem o volume encontre: (considere Pi=3)
externo aproximado de uma mão fechada e em cada a) a pressão no fundo do tanque.
batida consegue bombear aproximadamente a b) a força total exercida pela água no fundo do
metade de seu volume em sangue. Considere a tanque.
densidade do mercúrio d(Hg)= 14 g/cm³ e a c) Se colocarmos no tanque um bloco de madeira
densidadedo sangue igual à da água, ou seja cúbico de 2cm de aresta, cuja densidade é 0,6g/cm3,
d(sangue)= 1,0 g/cm³. que volume do bloco ficará fora d`água?
R: a) 4.105 N/m3 b) 4,3.105 N c) 3,2.10-6m3 0u 3,2
a) Até que altura máxima na vertical o coração
cm3.
conseguiria elevar uma coluna de sangue?
2) (ESAL-MG) Solução.
b) Faça uma estimativa da quantidade de sangue a) Pa=Pb+dgh =>
bombeada em cada batida do coração e calcule a b) F=P.A
vazão média de sangue através desse órgão. c) E=p => dL.Vdesl.g=m.g => Vd=dc.a3/dL e V=Vt-
Vd
3) (Unicamp) R: a) 1,68 m b) cerca de 150 ml/s
(este é o gabarito oficial, que parte de uma
estimativa de 300ml para o volume do coração. 3) (UNIRIO) Um cilindro maciço de plástico flutua em
Achamos razoável uma estimativa de 500mL, água com 60% de seu volume submerso. O cilindro
permitindo uma resposta de até 250mL/s) tem área da base S= 50 cm² e altura h=10 cm.
Dados: massa específica da água = 1 g/cm³
Calcule:
4) ** (UFRJ 2005 – 2 Fase) Um líquido de densidade
Prof. Alexandre Ortiz Calvão FLUIDOESTÁTICA 5

a) massa especifica do plástico; 6) ** (Unicamp-SP) Um bastão cilíndrico de


densidade p=2,7 g/cm3 e volume V=500 cm3 está
b) a massa m de um corpo que, colocado no topo do
completamente imerso em água, preso em uma das
cilindro, faz com que esse topo venha a coincidir com
extremidades a um ponto O por um fio leve e
a superfície da água.
inextensível.
R: 0,6 g/cm³ b) 200 g. N3 a) Pode o bastão cilíndrico estar em equilíbrio na
posição indicada? Por quê?
b) Qual será a força de tração do fio sobre o bastão
em equilíbrio?
4) (UFF) Dois garotos desejam improvisar uma Dado: densidade da água = 1 g/cm3.(Fuke)
jangada, usando tão-somente uma tábua de madeira
homogênea na forma de paralelepípedo de
dimensões 200cmx100cmx20,0cm para passarem
num lago de águas tranqüilas. O
Dados:
massa especifica da madeira: 800kg/m³;
massa especifica da água do lago: 1000kg/m³;
massa de cada garoto: 50 kg.
a) Qual a altura da parte submersa da jangada sem
R: a) Não. As únicas forças que atuam no bastão além da
qualquer peso sobre ela? tração são o peso e o empuxo, e nenhuma das duas tem
b) Com apenas um dos garotos sentado no centro da componente horizontal, o que inviabiliza o equilíbrio nesta
jangada, isole-a e indique as forças que sobre ela posição.
atuam. b) 8,5 N.

c) No item b, qual a altura da parte submersa da


jangada?
d) Se os dois garotos subirem na jangada, está
permanecerá flutuando ou afundará? Justifique.
R: a) 16cm b) c) 18,5cm d) Afundará, pois a
densidade do conjunto jangada +2garotos será de
1050kg/m³. MISCELÂNIA

1) *** Demonstre a fórmula do Empuxo usando os


5) ** (AOC) a) Um bloco sólido de densidade d1 flutua,  princípios de conservação da energia mecânica.
com a/b do seu volume submerso, onde b>a quando  Solução: Tarasov
submerso num fluido de densidade d2.  Mostre que a  1a parte: Calculamos a energia potencial adquirida por um
densidade do bloco pode ser expressa em função dos  bloco ao ser suspenso de uma altura h, isto é: Ep = m.g.h
e percebemos que m.g é a força peso.
outros parâmentros pela equação: d1=a.d2/b 2a parte: Suspendemos o bloco da mesma altura, porém
b) a/b=2/3 e d(água) = 103 kg/m3. agora, ele está imerso num fluido. Temos então: Ep= m.g.h
R: B) 2.103/3 kg/m3. Ou 6,7.102 kg/m3. – dL.V.g.h. Por analogia o termo dL.V.g deve representar
uma força, nós a chamaremos de empuxo.

