P. 1
Apostila Contabilidade Comercial I - 2011

Apostila Contabilidade Comercial I - 2011

|Views: 52.821|Likes:
Publicado porViana Viana

More info:

Published by: Viana Viana on Jun 01, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/11/2015

pdf

text

original

Passivo Não Circulante: representa as obrigações com prazo de vencimento após 12
(doze) meses. Ex: empréstimos bancários e financiamentos. Neste grupo também são
classificadas as seguintes contas: adiantamentos de sócios, adiantamentos de acionistas,
empréstimos de coligadas e empréstimos de controladas.

As contas do Passivo Não Circulante devem ser verificadas com relação aos documentos
suportes de movimentação no ano, a classificação superior a 12 meses após encerramento
do balanço e planilhas subsidiárias.

Nos contratos com vencimento a longo prazo, devem ser reclassificadas para o Passivo
Circulante as parcelas a vencer no período de 12 meses após o encerramento do balanço de

martins.manoel@gmail.com

Página 87

31.12.2008. Dessa forma, um contrato com saldo de R$ 360.000,00, em 31.12.2008,
restando 36 parcelas a vencer, nos próximos 36 meses, será classificado da seguinte forma:
12 parcelas*¹ x 10.000,00 = 120.000,00 -> serão reclassificadas para o Passivo Circulante.
24 parcelas*² x 10.000,00 = 240.000,00 -> estarão registradas no Passivo Não Circulante.

*¹com vencimento nos meses de janeiro de 2009 a dezembro de 2009.

*²parcelas com vencimentos a partir de 01.01.2010 (12 meses após o encerramento do
balanço – 31.12.2008)

Tratamento idêntico deve ser adotado para as demais contas, como exemplo os
parcelamentos de tributos a longo prazo, os empréstimos a terceiros a longo prazo. De
forma a cumprir o disposto no art. 180 da Lei 6.404/76. Bem assim, para manter
consistentes os índices financeiros, gerenciais e econômicos que serão extraídos das
Demonstrações Financeiras.

Porém os adiantamentos de sócios, adiantamentos de acionistas, empréstimos de coligadas
e controladas, que não constituírem negócios usuais na exploração do objeto da
companhia, serão classificados integralmente no Passivo Não Circulante, por analogia ao
inciso II, artigo 179 da Lei 6.404/76.

Por opção da empresa, a reclassificação pode ser feita no último dia do balanço e revertida
no primeiro dia do ano seguinte, desde que no Balanço encerrado em 31.12.2008, constem
as reclassificações para o Passivo Circulante.

As contas do Passivo Não Circulante devem ser verificadas com relação aos documentos
suportes de movimentação no ano, a classificação superior a 12 meses após encerramento
do balanço e planilhas subsidiárias.

Observação: até 03.12.2008, as obrigações com prazo de vencimento após 12 (doze) meses
estavam registradas no Passivo Exigível a Longo Prazo. No entanto, a partir de
04.12.2008, o grupo Passivo Exigível a Longo Prazo passou a ser denominado Passivo
não Circulante por ocasião da MP 449/2008, art. 36, convertida pela Lei 11.941/2009, que
alterou o art. 178 da Lei 6.404/76.

Resultado de Exercícios Futuros

6. Resultado de Exercícios Futuros: compreende as receitas recebidas antecipadamente que
de acordo com o regime de competência pertence a exercícios futuros. Ex: receita
antecipada e custos atribuídos à receita antecipada.

Extinção dos resultados de exercícios futuros

A MP 449/2008, em seu art.36, 03.12.2008, convertida pela Lei 11.941/2009, modificou a
composição dos grupos patrimoniais constante no art. 178 da Lei 6.404/76, e estabeleceu
que o passivo será composto pelo passivo circulante, passivo não-circulante e patrimônio
líquido, não citando o resultado dos exercícios futuros. Portanto, este subgrupo deixa de
existir.
Saldos contábeis em 31.12.2008

martins.manoel@gmail.com

Página 88

No mesmo sentido, o art. 37 da MP 449/2008, convertida pela Lei 11.941/2009,
acrescentou o art. 299-B à Lei 6.404/76, que dispõe: “O saldo existente no resultado de
exercício futuro em 31 de dezembro de 2008 deverá ser reclassificado para o passivo não-
circulante em conta representativa de receita diferida”. Bem como o registro do saldo
deverá evidenciar a receita diferida e o respectivo custo diferido.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->