Você está na página 1de 3

Prof.

WILHERMYSON LIMA

PRÁTICA 7- MEDIDAS DE CALORES DE REAÇÃO

Introdução
As reações químicas como as já tratadas por nós, no laboratório de Química Geral são
acompanhadas por trocas de energia. De forma geral, a energia contida nos reagentes é diferente
da energia contida nos produtos quando realizamos uma reação química. Esta diferença pode
resultar num AQUECIMENTO ou num RESFRIAMENTO do sistema em que ocorre a reação. Por
exemplo:

CH4(g) + 2O2 (g) CO2(g) + 2H2O(l) + ENERGIA


2N2H4(l) + N2O4(l) 3N2(g) + 4H2O(l) + ENERGIA
ENERGIA + 2H2O(l) 2H2(g) + O2(g)

A primeira reação, combustão do gás natural, fornece calor necessário para fritar um bife em um
fogão a gás ou aquecer água com um bico de Bunsen. A segunda reação, entre a hidrazina e o óxido
de nitrogênio, fornece a energia mecânica para elevar um foguete e a sua carga da superfície da
terra. E em contrapartida, devemos fornecer energia elétrica para ocorrer a decomposição da água
levando aos seus constituintes.
Assim, o que vem a ser ENERGIA? Energia é a capacidade de realizar trabalho. E o calor é
uma forma de energia que é medido e sentido na vizinhança do sistema onde ocorre a reação. A
transferência de calor entre reagentes e produtos é estudada na TERMOQUÍMICA.
Quando o sistema reacional libera calor para o meio ambiente, significa que a energia dos
produtos é menor que a dos reagentes, e esse excesso é liberado para o ambiente. Este tipo de
reação é chamada de reação EXOTÉRMICA. E quando o sistema necessita de energia para se
processar, ou seja, absorve calor do meio ambiente temos uma reação ENDOTÉRMICA. Isto é, a
energia dos produtos é maior que a dos reagentes.
A maioria das reações é exotérmica, pois existe uma tendência natural no sentido de ser
conseguido um estado de menor energia, isto é, as reações químicas são favorecidas quando
resultam em novas substâncias com menor conteúdo energético que as substâncias reagentes.
A energia, em forma de calor liberado ou absorvido durante uma reação química, é
denominada CALOR DE REAÇÃO. Entretanto, o CALOR DE REAÇÃO depende das condições em
que a reação se processa, principalmente se essa ocorre a volume constante (sistema fechado) ou
em pressão constante (sistema aberto). O segundo caso é mais comum, já que, na maioria das
vezes, as reações químicas se processam em sistemas abertos, tais como em béqueres, tubos de
ensaio etc. Podemos definir então que CALOR DE REAÇÃO é a diferença entre as ENTALPIAS (H)
dos reagentes e dos produtos.

∆H = ∑H produtos - ∑H reagentes

∆Η será negativo para reações exotérmicas e ∆H será positivo pra reações endotérmicas.
Em qualquer transformação química ou física ocorre a conservação da energia. Assim,
podemos determinar não apenas o sinal de ∆Η para uma reação, como também o seu valor. Para
isto, usamos o fato de que o valor de ∆Η é igual à quantidade de fluxo de calor à pressão constante.
E podemos utilizar a seguinte fórmula:

Q = m .c .∆
∆t
Onde: Q = Calor (absorvido ou liberado);
m = massa(g);
c = calor específico (J/gºC ou cal/gºC);
∆t = t final - t inicial (ºC).

Se o calor envolvido na transformação for trocado entre a água podemos utilizar os dados
referentes à água passando a ter:
Q = Calor absorvido ou liberado pela reação;
m = massa da água (g);
c = calor específico da água (4,18J/gºC ou 1cal/gºC);
∆t = t final - t inicial (ºC).
O calor envolvido nas reações químicas pode ser medido em um calorímetro.

Objetivos

Conceituar energia e calor de reação


Compreender a relação entre reação química e energia
Familiarizar com as unidades de energia e suas conversões
Calcular a quantidade de calor envolvida em uma dissolução e em uma reação de neutralização

Materiais e Reagentes

2Erlenmeyer de 250mL; .Termômetro;


.Balança analítica; .Pipeta graduada de 10 mL;
.Espátula; .Vidro de relógio;
.Cápsula de porcelana; .Algodão;
.Bastão de vidro; .Capela;
.Gominha; .Conta gotas;
.Água destilada; .H2SO4 concentrado;
.NaOH sólido; .KMnO4sólido
PARTE EXPERIMENTAL

Procedimentos

1. VERIFICAÇÃO DO PODER ENERGÉTICO DE UMA REAÇÃO

Na capela, coloque numa cápsula de porcelana um pouco de permanganato de potássio


sólido e acrescente algumas gotas de ácido sulfúrico concentrado (CUIDADO). Com um bastão
de vidro contendo um chumaço de algodão enrolado em sua ponta, toque na mistura da
cápsula de porcelana (CUIDADO). O que você observa? Escreva a equação que representa a
reação química observada.

2. CALOR DE DISSOLUÇÃO DO NaOH sólido

Em um erlenmeyer de 250mL coloque 100 mL de água destilada e com o termômetro meça


a temperatura e anote.
Pese rapidamente 4,0 g de hidróxido de sódio em um vidro de relógio e adicione-o à água
no erlenmeyer e agite, cuidadosamente, até dissolução completa. Meça a temperatura máxima
atingida neste processo. A dissolução é endotérmica ou exotérmica? Escreva a equação
química da dissolução do NaOH. Calcule a quantidade de calor envolvida. Calcule o valor de
∆Η .
3. CALOR DE DISSOLUÇÃO DO H2SO4 concentrado

Em um erlenmeyer de 250 mL coloque 100 mL de água destilada e com o termômetro


meça a temperatura e anote.
Calcule a quantidade de ácido sulfúrico necessário para neutralizar 4,0 g de hidróxido de
sódio e adicione-o à água no erlenmeyer, cuidadosamente, e meça a temperatura máxima
atingida neste processo. A dissolução é endotérmica ou exotérmica? Escreva a equação
química da dissolução do H2SO4. Calcule a quantidade de calor envolvida. Calcule o valor de
∆Η .

4. CALOR DE NEUTRALIZAÇÃO

Deixe as soluções preparadas no 2º e no 3º passos atingir a temperatura ambiente. Confira


esta temperatura com o termômetro e anote.
Deixe o termômetro dentro da solução de hidróxido de sódio e misture rapidamente a
solução de ácido sulfúrico com a de hidróxido, medindo a temperatura máxima atingida nesta
neutralização. A reação de neutralização é endotérmica ou exotérmica? Escreva a equação
química desta neutralização. Calcule a quantidade de calor envolvida. Calcule o valor de ∆Η .
3
Dados: d (H2SO4) = 1,840g/cm e pureza = 98%
c (H2SO4) = 0,34 cal/g.ºC
c (NaOH) = 0,94 cal/g.ºC

Questionário

1. O que é energia?
2. Transforme os valores dos calores encontrados em calorias, para Joule.
3. Desenhe um diagrama de energia para a reação de neutralização.
4. Quando a glicose se combina com O2 , a seguinte reação ocorre:
C6H12O6(s) + 6O2(g) 6CO2(g) + 6H2O(l) ∆Η = -2820kJ

Calcule quantos gramas de glicose deveriam ser queimados para aquecer 1,00kg
de água de 25,00°C para 30,00°C (calor específico = 4,18 J/g.°C)?