.
Prof. Alexandre Ortiz Calvão FLUIDOESTÁTICA 6

FLUIDOESTÁTICA - DS recipientes subiram até uma mesma altura.  Indique se, 
DS1_Fluidoestatica.odt
na situação final de equilíbrio, o módulo E e do empuxo 
DENSIDADE, PRESSÃO e PRINCÍPIO sobre a esfera é maior, menor ou igual ao módulo Eb do 
FUNDAMENTAL e EMPUXO
empuxo sobre o barquinho. Justifique sua resposta. 
1) (Fuvest/SP) Um tijolo tem massa de 2 kg e volume
de 1000 cm3. Calcule a densidade do tijolo.
R: 2 g/cm3

2) (U.F.PR) A distância vertical entre dois pontos,


num líquido em equilíbrio, é de 2,0m;a diferença de
pressão entre eles é de 1,4 x 105 Pa. Calcule a massa
específica do líquido, em g . cm-3 . Dado g = 10m/s2 R: Ee = Eb

3)   (U.F.PE)   Um   aparelho   de   mergulho   suporta   uma 


pressão externa de até 8,5 atm, sem se romper .Se por  8) (UFRJ/07/esp(3)/fluidoestática /**)  Dois fugitivos 
acidente,   o   aparelho   afunda   no   oceano,   a   que  devem atravessar um lago sem serem notados. Para tal, 
profundidade,   em   metros,   ele   será   esmagado   pela  emborcam um pequeno barco, que afunda com o 
pressão da água? Considere a pressão atmosférica no  auxílio de pesos adicionais. O barco emborcado 
nível do mar igual a 1atm =105 N/m2 ,a densidade da  mantém, aprisionada em seu interior, uma certa 
água 103 N/m3 e g =10m/s2. quantidade de ar, como mostra a figura.  No instante 
retratado, tanto o barco quanto os fugitivos estão em 
repouso e a água está em equilíbrio hidrostático. 
Considere a densidade da água do lago igual a 1,00 x 
4) (FAAP­SP) Um bloco de madeira flutua em glicerina  103 kg/m3 e a aceleração da gravidade igual a 10,0 m/
com 70 de seu volume imerso. Calcule a densidade da
   s2. Usando os dados indicados na figura, calcule a 
madeira, sabendo que a densidade da glicerina é 1,30  diferença entre a pressão do ar aprisionado pelo barco e 
g/cm3. a pressão do ar atmosférico. 

5) (FUVEST-SP) Um tijolo tem massa igual a 2kg e


volume de 1.000 cm3.
a) Calcule a densidade do tijolo.
b) Calcule o peso aparente do tijolo quando
totalmente imerso em água.
R: a) 2 g/cm3 b) 10 N . R: 5,00.103 N/m

6) (Cesgranrio) Uma bandeja de dimensões 2,5 cm x 30 
cm x 40 cm flutua na água com sua base (face de maior 
área) a uma profundidade h contada a partir da 
superfície livre da água.  Ao colocar­se um objeto na 
região central da bandeja, observa­se que a 
profundidade h sofre um acréscimo de 0,5 cm.  Qual a 
massa desse objeto?
R: 0,6 kg 

7)  (UFRJ/07/NE(4)/Fluidoestática/*)   Dois 
recipientes idênticos estão cheios de água até a mesma 
altura. Uma esfera metálica é colocada em um deles, 
vai para o fundo e ali permanece em repouso. No outro 
recipiente, é posto um barquinho que termina por 
flutuar em repouso com uma parte submersa. Ao final 
desses procedimentos, volta­se ao equilíbrio 
hidrostático e observa­se que os níveis da água nos dois 
Prof. Alexandre Ortiz Calvão FLUIDOESTÁTICA 7

TN-FLUIDOESTÁTICA 10) (OSEC-SP) Dois peixes estão parados no interior


TN-Fluidoestatica.odt - 26/04/06 de um aquário. Se um está 10cm abaixo do outro,
1) (F.F.O.DIAMANTINA-MG) Uma esfera, de material pode-se afirmar que a diferença de pressão entre
homogêneo, tem 2 cm de diâmetro e massa igual a eles é, aproximadamente é (densidade da
M, outra esfera, do mesmo material e também água=103k/g; g=10m/s2):
homogênea, de massa igual a 64M, terá um a) 10-2 Pa b) 10-1 Pa c) 10Pa d) 102 Pa e) 103 Pa
diâmetro igual a: R: e
a) 32cm b) 8cm c) 4cm d) 2cm e) 1cm 11) (U.F.SE) Sendo a pressão atmosférica p =1 .105
R: a N/m2, g=10m/s2 e a densidade da água g=1x103kg/
2) (F.SÃO MARCOS-SP) Aplica-se uma força de m3, a pressão total em um ponto no fundo de uma
intensidade 10N perpendicularmente sobre uma piscina de 5m de profundidade é, em N/m2 , de:
superfície quadrada de área 0,5m2. Qual deverá ser a a) 1,5 .105 b) 1,0 .10 5 c) 0,5 .10 5
pressão exercida sobre a superfície? d) 5,0 .10 5
e) 6,0 . 105

a) 5N . m2 b) 5N/m2 c) 20N/m2 d) 10Nm2 R: a


e) n.d.a. 12) (UNIMEP-SP) Um reservatório contém água, cuja
R: c densidade é 1g/cm3, até uma altura de 5m . A
3) (U.F.RS) Uma caixa de 500N tem faces pressão atmosférica no local é 105 N/m2 e g = 10m/s2
retangulares e suas arestas medem 1,0m, 2,0m e .Podemos afirmar que :
3,0m . Qual a pressão que a caixa exerce quando a) a pressão no fundo do reservatório é 1,5 .105 Pa.
apoiada com sua face menor sobre uma superfície b) a pressão no fundo do reservatório é 5 .105 N/m2.
horizontal? c) a pressão no fundo depende da forma do
a) 100N/m2 b) 125N/m2 c) 167N/m2 reservatório
d) 250N/m 2
e) 500N/m 2
d) a pressão no fundo depende da área de superfície
R: d inferior.
4) (MOJI-SP) O salto de um sapato masculino tem e) a pressão no fundo do reservatório depende do
área de 64cm2. Supondo-se que a pessoa que o calce volume de água.
tenha peso igual a 512N e que esse peso esteja
distribuído apenas no salto, então a pressão média 13) (UNIP-SP) Considere as seguintes afirmações:
exercida no piso vale: (1) pressão atmosférica em Santos: 76cm de Hg
a) 12 . 104 . N/m2 b) 8 . 10 4 . N/m2 c) 6 . 104 . N/ (2) pressão atmosférica em São Paulo: 70cm de Hg
m 2 4
d) 4 . 10 . N/m 2 4
e) 2 . 10 . N/m 2
(3) 1 atm = 1,0 .105 Pa
R: b (4) g = 10m/s2
5) (U.F.SE) Um sólido, colocado na água, desloca 5 . (5) densidade média do ar: 1,0 kg/m3;
10-4 m3 do líquido. Sendo a densidade da água (6) altitude de santos: 0
1.103 kg/m3 e g=10m/s2 ,o empuxo que a água Com os dados apresentados, podemos concluir que a
exerce no corpo é, em newtons, de: altitude da cidade de São Paulo é um valor mais
a) 0,5 b) 5 c) 50 d) 500 e) 5.000 próximo de L
R: b a) 7,0 .102 m b) 7,5 .102 m c) 8,0 .102 m d)
6) (F.C.CHAGAS-BA) Uma esfera, de peso igual a 10N, 8,5 .10 m2 2
e) 9,0 .10 m
flutua na água com 25% de seu volume acima da
superfície livre do líquido. O valor do empuxo 14) (PUC-RJ) A densidade do mercúrio é de 13,6
exercido pelo líquido, em newtons, é igual a : g/cm3, e a da água é de 1 g/cm 3 . Qual das afirmações
a) 0 b) 2,5 c) 7,5 d)10,0 e) 12,5 abaixo é correta?
R: d a) 1,36x104 kg de mercúrio ocupam o volume de 1
7) (PUC-MG) Um bloco de madeira flutua em água (d dm3. b) 136 gramas de mercúrio bóiam quando
=1,0g/cm3),conservando 2/3 do seu volume colocados em um recipiente contendo 1 kg de água.
imerso(dentro da água). Isso significa que a c) O volume específico do mercúrio é maior do que o
densidade do bloco vale, em g/cm3, da água. d) 13,6 kg de mercúrio ocupam volume
aproximadamente: maior do que 1 litro. e) 13,6g de mercúrio afundam
a) 0,30 b) 0,66 c) 0,46 d) 10,0 e) 12,5 quando colocados em um recipiente contendo 1 litro
R: b de água.
8) (PUC/CAMPINAS-SP) O peso de um corpo de R: e
densidade 2,5g/cm3 é de 10N. Seu peso aparente, 15) (UERJ) Um mesmo corpo é imerso em três
quando mergulhado em líquido de densidade líquidos diferentes e não miscíveis. No líquido X, o
0,80g/cm3 ,será ,em newtons, igual a: corpo fica com 7/8 de seu volume imersos; no líquido
a) 9,2 b) 8,0 c) 6,8 d) 4,0 e) 2,5 Y, o corpo fica com 5/6 e, no líquido Z, fica com 3/4.
R: c Em relação à densidade dos líquidos, podemos
9) (F.C.CHAGAS-BA) Um sólido de volume V e concluir que o menos denso e o mais denso são,
densidade absoluta m está imerso em um líquido de respectivamente:
densidade absoluta n. Sendo g o módulo da a) X e Z b) X eY c) Y e Z d) Y e X
aceleração da gravidade no local, o peso aparente do R: a
sólido vale:
a) (m-n) . v . g b) (m+n) . v . g c) n.V.g
d) (n-m) . V . g e) m.V.g
R: a

Interesses relacionados